Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula 03 - Fórmula Editorial

1,574 views

Published on

Entende-se por “fórmula editorial” o projeto no qual a publicação é detalhadamente descrita. Trata-se da “receita” da publicação.

É necessário que todo projeto editorial seja elaborado a partir de uma fórmula editorial porque o leitor deseja receber novidades a cada edição, porém num contexto reconhecível.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Aula 03 - Fórmula Editorial

  1. 1. EDIÇÃO DE REVISTAS Fórmula editorial Prof. Ms. Elizeu Silva
  2. 2. FÓRMULA EDITORIAL Entende-se por “fórmula editorial” o projeto no qual a publicação é detalhadamente descrita. Trata-se da “receita” da publicação. É necessário que todo projeto editorial seja elaborado a partir de uma fórmula editorial porque o leitor deseja receber novidades a cada edição, porém num contexto reconhecível.
  3. 3. FÓRMULA EDITORIAL A fórmula editorial consiste numa estrutura a ser preenchida pelos conteúdos a cada edição da publicação. Nessa estrutura devem ser descritos os diferentes tipos de matéria que podem ser publicadas, as seções e colunas da publicação, o espaço que cada conteúdo deve ocupar, o estilo de design, das fotografias e das ilustrações.
  4. 4. FÓRMULA EDITORIAL Uma fórmula bem elaborada garante a distribuição dos conteúdos de forma organizada e coerente, garantindo que a publicação possa ser reconhecida a cada edição. A fórmula deve ser escrita de forma sucinta, mas suficientemente clara para que possa servir de guia aos produtores.
  5. 5. FÓRMULA EDITORIAL A fórmula editorial deve se alinhar à missão da publicação. Deve ser expressão desta. Não deve, contudo, ser tomada como regra inquebrável. Cada publicação deve desenvolver uma fórmula própria. Não há uma regra única aplicável a todas. O foco deve ser nos interesses e desejos do público-alvo.
  6. 6. FÓRMULA EDITORIAL As revistas são constituídas, geralmente, por três grandes grupos de conteúdos: seções fixas, colunas e matérias. Os conteúdos editoriais devem se encaixar em algum desses grupos. A fórmula deve definir: • Número de páginas; quanto para o editorial, quantas para anúncios. • Quantidade, conteúdo e tamanho das seções fixas, colunas e matérias. • A distribuição do conteúdo editorial e dos anúncios na publicação.
  7. 7. FÓRMULA EDITORIAL Quantidade de páginas: • Depende do orçamento da publicação. Mais recursos permitem mais páginas. É necessário garantir que a quantidade mínima de páginas seja razoável, para que o leitor sinta que está recebendo algo substancial em troca do dinheiro que investiu na publicação. Algumas revistas definem também o número máximo de páginas, para não sobrecarregar o leitor com conteúdos muito extensos e/ou com publicidade em excesso.
  8. 8. FÓRMULA EDITORIAL Relação entre conteúdo editorial X publicidade: • Revistas de variedades costumam dedicar 60% das páginas ao conteúdo editorial e 40% à publicidade. Em algumas publicações, como as sobre moda e/ou comportamento, a publicidade adquire status de informação útil/relevante para o leitor. Nesses casos, ela acaba ocupando mais espaço. Em todos os outros casos, jamais reduza o conteúdo editorial em favor da publicidade. O leitor pode se sentir lesado.
  9. 9. FÓRMULA EDITORIAL Seções fixas: • A determinação da quantidade e dos conteúdos das seções fixas depende do tipo de publicação e do público-alvo. Na dúvida, não hesite em consultar outras publicações do gênero e adaptar para sua revista as soluções mais eficazes. • Geralmente cada seção ocupa uma página. Podem ser maiores, dependendo da relevância para o leitor. Contudo, é recomendável que cada seção tenha uma quantidade fixa de páginas.
  10. 10. FÓRMULA EDITORIAL Seções fixas: • As seções devem ser identificadas por títulos que indiquem claramente o tipo de conteúdo. • Algumas seções devem aparecer em todas as edições. Outras podem se alternar nas edições. • Geralmente as seções fixas são posicionadas nas páginas iniciais da revista. Se for pequena, é possível fazê-la compartilhar a página com anúncios.
  11. 11. FÓRMULA EDITORIAL Colunas: • São espaços ocupados por pessoas notáveis ou especialistas, jornalistas ou não, relevantes para o público-alvo. Bons colunistas reforçam a imagem editorial da revista junto aos públicos. • Conferem à revista autoridade e capacidade de influir. • Ocupam desde 1/3 de página até uma página inteira. • Dependendo da publicação, pode haver até 4 ou 5 colunistas. • A exemplo das seções fixas, deve haver regularidade na publicação.
  12. 12. FÓRMULA EDITORIAL Matérias: • São a substância da revista. O termo designa reportagens, entrevistas, ensaios, dicas, artigos, listas etc. São elas que fazem com que o leitor compre/assine a revista, por isso merecem atenção muito especial. • A quantidade deve ser adequada à periodicidade da revista. Semanais devem ter conteúdo suficiente para a semana; mensais devem ter conteúdo suficiente para ser consumido ao longo do mês.
  13. 13. FÓRMULA EDITORIAL Matérias: • Costumam ocupar de uma a quatro páginas. Contudo, somente assuntos relevantes podem ocupar mais que uma página. Matérias especiais podem chegar a seis páginas. • A quantidade de páginas dedicadas à matéria define a importância relativa dela na edição. Conteúdos pouco importantes ocupam menos espaço que os mais relevantes. • Matérias de capa são, necessariamente, as mais relevantes.
  14. 14. FÓRMULA EDITORIAL Matérias: • Revistas mensais não devem repetir matérias em menos de dois anos – a menos que sejam desdobramentos suficientemente relevantes para retomar o tema. • Quando temas são retomados, a abordagem deve ser suficientemente diferente para que o leitor perceba tratar-se de nova abordagem.
  15. 15. FÓRMULA EDITORIAL Matérias: • O conjunto de matérias da edição deve conduzir o leitor por uma experiência de leitura agradável e interessante. É preciso equilibrar fatores como alegria, tristeza, divertimento, utilidade, emoção. • É necessário estabelecer vínculos lógicos e estéticos entre as matérias que compõem a edição. Tudo deve parecer interligado; a parte deve se conectar ao todo.
  16. 16. FÓRMULA EDITORIAL Matérias: • Para testar a validade da fórmula editorial, deve-se produzir pautas para pelo menos 12 edições da revista – se for mensal. Isso permitirá observar a coerência entre as edições e evitar problemas. • Elabore uma lista das matérias de cada uma das 12 edições. Pense nelas como se pretendesse publicá-las hoje. • Defina os assuntos das seções e colunas. Indique o espaço que ocuparão.
  17. 17. FÓRMULA EDITORIAL Matérias: • Elabore uma lista das matérias de cada uma das 12 edições. Pense nelas como se pretendesse publicá-las hoje. • Defina os assuntos das seções e colunas. Indique o espaço que ocuparão. • Crie títulos. Não se preocupe em fazê-los atraentes, pois ainda não são definitivos.
  18. 18. FÓRMULA EDITORIAL Matérias: • Escreva uma parágrafo descrevendo a matéria e o tom que será adotado. • Indique fontes para a matéria – as melhores e mais adequadas. Não se preocupe, neste momento, com a viabilidade das fontes. Trata- se apenas da definição do perfil. • Descreva as imagens (fotografias ou ilustrações) a serem utilizadas na matéria.
  19. 19. Fonte: ALI, Fátima. A arte de editar revistas. São Paulo : Cia Editora Nacional, 2009

×