Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Função Tireoidiana

5,706 views

Published on

PRINCIPAIS TESTES LABORATORIAIS E APLICAÇÕES DIAGNÓSTICAS 7° PERÍODO DE FARMÁCIA.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Função Tireoidiana

  1. 1. FUNÇÃO TIREOIDIANAPRINCIPAIS TESTES LABORATORIAIS E APLICAÇÕES DIAGNÓSTICAS ELIANE REZENDE 2012.2
  2. 2. SUBSTANCIAS OU DROGAS QUE PODEM AFETAR A SÍNTESE DE LIBERAÇÃO T3 E T4• Uma importante utilização do iodeto de potássio, é quando este é misturado ao salcomum (Cloreto de Sódio – NaCl). O sal de cozinha iodado previne o surgimento do bócio endêmico, doença causada pelo déficit de iodo na dieta alimentar.• O iodo em altas doses pode saturar a captação do iodeto da tirosinas eliberação dos hormônios pela tireoide.•Carbonato de lítio, fenilbutazona( uma droga de açãoantiinflamatória, antipirética e analgésica) e sulfoniurérias também inibem asíntese de liberação de T3 e T4. Carbonato de lítio é a droga mais usada no tratamento detranstorno bipolar ou mania.
  3. 3. • Perclorato é um sal que contém o ânion ClO4- (Usado em Exemplos de propelente são a gasolina, querosene de aviação e o combustível de foguetes espaciais.• Tiocianato SCN- (É usado como estabilizador em fotografia, como estabilizador de emulsões, como doador de liga e dureza para materiais de construção como argamassa e concreto e como herbicida.)• Nitrato (NO3)• Tecnetatos(Tco4-)• Todas essas drogas inibem competitivamente a captação de iodo pela glândula Perclorato Nitrato Tiocianato
  4. 4. • Propiltiouracil Esta droga age no sentido de reduzir a formação de hormônios. Seus principais campos de atuação, por assim dizer, consistem em atuar sobre iodetos e tirosina. Há dois mecanismos sobrejacentes, a saber: o primeiro busca obstar a enzima peroxidase (necessária para iodização da tirosina); o segundo atua bloqueando a conjugação de duas tirosinas iodadas, que servem para formar os hormônios.• Há um risco aumentado de hepatotoxicidade com propiltiouracil quando comparado ao metimazol. Foram identificados 32 casos (22 adultos e 10 pediátricos)• Metimazol inibe a síntese de hormônio tireóideo no momento do acoplamento de monoiodo e diiodotironina. A terapêutica a longo prazo pode induzir à remissão da doença.
  5. 5. • O propanolol, o excesso de glicocorticoides, amiodarona (atlansil), ácido iopanoico(telepaque), ácido ipodípico (oragrafin) inibem a conversão de T4 para T3• Salicilatos, furosemida, fenitoína e fenclofenaco diminuem a ligação dos hormônios tireoidianos com a TBG.• A dopamina, L-dopa, e o excesso de glicocorticoides podem suprir a secreção de TSH pela adenohipófise.
  6. 6. AÇÃO FISIOLÓGICA DOS HORMÔNIOS TIREOIDIANOS• Os hormônios tireoidianos circulam no sangue unidos às proteínas carregadoras, mas em equilíbrio com a fração livre. O hormônio livre, através de difusão passiva ou após ligar-se a um receptor específico na membrana celular, atinge o citoplasma e se liga a seu receptor específico no núcleo. No interior das células, o T4 sofre a ação das deiodinases, convertendo-se em T3, a forma ativa do hormônio tireoidiano.
  7. 7. • Muito embora, ainda não se tenha uma certeza absoluta a respeito do mecanismo de ação dos hormônios tireoidianos a nível molecular, acredita-se que eles agem primariamente sobre a síntese protéica e a partir desta, desencadeiam-se todas as ações e efeitos já comprovados.• Outras ações dos hormônios tireoidianos ocorrem a nível das mitocôndrias, regulando a calorigênese e a temperatura corporal. Em síntese, as ações dos hormônios tireoidianos sempre devem ser analisadas em duas situações, isto é, quando se encontram em doses fisiológicas ou em excesso.
  8. 8. • 1- Em doses fisiológicas ativam a biossíntese das proteínas através da ligação a receptores nucleares específicos. Regulam a calorigênese e a temperatura corporal, promovem o crescimento, a diferenciação e a maturação dos tecidos. São muito importantes para o crescimento e maturação do sistema nervoso central, particularmente na vida intra-uterina. Atuam também como reguladores do metabolismo dos carboidratos e gorduras. Em relação aos carboidratos, agem diminuindo a ação da insulina e acelerando a sua degradação. No metabolismo dos lípides promovem a degradação do colesterol em ácidos biliares.• 2- Quando em excesso, os hormônios tireoidianos são hiperglicemiantes; aumentam o catabolismo das proteínas e das gorduras; aumentam o consumo de oxigênio e a calorigênese, diminuindo o rendimento energético; produzem também uma desmineralização óssea.

×