Gestão do agronegócio a hora e a vez dos administradores

1,659 views

Published on

Apresentação feita para alunos, docentes e empresários no Fórum Mineiro de Administração, na cidade Luz, MG.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,659
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
120
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gestão do agronegócio a hora e a vez dos administradores

  1. 1. AGRONEGÓCIO – a hora e vez dos Administradores<br />Fórum Mineiro de Administração<br />Conselho Regional de Administração<br />Luz/MG<br />
  2. 2. Quem sou?<br />Adm. Érlei Araújo – CRA/MG 22.636<br />Administrador (1994)<br />Especialização em Auditoria Contábil e Planejamento Fiscal (2002) e Marketing Estratégico (2005)<br />Experiências profissionais<br />Gerente Comercial (COMADI)<br />Secretário de Administração e Técnico de Desenvolvimento (PMDI)<br />Coordenador do Centro Integrado de Gestão & Negócio – CIG&N (Newton Paiva)<br />Formulador e Coordenador do MBA em Gestão Estratégica do Agronegócio (Newton Paiva/Rehagro)<br />Gerente de Relacionamento (Newton Paiva)<br />Professor Universitário (UNIFENAS e Newton Paiva)<br />Vice-Diretor Administrativo Financeiro (Católica/ES)<br />Gerente Executivo (Instituto Integrado de Gestão – IIG)<br />Sócio-diretor da BBS Consultoria e Treinamento<br />Consultor e Instrutor credenciado do SEBRAE/ES (Planejamento Empresarial, Gestão Financeira e Empreendedorismo/RH)<br />Facilitador do CRA/MG nos FMA...<br />
  3. 3. Objetivos?<br />
  4. 4. 4<br />Conteúdo<br />
  5. 5. Evolução do conceito: agricultura para agronegócio<br />
  6. 6. 6<br />Agricultura e Agronegócio (1/9)<br />
  7. 7. 7<br />Agricultura e Agronegócio (2/9)<br />+12.000 anos<br />
  8. 8. 8<br />Agricultura e Agronegócio (3/9)<br />Fatores socioeconômicos obrigavam os produtores, ou mesmo pequenas comunidades, a sobreviver praticamente isoladas e a serem autossuficientes<br />Esses fatores eram:<br />Distribuição espacial da população<br />Carência de infraestrutura<br />Pouca evolução tecnológica de conservação<br />Dificuldade de comunicação...<br />
  9. 9. 9<br />Agricultura e Agronegócio (4/9)<br />No Brasil, por exemplo em Minas Gerais, cada propriedade rural podia produzir ao mesmo tempo: arroz, feijão, milho, algodão, café, cana-de-açúcar, fumo, mandioca, frutas, hortaliças e outras<br />Além de criar bovinos, ovinos, suínos, aves e equinos...<br />
  10. 10. 10<br />Agricultura e Agronegócio (5/9) <br />E mais, nessas propriedades o algodão era tecido e transformado em confecção; o leite, beneficiado e transformado em queijo, requeijão e manteiga; da cana-de-açúcar faziam a rapadura, o melado, o açúcar mascavo e a cachaça; e assim por diante<br />Esse modelo geralmente continha uma atividade que era comercial (geração de excedente) para compra de algum bem não produzido no local (sal, querosene, etc.)...<br />
  11. 11. 11<br />Agricultura e Agronegócio (6/9)<br />As propriedades praticamente produziam e industrializavam tudo o que necessitavam<br />Por isso, o termo “agricultura” era suficiente para fazer referência a todo o conjunto de atividades, sendo quase todas realizadas dentro da própria fazenda...<br />
  12. 12. 12<br />Agricultura e Agronegócio (7/9)<br />A economia evoluiu, impulsionada pelos avanços tecnológicos<br />Trazendo mudanças para a fisionomia das propriedades rurais<br />Nos últimos 50 anos, a população saiu do campo para a cidade<br />Houve necessidade de saltos nos índices de produtividade...<br />
  13. 13. 13<br />Agricultura e Agronegócio (8/9)<br />Menor número de pessoas é obrigada a sustentar mais gente<br />Com isso:<br />Propriedades perdem a autossuficiência<br />Passam a depender de mais insumos e serviços que não são seus<br />Especializam em determinada atividade<br />Geram excedentes e abastecem mercados distantes<br />Recebem informações externas...<br />
  14. 14. 14<br />Agricultura e Agronegócio (9/9)<br />Necessitam de estradas, armazéns, portos, aeroportos, softwares, bolsas de mercadorias, pesquisas, fertilizantes, novas técnicas, tudo de fora da propriedade rural<br />Conquistam mercados<br />Enfrentam a globalização e a internacionalização da economia<br />Então o conceito de “setor primário” ou de “agricultura” perdeu seu sentido, pois deixou de ser somente rural ou somente agrícola, sendo necessário um novo conceito, mais abrangente...<br />
  15. 15. 15<br />Conceito de Agronegócio<br />“... O conjunto de todas as operações e transações envolvidas desde a fabricação dos insumos agropecuários, das operações de produção nas unidades agropecuárias, até o processamento, distribuição e consumo dos produtos agropecuários ‘in natura’ ou industrializados.<br />Desenvolvido nos anos 50 em Harvard, nos Estados Unidos, pelos Professores Ray Goldbergere John Davis.<br />No Brasil, responde por 25% do PIB nacional, gera milhões de empregos e representa 38% das exportações totais...<br />
  16. 16. Organização do setor: visão sistêmica do administrador<br />
  17. 17. 17<br />Sistema Agroindustrial<br />AGRONEGÓCIO<br />DENTRO DA PORTEIRA<br />DEPOIS DA PORTEIRA<br />ANTES DA PORTEIRA<br />Pesquisa, assistência técnica, produção e suprimento de insumos e serviços<br />Produção propriamente dita (empregos e atividade produtiva)<br />Armazenagem, industrialização, embalagem, distribuição, e transporte<br />57% PIB<br />10% PIB<br />33% PIB<br />20% PIB NACIONAL – R$ 800 bi em 2010<br />
  18. 18. 18<br />Visão sistêmica do Agronegócio<br />Fonte: ABAG<br />TRATORES<br />FERTILIZANTES<br />SEMENTES<br />SERVIÇOS<br />DEFENSIVOS<br />AGRICULTURA<br />& PECUÁRIA<br />AGROINDÚSTRIA<br />& ENERGIA<br />ATACADISTAS<br />COOPERATIVAS<br />EXPORTADORES<br />VAREJISTAS<br />CONSUMIDOR<br />PRODUÇÃO<br />INSUMOS<br />COMERCIALIZAÇÃO<br />“... a cadeia produtiva (do agronegócio) é a atividade que começa na prancheta de um pesquisador científico que está investigando variedades novas e termina na gôndola do supermercado.”<br />Ministro Roberto Rodrigues, em entrevista (Revista da ESPM).<br />
  19. 19. 19<br />Figura I - Integração entre sistemas agroindustriais do milho e soja<br />PEIXE E BOVINOS<br />INSUMOS E SERVIÇOS<br />RESÍDUOS<br />PRODUÇÃO AGRÍCOLA<br />SOJA<br />MILHO<br />CLUSTER<br />AVES E SUÍNOS<br />AGROINDÚSTRIA<br />ÓLEO<br />FARELO<br />OUTROS DERIVADOS<br />FRIGORÍFICOS<br />FÁBRICAS DE RAÇÃO<br />OUTRAS AGROINDÚSTRIAS<br />CARNES E PROCESSADOS<br />FARINHAS<br />DISTRIBUIÇÃO<br />DISTRIBUIÇÃO<br />$$$$ MERCADO CONSUMIDOR $$$$<br />
  20. 20. O brasil e o agronegócio<br />
  21. 21. 21<br />O Brasil e a atividade agropecuária<br />O Brasil sempre teve vocação para a agropecuária<br />Desde o seu descobrimento, viveu vários ciclos e subciclos econômicos baseados na agropecuária:<br />Pau-brasil (1503-1550)<br />Gado (1560 ...)<br />Açúcar (1550-1650 e 1789-1806)<br />Fumo (1642 ...)<br />Algodão (1776-1825 e 1861-1865)<br />Café (1825-1930)<br />Borracha (1890-1912)<br />Cacau (1900-1935)<br />Vamos nos ater aos últimos 50 anos...<br />
  22. 22. 22<br />Contexto anos 50<br />Anos 50, Brasil faz opção pelo modelo urbano/industrial em substituição ao modelo primário/exportador (rural):<br />Necessidade de transferir renda e pessoas (mão-de-obra) do campo para a cidade<br />Salário mínimo baixo para garantir lucro das empresas nascentes (cultura empresarial incipiente)<br />Preço de alimentos baixos (em função dos salários baixos)<br />Objetivo de garantir o modelo adotado...<br />
  23. 23. 23<br />Contexto anos 60 e 70<br />Anos 60 e 70, os agricultores reclamam da transferência de renda do campo para cidade<br />O governo responde ao pedido com [1] crédito subsidiado e [2] política de preço mínimo<br />Contudo, atendia pequena parte dos produtos...<br />
  24. 24. 24<br />Contexto anos 60 e 70<br />Criou-se uma imagem negativa da agricultura de que ela era exploradora e pouco eficaz<br />Foi criada a Embrapa<br />O campo começa os ajustes em busca da eficiência<br />Aumento da tecnologia (número menor de pessoas no campo com necessidade de alimentar um número maior de pessoas na cidade)<br />Conquista de novas fronteiras agrícolas...<br />
  25. 25. 25<br />Contexto anos 90<br />Anos 90, o Plano Collor corrige os índices de crédito rural (BTN) diferente dos índices do preço agrícola (IPC)<br />Houve grande quebradeira (exclusão)<br />Abertura de mercado<br />No Plano Real, a exclusão se consolidou com as dívidas corrigidas pela TR e os preços pelo mercado...<br />
  26. 26. 26<br />Contexto anos 90<br />Calcula-se que 2 milhões de pessoas perderam o emprego e 250 mil pequenos produtores perderam o que tinham<br />Começa a revolução no campo com os produtores que sobraram<br />Incorporam tecnologia, gestão, agregam valor e desenham o milagre do agronegócio brasileiro...<br />
  27. 27. 27<br />Contexto anos 2000<br />No final da década de 90, princípio de 2000, o agronegócio emergiu vigorosamente em virtude de dados da [1] balança comercial, [2] geração de emprego e renda e [3] abertura de novas fronteiras agrícolas...<br />
  28. 28. 28<br />Fatores positivos<br />Criação da Embrapa<br />Programa ModerFrota<br />Mudanças no câmbio em janeiro de 99<br />Programa de alongamento de dívidas...<br />
  29. 29. 29<br />Números em Minas<br />Empregos<br />1 em cada 3 gerados<br />Participação no PIB<br />105,4 bi (2010) <br />12,8% do PIB do Agronegócio nacional<br />O agronegócio é a base da economia de 73% dos municípios mineiros...<br />
  30. 30. 30<br />Principais produtos em Minas<br />Café<br />Leite<br />Queijo<br />Abacaxi<br />Batata<br />Reflorestamento<br />Feijão<br />Tomate<br />Olerícolas<br />Ovos<br />Alho<br />Carne bovina<br />Milho<br />Cana-de-açúcar<br />Laranja<br />Banana<br />Carne suína<br />Carne de frango...<br />
  31. 31. 31<br />INVESTIMENTOS – R$ 43,6 BILHÕES (2003-2010)<br />
  32. 32. Números no Brasil (1/2)<br />Safra em torno de 147,93 milhões de toneladas de grãos;<br />Crédito governamental para a safra 2010/2011: R$ 116 bilhões, com juros de 8,75% a.a(comercial) e 7,25% a.a(familiar)...<br />32<br />
  33. 33. Números no Brasil (2/2)<br />Área plantada cresceu de 37,8 milhões para 48,3 milhões de hectares;<br />Ou seja, enquanto a área plantada cresceu 27,7%, a produção cresceu 128,2%, ao longo de 15 safras...<br />33<br />
  34. 34. Evolução área cultivada e produção de grãos no Brasil<br />34<br />
  35. 35. Gráfico 1.1 – área plantada / produção de grãos<br />35<br />
  36. 36. Brasil em 1º lugar<br />Vende 82% do suco de laranja do planeta;<br />38% do mercado mundial de soja;<br />29% do açúcar, 28% do café em grão e 44% do café solúvel;<br />23% do tabaco;<br />Primeiro em venda de frangos;<br />Maior exportador mundial de álcool;<br />1º no ranking de couro curtido e calçados de couro;<br />Líder mundial em carne bovina...<br />36<br />
  37. 37. Oportunidade de carreira e negócios para administradores<br />
  38. 38. Maior potência mundial<br />Segundo a UNCTAD o Brasil será a maior potência agrícola da da década;<br />País é um dos poucos que pode triplicar a produção;<br />Pela projeções o Brasil pode chegar a uma área plantada de 140 milhões de hectares, sem causar danos ambientais...<br />38<br />
  39. 39. Setores que despontam<br />Bioenergia<br />Reflorestamento<br />Agroecologia (agricultura orgânica)<br />Pecuária leiteira de alta produtividade<br />Pecuária bovina<br />Suinocultura (abertura mercado Chinês)<br />Fruticultura...<br />
  40. 40. Empresas do Agronegócio<br />
  41. 41. Adm. Érlei Araújoerleiaraujo@gmail.com(37) 8404-0546<br />

×