República Velha (Espadas)

1,525 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,525
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
129
Actions
Shares
0
Downloads
82
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

República Velha (Espadas)

  1. 1. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930)
  2. 2. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) • Foi um golpe militar, proclamada pelo Marechal Deodoro da Fonseca e testemunhada unicamente pelo Tenente-Coronel Benjamin Constant.
  3. 3. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) Não alterou as estruturas socioeconômicas do Brasil imperial. A riqueza nacional continuou concentrada em poucas famílias elitistas, enquanto na economia predominava o sistema agrícola de exportação, baseado na monocultura e no latifúndio. Se houve alguma mudança com a proclamação da República foi uma mudança na classe social que passou a dominar a política brasileira: os grandes cafeicultores paulistas, que tiraram o poder das antigas elites cariocas e nordestinas.
  4. 4. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) 1 - Diferentes projetos republicanos: • República Positivista (militares): centralização política nas mãos do presidente. Prevaleceu entre 1889 e 1894, durante a chamada República da Espada. • República Liberal (cafeicultores paulistas): federalismo descentralizado com grande autonomia para os estados. Prevaleceu entre 1894 e 1930, durante a chamada República Oligárquica. • República Jacobina (classe média urbana): formação de uma república com forte participação popular e favorável a criação de medidas com alcance social. Não chegou a se concretizar.
  5. 5. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) Um provisório de 104 anos Na 1ª reunião dos golpistas, foi decidido que seria feito um referendum popular, sendo que este foi de fato convocado com um pequeno atraso de 104 anos. Para saber se o brasileiro queria a República, o referendum popular foi feito em 1993. E então, a República ficou provisória desde a sua proclamação.
  6. 6. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) 2 - República da Espada (1889 – 1894): • Período em que o Brasil foi governado por dois presidentes militares: Mal. Deodoro da Fonseca (1889 – 1891) e Mal. Floriano Peixoto (1891 – 1894). MAL. DEODORO DA FONSECA MAL. FLORIANO PEIXOTO
  7. 7. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) • O Governo Mal. Deodoro da Fonseca (1889 – 1891): – Fase provisória: Cancelamento de instituições imperiais. Decretos.  Reconhecimento das dívidas e contratos internacionais
  8. 8. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) • Separação entre Igreja e Estado (criação do casamento civil). • Grande naturalização.
  9. 9. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) Transformação das Províncias em Estados.
  10. 10. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) • Bandeira e Brasão
  11. 11. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) • Eleições para Assembléia Constituinte. • Encilhamento (Rui Barbosa): – Objetivo – industrialização. – Meios – emissão monetária. – Conseqüências – crise econômica, inflação, especulação financeira.
  12. 12. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) A constituição (1891): –República Federativa com autonomia para os estados. –3 poderes: executivo, legislativo (bicameral) e judiciário. –Voto aberto, universal, masculino (excluindo-se mulheres, menores de 21 anos, analfabetos, mendigos, padres e soldados);
  13. 13. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) – Eleições diretas (excetuando-se a primeira eleição presidencial, vencida por Deodoro). • Fase Constitucional (1891): – Atritos entre o presidente (avesso à idéia de democracia ou oposição) e o parlamento (controlado majoritariamente por cafeicultores desejosos de maior descentralização política). – Nov/1891 – Deodoro fecha o congresso e decreta Estado de Sítio. – Reação de diversos setores contra o gesto do presidente: cafeicultores, setores do exército, greve de trabalhadores da Estrada de Ferro Central do Brasil e marinha .
  14. 14. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) • O governo Mal. Floriano Peixoto (1891 – 1894):
  15. 15. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) – Consolidador da República (apelidado de “Mal. de Ferro” devido a firmeza de suas atitudes em relação a seus opositores); – Medidas populares no RJ (apoio popular): redução de aluguéis, construção de casas populares, destruição de cortiços e eliminação de imposto sobre a carne para baixar o preço; – Crise inicial pela posse: “Manifesto dos 13 generais”;
  16. 16. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) – Revolução Federalista (RS 1893 – 1895): PRR – Júlio de Castilhos: “castilhistas” ou “pica-paus”, defensores de uma república positivista ultra- centralizada.* X PF – Gaspar Silveira Martins: “maragatos”, defensores de maior autonomia para o poder legislativo e descentralização política. Alguns eram antigos membros do partido liberal durante a monarquia, por isso, eram identificados como partidários da monarquia. Floriano apóia o PRR de Júlio de Castilhos; Revolta também conhecida com “Revolução da Degola”.
  17. 17. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) A REVOLUÇÃO FEDERALISTA: JÚLIO DE CASTILHOS SILVEIRA MARTINS
  18. 18. BRASIL REPÚBLICA (1889 – )REPÚBLICA VELHA (1889 – 1930) – Revolta da Armada (RJ 1893): novamente a marinha se opõe ao presidente e ameaça bombardear o RJ. Floriano compra navios dos EUA e reprime os revoltosos. Os revoltosos da armada chegaram a se unir aos federalistas do RS. Ambos foram derrotados.

×