ALFAMA A PRETO EALFAMA A PRETO E
BRANCOBRANCO
Alfama é um dos mais
populares bairros típicos de
Lisboa, onde talvez tenha
...
Horas mortas, noite escura
Uma guitarra a trinar
Uma mulher a
cantar
O seu fado de
amargura
E através da vidraça
Enegrecida e rachada
Aquela voz magoada
Entristece quem lá passa
Vielas de Alfama
Ruas da Lisboa antiga
Não há fado que
não diga
Coisas do vosso
passado
Vielas de Alfama
Beijadas pelo luar
Quem me dera lá morar
Pra viver junto do fado
A lua às vezes desperta
E apanha desprevenidas
Duas bocas muito unidas
Numa porta entreaberta
Então a lua
corada
Ciente da
sua culpa
Como quem pede desculpa
Esconde-se envergonhada
Vielas de Alfama
Ruas da Lisboa antiga
Não há fado que não diga
Coisas do vosso passado
Vielas de Alfama
Beijadas pelo luar
Quem me dera lá
morar
Pra viver junto do
Vielas de Alfama
Beijadas pelo luar
Quem me dera lá morar
Pra viver junto do fado
Fado: Mariza (Vielas de
Alfama)
Fotos: Obtidas na NET
(Sofia Quintas e outros)
FIM
Lisboa - Alfama
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Lisboa - Alfama

570 views

Published on

Published in: Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
570
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Lisboa - Alfama

  1. 1. ALFAMA A PRETO EALFAMA A PRETO E BRANCOBRANCO Alfama é um dos mais populares bairros típicos de Lisboa, onde talvez tenha nascido o Fado.Por obrigações académicas, durante um período da minha vida, percorria a pé algumas destas vielas de Alfama. Era um prazer enorme, ainda hoje tenho saudades, ando a adiar, adiar.. Mas agora tem de ser.….
  2. 2. Horas mortas, noite escura Uma guitarra a trinar
  3. 3. Uma mulher a cantar O seu fado de amargura
  4. 4. E através da vidraça Enegrecida e rachada
  5. 5. Aquela voz magoada Entristece quem lá passa
  6. 6. Vielas de Alfama Ruas da Lisboa antiga
  7. 7. Não há fado que não diga Coisas do vosso passado
  8. 8. Vielas de Alfama Beijadas pelo luar
  9. 9. Quem me dera lá morar Pra viver junto do fado
  10. 10. A lua às vezes desperta E apanha desprevenidas
  11. 11. Duas bocas muito unidas Numa porta entreaberta
  12. 12. Então a lua corada Ciente da sua culpa
  13. 13. Como quem pede desculpa Esconde-se envergonhada
  14. 14. Vielas de Alfama Ruas da Lisboa antiga
  15. 15. Não há fado que não diga Coisas do vosso passado
  16. 16. Vielas de Alfama Beijadas pelo luar
  17. 17. Quem me dera lá morar Pra viver junto do
  18. 18. Vielas de Alfama Beijadas pelo luar
  19. 19. Quem me dera lá morar Pra viver junto do fado
  20. 20. Fado: Mariza (Vielas de Alfama) Fotos: Obtidas na NET (Sofia Quintas e outros) FIM

×