Revolução Francesa
Prof. Elton Zanoni
A Liberdade Guiando o Povo, por Eugène Delacroix.2 www.elton.pro.br
Execução de Robespierre3 www.elton.pro.br
Revolução Francesa
 Transição: feudalismo  capitalismo
 Ascensão da burguesia ao poder político
 França  mundo
 Idea...
Antes da Revolução
 Estrutura social extremamente desigual
 Maioria marginalizada
 Estado autoritário
 Governo inefici...
1º e 2º Estados
ALTO CLERO E NOBREZA (3%)
-Isentos de impostos
-Cargos públicos, pensões
-Cobrança de tributos feudais
3º ...
7 www.elton.pro.br
Absolutismo francês
 Monarquia absolutista
 Teoria do direito divino dos reis
 Luís XVI (desde 1774); esposa Maria Anto...
Luís XVI
MariaAntonieta
9 www.elton.pro.br
Situação econômica
 Crise do Estado francês desde Luís XV
 Ineficiência administrativa
 Corte parasitária
 Déficit púb...
11 www.elton.pro.br
Fases da Revolução
 Quadro pré-Revolução:
 Assembleia dos Notáveis (alto clero + nobreza, 1787)
 Assembleia dos Estados...
Fases da Revolução
 Controladores das finanças: constantes trocas no comando
 Turgot: reformas - fim aos privilégios (de...
DISPUTAS – FORMAS DEVOTAÇÃO
ASSEMBLEIA DOS ESTADOS GERAIS
POR ORDEM
SOCIAL
INDIVIDUALMENTE
VITÓRIA
1º E 2º ESTADOS
VITÓRIA...
Assembleia Nacional (1789-1791)
 Juramento do Jogo da Pela
 Assembleia Nacional Constituinte
 Reação de Luís XVI: 20 mi...
O juramento da Pela16 www.elton.pro.br
Assembleia Nacional (1789-1791)
 Temor diante da radicalização (alta burguesia – nobreza)
 Manutenção de Luís XVI
 Modi...
GRUPOS POLÍTICOS
Divisão dos deputados naAssembleia
RADICAIS MODERADOS CONSERVADORES
CENTRO-DIREITA
(PARTE BAIXA)
PLANÍCIE...
19 www.elton.pro.br
Assembleia Nacional (1789-1791)
 Tentativa de fuga de Luís XVI:
 Reconhecido e preso emVarennes
 Reconduzido a Paris
 ...
O retorno de Luís XVI a Paris após sua desastrada fuga.21 www.elton.pro.br
22 www.elton.pro.br
Assembleia Nacional (1789-1791)
 Constituição concluída – setembro/1791:
 Monarquia constitucional
 Monarca – executivo...
Monarquia Constitucional (1791-1792)
 2ª etapa da Revolução: sentimento de traição ao povo
 Manutenção de Luís XVI: ares...
25 www.elton.pro.br
Monarquia Constitucional (1791-1792)
 Criação da “Comuna Insurrecional de Paris” – massas (sans-
culottes) armados para c...
República Jacobina (1792-1795)
 Etapa radical e popular da Revolução
 Luís XVI julgado por traição e desvio de verbas pa...
Joseph Ignace Guilhotin propôs o uso de um
dispositivo mecânico para realizar as penas de
morte na França.28 www.elton.pro...
República Jacobina (1792-1795)
Girondinos Jacobinos
 Direita
 Alta/média burguesia
 Posições conservadoras
 Preocupado...
República Jacobina (1792-1795)
 No início, controle dos girondinos
 Depois das eleições  jacobinos maioria
 Liderança ...
República Jacobina (1792-1795)
 Março/1793 – criações:
 Tribunal Revolucionário (crimes da contrarrevolução)
 Abril: Co...
32 www.elton.pro.br
República Jacobina (1792-1795)
Radical/raivosa Moderada/indulgente
 Eliminação de todos os
opositores políticos
 Danton
...
República Jacobina (1792-1795)
 Isolado, Robespierre voltou-se contra os dois grupos e
executou seus líderes
 Enfraqueci...
ReaçãoTermidoriana
35 www.elton.pro.br
A Morte de Marat (1793), tela do pintor
francês Jacques-Louis David.
36 www.elton.pro.br
República Jacobina (1792-1795)
 Ação militar contra os monarquistas – destaque de Napoleão
Bonaparte
 Convenção Nacional...
Diretório (1795-1799)
 Alta burguesia no poder
 Anulação de medidas populares
 Volta do voto censitário (para evitar lí...
Diretório (1795-1799)
 Instabilidade:
Alta burguesia girondina X realistas (monarquistas) e
jacobinos/socialistas utópico...
Diretório (1795-1799)
 Substituição do Diretório –
Golpe de 18 Brumário
 Napoleão Bonaparte no
poder
 Fim da Revolução ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Revolução Francesa

1,865 views

Published on

www.elton.pro.br

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,865
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
120
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revolução Francesa

  1. 1. Revolução Francesa Prof. Elton Zanoni
  2. 2. A Liberdade Guiando o Povo, por Eugène Delacroix.2 www.elton.pro.br
  3. 3. Execução de Robespierre3 www.elton.pro.br
  4. 4. Revolução Francesa  Transição: feudalismo  capitalismo  Ascensão da burguesia ao poder político  França  mundo  Ideais iluministas: igualdade, liberdade, fraternidade  Progresso 4 www.elton.pro.br
  5. 5. Antes da Revolução  Estrutura social extremamente desigual  Maioria marginalizada  Estado autoritário  Governo ineficiente e alienado  Estrutura arcaica, perdulária e corrupta  Sociedade estamental:  Divisão em ordens  Privilégios de nascimento  Imobilidade  Leis diferentes 5 www.elton.pro.br
  6. 6. 1º e 2º Estados ALTO CLERO E NOBREZA (3%) -Isentos de impostos -Cargos públicos, pensões -Cobrança de tributos feudais 3º Estado TODO O RESTANTE DA SOCIEDADE (97%) Urbano -Burguesia (alta, média e baixa) -Sans-culottes Rural (80%) -Servos -Arrendatários -Pequenos proprietários -Camponeses (massa) 25 milhões de franceses (vésperas da Revolução) 6 www.elton.pro.br
  7. 7. 7 www.elton.pro.br
  8. 8. Absolutismo francês  Monarquia absolutista  Teoria do direito divino dos reis  Luís XVI (desde 1774); esposa Maria Antonieta (austríaca)  Incapaz de atender às aspirações populares  Autoritarismo e perseguições  Bastilha  Fortalecimento da burguesia  Restrição de poderes do clero e da nobreza  Reaproximação da nobreza quando eclode a Revolução  Reis + nobreza = obstáculos para a burguesia 8 www.elton.pro.br
  9. 9. Luís XVI MariaAntonieta 9 www.elton.pro.br
  10. 10. Situação econômica  Crise do Estado francês desde Luís XV  Ineficiência administrativa  Corte parasitária  Déficit público  Dívida externa  Dificuldades da indústria –Tratado de 1786 com a Inglaterra (industrializados x agrícolas)  Envolvimento em guerras - dívidas (Independência - EUA)  Crises agrícolas na década de 1780 – questões climáticas  Falta de alimentos – alta nos preços – fome/insatisfação 10 www.elton.pro.br
  11. 11. 11 www.elton.pro.br
  12. 12. Fases da Revolução  Quadro pré-Revolução:  Assembleia dos Notáveis (alto clero + nobreza, 1787)  Assembleia dos Estados Gerais (1789)  Assembleia Nacional (1789-1791)  Monarquia Constitucional (1791-1792)  República Jacobina (1792-1795)  Diretório (1795-1799) 12 www.elton.pro.br
  13. 13. Fases da Revolução  Controladores das finanças: constantes trocas no comando  Turgot: reformas - fim aos privilégios (demitido em 1776)  Calonne: convocação da Assembleia dos Notáveis (1787); fim das vantagens fiscais  demitido após protestos  Necker: convocação da Assembleia dos Estados Gerais (abril/1789) Necker 13 www.elton.pro.br
  14. 14. DISPUTAS – FORMAS DEVOTAÇÃO ASSEMBLEIA DOS ESTADOS GERAIS POR ORDEM SOCIAL INDIVIDUALMENTE VITÓRIA 1º E 2º ESTADOS VITÓRIA 3º ESTADO FORMA QUE PERMANECEU Votos do 3º Estado Parte da nobreza esclarecida Parte do baixo clero Separaram-se (deputados rebeldes) Reuniram-se em Assembleia Nacional Obs.: Última reunião ocorrera em 1614. 14 www.elton.pro.br
  15. 15. Assembleia Nacional (1789-1791)  Juramento do Jogo da Pela  Assembleia Nacional Constituinte  Reação de Luís XVI: 20 mil soldados cercandoVersalhes  Parisienses armados: Guarda Nacional x Exército real  Tomada da Bastilha (prisão símbolo): 14/7/1789  No campo: plantações destruídas, palácios atacados, nobres executados  Grande Medo 15 www.elton.pro.br
  16. 16. O juramento da Pela16 www.elton.pro.br
  17. 17. Assembleia Nacional (1789-1791)  Temor diante da radicalização (alta burguesia – nobreza)  Manutenção de Luís XVI  Modificação do regime absolutista:  Abolição de privilégios feudais  Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão  Igualdade/liberdade/direito à propriedade  Constituição Civil do Clero:  Confisco e nacionalização dos bens da Igreja  Padres  funcionários civis  Descentralização administrativa 17 www.elton.pro.br
  18. 18. GRUPOS POLÍTICOS Divisão dos deputados naAssembleia RADICAIS MODERADOS CONSERVADORES CENTRO-DIREITA (PARTE BAIXA) PLANÍCIE/PÂNTANO CENTRO DIREITAESQUERDA 18 www.elton.pro.br
  19. 19. 19 www.elton.pro.br
  20. 20. Assembleia Nacional (1789-1791)  Tentativa de fuga de Luís XVI:  Reconhecido e preso emVarennes  Reconduzido a Paris  Palácio dasTulherias (21/06/1791) 20 www.elton.pro.br
  21. 21. O retorno de Luís XVI a Paris após sua desastrada fuga.21 www.elton.pro.br
  22. 22. 22 www.elton.pro.br
  23. 23. Assembleia Nacional (1789-1791)  Constituição concluída – setembro/1791:  Monarquia constitucional  Monarca – executivo;Assembleia – legislativo  Mandatos de 2 anos aos deputados  Voto direto e censitário (renda)  Extinção das antigas ordens  Manutenção das primeiras decisões daAssembleia  Escravidão nas colônias 23 www.elton.pro.br
  24. 24. Monarquia Constitucional (1791-1792)  2ª etapa da Revolução: sentimento de traição ao povo  Manutenção de Luís XVI: ares de continuísmo  Fúria das massas  Burguesia: queria conquistas, mas com as massas afastadas  Invasão da França por Áustria e Prússia (planos da nobreza emigrada + Luís XVI)  Aumento da hostilidade das massas à nobreza e deputados da pequena burguesia se tornam lideranças populares:  Danton – advogado  Marat – médico “sem diploma”  Robespierre – advogado e juiz 24 www.elton.pro.br
  25. 25. 25 www.elton.pro.br
  26. 26. Monarquia Constitucional (1791-1792)  Criação da “Comuna Insurrecional de Paris” – massas (sans- culottes) armados para cobates  Nobres detidos em prisões de Paris (Massacre de Setembro)  Invasão do Palácio Real pelo povo: rei e família presos  Exército austro-prussiano derrotado pelas tropas populares (Batalha deValmy, 20/09/1792)  Assembleia Legislativa substituída pela Convenção Nacional (voto direto e universal) – Proclamação da República (22/09/1792) 26 www.elton.pro.br
  27. 27. República Jacobina (1792-1795)  Etapa radical e popular da Revolução  Luís XVI julgado por traição e desvio de verbas para contrarrevolucionários (dezembro de 1792)  Condenado à guilhotina em janeiro/1793 A execução de Luís XVI 27 www.elton.pro.br
  28. 28. Joseph Ignace Guilhotin propôs o uso de um dispositivo mecânico para realizar as penas de morte na França.28 www.elton.pro.br
  29. 29. República Jacobina (1792-1795) Girondinos Jacobinos  Direita  Alta/média burguesia  Posições conservadoras  Preocupados em manter o direito à propriedade e a liberdade de comércio  Esquerda  Pequena burguesia  Elementos populares (sans- culottes)  Medidas liberais radicais  Aprofundar as conquistas revolucionárias Grupo de centro  Oportunismo, indefinição, oscilação conveniente 29 www.elton.pro.br
  30. 30. República Jacobina (1792-1795)  No início, controle dos girondinos  Depois das eleições  jacobinos maioria  Liderança de Robespierre – medidas de largo alcance social:  Fim da escravidão nas colônias  Fim das prisões por dívida  Lei do Máximo (preços)  Pensões a viúvas, inválidos, idosos  Venda dos bens da Igreja e da nobreza  Criação do ensino público e gratuito  Novo calendário (22/09/1792  1º dia do ano 1)  Reforma agrária 30 www.elton.pro.br
  31. 31. República Jacobina (1792-1795)  Março/1793 – criações:  Tribunal Revolucionário (crimes da contrarrevolução)  Abril: Comitê de Salvação Pública + Comitê de Segurança Nacional (segurança interna e controle do Exército)  Exército Popular Revolucionário: combate às tropas invasoras  Junho/1793 – nova Constituição (2ª), inspirada no pensamento de Rousseau (iluminista)  Robespierre no lugar de Danton no Comitê de Salvação Pública  início da “fase do terror” (milhares de guilhotinados)  Radicalismo divide os jacobinos 31 www.elton.pro.br
  32. 32. 32 www.elton.pro.br
  33. 33. República Jacobina (1792-1795) Radical/raivosa Moderada/indulgente  Eliminação de todos os opositores políticos  Danton  Estabilização da Revolução  Consolidação das conquistas  Fim do “terror” 33 www.elton.pro.br
  34. 34. República Jacobina (1792-1795)  Isolado, Robespierre voltou-se contra os dois grupos e executou seus líderes  Enfraquecimento dos jacobinos  Articulação de golpe da alta burguesia contra Robespierre e a Convenção Nacional (9 deTermidor – 27/07/1794)  ReaçãoTermidoriana: fim do governo jacobino  Robespierre e outros líderes foram guilhotinados  Tentativa de golpe monarquista sufocado  Girondinos votaram uma nova Constituição 34 www.elton.pro.br
  35. 35. ReaçãoTermidoriana 35 www.elton.pro.br
  36. 36. A Morte de Marat (1793), tela do pintor francês Jacques-Louis David. 36 www.elton.pro.br
  37. 37. República Jacobina (1792-1795)  Ação militar contra os monarquistas – destaque de Napoleão Bonaparte  Convenção Nacional extinta e substituída por um Diretório (5 membros) 37 www.elton.pro.br
  38. 38. Diretório (1795-1799)  Alta burguesia no poder  Anulação de medidas populares  Volta do voto censitário (para evitar líderes populares)  Constituição do Pântano (agosto/1795)  Diretório – 5 diretores eleitos pelo legislativo  Câmaras – Conselho dos 500 / Conselho dosAnciãos (eleitos pelo voto censitário) 38 www.elton.pro.br
  39. 39. Diretório (1795-1799)  Instabilidade: Alta burguesia girondina X realistas (monarquistas) e jacobinos/socialistas utópicos  Conjuração dos Iguais – Graco Babeuf (fim da propriedade privada, crítica à corrupção)  Vitória jacobina nas eleições de 1798 (ameaça de um avanço popular)  Interesse da burguesia: paz, ordem e estabilidade para instalar um Estado liberal 39 www.elton.pro.br
  40. 40. Diretório (1795-1799)  Substituição do Diretório – Golpe de 18 Brumário  Napoleão Bonaparte no poder  Fim da Revolução Francesa – continuidade do projeto da burguesia. 40 www.elton.pro.br

×