Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apostila - História no Vestibular da UDESC

5,393 views

Published on

Prof. Elton Zanoni
www.elton.pro.br

Published in: Education
  • Be the first to comment

Apostila - História no Vestibular da UDESC

  1. 1. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br ÍNDICE Vestibular 2015 .............................................................................................................2 Vestibular 2014 .............................................................................................................8 Vestibular 2013 .......................................................................................................... 15 REPOSTAS E COMENTÁRIOS ................................................................................ 24 História no Vestibular da UDESC Versão 2015 Prof. Elton Zanoni www.elton.pro.br Versão online desta apostila: https://goo.gl/mjzYVp Veja também: História no Vestibular da UFSC Versão 2015 Prof. Elton Zanoni http://goo.gl/yGo5pl Imagem da capa: Mapa das fortificações da Ilha de Santa Catarina, em 1786, levantado por José Correia Rangel.
  2. 2. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br QUESTÕES DE HISTÓRIA NO VESTIBULAR DA UDESC 2015 1. (Udesc 2015) Leia com atenção o fragmento retirado da Carta de Pero Vaz de Caminha. “E quando veio ao Evangelho, que nos erguemos todos em pé, com as mãos levantadas, eles [os índios] se levantaram conosco e alçaram as mãos, ficando assim, até ser acabado; e então tornaram-se a assentar como nós. E quando levantaram a Deus, que nos pusemos de joelhos, eles se puseram assim todos, como nós estávamos com as mãos levantadas, e em tal maneira sossegados, que, certifico a Vossa Alteza, nos fez muita devoção.” Pero Vaz de Caminha. In: OLIVIERI, A. C. e VILLA, M. A. Crônicas do descobrimento. São Paulo: Ática, 1999, p. 23. Em relação à Carta de Caminha para o Rei de Portugal, pode-se dizer que é: a) Uma narrativa que projeta sobre as populações nativas uma visão de mundo cristão, como se o Brasil fosse uma espécie de paraíso edênico. b) Um relato imparcial sobre as populações indígenas, porque o autor narra exatamente o que viu e viveu no Brasil. c) Uma narrativa capaz de identificar a verdadeira essência das populações indígenas brasileiras que já conheciam o cristianismo, e traziam no seu íntimo um conhecimento prévio dos ensinamentos pregados por Cristo a seus discípulos. d) Um relato que expressa total ignorância e despreparo do cronista sobre o caráter dissimulado e estratégico das populações indígenas, que desejavam tão somente ganhar a confiança dos viajantes europeus para obter lucros e fazer alianças políticas para derrotar seus inimigos. e) Um relato sem valor histórico, pois está marcado por uma perspectiva eurocêntrica e preconceituosa sobre os habitantes nativos do Brasil. 2. (Udesc 2015) Analise as proposições a respeito do Estado Novo e do presidente Getúlio Vargas. I. Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) foi criado para produzir material de propaganda (cartazes, objetos, espetáculos, livros, artigos, etc. enaltecedores deste governo), e seus organizadores se valeram de símbolos e imagens que representavam os sentimentos de aprovação e adesão da sociedade ao governo Vargas. II. O Estado Novo compreendeu o período de governo de Getúlio Vargas que se estendeu entre os anos de 1937 a 1954, e neste último ano este presidente cometeu suicídio, causando, no país, grande comoção. III. A política trabalhista foi uma das questões chave na “Era Vargas”, o que ficou evidenciado por meio de medidas como: criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio e promulgação de diversas leis (salário mínimo, férias, carteira de trabalho). IV. A educação também foi alvo das políticas articuladas no governo Vargas, a exemplo, a criação do Ministério da Educação e Saúde Pública em 1930, quando Gustavo Capanema foi ministro. V. Estado, Pátria, Nação e Povo – foram as palavras chave no Estado Novo, e Getúlio Vargas foi o personagem principal deste período, sendo a imagem dele utilizada em cartazes, documentários e livros didáticos publicados em diferentes estados brasileiros.
  3. 3. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas II, IV e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, III, IV e V são verdadeiras. c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I e V são verdadeiras. e) Todas afirmativas são verdadeiras. 3. (Udesc 2015) Assinale a alternativa incorreta em relação à ditadura militar e ao contexto deste período, no Brasil. a) A luta armada foi um expediente utilizado por diferentes grupos contrários ao regime militar, assim, homens e mulheres participaram de diferentes ações, incluindo a criação de “guerrilhas” como a Guerrilha do Araguaia, arduamente combatida pelo exército brasileiro. b) Um dos acontecimentos que antecedeu o golpe militar foi um grande comício em apoio às reformas de base, realizado na Central do Brasil, Rio de Janeiro, onde estiveram presentes mais de 150 mil pessoas. c) No Estado de Santa Catarina, as medidas de censura e o controle dos diferentes governos militares não foram sentidos como em outros estados brasileiros, e uma evidência disso é o fato de não haver catarinenses na lista de desaparecidos políticos. d) A Marcha da Família com Deus pela liberdade foi um movimento que contou com a participação de representantes das camadas médias urbanas, empresários, membros do clero, entre outros grupos que eram contrários ao governo de João Goulart. e) Durante o período do governo militar, no Brasil, os diversos presidentes fizeram uso de Atos Institucionais (AI). O AI 5 (1968) foi considerado o mais “violento”, pois permitia ações como a suspensão de habeas corpus para os chamados “crimes políticos”. 4. (Udesc 2015) A imagem fotográfica abaixo foi feita durante a Guerra do Contestado, movimento social ocorrido na fronteira do Paraná com Santa Catarina, entre 1912-1916. Trata-se de um registro de grupo de sertanejos que se renderam às forças oficiais brasileiras no ano de 1914. Os rebeldes estão sentados, enquanto representantes das forças políticas e militares da época aparecem de pé.
  4. 4. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Analise as proposições a partir da análise da imagem e do conhecimento histórico sobre a Guerra do Contestado. I. A montagem do cenário demonstra que a imagem foi montada e fotografada pelos representantes das forças militares e políticas. II. A luta pela pelo direito à terra, contra a exploração dos políticos locais e contra a madeireira internacional Lumber and Colonization Company, configura esse movimento como uma experiência nacional e internacional contra a exploração política e econômica, projetando-a, dessa forma, além dos limites da história regional catarinense. III. O movimento do Contestado contou com a participação de uma população miscigenada, incluindo afrodescendentes, populações de origem indígena, mulheres e imigrantes europeus, muitos deles assumindo o comando político, militar e religioso das “comunidades santas” ou dos “redutos”. IV. Trata-se de um conflito de cunho messiânico sem conotações políticas. Os fiéis desejavam apenas aguardar o retorno do Exército Encantado de São Sebastião e dos monges João e José Maria. V. Trata-se de um conflito liderado por foragidos da polícia e por latifundiários que tinham como interesse principal derrubar os líderes políticos democraticamente eleitos, para ganhar a posse das terras da região e vendê-las para as grandes empresas de colonização. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, II e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas III, IV e V são verdadeiras. e) Todas afirmativas são verdadeiras. 5. (Udesc 2015) Leia os seguintes textos: TEXTO 1 “Os bugres adultos e jovens eram os principais alvos de caçadas empreendidas por fazendeiros ou por bugreiros (caboclos especializados em localizar, destruir aldeamentos e capturar alguns sobreviventes). Só conseguiam escapar da morte algumas mulheres jovens que seriam transformadas em esposas e companheiras de peões, pequenos sitiantes e tropeiros. (...) Segundo os mais experientes bugreiros, das crianças, só as de colo conseguiam “se salvar”, mas mesmo assim era para serem criadas longe de suas mães.” MACHADO, Paulo Pinheiro. Bugres, tropeiros e birivas: aspectos do povoamento do planalto serrano. In: AREND, Silvia M. Fávero. BRANCHER, Ana. (org.) História de Santa Catarina no século XIX. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2001. TEXTO 2 “O que se percebe, então, é uma Desterro negra transgressora, que existia sob o controle exercido pelos senhores e administradores. Ela é ao mesmo tempo uma ‘cidade esconderijo’ porque o meio urbano escondia a condição social do negro escravo, do liberto e pretos livres, e
  5. 5. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br uma ‘cidade solidária’ pois solidariedades poderiam se estabelecer de formas diferentes e sobre os mais várias objetivos. Dentro deste contexto, temos a Irmandade Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito dos Homens Pretos, como uma espaço de expressão de africanos e afrodescendentes escravos, livres, libertos de Desterro.” MORTARI, Claudia. CARDOSO, Paulino de Jesus. Territórios negros em Florianópolis no século XX. In: BRANCHER, Ana (org.) História de Santa Catarina. Estudos Contemporâneos. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1999, p. 89. Analise as proposições em relação aos textos. I. As expressões “Desterro transgressora” e “Cidade esconderijo” evidenciam as situações de improviso e sobrevivência vivenciadas pelos povos afrodescendentes na cidade de Desterro (atual Florianópolis). II. O texto 2 fala das irmandades como “espaço de expressão” de africanos e afrodescendentes. Neste sentido, entende-se que naqueles lugares estes grupos podiam celebrar suas práticas religiosas, suas festividades e vivenciar suas sociabilidades. III. O texto 1 relata a situação de violência empreendida sobre os povos indígenas no planalto do Estado de Santa Catarina, a única região em que ocorreram conflitos entre colonos e povos nativos. IV. As situações expressas, nos dois textos, são localizadas apenas nos contextos em que foram vivencias e não têm, portanto, relação com a atual situação dos povos indígenas e afrodescendentes no estado catarinense. V. As situações apresentadas nos textos e que evidenciam situações de violência e controle social para povos indígenas e afrodescendentes são exceções no espaço catarinense, onde a diversidade cultural não ofereceu motivos para a existência de conflitos. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas II e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
  6. 6. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 6. (Udesc 2015) O cartunista e jornalista Henfil (1944-1988) se notabilizou pela construção de um humor marcado pela ironia e pelo cinismo. Graúna é um dos seus cartuns publicado em O Pasquim. Com base no desfecho irônico proposto sobre a capacidade das populações analfabetas escolherem os seus líderes políticos por meio do voto, depreende-se que: a) Os analfabetos não estão prontos para a democracia, uma vez que votam pela aparência ou de acordo com suas necessidades pessoais. b) As pessoas analfabetas têm capacidade de justificar as escolhas dos seus candidatos políticos a partir de critérios racionais. c) As pessoas analfabetas são mais influenciáveis na política que os alfabetizados, pois não possuem instrução para identificar as estratégias e discursos ludibriantes dos candidatos políticos. d) As pessoas alfabetizadas são as mais qualificadas para escolher o representante político que deve governar o país. e) As pessoas analfabetas são ingênuas e facilmente manipuláveis o que limita sua capacidade de escolher o político que governará toda a população do país.
  7. 7. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 7. (Udesc 2015) “A incompreensão do presente nasce fatalmente da ignorância do passado. Mas talvez não seja menos vão esgotar-se em compreender o passado se nada se sabe do presente.” Marc Bloch. Apologia da História ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001, p. 65. Assinale a alternativa que contém a definição de história mais coerente com a citação do historiador Marc Bloch. a) A História é a ciência que resgata o passado para explicar o presente e fazer previsões sobre o futuro. b) A História é uma ciência que visa promover o entretenimento dos expectadores do presente e um conhecimento inútil sobre o passado. c) A História é, tal como a literatura, uma narrativa sobre o passado determinada pela imaginação do historiador. d) A História é a ciência que se refugia no passado para não compreender as questões do presente. e) A História é uma ciência que formula questões sobre o passado a partir de inquietações e experiências vividas no presente. 8. (Udesc 2015) Episódios recentes de racismo, homofobia e xenofobia têm colocado em discussão problemas graves e pouco debatidos na sociedade. Analise as proposições sobre tais questões, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) No século XIX, o surgimento de um “racismo científico”, conjunto de teorias racistas amparadas em trabalhos científicos, justificou e tornou possível ações civilizatórias e colonialistas de países europeus, especialmente sobre territórios da África. (___) No Brasil, a existência de leis, como a que estabelece a política de cotas para estudantes negros e indígenas e a lei que tornou obrigatório o ensino da História e Cultura Afro- Brasileira e Indígena têm gerado impactos positivos para tais populações e para o país, de forma geral, pois ampliam as oportunidades para estes povos e fazem conhecer sua contribuição cultural. (___) Na Europa, o preconceito tem sido intensificado por conta da entrada de imigrantes ilegais que buscam emprego e, portanto, rivalizam com a população local no mercado de trabalho. Alguns países têm tomado medidas severas para conter a entrada desses imigrantes. (___) Casos de homofobia e racismo, no Brasil, estão relacionados à inexistência de uma legislação que criminalize tais atitudes. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) V - F - F - V b) V - V - V - F c) V - V - F - F d) F - F - V - V e) F - V - V - F
  8. 8. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 9. (Udesc 2015) Analise as proposições relativas a acontecimentos da história do Brasil, no século XX, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) Juscelino Kubitschek governou entre os anos de 1956 e 1961, com a promessa de fazer o Brasil crescer 50 anos em 5. Período em que houve desenvolvimento urbano e aumento do consumo no país, conhecido como “anos dourados”. (___) O processo de urbanização vivenciado no Brasil, a partir dos anos 1950, possibilitou às mulheres brasileiras acesso à formação educacional e à atividades, até então, exclusivamente masculinas; contudo, para que as mulheres alcançassem os mesmos direitos que os homens, foram necessárias muitas mobilizações. (__ ) Em 1988, foi promulgada a Constituição ainda em vigência. No texto desta Carta Magna são encontradas importantes decisões referentes à abrangência dos direitos civis. (___) Nas décadas de 80 e 90, do século XX, para conter a inflação, os governos brasileiros lançaram diferentes planos econômicos, os quais impuseram medidas como: mudança da moeda, controle de preços e de salários. (___) O processo de “abertura política” foi rápido e estabeleceu o fim do período da ditadura civil brasileira, ocorrendo as eleições diretas, realizadas em 1985, que elegeram Tancredo Neves presidente do Brasil. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) V - V - V - V – F b) F - V - V - F - F c) V - F - V - V - V d) F - F - V - V - V e) F - V - F - F - F 2014 10. (Udesc 2014) Analise as proposições referentes ao estado de Santa Catarina, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (_ _) Os principais grupos indígenas que habitavam a região do atual estado de Santa Catarina eram os Carijós, os Kaingáng e os Xokleng. Estes grupos estavam distribuídos em diferentes áreas do estado e tiveram contato com os europeus em distintos períodos históricos. (_ _) A passagem da Monarquia para a República ocorrida no final do século XIX, no Brasil, não acarretou maiores conflitos no estado, uma vez que os grupos políticos que detinham o poder, no estado, não foram destituídos de seus cargos. (_ _) A segunda metade do século XIX, no Brasil, é marcada pelo grande contingente de pessoas que imigraram para o país, sendo que estas eram de origem europeia e foram responsáveis pela fundação de cidades como Joinville e Blumenau. (_ _) Com a entrada do Brasil na II Guerra Mundial ocorreram muitos problemas no país, como a desconfiança e a prisão de pessoas que viviam em Santa Catarina, principalmente aqueles que eram imigrantes e descendentes de imigrantes de origem portuguesa e espanhola, também identificados como “5ª coluna”. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) F – F – V – V b) V – V – F – F c) F – V – F – V d) V – F – F – V e) V – F – V – F
  9. 9. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 11. (Udesc 2014) Os anúncios publicados em diferentes jornais que circularam no Brasil, durante o século XIX, a respeito dos anúncios de fugas e/ou vendas de negros cativos, constituem documentos importantes para a escrita da História, pois permitem verificar o perfil do escravo que fugia, o cotidiano da escravidão, dentre outras questões. O levantamento realizado no quadro abaixo sobre anúncios de escravos publicados no jornal O Universal (Ouro Preto/MG), entre 1825-1831, permite algumas inferências sobre a história da escravidão. Sexo Africanos % Criolos % Indeterm. % Total % Homens 52 91,22 37 92,5 8 42,10 97 83,62 Mulheres 5 8,78 3 7,5 0 0 8 6,90 Indeterm. 2 0 0 0 11 57,90 11 9,48 Total 57 100 40 100 19 100 116 100 *Africanos: escravos nascidos na África. ** Criolos: escravos nascidos no Brasil, conforme os anúncios do jornal. Fonte: AMANTINO, Márcia. Os escravos fugidos em Minas Gerais e os anúncios do jornal “O Universal” - 1825 a 1832. Locus: Revista de História, Juiz de Fora, v. 12, n. 2, p.59-74, jul./dez. 2006. Analise as proposições, considerando as informações do quadro acima e a história da escravidão no Brasil. I. O quadro fornece informações importantes sobre sexo e etnia, por exemplo, dos 116 escravos fugidos mais de 90% eram africanos, e mais de 80% do sexo masculino. II. A maioria de homens, entre os fugitivos nos anúncios, não deve ser explicada somente pelo fato de que eram predominantes no conjunto da escravaria, outras questões devem ser observadas para além dos números como, por exemplo, as relações familiares, principalmente a existência de crianças que dependiam das mulheres, dentre outros fatores que merecem estudos auxiliares. III. A publicação de inúmeros anúncios de fuga permite inúmeras inferências, a mais óbvia deve- se à negação do cativeiro, a uma forma de recobrar o domínio de suas vidas, haja vista que o sistema lhes negava tal domínio. IV. Menos de 7% das mulheres cativas fugiam, segundo os anúncios publicados, o que se explica pelo fato de os homens serem a maioria no conjunto dos escravos, e, considerando-se a questão de gênero, serem mais corajosos e propensos ao risco da fuga. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
  10. 10. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 12. (Udesc 2014) Leia o excerto e observe a reprodução da pintura: “Não pretendo reconstituir as diferentes versões dadas pelos participantes do 15 de novembro. Basta observar que por muito tempo digladiaram-se partidários de Deodoro, Benjamin Constant, Quintino Bocaiuva, Floriano Peixoto. A disputa tomava às vezes caráter apaixonado e girava em torno de pontos aparentemente irrelevantes. Tome como exemplo o que se poderia chamar a guerra dos vivas. Quem deu vivas a quem, ou a quê, em que momento? As versões são desencontradas. Deodoro teria dado um viva ao imperador ao entrar no Quartel-General? Ao sair do Quartel? Benjamin Constant deu vivas à República para abafar o viva ao imperador dado por Deodoro? Teria esse censurado os vivas à República dizendo que ainda era cedo ou que fossem deixados ao povo? O que significa o famoso óleo de H. Bernadelli, transformado em versão oficial e sagrada do momento da proclamação?” (CARVALHO, José Murilo. A formação das almas. O imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990, p.36). Analise as proposições considerando o contexto histórico, as questões levantadas pelo historiador José Murilo de Carvalho e o significado da pintura de Henrique Bernadelli. I. Pode-se afirmar que não apenas ocorreram disputas de poder entre os participantes envolvidos no acontecimento, mas também em relação ao próprio estabelecimento de uma versão oficial, sobre o 15 de novembro, destinada à história. II. Transformações tão importantes, como a mudança de um regime político, por exemplo, implicam conflitos sobre a definição dos papéis dos vários atores envolvidos, os títulos de propriedade que cada um julgava ter sobre o novo regime e a própria natureza da República. III. Ao afirmar que o óleo de Henrique Bernadelli é uma versão oficial e sagrada da proclamação, o historiador José Murilo de Carvalho está indicando que o Marechal Deodoro da Fonseca foi o fundador da República no Brasil. IV. A notoriedade como versão oficial do óleo de Henrique Bernadelli, por um lado, permite compreender a força de um grupo que considerava a proclamação um ato estritamente militar, executado sob a liderança do marechal Deodoro da Fonseca e, por outro, refletir sobre a busca de um herói que pudesse significar o novo regime político instaurado e legitimar uma versão oficial. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. d) Somente a afirmativa III é verdadeira. e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
  11. 11. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 13. (Udesc 2014) Sobre a Guerra do Contestado (1912-1916), assinale a alternativa incorreta. a) Iniciou-se como um fenômeno religioso de características messiânicas, mas acabou também por ganhar feições de lutas política e social ao integrar diferentes grupos como posseiros e sitiantes expulsos de suas terras, comunidades negras e caboclas, dentre outros insatisfeitos com suas precárias condições de vida. b) A região, historicamente caracterizada por latifúndios improdutivos, secas cíclicas e desemprego crônico, passava por uma grave crise econômica e social. Esta crise fez com que sertanejos, muitos deles ex-escravos, passassem a seguir o monge Antonio Conselheiro que pregava a criação de um mundo novo, regido pelas leis de Deus, onde todos viveriam em paz, com prosperidade justiça e teriam terras para trabalhar. c) Ganhou este nome em razão de os conflitos terem ocorrido em uma área de disputa territorial entre os Estados do Parará e Santa Catarina. d) A construção da ferrovia na região, realizada pela empresa concessionária Brazil Railway, contribuiu fortemente para a instabilidade social e, assim, para os conflitos que resultaram na Guerra do Contestado. e) Os conflitos na região do Contestado podem ser lidos como parte integrante de um movimento social que se apresentou de forma bastante heterogênea. Paralelamente ao discurso religioso da “guerra santa” os sertanejos acabaram demonstrando por discursos e ações que desenvolveram consciência das condições sociais e políticas e de sua marginalização. 14. (Udesc 2014) Sobre a Revolta da Chibata (1910) assinale a alternativa correta. a) Movimento revoltoso desenvolvido entre facções políticas rivais encontradas no governo do Rio Grande do Sul, que acabou alcançando também os Estados de Santa Catarina e Paraná. b) Ficou assim conhecido o movimento de rebelião promovido por marinheiros contra o governo do marechal Floriano Peixoto. c) Ficou assim conhecido o protesto de marinheiros dos couraçados Minas Gerais e São Paulo. Eles protestavam sobre a sua dura rotina de trabalho, baixos salários e castigos físicos a que eram submetidos os membros de baixa patente sempre vez que não cumpriam uma ordem estabelecida. d) Conhecida como uma das primeiras manifestações do movimento tenentista, foi uma das mais significativas demonstrações de crise da hegemonia oligárquica na República Velha. e) Revolta em que negros e índios se insurgiram contra a elite política e tomaram o poder no Pará (Brasil). Entre as causas da revolta encontra-se a extrema pobreza das populações. 15. (Udesc 2014) Nos primeiros anos da década de 1960, o Brasil viveu um momento marcante pela efervescência política e cultural. Aspirava-se por mudança social e a ideia de “revolução”, não apenas na política, mas em outras esferas, como na cultura, nos costumes e nas expressões artísticas, ganhava novos sentidos. Sobre esse período, analise as proposições. I. Nos primeiros anos da década de 1960, João Goulart ocupou a presidência, após a renúncia de Jânio Quadros, em 1961. II. No campo da cultura, teve início o movimento conhecido como Cinema Novo, com abordagem social engajada. III. As chamadas "reformas de base" (cujo carro chefe era a Reforma Agrária) transformaram-se em bandeiras do governo de João Goulart e alarmaram a classe média brasileira. IV. Neste período, houve uma série de mobilizações protagonizadas por camponeses, operários e militares que realizaram greves, ocupações de terras e outras manifestações públicas de grande repercussão.
  12. 12. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa III é verdadeira. b) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 16. (Udesc 2014) Analise as proposições que se referem ao período entre a I e a II Guerra Mundial na Europa, e marque (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) As condições do tratado de paz que encerrou a I Guerra Mundial e obrigou a Alemanha a pagar pesadas indenizações de guerra foi um dos fatores que contribuiu para a ascensão do partido de Adolf Hitler ao poder. (___) Com a necessidade dos homens irem para o front de guerra, as mulheres foram convocadas a trabalhar em postos de trabalhos, normalmente ocupados pelos homens, como por exemplo, nas indústrias metalúrgicas e de armamentos. (___) O período do entre guerras foi marcado por revoltas e greves dos trabalhadores em muitos países europeus, devido às condições de trabalho e à carestia. Em muitos países este foi um fator que levou governos autoritários e nacionalistas ao poder. (___) Este período foi marcado pelo surgimento da televisão, meio de comunicação que foi muito utilizado pelos governantes para fazer propaganda de suas políticas sociais durante a II Guerra Mundial. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) F – V – V – V b) V – V – V – F c) V – V – F – V d) V – V – V – V e) V – F – V – V 17. (Udesc 2014) Analise as proposições que se referem aos séculos XVII, XVIII e XIX. I. A Doutrina Monroe, estabelecida em 1823 pelo presidente norte-americano James Monroe, definiu os princípios sobre a segurança dos EUA, justificando intervenções e guerras contra vários países da América Latina. II. A dominação inglesa, no território indiano, foi ampliada ao longo do século XVII e início do século XVIII por meio do comércio e da compra de grandes extensões de terras, pelas empresas como a Companhia Britânica das Índias Orientais. III. A partir do final do século XVIII e no decorrer do século XIX, as condições de vida na Europa sofreram transformações em decorrência de vários fatores, entre os quais a melhoria dos meios de transporte e comunicação, a introdução de novas técnicas de trabalho no campo e nas indústrias, além do aumento populacional. IV. A maioria dos países que surgiram após a Independência da América Espanhola se tornaram países republicanos e democráticos, devido à participação das populações descendentes de indígenas e de mestiços que tiveram suas reivindicações por terras e trabalhos atendidas. Assinale a alternativa correta.
  13. 13. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br a) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 18. (Udesc 2014) Leia o documento abaixo: “Um terço do país se encontra submetido a um regime de vigilância especial, isto é, fora da lei. As forças policiais, sejam visíveis ou secretas, aumentam dia a dia. Nas prisões e nas colônias penais, além das centenas de milhares de criminosos comuns, há uma enorme quantidade de condenados políticos, e agora ali se encontram até mesmo os operários. [...] As perseguições religiosas nunca foram tão frequentes nem tão cruéis. Em todas as cidades e centros industriais, agrupam-se tropas enviadas, de armas nas mãos, contra o povo. [...] Apesar do orçamento do Estado, que aumenta de maneira desmesurada [...], essa intensa e terrível atividade do governo acentua de ano a ano o empobrecimento da população agrícola, isto é, os cem milhões de homens sobre os quais repousa a potência da Rússia. Por esta razão, a fome agora é um fenômeno normal. O descontentamento geral de todos os grupos sociais e sua hostilidade para com o governo também são um fenômeno normal.” Carta do escritor Leon Tolstoi ao czar Nicolau II, 16 de janeiro de 1902. In: SALOMONI, Antonella. Lênin e a Revolução Russa. 2. ed. São Paulo: Ática, 1997. p. 16-17. Analise as proposições considerando as informações da carta acima e o contexto histórico da Rússia, no início do século XX. I. Leon Tolstoi, em sua carta, está criticando o governo do Czar russo devido às perseguições políticas e religiosas e por causa da pobreza, na qual viviam milhões de pessoas na Rússia. II. Apesar do crescimento industrial e urbano, ocorrido no final do século XIX e início do século XX, a maioria da população russa vivia em condições miseráveis no campo, uma vez que muitos camponeses não eram proprietários das terras nas quais trabalhavam. III. O governo da Rússia, neste período, era uma monarquia absolutista, governado pelo Czar. Este tipo de governo é caracterizado pela divisão igualitária do poder entre o monarca e os representantes eleitos pelo povo. IV. Nas duas primeiras décadas do século XX, na Rússia, ocorreram inúmeras revoltas populares, entre as quais a que ficou conhecida como Domingo Sangrento, que ocorreu em janeiro de 1905, quando centenas de pessoas foram mortas, durante uma manifestação que reivindicava direito à greve, melhores condições de vida e convocação de uma Assembleia Constituinte. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
  14. 14. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 19. (Udesc 2014) Leia o trecho do discurso abaixo, proferido em 28 de agosto de 1963, em Washington, pelo pastor Martin Luther King. "Cem anos atrás um grande americano, em cuja sombra simbólica nos encontramos hoje, assinou a proclamação da emancipação [dos escravos]. [...] Mas, cem anos mais tarde, o negro ainda não está livre. Cem anos mais tarde, a vida do negro ainda é duramente tolhida pelas algemas da segregação e os grilhões da discriminação. Cem anos mais tarde, o negro habita uma ilha solitária de pobreza, em meio ao vasto oceano de prosperidade material. Cem anos mais tarde, o negro continua a mofar nos cantos da sociedade americana, como exilado em sua própria terra. [...] Jamais estaremos satisfeitos enquanto o negro for vítima dos desprezíveis horrores da brutalidade policial. [...] Jamais estaremos satisfeitos enquanto nossas crianças tiverem suas individualidades e dignidades roubadas por cartazes que dizem 'exclusivo para brancos'. Jamais estaremos satisfeitos enquanto um negro no Mississippi não puder votar e um negro em Nova York acreditar que não tem nada em que votar. Digo a vocês hoje, meus amigos, que, apesar das dificuldades de hoje e de amanhã, ainda tenho um sonho. É um sonho profundamente enraizado no sonho americano. Tenho um sonho de que um dia esta nação se erguerá e corresponderá em realidade o verdadeiro significado de seu credo: 'Consideramos essas verdades manifestas: que todos os homens são criados iguais'.” Disponível em: <http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/veja-na-integra-o-historico-discurso-de-martin-luther-king>. Analise as proposições em relação ao texto e ao contexto da época. I. Martin Luther King foi líder do movimento contra a segregação racial nos Estados Unidos da América, nos anos 60. Foi assassinado em 1968 em decorrência de sua atuação na luta pelos direitos civis dos negros. II. A partir do trecho do discurso, acima, pode-se concluir que a sociedade norte-americana era marcada por profundas diferenças entre os brancos e os negros, e que os negros, em todos os estados dos EUA, não tinham o direito ao voto. III. Ao dizer que seu sonho “É um sonho profundamente enraizado no sonho americano” Martin Luther King estava se referindo ao princípio de igualdade que consta na Constituição dos Estados Unidos da América. IV. Nos EUA, durante a década de 1960, existiam diferenças na legislação no que se referia aos direitos civis e políticos dos habitantes que eram descendentes de africanos, o que motivou os movimentos liderados por Martin Luther King. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 20. (Udesc 2014) Sobre acontecimentos históricos recentes, analise as proposições e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) A década de 80 é marcada pela implementação de políticas neoliberais em diversos países. Um exemplo foi o governo de Margareth Thatcher, primeira ministra do Reino Unido entre os governos de 1979-1990, que extinguiu inúmeros programas sociais e privatizou a maioria das empresas públicas. (___) No final de 1989 o Muro que separava Berlim Ocidental de Berlim Oriental foi derrubado durante uma manifestação. Esta e outras mudanças levaram ao fim a Alemanha Oriental,
  15. 15. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br cujo governo era baseado no comunismo, e ocorreu sua integração com a Alemanha Ocidental, após a assinatura do Tratado de Reunificação, em 1990. (___) O final do século XX e o início do século XXI foram marcados por inúmeras guerras, entre as quais as guerras dos EUA contra o Iraque, ocorridas em 1991 e 2003. O principal motivo destas guerras foi o governo iraquiano ter cometido crimes contra grupos oposicionistas que lutavam pela democracia. (___) Durante o período de 1994 a 1999, a África do Sul foi governada por Nelson Mandela, líder na luta contra a política de segregação racial – Apartheid – que vigorou no país no decorrer do século XX. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) V – V – F – V b) F – V – V – F c) V – V – F – F d) F – F – F – V e) V – F – V – V 2013 21. (Udesc 2013) Analise as proposições sobre a administração colonial na América portuguesa, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) Com o objetivo de diminuir as dificuldades na administração das capitanias, D. João III implantou, na América portuguesa, um Governo-Geral que deveria ser capaz de restabelecer a autoridade da Corte portuguesa nos domínios coloniais, centralizar as decisões e a política colonial. (___) A Capitania de São Vicente foi escolhida pela Coroa Portuguesa para ser a sede do Governo, pois estava localizada em um ponto estratégico do território colonial português. Foi nesta Capitania que se implementaram as novas políticas administrativas da Coroa com a instalação do Governo-Geral. (___) Tomé de Souza foi o responsável por instalar o primeiro Governo- Geral. Trouxe com ele soldados, colonos, burocratas, jesuítas, e deu início à construção da primeira capital do Brasil: Rio de Janeiro. (___) A criação e instalação do Governo-Geral na América portuguesa foi uma alternativa encontrada pela Coroa Portuguesa para organizar e ocupar a colônia, que enfrentava dificuldades, dentre elas os constantes conflitos com os indígenas e os resultados insatisfatórios de algumas capitanias. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo: a) V – F – F – V b) V – F – V – F c) V – V – F – F d) F – V – F – V e) F – V – V – F 22. (Udesc 2013) No Brasil do século XIX, as principais formas de trabalho e os meios de acúmulo de riquezas estavam ligados à posse de escravos. Além da riqueza, ter escravos era sinal de poder e prestígio na sociedade escravista. Contudo, após 1850 esse sistema sofreria mudanças e entraria em crise.
  16. 16. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Analise as proposições sobre o contexto histórico que contribuiu para o entendimento da crise do sistema escravista. I. Principalmente nas capitais das províncias passaram a surgir os primeiros movimentos abolicionistas, sendo que em 1880 o abolicionismo representava um amplo movimento social, com o envolvimento de jornais, clubes e comícios, liderado por intelectuais e políticos. Muitos negros e mestiços participaram dessas lutas. II. Com a proibição do tráfico negreiro, o número de escravos, no Brasil, passou a decrescer, consequentemente o preço dos escravos aumentou, dificultando o atendimento da demanda das grandes fazendas de café e de açúcar. III. Fugas em massa, desobediências e rebeliões de escravos ocorreram por quase toda a região Sudeste no último quartel do século XIX, o que contribuiu para fazer ruir o sistema baseado na propriedade escrava. IV. A crise do sistema escravista não pode ser dissociada da própria crise do Império no Brasil. Não é por acaso que o decreto que pôs fim à escravidão seria assinado apenas um ano antes do fim do Império e da inauguração do novo regime político: a República. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 23. (Udesc 2013) Leia o excerto abaixo: “Na década de vinte, o tenentismo é o centro mais importante de ataque ao predomínio da burguesia cafeeira, revelando traços específicos, que não podem ser reduzidos simplesmente ao protesto das classes médias. Se sua contestação tem um conteúdo moderno, expresso em um tímido programa modernizador, a tática posta em prática é radical e altera as regras do jogo, com a tentativa aberta de assumir o poder pelo caminho das armas.” FAUSTO, Boris. A Revolução de 1930: historiografia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, p. 113. A partir das considerações de Boris Fausto a respeito do tenentismo na história do Brasil, analise as proposições. I. Surgido no interior das forças armadas, o movimento tenentista foi um dos fatores de instabilidade política e militar na década de 20. II. As rebeliões militares, que marcaram a década de 20, evidenciam tanto a insatisfação de parte das camadas urbanas com o regime oligárquico quanto a própria situação dos militares que recebiam baixos salários e ocupavam posição inferior no Estado. III. Na década de 20, uma série de ações de protestos de jovens oficiais, tenentes e capitães que pregavam maior moralidade política e administrativa, no governo republicano, ficou conhecida como tenentismo. Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa I é verdadeira. b) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
  17. 17. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br 24. (Udesc 2013) Leia o excerto abaixo: “A chamada revolução de 1932 completa oitenta anos no mês que vem. Se a ideia era não mais do que a reconstitucionalização do país, como apregoavam as lideranças paulistas, ou a reação de uma oligarquia que se imaginava ameaçada, é assunto para outros e mais doutos espaços. Neste, mais modesto, vai interessar o lado em que estavam certos personagens, e o comportamento que tiveram...”. TOLEDO, Roberto Pompeu de. Gente de 1932. Revista Veja. Ed. Abril, edição 2273, ano 45, n. 24, 13 de junho de 2012, p. 142. Analise as proposições sobre o ponto de vista expresso por Roberto Pompeu de Toledo no excerto acima, e as questões históricas relacionadas à chamada “revolução de 1932”, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) “A chamada revolução de 1932”, a que se refere Roberto Pompeu de Toledo, deve ser entendida dentro do quadro conflituoso que remonta a crise da década de 20 e culmina com a deposição do presidente Washington Luís, e com Getúlio Vargas assumindo a presidência de um governo provisório, em 1930. (___) Para alguns historiadores, a Revolução de 1930 foi o movimento vitorioso que levou Getúlio Vargas ao poder, após a deposição de Washington Luís, e o acontecimento de 1932 foi um movimento de oposição ao governo de Getúlio Vargas que eclodiu na capital paulista e rapidamente se expandiu pelo Estado de São Paulo. (___) Roberto Pompeu de Toledo acredita que a “chamada revolução de 1932” objetivou a reconstitucionalização do país, afinal o presidente eleito, Washington Luís, foi deposto e em seu lugar assumiu – apesar de haver perdido a eleição presidencial – Getúlio Vargas. (___) Roberto Pompeu de Toledo não está interessado nas diferentes razões que visam explicar a “chamada revolução de 1932”, sua questão é outra, são os próprios personagens dessa história que lhe interessam. (___) “A chamada revolução de 1932”, a que se refere Roberto Pompeu de Toledo, foi um movimento vitorioso de oposição ao governo de Getúlio Vargas, levado a cabo por paulistas que, mesmo em menor número, venceram a revolução de 1932. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) V – F – V – F – F b) V – V – V – F – V c) F – V – F – V – V d) V – V – F – V – F e) F – V – V – F – F 25. (Udesc 2013) A década de 90, sobretudo a primeira metade, é reconhecida como um período de estabilidade da economia e de avanços sociais importantes, no Brasil. Analise as proposições sobre a década de 90 e as questões correlatas. I. De maneira geral pode-se inferir que a implantação da nova moeda – o Real, e o controle da inflação permitiram aumento do consumo e dos índices de desenvolvimento humano, diminuição da pobreza, melhor distribuição de renda. II. Certamente, pode-se afirmar que houve avanços sociais importantes no Brasil, mas a década de 90 também foi marcada por conflitos e lutas travadas em prol de direitos e ampliação de conquistas sociais. A exemplo, foram as lutas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), dos movimentos em defesa dos indígenas, movimentos negros, feministas, afrodescendentes e ecologistas.
  18. 18. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br III. A década de 90 também foi marcada por crises. A exemplo, a crise econômica internacional no final da década que colocou a economia brasileira em dificuldades; a ocorrência de privatizações controversas e o crescimento do deficit público. IV. Na década de 90, inserção do país na ordem política internacional, os principais pontos da política externa pautavam-se no cultivo de relacionamento pacífico com os países vizinhos e na política de fortalecimento das relações regionais e conjuntas, como as voltadas ao Mercosul e à União Europeia, dentre outras. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. d) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 26. (Udesc 2013) Analise as proposições sobre o contexto histórico brasileiro a que se relaciona a expressão “nacional-desenvolvimentismo”. I. A expressão está relacionada a Juscelino Kubitschek (1956-1961) e à política de modernização do país levada a cabo em seu governo. II. A expressão está relacionada ao governo Collor (1990-1992) e ao plano econômico que se baseava na contenção da inflação, na redução do Estado e na livre concorrência do mercado. III. A expressão está relacionada ao governo de Castelo Branco (1964-1966) e a sua execução, considerada moderna e avançada, era baseada na contenção de salários, no corte dos gastos públicos e no aumento de impostos. IV. A expressão traduz um conjunto de ideias em que o Estado nacional independente formula políticas industriais modernizadoras com o objetivo de alcançar o desenvolvimento da nação. O Plano de Metas é a concretização dessa política. V. A expressão traduz um conjunto de ideias em que o Estado nacional adota a política do “Estado mínimo”, o que significa dizer que é o próprio mercado que regula o crescimento econômico, sem a intervenção do Estado. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas II e V são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas III e V são verdadeiras. e) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. 27. (Udesc 2013) Segundo o historiador Eric Hobsbawn, a Revolução Industrial “sob qualquer aspecto [este] foi provavelmente o mais importante acontecimento na história do mundo, pelo menos desde a invenção da agricultura e das cidades. E foi iniciado pela Grã-Bretanha”. HOBSBAWN, Eric. A Era das Revoluções – 1789-1848. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977, p. 45. Com relação ao excerto acima, assinale a alternativa incorreta. a) Não ocorreram movimentos de resistência dos trabalhadores às novas formas de trabalho estabelecidas pela Revolução Industrial.
  19. 19. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br b) A Revolução Industrial propiciou o surgimento de novas formas de organização da produção de bens, sendo que o sistema de fábricas tornou-se o preponderante, difundindo- se para outros países e continentes, no decorrer dos séculos XIX e XX. c) Possibilitou o estabelecimento de uma nova forma de controle do tempo, que passou a ser marcado pelo relógio e não mais pela natureza. d) O sistema de fábricas, no qual os trabalhadores estão concentrados em um mesmo espaço, possibilitou que o dono da fábrica controlasse também a mão de obra, além da matéria-prima. e) Entre as principais inovações tecnológicas advindas com a Revolução Industrial, pode-se citar a substituição das máquinas movidas à tração animal ou à força da água pelas máquinas a vapor. 28. (Udesc 2013) Em 1545, o papa convocou uma reunião entre os membros mais importantes da Igreja Católica a fim de debater sobre questões doutrinárias e disciplinares. O Concílio de Trento, como ficou conhecida esta reunião, durou 18 anos e foi motivado pelos questionamentos à Igreja Católica os quais se tornaram cada vez mais frequentes no início do século XVI, e que levaram à Reforma Protestante. Analise as proposições em relação ao contexto. I. A Reforma Protestante difundiu-se em várias regiões da Europa, entre as quais as regiões que atualmente compõem a Alemanha, Suíça, Inglaterra e Holanda. II. Martinho Lutero foi um crítico da Igreja Católica. Após a publicação das suas críticas, conhecidas como 95 teses, que foram afixadas na porta da Igreja de Wittenberg, ele foi excomungado pelo Papa Leão X. III. Entre as novas doutrinas que surgiram com a Reforma Protestante estão o Luteranismo, o Calvinismo e o Anglicanismo. IV. A Reforma Protestante ocorreu juntamente com outras mudanças, como o aumento do poder dos reis e o fortalecimento dos Estados Nacionais. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. b) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 29. (Udesc 2013) O filme E o vento levou, de 1939, com direção de Victor Fleming, retrata um período da História dos Estados Unidos conhecido como a Guerra de Secessão (ou Guerra Civil Americana), ocorrida entre os anos de 1861 a 1865. Analise as proposições sobre este período, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) Os estados que formavam os EUA estiveram envolvidos em uma sangrenta guerra (norte X sul) na qual estava em jogo, entre outros motivos, a oposição entre a utilização do trabalho livre e o trabalho escravo. (___) Os sulistas defendiam o fim do trabalho escravo em todo o território dos EUA, e o movimento pela abolição dos escravos tornou-se maior durante a primeira metade do século XIX. (___) O fim da escravidão nos EUA não significou igualdade de condições para as populações de ex-escravos e seus descendentes, uma vez que em muitos estados dos EUA foram criadas
  20. 20. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br leis segregacionistas, como, por exemplo, a que separava negros de brancos em espaços públicos como ônibus, banheiros, bares e restaurantes. (___) Além da divergência sobre a escravidão, outros temas que opunham os estados do Norte aos do Sul referiam-se às tarifas sobre importação, ao acesso a novas terras localizadas a oeste, à atuação do governo federal em relação ao sistema bancário e ao sistema de transportes. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) V – F – F – F b) F – F – F – V c) F – F – V – V d) V – F – F – V e) V – F – V – V 30. (Udesc 2013) O excerto e a charge abaixo referem-se à colonização da África no século XIX. As potências europeias puderam conquistar a África com relativa facilidade porque a balança pendia a seu favor, sob todos os aspectos. Em primeiro lugar, graças às atividades dos missionários e dos exploradores, os europeus sabiam mais a respeito da África e do interior do continente – aspecto físico, terreno, economia e recursos, força e debilidade de seus Estados e de suas sociedades – do que os africanos a respeito da Europa. Em segundo lugar, em função das transformações revolucionárias verificadas no domínio da tecnologia médica e, em particular, devido à descoberta do uso profilático do quinino contra a malária, os europeus temiam menos a África do que antes de meados do século XIX. Em terceiro lugar, em consequência da natureza desigual do comércio entre a Europa e a África até os anos de 1870 e mesmo mais tarde, bem como do ritmo crescente da revolução industrial, os recursos materiais e financeiros da Europa eram muitíssimo superiores aos da África. Por isso, se as potências europeias podiam gastar milhões de libras nas campanhas ultramarinas, os Estados africanos não tinham condições de sustentar um conflito armado com elas. Em quarto lugar, [...] a Europa podia concentrar-se militarmente de maneira quase exclusiva nas atividades imperiais ultramarinas, mas os países e os Estados africanos tinham suas forças paralisadas pelas lutas intestinas. Além disso, as potências europeias conviviam pacificamente, conseguindo resolver os problemas coloniais que as dividiam no decorrer da era da partilha e até 1914 sem recurso à guerra. UZOIGWE, Godfrey N. Partilha europeia e conquista da África: apanhado geral In: BOAHEN, Albert Adu (org.) História geral da África, VII: África sob dominação colonial, 1880-1935. 2. ed. rev. – Brasília: UNESCO, 2010. pp. 44-45. Analise as proposições.
  21. 21. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br I. Apesar de o Continente Africano já ser conhecido e ocupado, desde o século XV, pelos europeus, foi no século XIX que a conquista de todo o território africano foi consolidada, com a ocupação do interior e da sua divisão entre os países colonizadores. II. A ocupação do território africano pelos europeus diferenciou-se conforme as características econômicas, políticas e culturais da população local, que era muito diversa, dependendo da região do continente. III. Entre as condições que possibilitaram a ocupação do território africano, pode-se citar a disponibilidade de recursos econômicos e o desenvolvimento da tecnologia. IV. As diferenças entre os próprios estados africanos foi um dos fatores que facilitaram o domínio das sociedades africanas, no século XIX, uma vez que permitiram que acordos entre os governos europeus e os governos ou grupos locais fossem estabelecidos. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. b) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras. c) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. e) Todas as afirmativas são verdadeiras. 31. (Udesc 2013) Analise as proposições sobre a II Guerra Mundial (1939-1945), e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) A II Guerra Mundial foi marcada por atrocidades de ambos os lados, como, por exemplo, os campos de concentração, o extermínio nazista e o lançamento das bombas atômicas contra as cidades de Hiroshima e Nagasaki pelos EUA. (___) O Brasil, que durante o período da guerra era governado pelo presidente Getúlio Vargas, apoiou os países do Eixo. Entre os motivos que levaram o Brasil a enviar tropas para lutar nesta guerra foram os ataques de submarinos alemães a navios brasileiros e a defesa da democracia e da liberdade. (___) A guerra iniciou em 1939, quando as tropas alemãs invadiram a Polônia. Nos primeiros anos o Eixo (Alemanha, Itália e Japão) obteve várias vitórias contra os Aliados. Os rumos da guerra começam a modificar no ano de 1941, quando o governo de Adolf Hitler decidiu invadir a União Soviética, e os EUA declaram guerra aos países do Eixo, após o ataque japonês a Pearl Harbour. (___) Um dos fatores que levou à guerra foi o apoio da população alemã às ideias de Adolf Hitler, difundidas no livro Mein Kampf (Minha Luta), conhecidas como nazistas e que pregavam a superioridade da raça germânica em relação a outros grupos, como os judeus, comunistas e ciganos. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) F – F – V – V b) V – V – F – V c) V – F – V – V d) V – F – V – F e) V – V – V – V 32. (Udesc 2013) Em 1989 ocorreu a Queda do Muro de Berlim que dividiu a cidade de Berlim entre a República Democrática da Alemanha (Alemanha Oriental) e a República Federal da Alemanha (Alemanha Ocidental), durante 28 anos.
  22. 22. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Sobre as mudanças ocorridas nas últimas décadas do século XX, é correto afirmar. a) Com as mudanças ocorridas, no final do século XX, nos países do leste europeu, os partidos socialistas e os comunistas obtiveram maior participação no poder, uma vez que puderam participar das eleições, o que lhes era proibido até a década de 90. b) A União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) trocou o nome para Rússia, mas manteve seu espaço geográfico intacto. c) Ocorreram várias mudanças no mapa geográfico da Europa com o surgimento de novos países como, por exemplo, a República Tcheca, a Eslováquia, a Croácia e a Bósnia. d) A Alemanha continua dividida entre Alemanha Oriental e Ocidental, com governos separados, sendo que somente a Alemanha Ocidental (que tem como atual primeira ministra Angela Merkel) faz parte da Comunidade Europeia. e) O fim do comunismo significou o fim de uma sociedade igualitária, na qual toda a população tinha suas necessidades básicas atendidas. 33. (Udesc 2013 - ANULADA) Analise as proposições sobre os acontecimentos políticos no cenário internacional recente, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) Os ataques ao World Trade Center de Nova Iorque, em 11 de setembro de 2011, motivaram ataques do exército americano ao Iraque e ao Afeganistão e ficaram conhecidos como a “Guerra ao Terror”. (___) A Primavera Árabe pode ser sintetizada como um movimento de oposição a governos democráticos de países localizados no norte da África e no Oriente Médio, iniciado em 2010. (___) Na Europa houve crescimento dos partidos e movimentos neonazistas que têm como seu principal alvo de ataques os imigrantes, principalmente de origem africana e árabe. (___) O reconhecimento do Estado Palestino pelo governo de Israel e pela comunidade internacional significou o fim da atuação de grupos armados, como é o caso do Hamas. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) V – V – F – V b) V – F – V – F c) V – V – V – F d) V – F – V – V e) V – F – F – F 34. (Udesc 2013) O início do século XXI vem sendo marcado por uma grave crise financeira e econômica mundial, culminada por diferentes eventos. Alguns analistas comparam parte de seus efeitos com aqueles decorrentes da crise da primeira metade do século XX marcada pela _____________. Ao contrário da precedente, a atual crise não pode ser marcada por um único evento, mas sim eventos, como, por exemplo, o estouro da “bolha da internet” (Índice Nasdaq), em 2001, a quebra de bancos de investimentos importantes nos EUA, em 2008, dentre outros. Em suas diferenças e especificidades, porém, pode-se afirmar que ambas as crises são _____________ e geraram _____________. Igualmente que afetaram, sem precedentes, a economia de diferentes países, sendo grande parte por causa da ______________. Assinale a alternativa que preenche corretamente os espaços em branco, na sequência estabelecida, com as respectivas informações que se integram ao contexto.
  23. 23. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br a) crise dos suprimes – nacionais – superinflação – crise das moedas como dólar e o euro b) quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em 1929 – mundiais – recessão – interdependência entre os mercados c) Primeira Guerra Mundial, em 1914 – mundiais – guerra – indústria armamentista d) crise do café no Brasil, em 1929 – regionais – crescimento – commodities e) quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, 1929 – diferentes, pois uma era local e outra mundial – medo do comunismo e agora medo do esfacelamento da União Europeia – crise política e econômica na Europa e EUA 35. (Udesc 2013) Analise as proposições em relação à Independência dos países latino- americanos, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa. (___) As guerras da independência dos países da América, de colonização espanhola, ocorreram principalmente na primeira metade do século XIX e estão vinculadas à ocupação da Espanha pelo exército francês de Napoleão Bonaparte. (___) Ao se tornarem independentes de suas metrópoles, na primeira metade do século XIX, a maioria dos novos países latino-americanos também proclamaram a libertação dos escravos e o fim da escravidão. (___) Muitos países latino-americanos independentes tinham uma população majoritariamente descendente de grupos indígenas. Um exemplo é o México que em 1821, ano da independência, tinha 40% da população indígena, 40% da população mestiça e 20% da população europeia ou de seus descendentes. (___) Um dos países mais pobres da América Central, na atualidade, é o Haiti, que teve sua capital, Porto Príncipe, arrasada por um terremoto em 12 de janeiro de 2010. Este país foi colônia francesa e sua economia era baseada em grandes propriedades para a exportação com a utilização do trabalho escravo. Foi o último país da América Latina a se tornar independente e a abolir a escravidão. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo. a) F – F – V – F b) V – F – V – F c) V – F – F – V d) V – F – V – V e) F – V – F – F
  24. 24. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br REPOSTAS E COMENTÁRIOS Questão 1: [A] A questão remete ao importante documento histórico, a “Carta de Caminha”. Esta questão pode ser respondida a partir das alternativas incorretas. Pero Vaz de Caminha narrou o indígena dentro de sua concepção de mundo, a cultura cristã ocidental. Sua narrativa não identificou a verdadeira essência das populações indígenas brasileiras. Não podemos concordar com a ideia de que os indígenas eram dissimulados e estratégicos e que possuíam interesses em obter lucros. O documento tem um grande valor histórico. Questão 2: [B] A questão remete ao contexto do Estado Novo, ocorrido entre 1937-1945 quando Vargas implantou uma ditadura política no Brasil inspirada em regimes totalitários europeus. A assertiva [II] é a única incorreta. Conforme já mencionado, o Estado Novo ocorreu entre 1937-1945. Vargas criou o DIP para censurar a imprensa e promover a imagem do governo. Criou ministérios como o do “Trabalho, Indústria e Comércio” importante para a organização da CLT. A educação também foi a preocupação do governo, pois através dela, era possível “doutrinar” a nação. O nacionalismo foi uma bandeira varguista, daí o uso de palavras chaves como Nação, Pátria e Estado. Questão 3: [C] Somente a proposição [C] apresenta uma ideia incorreta sobre a ditadura militar que foi implantada no Brasil entre 1964-1985. O estado de Santa Catarina também sofreu muito com a truculência da ditadura militar brasileira. Muitos estudantes e lideranças políticas foram presas e torturadas durante o regime militar. Também ocorreu resistência à ditadura no estado como o episódio da “Novembrada”. Questão 4: [C] A questão remete a Guerra do Contestado, 1912-1916, conflito entre os estados do Paraná e Santa Catarina. Suas origens remontam ao isolamento e abandono em que vivia a população de um grande território localizado entre os dois estados. As assertivas [IV] e [V] estão incorretas. O conflito teve um, caráter messiânico (e neste caso se assemelha ao movimento de Canudos) e político. Não se trata de uma guerra que visava derrubar líderes políticos eleitos democraticamente, para adquirir terras na região e depois vendê-las. O conflito não foi liderado por latifundiários e foragidos da polícia. Questão 5: [D] As assertivas [III], [IV] e [V] estão incorretas. A violência contra povos indígenas não ocorreu apenas em Santa Catarina. Infelizmente, a violência contra índios e afrodescendentes não foi resolvida, ainda caracteriza a história do Brasil. Em todo território brasileiro existiu e existe prática de violência contra índios e afrodescendentes. Questão 6: [B] A questão aponta para o voto dos analfabetos no Brasil. A constituição de 1988 permitiu o voto para analfabetos e a eleição à presidência da República de 1989 foi a primeira em que a maioria do povo brasileiro votou. É possível pessoas analfabetas votarem utilizando critérios racionais para justificar seu voto. Não podemos afirmar que pessoas analfabetas são ingênuas e mais influenciáveis. Também não é coerente acreditar que pessoas alfabetizadas são mais capacitadas para escolher o representante político que deve governar o país, até porque é muito questionável o critério que se utiliza no Brasil para ser “alfabetizado”. Questão 7: [E] A questão remete ao texto do historiador francês Marc Bloch que integrava o grupo dos Analles. A questão pode ser respondida a partir das alternativas incorretas. A História não visa fazer previsões sobre o futuro, não significa um conhecimento inútil sobre o passado, não é determinada pela imaginação do historiador e não se refugia no passado para não compreender o presente.
  25. 25. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Questão 8: [B] A questão remete ao racismo, homofobia e xenofobia que caracterizam a história brasileira. A última assertiva é a única incorreta. Existe uma legislação no Brasil que criminaliza este tipo de comportamento, no entanto, estas atitudes estão arraigadas na cultura brasileira que nem mesmo a legislação proibindo a questão não foi resolvida no país. Questão 9: [A] A questão remete a República Brasileira. A última assertiva está incorreta. O processo de “abertura política” iniciou-se com o governo de Geisel, 1974-1978, através da famosa frase “abertura lenta, gradual e segura”. As demais assertivas estão corretas. A Era JK, 1956-1961, foi caracterizada pelo “Plano de Metas”, com o lema “50 em 5”, isto é, 50 anos de crescimento em 5 anos de governo. A partir da segunda metade do século XX, o Brasil viveu um processo de modernização possibilitando às mulheres brasileiras maiores acesso à educação. Com a constituição de 1988, foram ampliados os direitos civis. A partir de 1985, com a Nova República, o Brasil experimentou vários planos econômicos visando, principalmente, conter a inflação. Questão 10: [E] Afirmativa [I]: os principais grupos indígenas que habitaram o território do atual estado de Santa Catarina foram os Kaingáng (ocupando a faixa interior do estado), os Xokleng (ocupando a faixa central do estado) e os Carijós (ocupando a faixa litorânea do estado). Afirmativa [III]: as cidades de Joinville e Blumenau foram, de fato, fundadas por colonos alemães, sendo, portanto, redutos de tradições europeias. Questão 11: [C] Justificativa a partir das erradas: Afirmativa [I] – os africanos fugitivos não representavam mais de 80% dos 116 escravos; Afirmativa [IV] – pode ser explicada a partir da afirmativa [II]: a maioria masculina não pode ser explicada somente pelo fato de que eles eram maioria no conjunto escravista. Outros fatores, como as relações familiares, tem que ser analisados. Questão 12: [B] [II] Falsa. Em momento nenhum o texto de José Murilo de Carvalho trata o óleo de Henrique Bernadelli como uma versão oficial e sagrada da proclamação. Questão 13: [B] A descrição feita na alternativa [B] corresponde à Guerra de Canudos, ocorrida na Bahia, e não à Guerra do Contestado. Questão 14: [C] A Revolta da Chibata, inspirada na Revolta do Encouraçado Potemkin, na Rússia, ocorreu devido às péssimas condições em que viviam os marinheiros de baixa patente dentro dos navios brasileiros. O nome se deve ao fato de que até castigos físicos, como a chibata, os marinheiros eram submetidos. Questão 15: [E] Todas as afirmativas são verdadeiras: o início da década foi marcado pelo governo de João Goulart, que assumiu após a renúncia de Jânio Quadros, e o carro chefe do seu governo foram as reformas de base, que alarmaram a classe média brasileira. Esse período também foi marcado por uma série de greves e pela formulação do chamado Cinema Novo, com grande engajamento social. Questão 16: [B] A última proposição é falsa porque a maior veículo de comunicação usado durante a Segunda Guerra foi o rádio, e não a televisão.
  26. 26. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Questão 17: [D] Justificativa a partir das erradas: Afirmativa [I] – a Doutrina Monroe foi estabelecida a partir do princípio da não-interferência da Europa sobre o continente americano. Seu lema era a América para os americanos; Afirmativa [IV] – a classe social que liderou o movimento de Independência e depois se beneficiou do sucesso do mesmo na América Latina foi a dos criollos (brancos descendentes de europeus nascidos na América) e não a dos indígenas e mestiços. Questão 18: [D] [III] Falsa, pois o governo absolutista do Czar russo era marcado pela total concentração de poder nas mãos do czar, sem participação de representantes eleitos pelo povo. Questão 19: [C] [II] Falsa, pois no texto fica claro que os negros tinham direito a voto no estado de Nova York, apesar de não exercer esse direito. Questão 20: [A] [III] Falsa, pois as guerras envolvendo os EUA e o Iraque foram motivadas por ataques terroristas (como o de 11 de Setembro) e a afirmação dos EUA de que o governo iraquiano possuía armas de destruição em massa, o que nunca se confirmou. Questão 21: [A] O Sistema de Governo-Geral foi implantado pelo governo português na América para corrigir eventuais problemas apresentados pelo Sistema de Capitanias Hereditárias: os conflitos com os indígenas, o fracasso de algumas Capitanias e a dificuldade de centralizar a administração. Questão 22: [E] A conjuntura do processo que levou à abolição da escravatura no Brasil foi formatada por vários fatores, dentre os quais os citados nas proposições acima: o aumento do movimento abolicionista no país, a proibição do tráfico intercontinental (1850), que diminuiu o número de braços no país, o aumento das revoltas nas fazendas escravistas do Sudeste e a crise do próprio Império do Brasil. Questão 23: [E] O movimento tenentista surgiu na década de 1920 após uma publicação falsa de uma carta do então presidente Arthur Bernardes ofendendo os militares. O movimento ganhou força no país, causando instabilidade política devido aos conflitos entre militares e o governo federal. A partir de levantes, os militares exigiram a deposição de Bernardes, a adoção do voto secreto e a melhoria do ensino público. Questão 24: [D] Estão falsas as proposições [III] e [V], porque o autor não afirma nada a respeito de a reconstitucionalização pretendida pelos revolucionários estar ligada à deposição de Washington Luís e porque a Revolução de 1932 foi derrotada pelo governo de Vargas. Questão 25: [E] Na década de 1990, no Brasil, a implantação do Real promoveu a instabilidade da economia brasileira e a volta do crescimento econômico a partir da queda de inflação. O crescimento da economia proporcionou o aumento de renda da população e, consequentemente, o aumento do consumo. Mas a década de 1990, em especial no governo de FHC, foi marcada por várias privatizações contestadas pela oposição política e por movimentos de reivindicação social, com o movimento dos sem-terra. No panorama mundial, a década foi marcada pelo fortalecimento dos blocos econômicos criados para facilitar a integração econômica entre os países, como o Mercosul e a União Europeia. Questão 26: [C] O nacional-desenvolvimentismo está relacionado à política de crescimento nacional posta em prática por JK a partir do chamado Plano de Metas. JK pretendia fazer o Brasil crescer 50 anos em 5 através de uma política de incentivo industrial que levaria o país a se modernizar. Questão 27: [A]
  27. 27. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br Devido às péssimas condições de trabalho impostas pelas fábricas, os trabalhadores começaram a se organizar durante a Revolução Industrial em busca de melhores condições de trabalho e de melhores salários. Houve, portanto, resistência trabalhista. Questão 28: [E] O movimento da Reforma Protestante iniciou-se devido, principalmente, às críticas que a Igreja Católica vinha sofrendo por conta da corrupção do clero no contexto de ascensão do Absolutismo e da burguesia. A partir dele, Luteranismo, Calvinismo e Anglicanismo (novas religiões surgidas) espalharam por Alemanha, Holanda e Inglaterra, principalmente. Questão 29: [E] A proposição [II] está errada porque o Sul dos EUA era a favor da escravidão. Os estados do Norte dos EUA é que eram a favor da abolição em todo o país. Questão 30: [E] Todas as afirmações acima se aplicam corretamente ao assunto: os europeus ocuparam o continente africano definitivamente no século XIX, o avanço tecnológico e as diferenças entre os estados africanos facilitaram a dominação europeia sobre a África e a ocupação ocorreu de acordo com as características de cada região do grande continente. Questão 31: [C] O Brasil participou da guerra ao lado dos aliados, contra o eixo, devido ao acordo econômico feito entre Vargas e os EUA, que rendeu a construção da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em Volta Redonda. Questão 32: [C] A Queda do Muro de Berlim e a fragmentação da URSS propiciou a formação de diversas novas nações na Europa, como a Ucrânia, a Bielorússia, a República Tcheca, a Eslováquia, a Croácia e a Bósnia. Questão 33: ANULADA A proposição [I] está INCORRETA, porque os ataques ao World Trade Center de Nova Iorque aconteceram em 2001 e não 2011. Sendo assim, não existe resposta correta entre as alternativas, todas as afirmativas estão incorretas. Por isso, a questão foi anulada. Questão 34: [B] O início do século XXI foi marcado por uma crise financeira que os analistas compararam com a Quebra da Bolsa de Valores de Nova York. Foi uma crise de repercussão mundial, devido à interligação dos mercados financeiros dos países, e teve como marca eventos como a bolha da internet (bolha especulativa devido à alta das ações de novas empresas ligadas a internet na Nasdaq). Questão 35: [B] Após se proclamarem independentes, a maioria dos países latino-americanos tornaram-se Repúblicas, mas esse processo não esteve atrelado à libertação dos escravos na América Latina. O Haiti foi o primeiro país da América a abolir a escravidão, devido a uma revolta escravista.
  28. 28. História no Vestibular da UDESC – Prof. Elton Zanoni – www.elton.pro.br VERSÃO ONLINE DESTA APOSTILA https://goo.gl/mjzYVp

×