Património Histórico CP

5,222 views

Published on

Património Histórico CP

  1. 1. Tema: Identidades e Patrimónios culturais A UNESCO é a única Organização do sistema das Nações Unidas em relação à qual se prevê a criação de Comissões Nacionais nos Estados-membros. Dos actuais 190 Estados-membros e 6 Estados associados, 190 têm Comissões Nacionais, na tutela dos Governos respectivos e que visam pôr em prática os objectivos da Organização no país, de acordo com a Carta das Comissões Nacionais. Portugal aderiu à UNESCO em 1965, tendo depois abandonado a Organização e reentrado em 11 de Setembro de 1974.
  2. 2. A Convenção para a Protecção do Património Mundial, Cultural e  Natural, foi adoptada na Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, em 1972. À presente data, mais de 150 países aderiram a esta Convenção, tornando-a num dos instrumentos legais internacionais mais universais para a protecção do património cultural e natural. A Convenção do Património Mundial estabelece quais os bens  naturais e culturais que podem vir a ser inscritos na Lista do Património Mundial, fixando os deveres dos Estados membros quanto à identificação desses bens, assim como, o desempenho para a protecção e preservação dos mesmos. Ao assinar a Convenção, cada Estado compromete-se não só a assegurar a conservação dos bens que se localizam no seu território como a proteger o seu património cultural e natural.
  3. 3. Cidade do Porto Alto Douro Vinhateiro Centro Histórico de Guimarães As Sete Maravilhas
  4. 4. Em 1996, perante a inquestionável riqueza da cidade, a Unesco  conferiu ao Porto o estatuto de ”Cidade Património Mundial”. O ano de 2001 marca um momento igualmente importante, o Porto, juntamente com Roterdão, é Capital Europeia da Cultura. Este invento trouxe à invicta milhares de turistas portugueses e  estrangeiros e ajudou a desenvolver o gosto da população pelas diversas manifestações artísticas.
  5. 5. O Porto, cidade histórica, viu passar por si muitos séculos,  muitas culturas, muitas gentes. A gastronomia tradicional do Porto, faz parte desta riquíssima herança histórica. Quando se fala do Porto é imperativo falar de alguns pratos  tradicionais entre os quais se destacam, pela sua história, as tripas à moda do Porto, prato que dá nome aos habitantes da urbe - Tripeiros -, aqueles que comem tripas. Mais que uma receita, este prato representa uma atitude bem presente no espírito das gentes do Norte: dádiva, sacrifício, disponibilidade e hospitalidade.
  6. 6. A UNESCO designa a 14 de Dezembro de 2001, o Alto Douro  Vinhateiro, Património mundial da Humanidade, na categoria de paisagem cultural; este estatuto foi o culminar de um processo de candidatura que ganhou contornos pelas mãos da Fundação Rei D. Afonso Henriques. O Alto Douro Vinhateiro tornou-se a 13ª zona do país classificada e o 5º elemento do grupo vitivinícola, juntando-se às regiões de Val de Loire e Saint-Emilion (França), Cinque Terre (Itália) e Wachau (Áustria). A área classificada do Douro engloba 24,6 mil hectares,  espalhados por 13 concelhos: Mesão Frio, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Vila Real, Alijó, Sabrosa, Carrazeda de Ansiães, Torre de Moncorvo, Lamego, Armamar, Tabuaço, S João da Pesqueira e Vila Nova de Foz Côa; representando dez por cento da Região Demarcada do Douro.
  7. 7. É uma homenagem à obra  combinada do Homem e da Natureza, que vem a ilustrar o valor universal do papel activo de uma cultura e uma paisagem de excelência. Não obstante a magia que as paisagens exaltam, o terreno classificado fecunda o famoso e apreciado Vinho do Porto. Mas a beleza dos cenários compostos por sulcos e vinhas que sobem as encostas foi a mais valia que levou a UNESCO a aprovar a sua entrada na elite do Património Mundial.
  8. 8. O centro Histórico de Guimarães foi classificado Património Mundial  pela UNESCO, a 13 de Dezembro de 2001. Guimarães, cidade de origem medieval, tem as suas raízes no remoto  século X. Foi nesta altura que a Condessa Mumadona Dias, viúva de Hermenegildo Mendes mandou construir um mosteiro, que se tornou num pólo de atracção e deu origem à fixação de um grupo populacional.
  9. 9. O Castelo de Guimarães apresenta-  se-nos, desde logo, como o berço da Nacionalidade e da Independência de Portugal, inserindo-se num magnífico cenário com os campos e montanhas em redor, e desfrutando de uma vista soberba sobre a cidade. Trata-se de um castelo gótico, sendo a imagem emblemática do castelo medieval português pela sua associação às origens do reino, ainda que o edifício actual seja o resultado de reconstruções realizadas desde a segunda metade do século XI
  10. 10. Chichén Itzá  Coliseu de Roma Machu Picchu Cristo Redentor Petra Taj Mahal Muralha da China
  11. 11. Estamos no México, em plena civilização dos enigmáticos Maias, na  província de Yucatán. Pensa-se que esta cidade terá sido fundada por volta de 435/455. Os Maias edificaram pirâmides com uma precisão matemática verdadeiramente admirável. A que vês na imagem é a mais famosa. O culto à Serpente Emplumada pode ainda hoje ser admirado duas vezes por ano, nos equinócios de Inverno e de Verão, respectivamente a 21 de Março e a 21 de Setembro, entre as 15 e as 17 horas, assim que os raios de Sol incidem sobre a pirâmide num ângulo preciso. As sombras que se formam nos terraços da escadaria principal assemelham-se às cabeças gigantes das serpentes esculpidas na base da escadaria e cria-se a ilusão de que Kukulcán surge do alto do templo e depois desaparece. A pirâmide revela também os avanços matemáticos do povo Maia. Foi  construída em nove níveis e em cada uma das suas quatro faces foi acrescentada uma escadaria com 91 degraus. Contando com a plataforma superior, chega-se a um total de 365, que corresponde ao número de dias de um ano.
  12. 12. A construção do maior anfiteatro de Roma foi solicitada pelo imperador Vespasiano em 72 d.C. , no terreno pantanoso de um lago onde estava o palácio de Nero. É uma construção de grande beleza. Permitia o fácil acesso de 55 mil pessoas pelas suas 80 entradas em arco. No coliseu eram exibidos diferentes espectáculos, entre eles contam-se os combates entre gladiadores e a caça de animais, onde eram utilizados animais selvagens importados de África. Os animais mais utilizados eram os leões, leopardos e panteras, mas animais como rinocerontes, hipopótamos, elefantes, girafas, crocodilos e avestruzes eram também utilizados. As caçadas, tal como as representações de batalhas famosas, eram efectuadas em elaborados cenários onde constavam árvores e edifícios movíveis. Nos seu primeiros anos o Coliseu era quot;inundadoquot; para simulações de batalhas navais; pois a arena dispunha de um excelente sistema de drenagem, a ponto de se poder encher sozinha quando chovia intensamente.
  13. 13. Entre o céu e a terra, numa localização espectacular, Machu Picchu domina o vale do rio Urubamba, a 2 400 metros de altitude, na cordilheira dos Andes, no Peru. Num espaço estreito, tal como vês na imagem, apertam- se umas contra as outras as ruínas de casas, torres, palácios e centros cerimoniais. Os terraços artificiais, volta a observar a imagem, destinavam-se à agricultura, em socalcos, e estendem-se até ao limite dos precipícios. Machu Picchu, o quot;Velho Picoquot; para os Incas, guarda até hoje o segredo da sua arrojada construção e do povo que nela habitou. A cidade foi descoberta pelo investigador e historiador norte-americano Hiram Bingham, em 1911.
  14. 14. O Cristo Redentor, com cerca de 38 metros de altura, situa-se no topo do morro do Corcovado com vista sobre a cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Projectada pelo brasileiro Heitor da Silva Costa e concebida pelo escultor francês Paul Landowski, é um dos monumentos mais conhecidos em todo o mundo. A estátua levou cinco anos para ser construída e foi inaugurada no dia 12 de Outubro de 1931. Tornou-se o símbolo da cidade e do povo brasileiro.
  15. 15. No início do século XIX, um grupo de cavaleiros atravessava o escaldante leste da Jordânia. Um deles era europeu, chamava-se Johann Ludwig Burckhardt e quando lhe falaram das ruínas ficou curioso. A 22 de Agosto de 1812, foi o primeiro visitante dos tempos modernos a cavalgar através de Petra, a cidade rosa-avermelhada. Petra foi um centro importante e, mais tarde, cidade real dos Nabateus, um povo dos desertos do norte da Arábia, cujas caravanas transportavam para o Mediterrâneo mercadorias do sul da Arábia e da Índia: aloé, incenso, canela e mirra. Desde o século IV a.C. que os Nabateus controlavam a parte norte da lendária rota do incenso; só eles conheciam os poucos lugares onde havia água e sabiam enfrentar as tempestades de areia. Os avultados lucros comerciais e o encontro com a cultura grega e depois romana, deram os seus frutos: no vale de Petra, no coração do deserto de arenito entre o mar Vermelho e o mar Morto, surgiu uma arquitectura única e grandiosa, dedicada aos deuses e aos mortos.
  16. 16. O Taj Mahal é um mausoléu situado em Agra, pequena cidade da Índia. A obra foi feita entre 1630 e 1652 com a força de cerca de 22 mil homens, trazidos de várias cidades do Oriente, para trabalhar no sumptuoso monumento de mármore branco que o imperador Shah Jahan mandou construir em memória da sua esposa favorita, Aryumand Banu Begam, a quem chamava de Mumtaz Mahal (quot;A Jóia do Palácioquot;). Ela morreu após dar à luz o 14.º filho, tendo o Taj Mahal sido construído sobre o seu túmulo, junto ao rio Yamuna. Assim, o Taj Mahal é também conhecido como a maior prova de amor do mundo, contendo inscrições retiradas do Corão. É incrustado com pedras semi-preciosas, tais como o lápis-lazúli, entre outras. A sua cúpula é costurada com fios de ouro. Apesar da sua opulência, o Taj Mahal é na verdade um gigantesco mausoléu e não um palácio, como muitos pensam. Uma curiosidade: depois de terminar o seu trabalho, cortavam as mãos aos artesãos para impedir que pudessem reproduzir a obra.
  17. 17. Esta fabulosa muralha, começou a ser erguida por volta de 220 a.C., por determinação do primeiro imperador chinês, Qin Shihuang. Tem mais de 5.000Km de extensão ( não se sabe ao certo a sua verdadeira extensão) e a sua função era a de conter as invasões dos povos do Norte. É formada por várias muralhas, construídas por várias dinastias ao longo de dois milénios. Apenas o revestimento exterior da Grande Muralha é composto por pedra talhada. O interior era cheio de cascalho, terra batida e outros materiais. Não deixa de ser terrível pensar que os cadáveres dos soldados, dos camponeses e de todos os outros trabalhadores que morreram durante a construção desta imponente muralha serviram também para quot;encherquot; o seu interior. Esta fortificação só foi possível graças ao trabalho forçado de milhares de homens reduzidos a escravos e obrigados a trabalhar de mãos nuas e com ferramentas rudimentares. A muralha adapta-se perfeitamente ao perfil do terreno, a sua altura varia entre os 3 e os 8 metros. Funcionava também como um importante sistema de comunicação. Os soldados deslocavam-se sobre ela a cavalo de forma mais veloz do que se atravessassem os acidentados terrenos da região.
  18. 18. Cassilda Mendes José Pacheco Maria José Fontes Obrigado

×