Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
O B J E T I V O S ;
I N F O R M A Ç Õ E S ;
C A R A C T E R Í S T I C A S ;
S E G R E G A Ç Ã O R A C I A L ;
P R I N C I ...
PRECEDENTES HISTÓRICOS
A história do movimento negro começa
quando eles chegaram ao Brasil na época
colonial; os negros fo...
MOVIMENTO NEGRO NO BRASIL
Os movimentos negros são uma série de movimentos realizados por pessoas que
lutam contra os prec...
PROJETO POLÍTICO SOCIAL
Como resposta as pressões dos movimentos negros e outros setores que
trabalham pelo promoção da ig...
IDEOLOGIA
Defende a igualdade entre as diversas
raças existentes no Brasil. Igualdade civil
entre as pessoas, independente...
SEGREGAÇÃO RACIAL
Apartheid: O Apartheid foi um
dos regimes de discriminação mais
cruéis no mundo. Ele aconteceu na
África...
Para lutar contra essas injustiças, os
negros acionaram o Congresso
Nacional Africano, uma organização
negra clandestina, ...
SEGREGAÇÃO RACIAL
Ku Klux Klan: Em 1865, no sul
dos Estados Unidos, surgiu um
grupo de racistas, que se vestiam
com roupas...
ZUMBI MARTIN LUTHER KING
PRINCIPAIS LIDERES NEGROS
Descendente de guerreiros
angolanos, Zumbi foi capturado
ainda quando c...
ZUMBI MARTIN LUTHER KING
PRINCIPAIS LIDERES NEGROS
Descendente de guerreiros
angolanos, Zumbi foi capturado
ainda quando c...
NELSON MANDELA BARACK OBAMA
PRINCIPAIS LIDERES NEGROS
Nelson Mandela
(1918-2013) foi
presidente da África
do Sul. Foi o lí...
NELSON MANDELA BARACK OBAMA
PRINCIPAIS LIDERES NEGROS
Nelson Mandela
(1918-2013) foi
presidente da África
do Sul. Foi o lí...
INTEGRANTES DO GRUPO:
André Silveira Andreo Hoertel Eduardo Borges
Gabriel Moraes João Pedro João Victor
Luiz Silveira
Movimento negro
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

of

Movimento negro  Slide 1 Movimento negro  Slide 2 Movimento negro  Slide 3 Movimento negro  Slide 4 Movimento negro  Slide 5 Movimento negro  Slide 6 Movimento negro  Slide 7 Movimento negro  Slide 8 Movimento negro  Slide 9 Movimento negro  Slide 10 Movimento negro  Slide 11 Movimento negro  Slide 12 Movimento negro  Slide 13 Movimento negro  Slide 14
Upcoming SlideShare
Movimentos Negros
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

18 Likes

Share

Download to read offline

Movimento negro

Download to read offline

Slides sobre o MOVIMENTO NEGRO

Movimento negro

  1. 1. O B J E T I V O S ; I N F O R M A Ç Õ E S ; C A R A C T E R Í S T I C A S ; S E G R E G A Ç Ã O R A C I A L ; P R I N C I P A I S L Í D E R E S N E G R O S ; MOVIMENTO NEGRO
  2. 2. PRECEDENTES HISTÓRICOS A história do movimento negro começa quando eles chegaram ao Brasil na época colonial; os negros foram trazidos como mercadoria pelos portugueses. A mão de obra era utilizada nos canaviais e, como o açúcar estava em alta, cultivou-se a cana- de-açúcar na colônia, o que gerou bastante lucro, uma vez que a mão de obra era barata. O transporte se fazia por meio dos navios negreiros e as condições precárias resultavam na morte dos escravos. Eles ficavam amontoados e no mesmo lugar em que dormiam, era o próprio banheiro. As fezes e urina em local fechado e em contato com crianças, jovens e adultos, geravam contaminações.
  3. 3. MOVIMENTO NEGRO NO BRASIL Os movimentos negros são uma série de movimentos realizados por pessoas que lutam contra os preconceitos e a escravidão. Eles tem o objetivo de resgatar a memória de um povo que batalhou por sua liberdade. A mobilização do povo negro se deu um ano após a abolição da escravatura, em 1888. Antes disso, os movimentos eram clandestinos e tinha como principal objetivo libertar os negros, como as revoltas que aconteciam e a fuga para os quilombos. Eram negros que resistiam contra o racismo, a escravidão e a opressão que passavam. Apesar do ano da Proclamação da República, em 1889, quando o Brasil se tornou soberano, o povo chegou ao poder, a democracia se estabeleceu, mas a situação dos negros não mudou, deu continuidade a prática da marginalização deles. Principais revoltas negras: Inconfidência Baiana (1798); Revolta dos Malês (1835); Revolta da Chibata (1910)
  4. 4. PROJETO POLÍTICO SOCIAL Como resposta as pressões dos movimentos negros e outros setores que trabalham pelo promoção da igualdade racial , o estado e a sociedade brasileira em geral tem buscado dar respostas já desde o início do anos oitenta, quando (1984) o Governo Franco Montoro criou o Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra. Este tipo de Conselho, posteriormente, seria criado também, nos estados da Bahia, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal e, ainda nos municípios do Rio de Janeiro, Belém, Santos e Uberaba. Em 1988, o Governo Sarney, instituiu a Fundação Cultural Palmares. O governador do estado do Rio de Janeiro, em 1991, criou a Secretaria de Defesa e Promoção das Populações Negras . No bojo dessas políticas, foram criadas as Delegacias Especializadas em Crimes Raciais, Coordenadorias do Negro e outras ações similares.
  5. 5. IDEOLOGIA Defende a igualdade entre as diversas raças existentes no Brasil. Igualdade civil entre as pessoas, independentemente de sua ascendência racial. O Movimento Social surge em prol da equiparação da diferença sociocultural existente entre brancos e negros no Brasil, na luta pela afirmação da identidade negra e no reconhecimento do processo de escravidão para a situação difícil em que essa população durante 3 séculos vivencia. Historicamente, o MN surge como o espaço de obtenção de valorização de uma identidade, que mesmo após a abolição continua a ser reprimida. É um espaço onde membros marginalizados no processo social construíam suas significações e manifestavam seu pertencimento. Tem como luta a inclusão de sua população na sociedade ou por empregos dignos, educação e geração de políticas afirmativas que promovam esse grupo.
  6. 6. SEGREGAÇÃO RACIAL Apartheid: O Apartheid foi um dos regimes de discriminação mais cruéis no mundo. Ele aconteceu na África do Sul de 1948 até 1990 e durante todo esse tempo esteve ligado à política do país. A antiga Constituição sul – africana incluía artigos onde era clara a discriminação racial entre os cidadãos, mesmo os negros sendo a maioria na população. Em 1487, quando o navegador português Bartolomeu Dias dobrou o Cabo da Boa Esperança, os europeus chegaram à região da África do Sul. Nos anos seguintes, a região foi povoada por holandeses, franceses, ingleses e alemães. Os descendentes dessa minoria branca começaram a criar leis, no começo do século XX, que garantiam o seu poder sobre a população negra. Essa política de segregação racial, o apartheid, ganhou força e foi oficializado em 1948, quando o Partido Nacional, dos brancos, assumiu o poder. O Apartheid, atingia a habitação, o emprego, a educação e os serviços públicos, pois os negros não podiam ser proprietários de terras, não tinham direito de participação na política e eram obrigados a viver em zonas residenciais separadas das zonas dos brancos. Os casamentos e relações sexuais entre pessoas de raças diferentes eram ilegais. Os negros geralmente trabalhavam nas minas, comandados por capatazes brancos e viviam em guetos miseráveis e superpovoados.
  7. 7. Para lutar contra essas injustiças, os negros acionaram o Congresso Nacional Africano, uma organização negra clandestina, que tinha como líder Nelson Mandela. Após o massacre de Sharpeville, o Congresso Nacional Africano optou pela luta armada contra o governo branco, o que fez com que Nelson Mandela fosse preso em 1962 e condenado à prisão perpétua. A partir daí, o apartheid tornou-se ainda mais forte e violento, chegando ao ponto de definir territórios tribais chamados Bantustões, onde os negros eram distribuídos em grupos e ficavam amontoados nessas regiões. Com o fim do império português na África em 1975, lentamente começaram os avanços para acabar com o apartheid. A comunidade internacional e a Organização das Nações Unidas (ONU) faziam pressão pelo fim da segregação racial. Em 1991, o então presidente Frederick de Klerk condenou oficialmente o apartheid e libertou líderes políticos, entre eles Nelson Mandela. A partir daí, outras conquistas foram obtidas, o Congresso Nacional Africano foi legalizado, De Klerk e Mandela receberam o Prêmio Nobel da Paz em 1993, uma nova Constituição não – racial passou a vigorar, os negros adquiriram direito ao voto e em 1994 foram realizadas as primeiras eleições multirraciais na África do Sul e Nelson Mandela se tornou presidente da África do Sul.
  8. 8. SEGREGAÇÃO RACIAL Ku Klux Klan: Em 1865, no sul dos Estados Unidos, surgiu um grupo de racistas, que se vestiam com roupas brancas e capuzes, montavam cavalos e perseguiam negros (ex-escravos, libertos na Guerra de Secessão) e seus defensores, denominado Ku Klux Klan. Formada por jovens veteranos da Confederação Sulista com o intuito de prolongar a fraternidade das armas, a Ku Klux Klan se tornou grande com o decorrer do tempo, abrangendo outros estados. O nome vem do grego “kuklos”, que significa círculo. O que começou como uma brincadeira tomou proporções maiores à medida que jovens racistas ouviram falar do clã e se filiaram. Divertiam-se aterrorizando os negros, estes detestados pelos membros do clã por serem “preguiçosos, inconstantes e economicamente incapazes e, por natureza, destinados à escravidão1”. Também atacavam brancos que protegiam os negros, principalmente os professores que lecionavam em escolas para negros, temendo que os negros se instruíssem, tornando impossível a volta à escravidão. A identidade dos membros do clã não era divulgada, uma vez que vestiam roupas brancas e cobriam o rosto com capuzes. Para entrar na seita, o candidato era fechado em um tonel e empurrado ladeira abaixo. A seita foi se espalhando e uma filial foi montada no Alabama, onde foi introduzido pela primeira vez o castigo físico aos negros. Além da prática racista, os klanistas faziam visitas-surpresa aos negros, obrigando-os a votar nos democratas, acompanhadas de algumas chibatadas. Em consequência dos excessos, o grupo foi posto na ilegalidade em 1871 pelo então presidente estadunidense Ulysses Grant. Muitos racistas foram presos e, para escapar da lei, fundaram outros clãs com a mesma proposta e alcunhas diferentes: White League, Shot Gun Plan, Rifle Club, entre outros. A Ku Klux Klan foi desfeita.
  9. 9. ZUMBI MARTIN LUTHER KING PRINCIPAIS LIDERES NEGROS Descendente de guerreiros angolanos, Zumbi foi capturado ainda quando criança e entregue ao Padre Antônio Melo para ser criado sob os costumes católicos. Com 15 anos, fugiu para suas origens e retornou ao Quilombo dos Palmares, onde combateu por 14 anos as investidas portuguesas contra a captura de negros para levá-los à escravidão. Destacou-se entre outros por sua inteligência – escrevia português e latim já aos 10 anos. Em 1965, reuniu mais de dois mil palmarinos (nativos do quilombo dos Palmares) e invadiu povoados em busca de alimentos e armas. Morreu depois que um dos líderes da tropa de Palmares foi capturado e entregou seu esconderijo. Em 1954 assume as funções como pastor em Montgomery, Alabama, foco dos maiores conflitos raciais do país. Nos estados do sul, a segregação racial era amparada pela lei. Nos ônibus de Montgomery, por exemplo, o motorista tinha de ser branco e só os últimos bancos ficavam disponíveis aos negros. Em 1955, por causa da prisão de uma negra que se recusara a ceder o lugar para um branco, King lidera um boicote contra a segregação nos ônibus. O movimento dura 381 dias e termina com a decisão da Suprema Corte americana de proibir a discriminação.
  10. 10. ZUMBI MARTIN LUTHER KING PRINCIPAIS LIDERES NEGROS Descendente de guerreiros angolanos, Zumbi foi capturado ainda quando criança e entregue ao Padre Antônio Melo para ser criado sob os costumes católicos. Com 15 anos, fugiu para suas origens e retornou ao Quilombo dos Palmares, onde combateu por 14 anos as investidas portuguesas contra a captura de negros para levá-los à escravidão. Destacou-se entre outros por sua inteligência – escrevia português e latim já aos 10 anos. Em 1965, reuniu mais de dois mil palmarinos (nativos do quilombo dos Palmares) e invadiu povoados em busca de alimentos e armas. Morreu depois que um dos líderes da tropa de Palmares foi capturado e entregou seu esconderijo. King passa então a organizar campanhas pelos direitos civis dos negros, baseadas na filosofia de não-violência do líder indiano Gandhi. Em 1960 consegue liberar o acesso de negros a bibliotecas, parques públicos e lanchonetes. Lidera a Marcha sobre Washington, que reúne 250 mil pessoas em 1963. Ao fim dela, profere um famoso discurso que começa com a frase "I have a dream" (Eu tenho um sonho) e descreve uma sociedade em que brancos e negros vivem em harmonia. Da marcha resulta a Lei dos Direitos Civis (1964), que garante igualdade de direitos entre brancos e negros. Recebe o Prêmio Nobel da Paz de 1964. Em 68 é assassinado por um branco.
  11. 11. NELSON MANDELA BARACK OBAMA PRINCIPAIS LIDERES NEGROS Nelson Mandela (1918-2013) foi presidente da África do Sul. Foi o líder do movimento contra o Apartheid - legislação que segregava os negros no país. Condenado em 1964 à prisão perpetua, foi libertado em 1990, depois de grande pressão internacional. Recebeu o “Prêmio Nobel da Paz”, em dezembro de 1993, pela sua luta contra o regime de segregação racial. Em Harvard, Obama foi presidente da Harvard Law Review (uma espécie de jornal mensal para os acadêmicos). Entrou para a história, pois foi o primeiro negro a tornar-se presidente da Harvard Law Review. Sua carreira política teve inicio em 1997, quando, pelo partido Democrata, tornou-se Senador do estado de Illinois, cargo que ocupou até 2004. Foi eleito para o Congresso dos EUA nesse mesmo ano, principalmente por ser contra a invasão do Iraque.
  12. 12. NELSON MANDELA BARACK OBAMA PRINCIPAIS LIDERES NEGROS Nelson Mandela (1918-2013) foi presidente da África do Sul. Foi o líder do movimento contra o Apartheid - legislação que segregava os negros no país. Condenado em 1964 à prisão perpetua, foi libertado em 1990, depois de grande pressão internacional. Recebeu o “Prêmio Nobel da Paz”, em dezembro de 1993, pela sua luta contra o regime de segregação racial. Obama aposta na insatisfação da população com a política do atual presidente George W. Bush. Em seus discursos, fica clara sua preocupação com o sistema de saúde, se posiciona a favor do fim da guerra do Iraque e do uso de diplomacia para com o Irã, e é a favor do desarmamento nuclear. Em 2008 é eleito o primeiro presidente negro a liderar os Estados Unidos da América.
  13. 13. INTEGRANTES DO GRUPO: André Silveira Andreo Hoertel Eduardo Borges Gabriel Moraes João Pedro João Victor Luiz Silveira
  • YasminSantos545036

    Dec. 1, 2021
  • GisleyveMedeiros

    Nov. 25, 2021
  • CarolCastro76

    Nov. 25, 2021
  • AndreinaLetcia

    Oct. 18, 2018
  • RafaellaWantil

    Jun. 17, 2018
  • IagoLeandro1

    Jun. 17, 2017
  • FernandoAlves138

    Mar. 21, 2017
  • PabloBezerra2

    Sep. 8, 2016
  • LaySanchez1

    May. 25, 2016
  • KatrinaMills1

    Apr. 14, 2016
  • BrunaLinhares3

    Mar. 19, 2016
  • SandraViana6

    Dec. 9, 2015
  • gorettifonseca52

    Nov. 17, 2015
  • StefaniAlmeida2

    Oct. 8, 2015
  • PaamSla

    Jun. 22, 2015
  • vlnadirbela

    Nov. 17, 2014
  • naycal7

    Nov. 10, 2014
  • dayannemoliveira

    Oct. 4, 2014

Slides sobre o MOVIMENTO NEGRO

Views

Total views

14,150

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

1

Actions

Downloads

649

Shares

0

Comments

0

Likes

18

×