Usabilidade, User Experience e Design Emocional no E-commerce

7,738 views

Published on

Palestra online ministrada para o portal E-Commerce Brasil no dia 06/06/2013

Usabilidade, User Experience e Design Emocional no E-commerce

  1. 1. Usabilidade, User Experience eDesign Emocional no E-commerce//UX.BLOG
  2. 2. Edu Agni / UX Designer no iMastersTrabalha há nove anos com projetos nas áreasde usabilidade, interface, interação, criação eweb standards. É curador da área de Design daCampus Party Brasil.www.uxdesign.blog.brwww.twitter.com/eduagniwww.linkedin.com/in/eduagni//UX.BLOG
  3. 3. “O produto não é um fim em si,mas a porta de entrada parauma infinidade de experiências.”(The Nokia Design Manifesto)//UX.BLOG
  4. 4. UX Designer = O cara da Usabilidade ?!?//UX.BLOG
  5. 5. //UX.BLOGProduct ExperienceUser Experience xSobre amar um produto: os princípios fundamentais
  6. 6. //UX.BLOGExperiências afetivas envolvidasna interação humano-produto,seja instrumental, não-instrumental ou não-física.Interação Humano-Computador, mais focada nasquestões cognitivas do usuárioProduct ExperienceUser Experience xSobre amar um produto: os princípios fundamentais
  7. 7. Avaliação rápida de UX» Eu consigo usá-lo?» Eu devo usá-lo?» Eu quero usá-lo?//UX.BLOG
  8. 8. Projetar parapessoasCompartilharboas históriasEstimular ossentidos
  9. 9. Tríade daExperiênciaDigitalProjetar parapessoasCompartilharboas históriasEstimular ossentidosEuconsigousá-lo?Euquerousá-lo?Eu devo usá-lo?
  10. 10. A primeira regra de design para e-commerce:se o cliente não encontraro produto, o cliente nãopode comprar o produto.
  11. 11. Quando usuários não encontram algo quequerem em um site de e-commerce,na maioria das vezes elesacreditam que o site nãotem o produto desejado.
  12. 12. Heurísticas para AI do RosenfeldPágina principal (Ex: suporta múltiplas maneiras de alcançar oconteúdo?)Interface de busca (Ex: é fácil encontrá-la e está posicionadaconsistentemente?)Resultados da busca (Ex: os resultados mais relevantes estão notopo da lista?)Navegação global (Ex: é possível se mover através do site compoucos cliques?)Navegação contextual (Ex: está claro onde estou tanto em termosde qual site como também em que lugar dentro do site estou?)
  13. 13. Convenções de interfaceO e-commerce não possuigrandes mistérios, não émais tão difícil de usar.
  14. 14. Convenções de interfaceUsam padrões de interfaceestabelecidos, conhecidose amplamente usados.
  15. 15. Heurísticas deUsabilidade do NielsenDiálogos simples e naturaisFalar a linguagem do usuárioMinimizar a sobrecarga de memória do usuárioConsistênciaFeedbackSaídas claramente marcadasAtalhosBoas mensagens de erroPrevenir errosAjuda e documentação
  16. 16. UX.BLOG"Se a facilidade de uso fosse oúnico requisito, estaríamostodos andando em triciclos"(Douglas Engelbart, inventor do mouse)
  17. 17. Mundo doConsumidorDesejos subconscientesAspirações emocionaisEstímulos de designInstinto viceralExplorações sensoriais//UX.BLOGMundo dosNegóciosAnálise de tendênciasAvaliação de mercadoPesquisas científicasAvaliação e validação da marcaEstratégia da marca
  18. 18. O design para e-commercediz respeito a psicologia ecomo lidar com emoções
  19. 19. Como podemos persuadiros usuários a comprar umproduto?
  20. 20. Como podemos projetaruma experiência afetiva?Sobre amar um produto: os princípios fundamentais
  21. 21. Interação Fluida
  22. 22. Lembrança de memória afetiva
  23. 23. Significado simbólico (social)
  24. 24. Compartilhamento devalores morais
  25. 25. Interação física prazerosa
  26. 26. A psicologia doscompradores podem serdivididas em três categorias(Níveis de Design Emocional definidos por Donald Norman)
  27. 27. ViceralSubconsciente; Primeira reação;Instinto de sobrevivência.Maximiza a confiança, diminui asensação de desordem e passa a ideiade um melhor custo-benefício.
  28. 28. Cores escuras tem relação comafetos negativos;Muitas opções tornam maisdifícil a decisão;Design extremamente confusogera ansiedade, desconfiança, edá a ideia de ambiente inseguro.
  29. 29. ViceralDesign limpo, aberto e brilhante passaa sensação de ambiente seguro;Imagens realistas remetem a memóriaafetiva e criam reações positivas.
  30. 30. ComportamentalSemi-consciente; Prazer em fazeruso; Ligada a Usabilidade.Ações obvias e visíveis;Reconhecimento ao invés delembrança; Afordabilidade;Incentivar a ação.
  31. 31. ComportamentalElementos visíveis, segregados eóbvios (call to action, carrinho decompras, etc).Botões que se parecem botões(afordabilidade).
  32. 32. ReflexivoConsciente; Duradoura; Ligada amemórias, experiências e auto-imagem.Indicadores de confiança; Validaçãosocial; Imagética.
  33. 33. ReflexivoPolítica de privacidade,referências e depoimentos deoutros compradores, e a garantiade que as transações são seguras.
  34. 34. Conclusões
  35. 35. O e-commerce se beneficia de umaperspectiva de longo prazo sobre o ciclode vendas completo e experiência totaldo usuário.
  36. 36. A estratégia do projeto transmídia deve iralém do site principal para abranger umsite móvel, uma estratégia de newsletter,e bom atendimento ao cliente (incluindoboas mensagens de confirmação).
  37. 37. Estamos vendendo para pessoas, quetomam decisões movidas por emoções.Dessa forma, devemos humanizar nossosprocessos, paradigmas e perspectivas.
  38. 38. RefêrenciasE-Commerce Usability, por Nielsen Norman GroupEmotional Design: Why We Love (or Hate) Everyday Things,por Donald NormanDesigning For E-commerce, por Ross JohnsonSobre amar um produto: os princípios fundamentais, porBeatriz Russo e Paul HekkertUX.BLOG, por Edu Agni//UX.BLOG
  39. 39. Obrigado ;)Edu Agni / UX Designer no iMasterswww.uxdesign.blog.brwww.twitter.com/eduagniwww.linkedin.com/in/eduagni//UX.BLOG

×