Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
A revolução liberal portuguesa



                                     Já sabes que, em 1806, Napoleão decretou aos países...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A revolução liberal portuguesa

5,391 views

Published on

Published in: Travel, Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

A revolução liberal portuguesa

  1. 1. A revolução liberal portuguesa Já sabes que, em 1806, Napoleão decretou aos países europeus o Bloqueio Continental, com o objectivo de enfraquecer economicamente a Inglaterra. Portugal, contudo, não aderiu de imediato ao Bloqueio, pelo facto de manter uma velha aliança com Inglaterra e por ser com este país que estabelecia, predominantemente, as suas relações comerciais. Face a esta atitude portuguesa, as tropas de Napoleão invadiram Portugal, em 1807. Sucederam-se outras duas invasões. Face ao aproximar das tropas francesas, em 1807, aquando da 1.a invasão, a família real portuguesa partiu para o Brasil, para a cidade do Rio de Janeiro, de forma a não ser aprisionada pelos franceses. Por isso, na prática, o Brasil tornou-se a metrópole do reino. Apesar de Portugal ter expulso os franceses, sobretudo com a ajuda dos ingleses (através da formação de um exército luso- britânico), as consequências destas três invasões para o nosso país foram enormes: destruição, roubos, perdas humanas, a agricultura e a indústria em total estado de desorganização. Na realidade, vários outros motivos levavam a um descontentamento cada vez maior de todos os sectores da sociedade portuguesa: • D. João VI, e a corte portuguesa, permaneciam no Brasil, sem mostrarem grande preocupação com a situação em Portugal; • vivia-se uma grave crise comercial, sobretudo pela abertura dos portos brasileiros à navegação estrangeira (através de um Tratado de Comércio estabelecido com a Inglaterra, em 1810), prejudicando gravemente os negócios portugueses e a nossa burguesia que enfrentava, agora, a concorrência, sobretudo inglesa; • o governo português era agora controlado pelos ingleses (chefiados pelo general Beresford), o que muito descontentava os políticos e os militares portugueses. Estes e outros motivos provocavam um descontentamento cada vez maior na população portuguesa e, apesar da presença das tropas de Napoleão terem deixado um rasto de destruição em Portugal, é inegável também que a sua presença no nosso país contribuiu para a difusão dos ideais de igualdade e liberdade, ou seja dos ideais liberais, que ganhavam assim cada vez mais eco entre os Portugueses.

×