Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério

CETADEB Médio - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério frente às gerações do seu tempo.

CETADEB - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério

  1. 1. O preparo do obreiro para o ministério frente as gerações de seu tempo Lição 1
  2. 2. 1.1) SENTIDO AMPLO: OBREIRO Etimologia e conceito : Obreiro e Ministério - Provém da palavra obra, três origens principais: - Ergon (épyov) = trabalho, ações humanas (boas ou ruins); - Práxis = execução em desenvolvimento; - Poiesis = execução, fazer. MINISTÉRIO - Como substantivo: - Diakonia = cargo ou trabalho realizado por diáconos - Leitorgia = serviço em favor de outras pessoas. - Como adjetivo: - Leitourgikos = liturgia; “do serviço ou pertencente ao serviço” - Mesharet = alguém assessora pessoas, ex.: Josué ministro de Moisés.
  3. 3. 1.2) SENTIDO ESTRITO: OBREIRO Etimologia e conceito : Obreiro e Ministério - O termo obreiro denota a pessoa que se dedica a realizar alguma atividade eclesiástica dentro da igreja, dedicando parte do seu tempo à Obra do Senhor, exercendo um cargo ou em vista de ser reconhecido pela comunidade local como obreiro. MINISTÉRIO - Ministério é identificado como o trabalho. - Ministério: como dom – dotação especial. - Ministério: corpo deliberativo da igreja, os que tomam as decisões colegiadas ou presbitério.
  4. 4. 1.3) CONCEITO BÍBLICO: OBREIRO Etimologia e conceito : Obreiro e Ministério a) Trabalhadores que se envolvem com a Seara “...grande é a seara, mas os obreiros são poucos...” Lc 10.2 b) Trabalhadores que vivem do trabalho ou para o trabalho em dedicação especial “e ficai na casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro do seu salário” Lc 10.7 c) Identificados pelo bom ou mal trabalho “...guardai-vos dos maus obreiros...” Fp 3.2 d) Devem se apresentar e ter a aprovação de Deus “...procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” 2Tm 2.15 MINISTÉRIO - Não há um conceito bíblico específico para a palavra ministério, pois o termo aponta para vários ofícios específicos e é utilizado tanto para autoridades religiosas quanto civis.
  5. 5. 1.4) CONCEITO POPULAR: Etimologia e conceito : Obreiro e Ministério OBREIRO é o que executa a obra; MINISTÉRIO é a obra a ser executada. O preparo de quem executa (obreiro) a obra (ministério) frente às gerações de sua época.
  6. 6. Desafios das Gerações Os desafios (espirituais) enfrentados pela geração do final do século XX e inicio do século XXI são diferentes da geração que viveu no século XV? Será que os desafios que entendemos como novos em nossa geração – época – já não foram enfrentado no passado? Será que os desafios que existiam no passado não podem ser enfrentados no tempo presente? “não há nada novo debaixo do sol” (Ec 1.9) Os desafios de todas as gerações que habitam a terra foram desafios únicos ou ocasionados por uma causa única: O PECADO.
  7. 7. Desafios das Gerações A) O Pecado foi achado em satanás “Perfeito eras nos teus caminhos desde o dia em que foste criado, até que se achou iniquidade em ti” (Ez 28.15) “Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus” (2 Coríntios 4:4) “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno” (1 Jo 5:19)
  8. 8. Desafios das Gerações B) O Pecado na natureza humana (Paulo descreve em Rm 7.7-24) a) O período da inocência do indivíduo em que vive sem responsabilidade espiritual; b) A lei uma vez conhecida traz o pecado para a consciência e o indivíduo passa a ser transgressor; c) Desespero total de uma pessoa à medida que o conhecimento do pecado a reduz à miséria; d) Crença geral de que a criança é inocente até pecar contra a Lei de Deus no coração; e) Não podemos alcançar sozinhos a justificação por nossos esforços para resistir ao pecado e guardar a lei de Deus; f) Quem tenta obedecer ao mandamentos de Deus sem a graça da salvação em Cristo descobre que é incapaz de realizar as boas intenções do seu coração, pois estão presos “debaixo da lei do pecado” g) Ao mesmo tempo em que tinham prazer na Lei de Deus, quando buscavam ajuda apenas na Lei, as paixões da carne neles imperavam; h) A pessoa não convertida em sua luta desigual com o pecado termina dominada, cativa. O pecado vence e a pessoa vende-se como escrava.
  9. 9. Desafios das Gerações C) Quem comete pecado é servo do pecado “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado”. (João 8:34) - O não salvo é escravo do pecado. “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? “ (Romanos 6:16) - Quem serve ao Espírito é liberto dos desejos e paixões da carne. “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.” (Gálatas 5:16,17)
  10. 10. Desafios das Gerações D) Pecado é iniquidade “Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade.” (1 João 3:4) MAS AFINAL, O QUE É INIQUIDADE? Iniquidade é quando acostumamos com o pecado e não temos mais vergonha de cometê-lo. É quando o pecado se torna algo totalmente natural em nossas vidas e achamos que não há nenhum mal em praticá-los. A Bíblia diz que quando a iniquidade chega ao coração do homem, ele fica tão endurecido que já não sabe se certa atitude é pecado ou não; então é tempo de Deus julgá-lo. Muitos gostam de falar somente da bondade de Deus e Sua misericórdia, mas não podemos esquecer que Deus também é justo e 100% santo, e por isso Ele não pode aceitar o pecado.
  11. 11. Desafios das Gerações Diferentes tipos de pecado - INVOLUNTÁRIOS “Fala aos filhos de Israel, dizendo: Quando uma alma pecar, por ignorância, contra alguns dos mandamentos do Senhor, acerca do que não se deve fazer...” (Levítico 4:2) - MENOS SÉRIOS “Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.” (Mateus 5:19) - VOLUNTÁRIOS “Se alguém vir pecar seu irmão, pecado que não é para morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore. Toda a iniquidade é pecado, e há pecado que não é para morte. (1 João 5:16,17) - QUE LEVAM À MORTE ESPIRITUAL (1 João 5:16)
  12. 12. Desafios das Gerações Algumas evidências de iniquidade na vida da pessoa  Apostasia (renúncia da crença, abandono da fé)  Assassinato  Impureza ou imoralidade sexual  Abandonar a própria família  Fazer o próximo pecar  Crueldade “Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade“ (1 João 2.4) Todo o pecado pode levar ao enfraquecimento da vida espiritual, à rejeição da direção do Espírito Santo e à morte espiritual.
  13. 13. Desafios das Gerações E) A carne é fraca “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” (Mateus 26:41) Conflito espiritual que envolve todo o crente: - Submissão às más inclinações da carne e ao domínio do pecado; ou - Submissão ao domínio do Espírito Santo e ao senhorio de Cristo. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. (Tiago 1.14)
  14. 14. Desafios das Gerações F) O pecado atingiu toda a humanidade “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23) G) O pecado é uma realidade próxima “Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta” (Hebreus 12.1) - Esforce-se para chegar até o fim, siga o exemplo dos santos (Hebreus 11) - Fixe os olhos e o coração em Jesus - Temos vários exemplos de crentes que cederam à tentação do pecado, portanto, devemos estar conscientes de que este é o nosso maior perigo - A batalha de todo o obreiro é espiritual, revista-se de toda a armadura de Deus.
  15. 15. Cada geração representa um ciclo cultural, social e axiomático CULTURA: um dos ciclos transformadores de uma geração Práticas e ações sociais que seguem um padrão determinado no espaço/tempo. Refere-se a crenças, comportamentos, valores, instituições, regras morais que permeia e preenchem a sociedade. DEFINIÇÃO A cultura de uma geração pode divergir da outra, em função do fator ESPAÇO - TEMPO. Os costumes, a cultura, a produção literária e artística, as leis e as religiões podem mudar, MAS ... - A PALAVRA DE DEUS não muda em razão ou por imposição das mudanças culturais; - O padrão bíblico para o exercício do MINISTÉRIO não muda em razão ou por imposição das mudanças culturais. Princípio “TU PORÉM ...” (2 Tm 3.1-17)
  16. 16. O contexto da geração atual :: Pós-modernidade 1.1) Caracterizando a pós-modernidade Estado ou condição de ser pós-moderno - depois ou em reação àquilo que é moderno. A modernidade é definida como um período ou condição largamente identificado com a Revolução Industrial, a crença no progresso e nos ideais do Iluminismo. DEFINIÇÃO Em 1789 o Iluminismo entronizou a RAZÃO como “deusa” dos homens. Nos anos de 1960-1970 vimos ataques ao evangelho e à religião em nome da ciência, da lógica e da razão. A autossuficiência marcou o período da modernidade. - O Iluminismo foi um movimento intelectual que surgiu durante o século XVIII na Europa, que defendia o uso da razão (luz) contra o antigo regime (trevas) e pregava maior liberdade econômica e política. Este movimento promoveu mudanças políticas, econômicas e sociais, baseadas nos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade. O Iluminismo tinha o apoio da burguesia, pois os pensadores e os burgueses tinham interesses comuns. - O movimento criticava entre outros aspectos o poder da igreja e as verdades reveladas pela fé. A queda do muro de Berlim em 1989 marcou o início de uma nova fase na história da humanidade, acenando para o fim do comunismo e o início da agonia do MATERIALISMO.
  17. 17. O contexto da geração atual :: Pós-modernidade 1.3) Definição de Pós-modernidade a) É uma atitude intelectual que apregoa uma série de expressões culturais que negam os ideais, princípios e valores que constituem o suporte da cultura ocidental moderna. b) É uma época que está emergindo, substituindo aquela em que estamos inseridos, moldando cada vez mais nossa sociedade. c) É uma rejeição dos valores nos quais nós, ministros, fomos criados, valores esses que moldam nossa vida e se constituem no pano de fundo de nossa visão do mundo. d) Ferreira dos Santos a definiu chamando de pós-modernismo: “pós- modernismo é o nome aplicado às mudanças ocorridas nas ciências, nas artes e nas sociedades avançadas desde 1950, quando por convenção, se encerra o modernismo (1900-1950)” e) É a condição sociocultural e estética imposta pelo capitalismo contemporâneo, também denominado pós-industrial ou financeiro.
  18. 18. O contexto da geração atual :: Pós-modernidade Elementos da Pós-modernidade  MULTIPLICIDADE: todas as culturas são permitidas e as pessoas são declaradas iguais não importando os valores que defendam. Alguns padrões de comportamento indicados pela Bíblia ofendem a multiplicidade, pois criam um padrão único de comportamento.  FRAGMENTAÇÃO: vive-se na Era da Informação, onde a comunicação e a cultura tem mais valor que a produção material.  DESREFERENCIALIZAÇÃO: ausência de referência na realização de movimentos sociais ou espirituais para o mundo e ações. A referência é notada somente em alguém que possa vender produtos. “E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará”. (Daniel 12.4)  ENTROPIA: liberalismo social: não importa no que você crê e o que você faz (pois isso lhe será respeitado) desde que você esteja inserido no contexto de consumo. Tudo é permitido, tudo é liberado. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.” (1 Co 10.23)
  19. 19. O contexto da geração atual :: Pós-modernidade Elementos da Pós-modernidade  RELATIVIZAÇÃO DOS VALORES MORAIS: inversão de valores. É mais importante o “ter” que o “ser”. - As mudanças estão ocorrendo muito depressa e nós não enxergamos; - Valores educacionais, sociais, políticos, morais e religiosos estão sendo contestados e outros sendo propostos para seu lugar; - Por esta influência muitas igrejas deixam o povo fazer o que bem entendem desde que se tornem fieis consumidores de seus produtos. “... e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo”. 1 Pedro 3:15-16 O OBREIRO PRECISA ESTAR ATENTO E PREPARADO PARA ESTA REALIDADE DA PÓS-MODERNIDADE. E VOCÊ, ESTÁ PREPARADO?
  20. 20. O contexto da geração atual :: Pós-modernidade 1.4) Momento cultural atual – era dos direitos humanos (Igreja de Laodicéia) A igreja de Laodicéia extinguiu o Espírito de Cristo. A extinção do Espírito Santo leva a igreja à mornidão espiritual (Ap 3.14-22) 1.5) Vislumbre para o futuro: caos ou eternidade? (2 Tm 3.13-17) O mesmo Deus que sustém a igreja e o ministério também sustém os seus obreiros. “E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência”. (Jeremias 3.15) “Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido” (2 Timóteo 3:13,14)
  21. 21. Aspectos imutáveis e bíblicos no ministério 1.1) SANTIDADE Fomos escolhidos não somente para sermos salvos mas para sermos santos. O padrão de santidade é imutável e irrenunciável para o Ministério. 1.2) BUSCA DA PERFEIÇÃO EM CRISTO Fomos chamados não apenas para ter a Deus como Pai e sim para sermos perfeitos como Ele é. Esse padrão de perfeição nos é referenciado em Cristo. 1.3) MODELO DA ESTATURA DE CRISTO: REFERÊNCIA AO MINISTÉRIO Buscar a maturidade do caráter perfeitamente equilibrado de Cristo. 1.4) QUALIDADE O obreiro não é avaliado pelo Dono da Obra pela quantidade de seu ministério, mas sim pela qualidade.
  22. 22. Aspectos imutáveis e bíblicos no ministério 1.5) OBJETIVOS DO MINISTÉRIO O objetivo imutável do ministério é salvar almas e apresentar o homem perfeito em Cristo. A glória do ministério cristão está na simplicidade e sinceridade com que se prega o evangelho e na salvação e edificação dos fiéis. 1.6) HUMILDADE E SERVIÇO  O obreiro não se serve do ministério, mas serve o ministério.  O obreiro deve representar a pessoa, vida e ações de Cristo no mundo.  Os atos de Jesus foram um legado de amor, justiça, compaixão, perdão, humildade e um compromisso com o serviço dedicado a Deus em favor dos homens e do mundo. Sem estes, o cristianismo perde o seu sentido.
  23. 23. CONCLUSÃO “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido” 2. Timóteo 3.14 Nenhum evento é mais importante e urgente do que ganhar almas para Cristo. Pense nisto. Busque ganhar para Jesus aqueles que estão morrendo sem ter esperança de ver Deus.

    Be the first to comment

    Login to see the comments

  • zinh42

    Nov. 8, 2016
  • JonasRodrigues61

    Aug. 15, 2017
  • terradeana

    Jul. 27, 2018
  • GiovaniVaninha

    Jan. 21, 2019
  • edilson101

    Feb. 17, 2021

CETADEB Médio - Lição 1 - O preparo do obreiro para o ministério frente às gerações do seu tempo.

Views

Total views

2,525

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

7

Actions

Downloads

279

Shares

0

Comments

0

Likes

5

×