Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

CURRÍCULO COMO NARRATIVA ÉTICA E RACIAL

14,907 views

Published on

Published in: Education, Business, Technology
  • Be the first to comment

CURRÍCULO COMO NARRATIVA ÉTICA E RACIAL

  1. 1. CURRÍCULO COMO NARRATIVA ÉTICA E RACIAL Tomaz Tadeu da Silva
  2. 2. A teorização crítica sobre o currículo <ul><li>Teorias da reprodução </li></ul><ul><li>Divisão de classes </li></ul><ul><li>As relações de desigualdade e de poder na educação e no currículo </li></ul><ul><li>Desigualdade educacional centrada nas relações de gênero, raça e etnia. </li></ul>
  3. 3. A questão racial <ul><li>Análise dos fatores que levavam ao consistente fracasso escolar das crianças e jovens pertencentes a grupos étnicos e raciais considerados minoritários. </li></ul><ul><li>A partir de então o currículo passou a ser problematizado como sendo racialmente enviesado. </li></ul><ul><li>É nessa temática que se inserem as teorizações criticas contemporâneas sobre o currículo preocupadas com a identidade étnica e racial. </li></ul>
  4. 4. Classificação Raça e Etnia <ul><li>Raça: identificação baseada em caracteres físicos como a cor da pele. </li></ul><ul><li>Etnia: baseado em características supostamente mais culturais, tais como religião, modos de vida, língua etc. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Grande parte da literatura utiliza os dois termos de forma equivalente. </li></ul><ul><li>Porém os dois termos possuem caráter cultural, por dependerem de um processo histórico e discursivo de construção da diferença, raça e etnia e estão sujeitos a um constante processo de mudança e transformação. </li></ul>
  6. 6. A diversidade <ul><li>Resultado de um processo: </li></ul><ul><li>Relacional </li></ul><ul><li>Histórico e discursivo </li></ul><ul><li>Construção da diferença. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Na teoria curricular estes temas têm seu lugar, nos livros didáticos, lições, datas comemorativas, os rituais escolares, datas comemorativas. </li></ul><ul><li>Celebração dos mitos nacionais. Confirmam o privilégio das identidades dominantes e tratam as identidades dominadas como exóticas ou folclóricas. </li></ul><ul><li>São as marcas da herança colonial. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>DIA DO ÍNDIO - 18/04 </li></ul><ul><li>DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA - 23/04 </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Como desconstruir o texto racial do currículo, como questionar as narrativas hegemônicas de identidade que constituem o currículo? </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Desconstrução das narrativas e das identidades nacionais, étnicas e raciais que tem sido desenvolvidas nos campos teóricos do pós-estruturalismo, dos estudos culturais e dos estudos pós-coloniais. </li></ul><ul><li>Lidar com a questão da diferença como uma questão histórica e política. </li></ul><ul><li>Conceber o racismo somente como uma questão de preconceito individual. </li></ul><ul><li>Leva a um currículo e a uma pedagogia centrados numa simples terapêutica de atitudes individuais consideradas erradas e racistas. </li></ul>Currículo crítico
  11. 11. Currículo crítico <ul><li>Centrar-se na discussão das causas institucionais, históricas e discursivas do racismo. </li></ul><ul><li>Na análise cultural contemporânea, o racismo não pode ser analisado sem o conceito de representação, toda construção linguística e discursiva dependente de relações de poder. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Preocupação em colocar essa questão no centro de suas estratégias pedagógicas </li></ul><ul><li>Enfatizar a preocupação política e não a realista. </li></ul><ul><li>Representando uma concepção de identidade histórica, contingente e relacional. </li></ul>
  13. 13. Bibliografia <ul><li>SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de </li></ul><ul><li>Identidade : uma introdução às teorias do </li></ul><ul><li>currículo. 2002. 2 ed. Belo Horizonte, Autêntica. </li></ul>

×