Apresentação Software Livre e Jogos Educativos

3,213 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,213
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
105
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Software Livre e Jogos Educativos

  1. 1. <ul>Software Livre e Jogos Educativos </ul><ul>Professor: <li>Edilson Freitas
  2. 2. [email_address]
  3. 3. www.edilson.pro.br
  4. 4. @edilsonfrota </li></ul>
  5. 5. <ul>Software Livre </ul>Afinal o que é Software Livre? São softwares que são fornecidos aos seus usuários com a liberdade de executar, estudar, modificar e repassar. A maneira usual de distribuição de software livre é anexar a este uma licença de software livre, e tornar o código fonte do programa disponível. <ul>Page </ul>
  6. 6. <ul>Software Livre </ul><ul><li>Quando um software é considerado livre? </li><ul><li>1. A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito;
  7. 7. 2. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;
  8. 8. 3. A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo;
  9. 9. 4. A liberdade de aperfeiçoar o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade. </li></ul></ul>
  10. 10. <ul>Software Livre </ul>Movimento do Software Livre: Em 1983, Richard Stallman iniciou o projeto GNU, e em outubro de 1985 fundou a Free Software Foundation (FSF). Stallman introduziu os conceitos de software livre e copyleft, os quais foram especificamente desenvolvidos para garantir que a liberdade dos usuários fosse preservada.
  11. 11. <ul>Software Livre </ul>Linux é um sistema operacional, programa responsável pelo funcionamento do computador, que faz a comunicação entre hardware e software.
  12. 12. <ul>Software Livre </ul>Distribuição Gnu-linux Uma distribuição do Linux nada mais é que o conjunto de kernel, programas de sistema e aplicativos reunidos num único CD-ROM. Hoje em dia temos milhares de aplicativos para a plataforma Linux, onde cada empresa responsável por sua distribuição escolhe os aplicativos que deverão estar incluídos em seu CD-ROM.
  13. 13. <ul>Software Livre </ul><ul>Fedora Education Spin <li>http://spins.fedoraproject.org/about
  14. 14. Edubuntu
  15. 15. http://edubuntu.org/
  16. 16. Debian Edu/Skolelinux
  17. 17. http://www.slx.no/
  18. 18. Linux Educacional
  19. 19. http://www.c3sl.ufpr.br/le/ </li></ul>http://edubuntu.org/ <ul>Tipos de Distribuições Educacionais </ul><ul>Page </ul>
  20. 20. <ul>Tipos de Distribuições Educacionais </ul><ul><li>DoudouLinux
  21. 21. http://www.doudoulinux.org/web/english/index.html
  22. 22. Qimo
  23. 23. http://www.qimo4kids.com/
  24. 24. LinuxKidX
  25. 25. http://linuxkidx.blogspot.com/ </li></ul>
  26. 26. <ul>Tipos de Distribuições Educacionais </ul><ul><li>UberStudent
  27. 27. http://uberstudent.org/
  28. 28. Educatux
  29. 29. http://www.softwarepublico.gov.br/ver-comunidade?community_id=20675454
  30. 30. Pandorga
  31. 31. www.pandorgalinux.com.br/ </li></ul>
  32. 32. <ul>Software Livre </ul>Proprietário x Livre <ul><li>A diferença mais marcante entre software livre e proprietário é o fato do SL possuir código fonte aberto, desenvolvido por programadores voluntários espalhados por toda internet e distribuído sob a licença pública GPL.
  33. 33. Enquanto que o proprietário não possui código-fonte disponível e você ainda precisa comprar uma licença pra ter o direito de apenas utilizá-lo. </li></ul>
  34. 34. <ul>Software Livre </ul>Vantagens do software livre <ul><li>Você não precisa pagar nada para usar o Linux! Não é crime fazer cópias para instalar Linux em outros computadores;
  35. 35. Um sistema de código aberto pode se tornar flexível às necessidades do usuário, tornando assim suas adaptações e &quot;correções&quot; muito mais rápidas;
  36. 36. Existem milhares de programadores espalhados pelo mundo pensando apenas em fazer do Linux um sistema cada vez melhor. </li></ul>
  37. 37. <ul>Software Livre </ul>Valores & Valores [exemplos] Corel R$ 1.300,00 Photoshop R$ 2.000,00 Quark R$ 1.700,00 Autocad R$ 9.500,00
  38. 38. <ul>Jogos Educativos </ul><ul><li>Qual o conceito de jogos educativos? </li><ul><li>São jogos que vão além do entretenimento ou do lúdico somente, tratam da facilitação e do estímulo ao aprendizado de crianças e adultos. </li></ul></ul><ul>Page </ul>
  39. 39. <ul>Jogos Educativos </ul><ul><li>Os jogos educativos proporcionam: </li><ul><li>A aprendizagem através da interação com a máquina;
  40. 40. O estímulo a resolução de problemas;
  41. 41. O desenvolvimento das capacidades cognitivas;
  42. 42. Uma contribuição importante no processo de alfabetização;
  43. 43. Desenvolvimento da coordenação motora;
  44. 44. A melhoria da socialização e das relações interpessoais;
  45. 45. O fortalecimento da criatividade e da imaginação. </li></ul></ul>
  46. 46. <ul>Jogos Educativos </ul><ul><li>Softwares/Jogos Educativos ou Educacionais? </li></ul><ul><ul><li>“ Um software para ser educativo deve ser pensado segundo uma teoria sobre como o sujeito aprende, como ele se apropria e constrói seu conhecimento.” </li></ul></ul><ul> Fábia Magali Santos </ul><ul><ul><li>“ Todo programa pode ser considerado um programa educacional, desde que utilize uma metodologia que o contextualize no processo ensino-aprendizagem.” </li></ul></ul><ul>Giraffa (1999, p.1) </ul><ul>Page </ul>
  47. 47. <ul>Jogos Educativos </ul>Recursos educacionais abertos o que são? <ul><ul><li>É um esforço de uma comunidade internacional impulsionado pela Internet para criar bens educacionais pertencentes à humanidade. A definição mais geral dos REA é &quot;materiais digitais oferecidos livre e abertamente para que educadores, estudantes e alunos autônomos possam usá-los para o ensino, aprendizagem e pesquisa&quot;. </li></ul></ul>
  48. 48. Páginas Relacionadas
  49. 50. Experiências na Secretaria de Educação <ul><li>Trabalho coordenado com educadores e professores de laboratórios;
  50. 51. Formação continuada e acompanhamento pedagógico;
  51. 52. Planejamentos periódicos;
  52. 53. Avaliação anual e reavaliações constantes;
  53. 54. Autonomia para a resolução de problemas simples;
  54. 55. Jogos direcionados a partir de projetos pedagógicos;
  55. 56. Apoio às ações de culminância;
  56. 57. Intercâmbio entre escolas;
  57. 58. Suporte online 24 horas com listas e espaços de comunicação digital. </li></ul>
  58. 59. BORGES, Dina do Socorro Paiva; OLIVEIRA, Isabel Cristina dos Santos & OLIVEIRA, Romualdo Tavares de. Jogos na sala de aula: Brincadeira com aprendizagem significativa. Página visitada em 20 de julho de 2009. HAMZE, Amélia. O jogo educativo como fato social. Página visitada em 20 de julho de 2009. LEAL, Telma Ferraz. Jogos: alternativas didáticas para brincar alfabetizando (ou alfabetizar brincando?). In: Alfabetização: apropriação do sistema de escrita alfabética. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O Jogo e a Educação Infantil. São Paulo: Pioneira, 1998. Referências
  59. 60. Muito Obrigado!!!! Edilson Freitas [email_address] Twitter: @edilsonfrota Msn: [email_address]

×