HSM MANAGEMENT 2012
HSM MANAGEMENT 2012   Sumário do Congresso             by Ednilson Hummig, nov/2012.
ESTRATÉGIA
Michael Porter                      Consagrado professor da                 Harvard Business School, Porter               ...
A NOVA ESTRATÉGIA E O NOVO CAPITALISMO: COMOCOMPETIR USANDO A CRIAÇÃO DE VALOR COMPARTILHADO”O maior desafio das empresas ...
Youngme Moon                    É professora de               Administração de Empresas e               Senior Associate D...
ESTRATÉGIAS INOVADORAS DE DIFERENCIAÇÃO: COMO  ALCANÇAR O SUCESSO EM UM MUNDO ONDE REINA ACONFORMIDADE... MAS SÃO AS EXCEÇ...
Derek Abell     É considerado um dosprecursores da estratégiacorporativa moderna.É autor dos clássicos Definingthe busines...
GERENCIANDO O DILEMA DO RESULTADO                 DE CURTO E LONGO PRAZO“É preciso manter uma estratégia para dominar o pr...
GERENCIANDO O DILEMA DO RESULTADO                 DE CURTO E LONGO PRAZO“Jack Welch gastava 50% do seu tempo desenvolvendo...
GERENCIANDO O DILEMA DO RESULTADO     DE CURTO E LONGO PRAZO              http://hsm.com.br/artigos/equilibrista-do-curto-...
Stuart Hart     Um dos palestrantes desustentabilidade corporativa maisimportantes do mundo.     Com C. K. Prahalad, Harte...
ESTRATÉGIAS SUSTENTÁVEIS PARA INOVAÇÃO,               CRESCIMENTO E LUCRATIVIDADE“O mundo sustentável não começa pela elit...
MARKETING EGESTÃO DO CLIENTE
Dan Ariely     É economista comportamentalmundialmente aclamado eprofessor emétiro da DukeUniversity. Por dez anos, foipro...
CLIENTES PREVISIVELMENTE IRRACIONAIS: ENTENDENDO A   MANEIRA COMO OS CLIENTES COMPRAM, NÃO COMO            ACHAMOS QUE ELE...
George Bodenheimer     Um dos palestrantes desustentabilidade corporativa maisimportantes do mundo.     Com C. K. Prahalad...
A ESPN NA ERA DOS MÚLTIPLOS MEIOS: OS DESAFIOS PARACONSTRUIR A MAIOR EMPRESA MULTIMÍDIA DO ESPORTE MUNDIAL “As empresas sã...
A ESPN NA ERA DOS MÚLTIPLOS MEIOS: OS DESAFIOS PARACONSTRUIR A MAIOR EMPRESA MULTIMÍDIA DO ESPORTE MUNDIAL  “Montar uma eq...
INOVAÇÃO E DESIGN
Roger Martin     Martin é o atual Dean daRotman School of Management,no Canadá, e é consultor emEstratégia e Inovação para...
DESIGN THINKING: COMO EQUILIBRAR O PENSAMENTO            ANALÍTICO E INTUITIVO PARA INOVAR.“Nenhuma ideia pode ter seu suc...
Joichi Ito                  Foi um dos primeiros             investidores do Twitter, Flickr, Six             Apart, Last....
INOVAÇÃO NA ERA DAS REDES ABERTAS“O mundo é dividido basicamente em duas eras: antes e pós-internet. Nesta,qualquer um pod...
Fred Gelli     Renomado designer, FredGelli é cofundador e diretor decriação da Tátil Design de Ideias.Em 2010, sua empres...
DESIGN DE IDEIAS: COMO CRIAR RELAÇÕES    SUSTENTÁVEIS ENTRE PESSOAS E MARCAS“A Natureza é fonte de inspiração para novas f...
DESIGN DE IDEIAS: COMO CRIAR RELAÇÕES    SUSTENTÁVEIS ENTRE PESSOAS E MARCASPontos importantes para contribuir com esse pr...
Sir Ken Robinson                        Líder internacionalmente                   reconhecido nas áreas de               ...
COMO LIDERAR UMA CULTURA DE INOVAÇÃO“É preciso equilibrar Criatividade, imaginação e inovação.”“O maior dom da humanidade ...
Miguel Nicolelis     Pioneiro em pesquisa sobreinteração do cérebro commáquinas, Nicolelis é um dosmais importantes cienti...
PESQUISAS DO CÉREBRO QUE SIGNIFICAM UMA   SEGUNDA CHANCE PARA AS EMPRESAS E PARA O BRASIL“Imagine andar? Isso vai ser poss...
ALTA PERFORMANCE
Howard Schultz                      Chairman, presidente e CEO                 da Starbucks Coffee Company,               ...
A GRANDE VIRADA: COMO A STARBUCKS LUTOU POR SUA                VIDA SEM PERDER A ALMA“Em tempos de crise, as empresas têm ...
Jim Collins     O mais influente erespeitado pensador demanagement na atualidade econsiderado o sucessor de PeterDrucker, ...
VITORIOSAS POR OPÇÃO – INCERTEZA, CAOS E SORTE:    POR QUE É POSSÍVEL PROSPERAR APESAR DE TUDO“A grandiosidade não é funçã...
VITORIOSAS POR OPÇÃO – INCERTEZA, CAOS E SORTE:    POR QUE É POSSÍVEL PROSPERAR APESAR DE TUDOComportamentos Essenciais do...
Graça Foster     É membro dos Conselhos deAdministração da PetrobrasDistribuidora (BR) e da PetrobrasBiocombustível (PBIO)...
PENSAMENTO NACIONAL - PETROBRÁS“Deve haver aderência aos indicadores. Toda a companhia precisa falar a mesmalíngua. Caso c...
CENÁRIO
Don Tapscott                    Uma das maiores               autoridades do mundo em               inovação, mídia e o im...
A REVOLUÇÃO WIKI E O PROJETO DE COLABORAÇÃO                     UNIVERSAL“A criação da internet desencadeou profunda trans...
A REVOLUÇÃO WIKI E O PROJETO DE COLABORAÇÃO                     UNIVERSAL“Na atualidade, as crianças já estão nascendo dig...
Gustavo Franco     Gustavo H. B. Franco ésócio-fundador e estrategista-chefe da Rio BravoInvestimentos.     Foi presidente...
TENDÊNCIAS PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: RISCOS E                  OPORTUNIDADES“O desenvolvimento humano do Brasil não é tã...
Alexandre Hohagen     É Presidente do Facebookna América Latina, cargo queassumiu em fevereiro de 2011.O executivo comanda...
A EVOLUÇÃO DA INTERNET“É preciso acompanhar a velocidade da inovação tecnológica."“A internet potencializa o desejo dos co...
A EVOLUÇÃO DA INTERNETAs grandes necessidades do ser humano são as mesmas do passado.A tecnologia apenas alterou a forma d...
Jorge Abrahão    Jorge Abrahão é diretorpresidente do Instituto Ethos deEmpresas e ResponsabilidadeSocial, cuja missão é m...
OPORTUNIDADES PARA A NOVA ECONOMIA –         CONVERSANDO COM CEOSJorge Abrahão – presidente do Instituto Ethos:“O Brasil t...
OPORTUNIDADES PARA A NOVA ECONOMIA –         CONVERSANDO COM CEOSFranklin Feder – presidente da Alcoa:“O crescimento econô...
GESTÃO DE PESSOAS
Ram Charan     Ram Charan, reconhecidoconsultor de negócios e autor de13 best-sellers, tem sidoresponsável pelo coaching d...
LÍDERES FORMANDO LÍDERES“A China, hoje, tem as maiores reservas econômicas da história, e quem tem maisdinheiro no bolso é...
LÍDERES FORMANDO LÍDERES“Cerque-se de pessoas que traduzam a visão em ação. Quem não compra a ideianão vai executar nada, ...
HSM MANAGEMENT 2012   Sumário do Congresso             by Ednilson Hummig, nov/2012.
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

HSM ExpoManagement 2012

2,242 views

Published on

Três dias de evento, mais de 21 líderes nacionais e internacionais compartilhando conhecimento. Veja o que disseram os especialistas!
A criatividade, a inovação, a sustentabilidade, a conexão e o futuro das empresas foram os grandes temas que estiveram presentes nos três dias da ExpoManagement 2012, que teve como tema “Compartilhando Conhecimento”. Os líderes das empresas foram estimulados a pensar além da estratégia e da gestão habitual. Num mundo em que as redes colaborativas e as tecnologias estão ditando os novos rumos, as lideranças precisam enxergar além de suas empresas e buscarem novas formas de inovação para mudarem o País.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,242
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
61
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

HSM ExpoManagement 2012

  1. 1. HSM MANAGEMENT 2012
  2. 2. HSM MANAGEMENT 2012 Sumário do Congresso by Ednilson Hummig, nov/2012.
  3. 3. ESTRATÉGIA
  4. 4. Michael Porter Consagrado professor da Harvard Business School, Porter é considerado a maior autoridade mundial em estratégia competitiva. É autor dos maiores best- sellers, tais como: Vantagem competitiva, Estratégia competitiva, A vantagem competitiva das nações, Competição e Repensando a saúde. Porter lidera, na Harvard Business School, o programa para novos presidentes de empresas cujo faturamento é superior a US$ 1 bilhão e também o Institute for Strategy and Competitiveness.
  5. 5. A NOVA ESTRATÉGIA E O NOVO CAPITALISMO: COMOCOMPETIR USANDO A CRIAÇÃO DE VALOR COMPARTILHADO”O maior desafio das empresas é de inverter a lógica do capitalismo e pensar nosocial visando a inovação.”“Tenho 110% de certeza de que as grandes estratégias do futuro terão comocomponente um núcleo de valor compartilhado.”“O propósito das empresas é captar o poder incrível do capitalismo e criar valorcompartilhado.”“As oportunidades de inovação nascem da sociedade para dentro das empresas.Precisamos ampliar nossos sentidos e nos reconectar com a sociedade.”“As empresas ainda são vistas como vilãs pela sociedade. Precisamos dar um saltoe reencontrar nosso verdadeiro papel, para além da filantropia e responsabilidadesocial.”“O novo salto para as empresas é criar valor compartilhado, gerando lucro, porématuando com foco nos problemas sociais.” http://www.hsm.com.br/artigos/crie-valor-compartilhado
  6. 6. Youngme Moon É professora de Administração de Empresas e Senior Associate Dean do programa de MBA da Harvard Business School (HBS). As pesquisas e os cursos de Moon focam as estratégias bem- sucedidas de diferenciação e a intersecção de negócios, cultura e branding. Seu livro Different – Escaping the competitive herd foi publicado em 2010 e tornou-se best-seller. Integra o conselho de administração da Avid Technology e o conselho curador da Cruz Vermelha Americana.
  7. 7. ESTRATÉGIAS INOVADORAS DE DIFERENCIAÇÃO: COMO ALCANÇAR O SUCESSO EM UM MUNDO ONDE REINA ACONFORMIDADE... MAS SÃO AS EXCEÇÕES QUE DOMINAM.“Em um mundo com tantas opções, os produtos e serviços estão cada vez maisparecidos. O consumidor tem dificuldade de notar o que os executivos valorizamcomo diferencial.”“Algumas marcas que conseguiram se diferenciar, usaram os pontos negativos desua proposição de valor em seu favor. Se a marca diz o que o consumidor querouvir, ele não presta atenção. Para haver tração deve haver fricção.”“Muitos acreditam que a lealdade vem de uma proposição de valor de qualidade.Mas a lealdade só surge quando o produto ou serviço é insubstituível.”“A proposição de valor deve considerar as trocas que proporciona. O valor está noequilíbrio entre os pontos positivos e os negativos. Por isso, não adianta exagerarno monitoramento da concorrência nem no feedback dos clientes.”“Para pensar diferente é preciso valorizar o que se faz bem, e não tentar fazer tudo.Ideias diferentes só podem surgir dentro da própria empresa.” http://hsm.com.br/artigos/diferenciacao-inovadora-0
  8. 8. Derek Abell É considerado um dosprecursores da estratégiacorporativa moderna.É autor dos clássicos Definingthe business: the starting point ofstrategic planning, Managing withdual strategy e Strategic marketplanning: problems and analyticalapproaches, entre outros. Foi fundador da EuropeanSchool of Management andTechnology (ESMT), em Berlim, eseu presidente emérito. Foi também professor naHarvard Business School por 11anos, onde ocupou a posição deAssociate Dean.
  9. 9. GERENCIANDO O DILEMA DO RESULTADO DE CURTO E LONGO PRAZO“É preciso manter uma estratégia para dominar o presente e outra para antecipar-seao futuro.”“Um estudo com cem empresas mostrou que apenas 17% tinham bom desempenhohoje e boas perspectivas para o futuro. Essa é uma média negativa”“É preciso ter uma gestão voltada para resultados e outra para mudanças, ambasconduzidas paralelamente.”“É a liderança que tem de ter discernimento para navegar entre os interesses decurto e de longo prazos, para evitar sacrificar oportunidades futuras em prol deperspectivas imediatas.”“Uma liderança transformadora exige alinhamento estratégico do lado da produçãoe alinhamento operacional do lado do cliente.”“Empresas usam líderes como gerentes para obter desempenho, mas o correto éque a liderança faça a gestão do desempenho, rumando ao futuro de maneiraresponsável”“Temos que gerir os recursos construindo hoje novas competências paratransformar o futuro.”
  10. 10. GERENCIANDO O DILEMA DO RESULTADO DE CURTO E LONGO PRAZO“Jack Welch gastava 50% do seu tempo desenvolvendo lideranças. O longo prazonão se trata apenas de explorar os recursos, mas também de desenvolvê-los.”“Há uma tendência de recompensar as pessoas com base no que é mensurável e,“certamente, o futuro é mais difícil de mensurar”.“Os executivos precisam, cada vez mais, equilibrar riscos e retornos, necessidadesda empresa e da sociedade, perspectivas da companhia e as pessoais mantendo-se éticos”“Hoje, temos ordem demais e pouca movimentação, mas apresentar desempenhonão significa que estamos onde deveríamos estar”“Uma visão é um futuro a ser criado, não uma previsão.Os bons líderes nãoinventam a visão, eles conseguem articulá-la e constituí-la”.“O primeiro passo para pensar no futuro é mudar a estratégia para reconhecer umnovo mundo. Feito isso, é preciso mudar a empresa internamente, desde asestratégias funcionais até marketing, produção, serviço, cadeia de valor, estrutura,processos, culturas e sistemas. Às vezes, o propósito fundamental da companhiamuda”.
  11. 11. GERENCIANDO O DILEMA DO RESULTADO DE CURTO E LONGO PRAZO http://hsm.com.br/artigos/equilibrista-do-curto-e-longo-prazo
  12. 12. Stuart Hart Um dos palestrantes desustentabilidade corporativa maisimportantes do mundo. Com C. K. Prahalad, Hartescreveu o tambémrevolucionário artigo “The fortuneat the bottom of the pyramid”,que propôs pela primeira vezcomo as empresas poderiamobter lucro atendendo àsnecessidades dos 4 bilhões depobres do mundo emdesenvolvimento. Entre os livros de suaautoria, o best-seller “Ocapitalismo na encruzilhada” foieleito um dos melhores livrossobre sustentabilidade de todosos tempos.
  13. 13. ESTRATÉGIAS SUSTENTÁVEIS PARA INOVAÇÃO, CRESCIMENTO E LUCRATIVIDADE“O mundo sustentável não começa pela elite, mas sim pela base da pirâmide.”“Em vez de gastarmos tempo com regulamentação, devemos investir em tecnologialimpa, que é muito mais lucrativa. Existe um imenso mercado a ser explorado.”“Para a base da pirâmide, é preciso desenvolver uma proposta de valor muito maisampla do que apenas ter foco no produto. A empresa precisa enxergar maisbenefícios do a simples venda.”“A tecnologia limpa vem atendendo apenas as necessidades da elite. Por outrolado, as oportunidades de negócio para os pobres quase nunca contemplam aquestão ambiental.”“Para a elite, tentamos criar necessidades em mercados existentes. Para os maispobres, procuramos criar mercados a partir de necessidades que já existem.”“O desafio para os próximos cincos anos é promover a convergência entre atecnologia limpa e as iniciativas que são criadas para a população da base dapirâmide. Esse será o salto verde.” http://www.hsm.com.br/artigos/o-mundo-sustentavel-nao-comeca-pela-elite
  14. 14. MARKETING EGESTÃO DO CLIENTE
  15. 15. Dan Ariely É economista comportamentalmundialmente aclamado eprofessor emétiro da DukeUniversity. Por dez anos, foiprofessor do MIT e do MIT MediaLab, onde liderou o eRationalityResearch Group. É autor dos best-sellers Predictably irrational e Theupside of irrationality. É expert emcomo as pessoas realmente ageme por que assim o fazem em todosos ambientes econômicos, e o queisso significa para a inovação,liderança, estratégia, marketing eprecificação.Foi eleito pela revista Fortunecomo um dos “10 new gurus youshould know”.
  16. 16. CLIENTES PREVISIVELMENTE IRRACIONAIS: ENTENDENDO A MANEIRA COMO OS CLIENTES COMPRAM, NÃO COMO ACHAMOS QUE ELES COMPRAM“As pessoas tendem a confiar na própria intuição e, assim, repetem os erros adinfinitum. É preciso questionar a intuição o tempo todo e basear as decisões emexperimentações.”“A visão é o órgão mais desenvolvido do ser humano, mas, muitas vezes, nossaexpectativa faz com que enxerguemos com o cérebro. Com isso, não damosatenção ao que realmente está acontecendo.”“O consumidor não sabe o que quer. A tomada de decisão está mais relacionadacom o ambiente e o contexto em que a decisão é tomada. Se tivermos o poder decontrolar o ambiente, controlamos a decisão”.“Conforme as decisões se tornam mais complicadas, menos ações tomamos.Acabamos deixando os outros tomarem a decisão por nós.”“Muitas vezes é o hábito que dita a tomada de decisão. As pessoas tendem a acharque a primeira decisão que tomaram foi sensata e lógica e, por isso, sempre arepetem.”“Acreditar que as pessoas tomam decisões de maneira racional é uma falácia. Elasaceitam ficar na fila para ganhar um sorvete, mas não ficariam na mesma fila paraganhar um dólar.” http://www.hsm.com.br/artigos/errados-por-principio
  17. 17. George Bodenheimer Um dos palestrantes desustentabilidade corporativa maisimportantes do mundo. Com C. K. Prahalad, Hartescreveu o tambémrevolucionário artigo “The fortuneat the bottom of the pyramid”,que propôs pela primeira vezcomo as empresas poderiamobter lucro atendendo àsnecessidades dos 4 bilhões depobres do mundo emdesenvolvimento. Entre os livros de suaautoria, o best-seller “Ocapitalismo na encruzilhada” foieleito um dos melhores livrossobre sustentabilidade de todosos tempos.
  18. 18. A ESPN NA ERA DOS MÚLTIPLOS MEIOS: OS DESAFIOS PARACONSTRUIR A MAIOR EMPRESA MULTIMÍDIA DO ESPORTE MUNDIAL “As empresas são impulsionadas por sua missão, marca e cultura.” “A ESPN é a rede de multimídia esportiva com o faturamento superior a US$ 8 BI e uma das 20 empresas mais inovadoras do mundo pela revista Fast Company.” “De acordo com pesquisas da ESPN, 90% das pessoas se consideram fãs de esporte. “Em qualquer país, tudo o que a ESPN faz se concentra nos torcedores.” “Sua Missão é: Servir fãs de esportes. A qualquer momento. Em qualquer lugar” “Sua marca é essencial para seu sucesso no futuro. Num mundo competitivo direcionado pela internet, os clientes estão a um click de distância de sua marca.” “Sua cultura é vivenciada pelos colaboradores e sua função como líder é definir a cultura para que as pessoas incorporem”
  19. 19. A ESPN NA ERA DOS MÚLTIPLOS MEIOS: OS DESAFIOS PARACONSTRUIR A MAIOR EMPRESA MULTIMÍDIA DO ESPORTE MUNDIAL “Montar uma equipe no mundo dos negócios é tão importante quanto montar uma equipe esportiva” “É importante estimular a inovação. E isso pode vir de qualquer lugar de dentro da empresa. Não há monopólio sobre as boas ideias. A ESPN tem cultura voltada para a equipe” “Um dos primeiros erros das companhias que querem ser globais é achar que conseguirão exportar o que faz sucesso em seu país de origem para o resto do mundo.” “Um terço do público dos EUA que assistiu à Copa do Mundo de 2010, o fez em dispositivo diferente da TV. Isso mudou a regra do jogo. É preciso adaptar-se rapidamente” http://www.hsm.com.br/artigos/tres-dicas-para-construir-um-sucesso-mundial
  20. 20. INOVAÇÃO E DESIGN
  21. 21. Roger Martin Martin é o atual Dean daRotman School of Management,no Canadá, e é consultor emEstratégia e Inovação para osCEOs de várias empresasglobais. É autor dos best-sellersDesign de negócios, Integraçãode ideias, O vírus daresponsabilidade e The future ofthe MBA: designing the thinker ofthe future, entre outros. Escreveutambém artigos, dez delespublicados pela HarvardBusiness Review. Formou-se em Economi pelaHarvard University e obteve oMBA pela Harvard BusinessSchool.
  22. 22. DESIGN THINKING: COMO EQUILIBRAR O PENSAMENTO ANALÍTICO E INTUITIVO PARA INOVAR.“Nenhuma ideia pode ter seu sucesso comprovado antecipadamente por meio dopensamento analítico, então as empresas matam ideias inovadoras no berço.”“Os designers bem sucedidos não são aqueles das melhores criações, e simaqueles que conseguiram vencer a resistência em empresas avessas ao design.”“Empresas que querem inovar devem colocar a inovação no topo de sua lista deprioridades e empregar gente qualificada e recursos suficientes.”“Repetir as antigas estratégias e aprimorar a execução não é inovar; é agir comoum tenista que bate cada vez mais forte na bola, em vez de tentar um lancediferente.”“O pensamento analítico existe para conseguir confiabilidade. O pensamentointuitivo, por sua vez, caminha em direção à validade.” http://www.hsm.com.br/artigos/o-pensamento-analitico-e-o-intuitivo-devem-andar-juntos
  23. 23. Joichi Ito Foi um dos primeiros investidores do Twitter, Flickr, Six Apart, Last.fm, Kongregate e de 40 outras empresas. Foi eleito pela BusinessWeek como uma das 25 pessoas mais influentes da internet; pela revista Time, como membro da Cyber-Elite; e pela Vanity Fair, como um dos integrantes do The Next Establishment. Ito foi CEO do Creative Commons. É o atual diretor geral do MIT Media Lab, um dos principais centros de inovação e pesquisa do mundo.
  24. 24. INOVAÇÃO NA ERA DAS REDES ABERTAS“O mundo é dividido basicamente em duas eras: antes e pós-internet. Nesta,qualquer um pode inovar e as mudanças acontecem sem pedir permissão”.“É preciso mudar rápido, ser resiliente e ter agilidade para inovar no mundo pós-internet.”“Os piores empreendedores são aqueles que têm sempre sucesso. É melhorfracassar em pequenas coisas e, depois, encontrar o grande sucesso.”“Muitas vezes, o tempo gasto em reuniões para autorizar um projeto custa mais doque o próprio projeto.”“Não apostar no que é arriscado é um erro. O preço da gestão do risco é maior queo do risco em si. Por isso, é necessário ampliar a visão e pensar nasextremidades.”“Nós, do Media Lab, acreditamos firmemente na desobediência. Você não ganhaum Prêmio Nobel se fizer o que lhe mandaram fazer”“Acredito no aprendizado mais que na educação, pois sempre aprendo maisquando faço algo a mim mesmo.”“Invista no codesign e passe a criar projetos em campo, e não dentro dasempresas.” http://hsm.com.br/artigos/inovacao-na-era-das-redes-abertas
  25. 25. Fred Gelli Renomado designer, FredGelli é cofundador e diretor decriação da Tátil Design de Ideias.Em 2010, sua empresa venceu aconcorrência com outras 139agências e desenvolveu a marcados Jogos Olímpicos Rio 2016.Em 23 anos de trajetória,conquistou mais de 100 prêmiosnacionais e internacionais, entreeles o iF Design Award; IDEA –USA; D&AD; Caboré e CannesLions. Gelli é professor doDepartamento de Design daPUC-RJ há 10 anos, ondeministra os cursos deEcoinovação e Biomimética.
  26. 26. DESIGN DE IDEIAS: COMO CRIAR RELAÇÕES SUSTENTÁVEIS ENTRE PESSOAS E MARCAS“A Natureza é fonte de inspiração para novas formas de fazer negócios.”“Inovar é juntar o que nunca antes foi reunido.”“O grande desafio criativo é desatar o nó evolutivo no qual o mundo se encontra.”“A nova forma de fazer negócios prevê lucros para todos e não apenas para osacionistas.”“As marcas fazem parte do problema atual, mas também são a solução, um grandeativo da humanidade.”“Para sobreviver, as empresas precisam descobrir sua essência, analisar o contextoatual e encontrar a conexão entre ambos.”“Em 2050, estima-se que a população global alcançará 9,5 bilhões de habitantes.Se todos consumirem como hoje, serão necessários 3,5 planetas como o nosso.”“Devemos fazer negócios como a natureza faz há bilhões de anos, equilibrando osconceitos de competição e colaboração. Nos ecossistemas, as relações são deganha-ganha, regidas por ciclos e não há desperdício, tudo é reaproveitável.”
  27. 27. DESIGN DE IDEIAS: COMO CRIAR RELAÇÕES SUSTENTÁVEIS ENTRE PESSOAS E MARCASPontos importantes para contribuir com esse processo de mudança real:1. Migrar do conceito de produto para o de serviço.2. Aceitar que os recursos naturais são finitos e transformar resíduos em recursos.3. Não mirar apenas os consumidores do topo da pirâmide. É preciso enxergá-lapor inteiro.4. Regenerar o capital natural.5. Trocar o pensamento cartesiano pelo sistêmico, com equipes multidisciplinares.6. Pensar no consumidor como um desfrutador, que se relaciona com o produto.7. Criar valor para todos e não apenas para os acionistas. http://www.hsm.com.br/artigos/um-grande-desafio-criativo
  28. 28. Sir Ken Robinson Líder internacionalmente reconhecido nas áreas de criatividade, inovação e educação, Sir Ken Robinson também é um dos principais palestrantes do mundo. Foi eleito uma das “Principal Voices” pela Time, Fortune e CNN. Seu livro O elemento- chave: descubra onde paixão se encontra com seu talento e maximize seu potencial foi um best-seller do The New York Times e traduzido para 21 idiomas. É também autor do clássico Out of our minds: learning to be creative. É formado pela University of Leeds e obteve o Ph.D. pela University of London.
  29. 29. COMO LIDERAR UMA CULTURA DE INOVAÇÃO“É preciso equilibrar Criatividade, imaginação e inovação.”“O maior dom da humanidade é a diversidade. A Educação não busca lapidar ostalentos individuais e acaba cerceando a imaginação das pessoas.”“A diversidade é o segredo para grandes equipes que fazem de suas diferenças oseu ponto forte. As diferenças precisam contribuir para o crescimento de todos.”“As principais prioridades de uma empresa são: adaptabilidade e criatividadeconstante.”“O Instagram é uma das empresas de maior valor de mercado hoje. As pessoas nãopensaram em tirar fotos, mas em reinventar a fotografia. A Kodak e a Polaroid nãopensaram nisso.”“A convergência entre neurociência, biotecnologia e genética será primordial paraas novas gerações. O impacto da revolução tecnológica é imprevisível.” http://www.hsm.com.br/artigos/criatividade-imaginacao-e-inovacao
  30. 30. Miguel Nicolelis Pioneiro em pesquisa sobreinteração do cérebro commáquinas, Nicolelis é um dosmais importantes cientistas domundo. É autor do aclamado livroMuito além do nosso eu: a novaneurociência que une cérebros emáquinas - e como ela podemudar nossas vidas. Nicolelis é professor deNeurociência da Duke University,Neurobiologia, EngenhariaBiomédica e Psicologia, efundador do Centro deNeuroengenharia da Duke. Mais recentemente, foiagraciado com a cátedra depesquisa Blaise Pascal daFondation de L’Ecole NormaleSupérieure.
  31. 31. PESQUISAS DO CÉREBRO QUE SIGNIFICAM UMA SEGUNDA CHANCE PARA AS EMPRESAS E PARA O BRASIL“Imagine andar? Isso vai ser possível sem o hardware biológico e através deestimulação cerebral, um robô já pode se movimentar!”“Fizemos um experimento com a macaca Aurora, que aprendeu a manusear ojoystick para acertar um alvo na tela do computador e ganhar uma gota de suco delaranja. Com a prática, tiramos o joystick, e ela moveu o cursor com o cérebroapenas.”“A interface cérebro-máquina será controlada por sinais digitais no futuro.”“Em um futuro próximo, re-estabeleceremos movimentos e sensibilidades de lesõescorpóreas definitivas. Assim, pessoas com deficiência física e motora conseguirãosentir o encontro da pele com um objeto externo.”“A sensação tátil de onde a interface metálica está pisando poderá ser captadautilizando o pensamento. A mente move o braço virtual e caracteriza a capacidadesensitiva.”“A veste vai permitir um remapeamento e uma nova definição de corpo; um novocorpo controlado pelo próprio cérebro.”“Um bom jogador de tênis, quando fica bom, está jogando com uma extensão dobraço dele. Seu cérebro realmente incorpora a raquete como extensão do corpo.” http://www.hsm.com.br/artigos/imagine-andar-sem-o-hardware-biologico
  32. 32. ALTA PERFORMANCE
  33. 33. Howard Schultz Chairman, presidente e CEO da Starbucks Coffee Company, Howard Schultz ingressou na empresa como diretor de operações e marketing, em 1982, quando ela tinha apenas quatro lojas. Hoje, sua receita anual é de mais de US$ 11 bilhões e mais de 60 milhões de clientes são atendidos por semana em 17 mil lojas em 56 países. Recentemente Schultz foi eleito pela revista Fortune como “The 2011 Business Person of the Year”, à frente de Jeffrey Bezos, Mark Zuckerberg e Warren Buffett, entre outros.
  34. 34. A GRANDE VIRADA: COMO A STARBUCKS LUTOU POR SUA VIDA SEM PERDER A ALMA“Em tempos de crise, as empresas têm de se responsabilizar por mais do que criarlucro para os acionistas. É preciso agir proativamente para melhorar a vida daspessoas.”“Inovar não é só criar produtos novos, mas também trabalhar para melhorar aqualidade de vida de colaboradores, funcionários e forncedores.”“A crise ensina que é preciso ser transparente para reconquistar a confiança daspessoas. As pessoas estão céticas diante das lideranças.”“A Starbucks contabiliza mais de 2 mihões de transações feitas por celular. Empouco tempo, os smartphones serão a principal plataforma de transações.”“Em 2011, a Starbucks encabeçou uma campanha para o financiamento daabertura de novos negócios, a fim de constribuir para a redução do desemprego.” http://www.hsm.com.br/artigos/responsabilidade-social-em-tempos-de-crise
  35. 35. Jim Collins O mais influente erespeitado pensador demanagement na atualidade econsiderado o sucessor de PeterDrucker, Jim Collins escreveuseis livros - incluindo o clássicoBuilt to last, que registra mais de3,5 milhões de cópias vendidasem 29 idiomas, e Good to great,com mais de 3 milhões de cópiasvendidas em 35 idiomas. Em 2010 publicou o best-seller How the mighty fall e maisrecentemente, a obra Great bychoice, que já figura na lista dosmais vendidos e será lançada noBrasil em breve pela HSMEditora.
  36. 36. VITORIOSAS POR OPÇÃO – INCERTEZA, CAOS E SORTE: POR QUE É POSSÍVEL PROSPERAR APESAR DE TUDO“A grandiosidade não é função das circunstâncias; é uma escolha consistente edisciplinada.”“O xis da grande liderança é a humildade de canalizar ambição, criatividade edesejo de fazer algo excepcional para um conjunto de valores e objetivos.”“A variável diferenciadora das empresas de melhor desempenho não é a sorte, maso que você faz com ela. Este é o Retorno Sobre a Sorte.”“Quando o azar chegar, pode levá-lo à catástrofe. É a ação diante do azar quediferencia o grande líder, o criador empírico, o paranóico produtivo.”“Quando se comparam empresas com mesmas oportunidades e recursos, não sepode atribuir o desempenho desfavorável a fatores que estejam fora de nossocontrole.”
  37. 37. VITORIOSAS POR OPÇÃO – INCERTEZA, CAOS E SORTE: POR QUE É POSSÍVEL PROSPERAR APESAR DE TUDOComportamentos Essenciais dos Grandes Líderes:1. Disciplina fanática“Você pode ter duas abordagens: uma é esperar as condições melhorarem paramarchar de volta, ou levantar e marchar todos os dias 20 milhas, independente dascondições adversas”2. Criatividade empírica“A melhor maneira de falhar é desperdiçar bolas de canhão e perder toda amunição. É preciso dar muitos tiros pequenos para ver o que vai funcionar.”“O que vence não é inovação, mas a habilidade de fundir habilidade com disciplina”3. Paranóia produtiva “Os únicos erros com os quais você aprende, são os erros aos quais vocêsobrevive”“Envolva-se com algo de que você goste tanto que vai ser o melhor nisso. Éimpossível ter uma vida grandiosa sem sentido. Deixe sua contribuição única para omundo.” http://hsm.com.br/artigos/escolha-grandeza-0
  38. 38. Graça Foster É membro dos Conselhos deAdministração da PetrobrasDistribuidora (BR) e da PetrobrasBiocombustível (PBIO). Épresidente dos Conselhos deAdministração da PetrobrasTransporte (Transpetro), daPetrobras Gás (Gaspetro) e doInstituto Brasileiro de Petróleo,Gás e Biocombustíveis (IBP). Graduou-se em EngenhariaQuímica pela UniversidadeFederal Fluminense (UFF). Émestre em Engenharia Química etem Pós-Graduação emEngenharia Nuclear pelaUniversidade Federal do Rio deJaneiro (Coppe/UFRJ) e MBA emEconomia pela Fundação GetulioVargas.
  39. 39. PENSAMENTO NACIONAL - PETROBRÁS“Deve haver aderência aos indicadores. Toda a companhia precisa falar a mesmalíngua. Caso contrário, torna-se impossível administrá-la”“O tempo deve ser usado para gestão, e não para obtenção de informação. Osdados devem sempre estar à mão.”“Nossas reservas de hoje são 14 vezes maiores do que em 1954, mas foi adescoberta do pré-sal que elevou a Petrobras a novo patamar.”“A indústria do petróleo é caracterizada por grandes prêmios, mas também grandesriscos e incertezas.”“O petróleo mais barato é o extraído de onde já existe estrutura. Por isso,investimos na recuperação de campos antigos.”“Até 2020, a previsão é de que a produção de óleo da Petrobrás salte de 1,792milhões de barris por dia para 4,2 milhões.” http://www.hsm.com.br/artigos/pre-sal-elevou-petrobras-novo-patamar
  40. 40. CENÁRIO
  41. 41. Don Tapscott Uma das maiores autoridades do mundo em inovação, mídia e o impacto econômico e social da tecnologia, Don Tapscott tem assessorado líderes de empresas em governos do mundo inteiro e é autor ou coautor de 14 livros. Wikinomics foi o livro de negócios mais vendido de 2007 e traduzido para mais de 25 idiomas. The Economist referiu- se a seu livro mais recente, Macrowikinomics, como “uma história schumpeteriana de destruição criativa” e o Huffington Post disse que o livro é “nada menos do que um plano bem concebido para consertar um mundo quebrado”.
  42. 42. A REVOLUÇÃO WIKI E O PROJETO DE COLABORAÇÃO UNIVERSAL“A criação da internet desencadeou profunda transformação em todos os camposda sociedade. Esta é a era regida pela inteligência em rede.”Fatores responsáveis por impulsionar essa transformação na sociedade:1. A revolução tecnológica – gadgets atuam cada vez mais integrados, objetostornaram-se inteligentes, mobilidade de banda larga, ascensão das redes sociais,uso da multimídia etc.2. A geração NET – uma geração inteira tem o seu desenvolvimento cerebralafetado pelas novas tecnologias. Seus valores são a liberdade, a personalização, aintegridade, a colaboração, o entretenimento, a velocidade e a inovação.3. A revolução social – mídias sociais digitais conquistam seu espaço e jáconseguem provocar transformações no “mundo real”, como no episódio daPrimavera Árabe e na eleição de Barack Obama em seu primeiro mandato. Grupostendem a se auto-organizar com rapidez e eficiência.4. A revolução econômica – redes tornaram-se o novo espaço competitivo.Projetos construídos a partir da colaboração em massa superam em eficiência osconstruídos dentro das empresas privadas.
  43. 43. A REVOLUÇÃO WIKI E O PROJETO DE COLABORAÇÃO UNIVERSAL“Na atualidade, as crianças já estão nascendo digitais. Nós, que somos maisvelhos, somos migrantes digitais. A energia que gastamos para nos adaptar tem umpreço enorme.”“Qualquer um de nós pode ser o líder que vai conduzir a empresa aoposicionamento correto neste novo mundo que está sendo criado.”“Um levantamento recente mostrou que os bancos considerados mais seguros dosEUA são os canadenses, porque têm o hábito de colaborar com o governo, e nãotirar vantagem do sistema.”“Os críticos dizem que as mídias sociais não são capazes de produzir mudanças nomundo real. O episódio da Primavera Árabe desmente esta tese.”“Transparência é um valor fundamental ao posicionamento das empresas. Se vocêvai ficar nu na frente das pessoas, é melhor que você esteja em boa forma.” http://www.hsm.com.br/artigos/revolucao-wiki-esta-em-marcha
  44. 44. Gustavo Franco Gustavo H. B. Franco ésócio-fundador e estrategista-chefe da Rio BravoInvestimentos. Foi presidente do BancoCentral do Brasil entre 1997 e1999, tendo sido, nos quatroanos anteriores, diretor da ÁreaInternacional do Banco Central eSecretário Adjunto de PolíticaEconômica do Ministério daFazenda. Durante o período em queesteve no serviço público, teveparticipação central naformulação, operacionalização eadministração do Plano Real.estrangeiras.
  45. 45. TENDÊNCIAS PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: RISCOS E OPORTUNIDADES“O desenvolvimento humano do Brasil não é tão ruim, se comparado aos BRICs.Mas o que surpreende é que o Índice de Felicidade no Brasil é o número 1 domundo. A juventude tem perspectivas boas.”“Em 1993, o valor total das empresas brasileiras listadas na bolsa era US$ 80bilhões. Em 1995, já era US$ 150 bilhões. Pouco antes de 2008, estava em US$1,5 trilhão, reflexo do modo de olhar o futuro.”“O processo de valorização imobiliária é o mesmo que aconteceu com as bolsas:mais fundos são listados e as pessoas têm medo da bolha. É a reprecificação dofuturo.”“Os brasileiros sabem trabalhar quando se trata de dívida. Com o aumento doendividamento das famílias, o comprometimento da renda não aumentou tanto,graças ao crédito consignado, que permitiu alongamento das dívidas.”“Fixar a taxa de juros ou a taxa de câmbio não é algo que o Banco Central queira.Sua atuação obedece a fundamentos econômicos. No Brasil é possível reduzir osjuros sem acordar a inflação.” http://www.hsm.com.br/artigos/economia-nas-maos-dos-gestores-privados
  46. 46. Alexandre Hohagen É Presidente do Facebookna América Latina, cargo queassumiu em fevereiro de 2011.O executivo comanda a equipededicada a montar a operação darede social. Antes do Facebook, entre2005 e 2011, foi responsável poriniciar e comandar as operaçõesdo Google nos países latino-americanos. Ttambém ocupou oscargos de chefe de vendasglobais nos Estados Unidos evice-presidente de publicidade ee-commerce no UOL e gerentegeral da HBO no Brasil.
  47. 47. A EVOLUÇÃO DA INTERNET“É preciso acompanhar a velocidade da inovação tecnológica."“A internet potencializa o desejo dos consumidores de se expressarem e muda suarelação com as marcas.”“Na definição da estratégia de marketing, é preciso responder a apenas duasperguntas: por que o que faço é importante? Por que o consumidor desejarácompartilhar em sua rede social?”“Hoje, as histórias de exposição da marca têm que focar o relevante, fazer sentidopara o consumidor e, principalmente, motivá-lo a se engajar e interagir com aempresa, por meio das suas experiências. Essa troca de informações contribui paraa melhoria contínua dos produtos, serviços e para fortalecer a imagem dasorganizações.”“A tecnologia potencializou o desejo de o ser humano se expressar e ter voz ativa, eoferece meios para isso”
  48. 48. A EVOLUÇÃO DA INTERNETAs grandes necessidades do ser humano são as mesmas do passado.A tecnologia apenas alterou a forma de supri-las:1. Informação: antes, para fazer um trabalho escolar, por exemplo, o alunoprecisava ir até a biblioteca, pesquisar em livros. Hoje, tudo está na palma da mão,a poucos cliques.2. Entretenimento: em um tempo não muito distante, passar o sábado em uma lojade discos, buscando novidades, era um programa cobiçado. E eram poucos oslugares que dispunham de grande acervo. Acabaram-se os discos de vinil e CDssão artigos raros. Tudo está na Internet.3. Comunicação: como registrado, o e-mail está obsoleto. Os jovens nãorespondem mais. São posts em redes sociais, em tempo real.4. Relacionamentos sociais: cada vez mais acontecem por meio da internet, queganhou uma identidade e permite às pessoas compartilharem, o que, até poucotempo, não era possível. Cada vez mais a sociedade está conectada. http://hsm.com.br/artigos/e-preciso-acompanhar-velocidade-da-inovacao-tecnologica
  49. 49. Jorge Abrahão Jorge Abrahão é diretorpresidente do Instituto Ethos deEmpresas e ResponsabilidadeSocial, cuja missão é mobilizar,sensibilizar e ajudar as empresasa gerir negócios de formasocialmente responsável,tornando-as parceiras naconstrução de uma sociedadesustentável e justa.
  50. 50. OPORTUNIDADES PARA A NOVA ECONOMIA – CONVERSANDO COM CEOSJorge Abrahão – presidente do Instituto Ethos:“O Brasil tem grandes vantagens que podem ser transformadas em valoressustentáveis.”“Quando o assunto é desenvolvimento sustentável, existe no Brasil uma grandedistância entre os problemas e as soluções.”“As empresas podem ir além, contribuindo com a transformação das cidades,influenciando políticas públicas. No entanto, a maioria ainda não se apropriou dessacondição. O contrário também é possível: políticas públicas bem estruturadasimpactam positivamente nos negócios”“Pilares para crescimento sustentável nas organizações:1. Gestão socialmente responsável;2. Compromisso com práticas sustentáveis;3. Sustentabilidade como parte da estratégia do negócio.”
  51. 51. OPORTUNIDADES PARA A NOVA ECONOMIA – CONVERSANDO COM CEOSFranklin Feder – presidente da Alcoa:“O crescimento econômico mundial será reduzido nos próximos anos, e o Brasilsofrerá o impacto, pois não é uma ilha.”“A tendência é de as companhias reforçarem a busca por produtividade ecompetitividade, com redução de custos. Mas é importante não retrocederem noque alcançaram em termos de desenvolvimento sustentável.”Dimensões da sustentabilidade na Alcoa:1. Produto e Produção;2. Aumento da eficiência energética;3. Atração e retenção de talentos.José L. Penido – presidente do conselho da Fibria:“Só sobreviverão as empresas que se adaptarem à nova realidade, e rapidamente.”Oded Grajew – presidente da Rede Nossa São Paulo:“O setor empresarial tem imenso poder e precisa utilizá-lo para exigir políticaspúblicas que promovam a sustentabilidade.” http://www.hsm.com.br/artigos/sustentabilidade-na-nova-economia
  52. 52. GESTÃO DE PESSOAS
  53. 53. Ram Charan Ram Charan, reconhecidoconsultor de negócios e autor de13 best-sellers, tem sidoresponsável pelo coaching dosmais bem-sucedidos CEOs domundo, incluindo Jack Welch.Durante 35 anos, desempenhou– nos bastidores – papelimportante em renomadasempresas, entre elas GE,DuPont, Novartis, EMC, HomeDepot, 3M e Verizon. Charan é o consagradoautor do best-seller Execução: adisciplina para atingir resultados,em coautoria com Larry Bossidy,ex-CEO da Honeywell.
  54. 54. LÍDERES FORMANDO LÍDERES“A China, hoje, tem as maiores reservas econômicas da história, e quem tem maisdinheiro no bolso é quem manda. Essa é uma mudança radical. O poder econômicoestá sendo transferido para outros países.”“A mudança está aqui, você reage a ela, mas precisa se antecipar.”“Se a mudança for mais rápida que você, o rápido vai devorar o lento. A velocidadeé o nome do jogo daqui para frente”“Uma característica de todos os líderes bem-sucedidos é a curiosidade. Elesquerem saber de tudo, têm obsessão por perguntas e fazem perguntasinteligentes.”“O que funcionou no passado não vai funcionar no futuro.”“Não importa sua função, nem a empresa em que trabalha: inspirar pessoas é oknow-how do século 21.”“Inspire as pessoas, amplie seu potencial, ouça. Por mais brilhante que você seja, élíder de pessoas, e os líderes têm uma visão e a comunicam."
  55. 55. LÍDERES FORMANDO LÍDERES“Cerque-se de pessoas que traduzam a visão em ação. Quem não compra a ideianão vai executar nada, e isso vai gerar frustração. Extraia a frustração. Faça asmudanças necessárias e encontre as pessoas para executá-las.”“Nenhum atleta se torna campeão sem ritmo, disciplina e determinação para treinar,treinar e treinar.”Práticas eficazes para os líderes sobreviverem às incertezas:1. Ame a Mudança.2. Tenha velocidade para mudar.3. Reposicione seu negócio.4. Tenha coragem para buscar a mudança e determinação para fazê-la acontecer.5. Inspire pessoas.6. Tenha visão, e não alucinação.7. Observe a conectividade.8. Esteja preparado para gerenciar extremos.9. Seja curioso.10. Expanda a imaginação e aumente sua amplitude de visão do mundo. http://www.hsm.com.br/artigos/procure-construa-e-ame-mudanca
  56. 56. HSM MANAGEMENT 2012 Sumário do Congresso by Ednilson Hummig, nov/2012.

×