Republica ana e_mafalda

1,418 views

Published on

Published in: Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,418
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
22
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Republica ana e_mafalda

  1. 1. A REPÚBLICA<br />Trabalho realizado por:<br />Ana Milheiro<br />Mafalda Pereira<br />
  2. 2. Introdução<br /> Na disciplina de História foi-nos pedido a realização de um trabalho. <br /> Resolvemos falar acerca da República uma vez este ano se comemora o centenário da sua implementação 1910-2010.<br />
  3. 3. A Queda da Monarquia e a Implantação da República<br />Portugal foi desde a sua fundação governado por reis. A essa forma de governo chama-se Monarquia.<br /> Os problemas que as pessoas viviam durante a Monarquiaeram devido a coisas muito simples.<br /> Com o tempo, grupos de portugueses que defendiam um sistema de governo republicano foram-se revoltando e acabaram por conseguir pôr fim à monarquia implantando-se, assim, a República.<br />
  4. 4. O 5 de Outubro de 1910<br /> A 5 de Outubro de 1910 a República foi proclamada nos Paços do Concelho, em Lisboa. <br /> A importância deste facto foi tal que se decidiu que essa data fosse dia de Feriado Nacional. <br /> A Implantação da República fez com que Portugal mudasse a sua bandeira e o seu hino para aqueles que temos actualmente e o nome da sua moeda para o escudo.<br />
  5. 5. A República<br /> Uma República é uma forma de governo na qual um representante, normalmente chamado presidente, é escolhido pelo povo para ser o chefe de país;<br /> A forma de eleição é normalmente realizada por voto livre e secreto, em intervalos regulares, variando conforme o país.<br /> A origem da república está na Roma clássica, quando primeiro surgiram instituições como o Senado.<br />
  6. 6. O Presidente da República<br />O Presidente da República é o Chefe do Estado.<br /> Assim, nos termos da Constituição, ele:<br />Representa a  República Portuguesa;<br />Garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas;<br />É o Comandante Supremo das Forças Armadas.<br />
  7. 7. O Presidente da República<br />Nos termos do juramento que presta no seu acto de posse promete "defender, cumprir e fazer cumprir a Constituição da República Portuguesa” ;<br /> No relacionamento com os outros órgãos de soberania, compete-lhe, no que diz respeito ao Governo, nomear o Primeiro-Ministro.<br />
  8. 8. Os Presidentes da República<br /> Teófilo BragaManuel de Arriaga<br /> Bernardino Machado <br /> Sidónio Pais <br /> Canto e CastroAntónio José de AlmeidaManuel Teixeira GomesMendes CabeçadasGomes da Costa<br />Óscar CarmonaCraveiro LopesAmérico TomásAntónio de SpínolaCosta GomesAntónio Ramalho EanesMário SoaresJorge Sampaio<br />Aníbal Cavaco Silva<br />
  9. 9. Símbolos Nacionais<br />BANDEIRA - Símbolo da soberania da República, da independência, da unidade e integridade de Portugal é a adoptada pela República instaurada pela Revolução de 5 de Outubro de 1910. <br />HINO NACIONAL – A Portuguesa.<br />
  10. 10. Bandeira Nacional<br />Verde:  Simboliza as nações que são guiadas pela ciência. Na versão popular simboliza a esperança no futuro. <br />Vermelho rubro: Simboliza a luta dos povos pelos grandes ideais de Igualdade, Fraternidade e Liberdade. Na versão popular simboliza os sacrifícios do povo português ao longo da sua história.<br />Esfera armilar: Simboliza o Universo e a vocação universal dos portugueses. Na versão popular simboliza os descobrimentos portugueses.<br />Escudo: Simboliza a afirmação da cultura ocidental no mundo, e em particular dos seus valores cristãos.<br />Castelose Quinas: Simbolizamconquistas, vitórias e lendas ligadas à fundação de Portugal.<br />
  11. 11. Hino Nacional<br /> A Portuguesa<br /> “Heróis do mar, nobre povo,Nação valente, imortal,Levantai hoje de novoO esplendor de Portugal!Entre as brumas da memória,Ó Pátria, sente-se a vozDos teus egrégios avós,Que há-de guiar-te à vitória!<br /> Às armas, às armas!Sobre a terra, sobre o mar,Às armas, às armas!Pela Pátria lutarContra os canhões marchar, marchar!”<br />ComposiçãoAlfredo Keil, Henrique Lopes de Mendonça<br />
  12. 12. Conclusão<br />Felizmente que se implantou uma república democrática no nosso país, pois existe uma maior igualdade de expressão entre as diferentes classes sociais.<br />

×