Patologias e nutrição

1,581 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,581
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
223
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Patologias e nutrição

  1. 1. Diabetes E Doenças CardiovascularesFormador: Rui Sousa Lopes Lisboa 2013
  2. 2. Diabetes Para as células produzirem energia precisam de algo fundamental, a glucose, tendo esta de ser assimilada pelas células.A Diabetes Mellitus aumento da glicose no sangue (e consequentemente na urina) verifica-se uma incapacidade do organismo em metabolizar os hidratos de carbono.
  3. 3. DiabetesO que vai permitir a entrada da glucose nas células é ainsulina.Quando o organismo já não produz a insulina suficiente ecomo a glucose já não está a ser assimilada pelas células paraa produção de energia Glucose retida no sangue
  4. 4. DiabetesA glicose aumenta no sangue porque não pode entrar na célula:A) Falta de produção de insulina pelo pâncreas Diabetes tipo IB) Diminuição da produção de insulina ou aumento da resistência à acção da insulina nas células Diabetes tipo II
  5. 5. DiabetesOs sintomas típicos da diabetes são:- Poliúria (urinar frequentemente)- Polifagia (aumento do apetite)- Polidipsia (excesso de sede)- Desidratação- Fraqueza muscular e perda de peso- Resistência diminuída às infecções- Dificuldades de cicatrização
  6. 6. Diabetes Se os valores de açúcar no sangue em jejum forem superiores a 126mg/dl e se forem superiores a 200mg/dl quando não se está em jejum, pode-se estar perante um caso de diabetes.Nota: estes valores podem variar ligeiramente segundo osautores
  7. 7. DiabetesOs três fatores essenciais para o tratamento: Terapêutica (medicamentos) Dieta Atividade Física
  8. 8. Diabetes Cuidados NutricionaisO diabético deve ser ensinado a ter os seguintes cuidados com a sua alimentação:1-Fracionar as refeições Dividir as refeições em 6-8 diárias, não estando mais de 3 horas sem comer durante o dia (evitar jejum nocturno superior a 8 horas ) para : evitar a fome e ingestão excessiva para evitar um excesso de açúcar no sangue após as refeições para minimizar o risco de baixa de açúcar sanguíneo
  9. 9. Diabetes2- Retirar da alimentação- açúcar- alimentos açucarados (sumos, compotas, doces, chocolates) Contudo, pode-se permitir o consumo de sobremesa em dias de festa para facilitar o convívio. Pode-se também usar adoçantes artificiais para algumas sobremesas.
  10. 10. Diabetes3- Na confeção de alimentos : Higiene rigorosa Confeção simples – cozidos, grelhados, estufados Evitar refogados, fritos e assados. Preferir o azeite na confeção e para temperar em crú. Usar pouco sal dando preferência a ervas aromáticas, salsa, alho, alecrim, coentros pimenta.
  11. 11. Diabetes4 - Em relação ao tipo de alimentos:a) Pode consumir-se livremente: Legumes, Hortaliças e Saladas: Sopas: Confecionadas sem batata, arroz, massa, feijão seco ou grão ou em pequenas quantidades conjugando com a quantidade de hidratos de carbono do prato. Chás – sem açúcar
  12. 12. Diabetesb) - Outros alimentos devem-se consumir numa conta certa e são equivalentes entre si: 2 dl Leite magro ou meio-gordo ou 1Iogurte Natural ou magro / dietético 1 carcaça equivale a:- 1 fatia fina de pão de mistura ou integral (50g) ou- 4 tostas integrais- 4 bolachas de água e sal quadradas- 5 colheres de sopa de Cereais- 6 bolachas Maria ou 6 bolachas de água e sal redondas.
  13. 13. Diabetes 2 batatas pequenas, do tamanho de 1 ovo, por refeição equivalem a:- 3/4 colheres de sopa de arroz/massa depois de cozida- 5 colheres de sopa de feijão/grão cozidos- 9 colheres de sopa de ervilhas/favas cozidas 100/120 g de Carne ou Peixe ou 2 Ovos Alimentos já cozinhados
  14. 14. Diabetesc) Em relação à fruta equivalem entre si: 2 ou 3 Ameixas ( 135 g ) = 1 rodela de Ananás da grossura de um dedo ( 180 g ) = 1 Anona pequena ( 200 g ) = 1 Banana pequena ( 100 g ) = 3 Castanhas ( 30 g ) = 24 Cerejas ( 115 g ) = 3 Damascos ( 150 g ) = 1 Diospiro médio ( 120 g ) = 1 Figo grande ( 95 g ) = 24 Ginjas ( 115 g) = 1 Kiwi médio ( 150 g ) = 1 Laranja grande ( 175 g ) =1 Maçã / Pêro ( 126 g ) = 1/3 da Manga ( 110 g ) = 2 talhadas de Melancia ( 420 g ) = 2 talhadas de Melão ( 363 g ) = 16Morangos (235g ) = 6 Nêsperas ( 165 g ) = 2 Pêras médias ( 165 g ) = 1 Pêra Abacate pequena ( 200 g ) = 2 Pêssegos pequenos ( 160 g ) = 2 Tangeras pequenas ( 215 g ) = 3 Tangerinas ( 185 g ) = 16 Uvas com bagos grandes ( 80 g ).
  15. 15. Diabetes Lacticínios: Leite Condensado, Leite Gordo,Natas, Iogurte com Açúcar, Queijos gordos (ex: Serra, Alcobaça, Azeitão, Serpa). Produtos de Charcutaria, Carnes gordas, Enchidos, Toucinho. Conservas de Carne ou de Peixe. Gorduras saturadas (Manteiga). Bebidas Alcoólicas. Frutos secos, Frutos em calda. No que diz respeito ao álcool, pode ser permitido o seu consumo, sendo aconselhados apenas 2dl (1 copo) por refeição.
  16. 16. Doenças CardiovascularesO coração tem a função de bombear o sangue para todo oorganismo, de modo a alimentar todas células. É constituídopor dois ventrículos que expulsam o sangue e duas aurículas.O próprio coração também necessita desse sangue para teruma energia contínua, necessária durante toda a vida.
  17. 17. Doenças Cardiovasculares Uma das principais doenças cardiovasculares é a Aterosclerosedepósito progressivo de substâncias de tipo gordo na parede interna das artérias até as obstruir por completo (ou parcialmente)
  18. 18. Doenças Cardiovasculares Sabe-se hoje que há algumas causas que favorecem o aparecimento e desenvolvimento da doença: hipertensão arterial aumento do nível de colesterol do sangue consumo de tabaco diabetes sedentarismo stress Prevenção em idades precoces!
  19. 19. Doenças Cardiovasculares ColesterolColesterol - molécula complexa de gordura que está presenteno organismo e é necessária, em pequenas quantidades, para oseu bom funcionamento.Cerca de 20% do colesterol que circula no sangue provém dosalimentos que ingerimos diariamente e o restante provém doorganismoÉ necessário para a produção de hormonas, vitaminas, saisbiliares, construção da parede das células
  20. 20. Doenças CardiovascularesA transferência do colesterol do intestino para o sangue,bem como da maioria da gordura ingerida através daalimentação – os triglicéridos, é feita pelos quilomicraOs valores ditos “normais” de colesterol no sangue, sãoos que se encontram abaixo dos 200 mg/dl,apresentando um risco pequeno de desenvolver doençaarterioscleróticaEntre os 200 e 250mg/dl há um risco moderado dedesenvolver a doença e acima de 250 mg/dl já existe umrisco elevado
  21. 21. Doenças Cardiovasculares No entanto há dois tipos de colesterol: O colesterol “mau”- ou colesterol LDL- circula no sangue juntamente com as lipoproteínas LDL que transporta o colesterol do fígado até às células do organismo podendo originar aterosclerose por se depositar nas paredes das artérias O colesterol “bom”- ou colesterol HDL, que circula no sangue juntamente com as lipoproteínas HDL, tem função de recolher o colesterol não utilizado e levá-lo de novo para o fígado, para ser armazenado ou excretado pela bílis
  22. 22. Doenças CardiovascularesOs níveis de colesterol elevam-se devido a: Ingestão excessiva de gorduras e Fabricação excessiva por parte do fígado Diabetes, obesidade, tabaco, alimentação pouco saudável, sedentarismo ou alguns medicamentos Insuficiência da tiróide Doenças renais
  23. 23. Doenças Cardiovasculares Cuidados nutricionais1) Os lacticínios usados, devem ser preferencialmente os meio- gordos ou os magros2) As margarinas especiais de origem vegetal, ao contrário da manteiga, feitas à base de óleos poli-insaturados, de consistência pastosa, podem contribuir para a redução do colesterol sanguíneo.3) Os mariscos apesar de magros são muito ricos em colesterol.4) Deve-se reduzir a quantidade de sal e dar preferência às ervas aromáticas e às especiarias.
  24. 24. Doenças Cardiovasculares4) Os ovos podem elevar os valores de colesterol, dado que cada gema pode conter 250 a 300 mg de colesterol5) Em relação às confeções, a utilização da fritura deve ser reduzida não sendo necessário eliminá-la se for caseira e se for realizada com gorduras mono ou poli-insaturadas em bom estado (não sujeitas a aquecimentos muito prolongados e repetidos)6) As gorduras devem ser utilizadas apenas nas quantidades indispensáveis para temperar e cozinhar e quando possível em crú7) Deve-se reduzir a quantidade de sal e dar preferência às ervas aromáticas e às especiarias.
  25. 25. Doenças Cardiovasculares9) Em relação aos alimentos que são ricos em sal e se encontram totalmente desaconselhados (especialmente em caso de hipertensão arterial): sopas de pacote pratos pré-confecionados, caldos e extractos de carne batatas fritas de pacote todos os aperitivos com sal, águas minerais ricas em sódio (ex.: Vidago, Pedras Salgadas, etc..). Mostarda, ketchup, caldos concentrados, molhos, bicarbonato de sódio

×