Cores5

1,470 views

Published on

Published in: Design
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Cores5

  1. 1. A relevância das cores no Design
  2. 2. <ul><li>A cor, por definição, não existe. O que entendemos por cor é luz e o que percebemos nos objetos é a parte da luz que eles refletem (CHINEN, Nobu, 2009, p. 43). </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Por exemplo, ao constatar que uma maçã é vermelha, o que ocorre é que a superfície externa da fruta absorve todos os raios luminosos que compõem a luz branca e reflete apenas os que são percebidos como vermelho (CHINEN, Nobu, 2009, p. 43). </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O processo de percepção e cognição das cores é algo complexo. De um modo simplificado, caracteriza-se o fenômeno cromático como sendo resultante da interação entre uma fonte de luz, um objeto e um observador (Berns, citado por: Gonçalves, 2005, p.4) </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A cor se encontra tanto no meio natural como no artificial. </li></ul>Desde os primórdios da humanidade os pigmentos encontrados na natureza já eram utilizados como diferenciação, caracterização, embelezamento, em rituais, etc; e, posteriormente como inspiração para criar novos pigmentos. A natureza, nossa primeira referência de cor, esbanja variações tonais em sua totalidade. http://www.youtube.com/watch?v=UjRwuGsugdE
  6. 6. <ul><li>Biologicamente o ser humano percebe tom e cor de maneira diferente, sendo a cor associada a emoção e o tom associado a questão da profundidade, sendo assim, essencial para a sobrevivência. </li></ul>
  7. 7. A cor na Comunicação <ul><li>“ É possível pensar na cor como o glacê estético do bolo, saboroso e útil em muitos aspectos, mas não absolutamente necessário para a criação de mensagens visuais.” (DONIS, A. Dondis) </li></ul>
  8. 8. Cores nos Ambientes <ul><li>Cada cor tem sua capacidade especial de transformar os ambientes; com apenas uma parede pintada com uma cor diferente ou mobília colorida, conseguimos tornar o ambiente mais energizado, mais alegre, mais acolhedor ou mais tranqüilo... </li></ul>
  9. 9. Significado das Cores <ul><li>“ Conhecemos a cor em termos de uma vasta categoria de significados simbólicos. O vermelho, por exemplo, significa algo mesmo quando não tem nenhuma ligação com o ambiente. [...] Cada uma das cores também tem inúmeros significados associativos e simbólicos. Assim, a cor oferece um vocabulário enorme e de grande utilidade para o alfabetismo visual.” (DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem visual, p.64) </li></ul>
  10. 10. Significado das Cores <ul><li>A interpretação dos significados das cores depende de vários fatores, dentre eles a bagagem cultural de cada indivíduo e do contexto em que ele está inserido; porém, de maneira geral, cada cor tem significados específicos, são eles: </li></ul>
  11. 11. Branco Masculinidade Suavidade Amplidão
  12. 12. Preto Elegância Poder
  13. 13. Cinza
  14. 14. Vermelho
  15. 15. Laranja Otimismo vitalidade Exotismo
  16. 16. Azul tranqüilidade Tecnologia Segurança
  17. 17. Verde fertilidade
  18. 18. Amarelo Energia Riqueza Prosperidade Prestigio
  19. 19. Roxo Nobreza Criatividade Originalidade
  20. 20. Marrom Solidez moderação sobriedade
  21. 21. Rosa Encanto Amabilidade Amor Inocência Feminino Romantismo Afeto Delicadeza
  22. 22. Cor-Luz/Cor Pigmento <ul><li>No âmbito das “misturas” de cores, temos as cores-luz (com síntese aditiva) e as cores-pigmento (com síntese subtrativa). </li></ul>A tela da TV e dos celulares reproduzem cor-luz (“emitem luz colorida”). A cor-luz é toda cor formada pela emissão direta de luz e não a cor efetiva contida em determinada substância. A cor-pigmento deriva da absorção e reflexão da luz pelos objetos, por exemplo: um objeto de cor azul reflete apenas o azul e as outras cores são absorvidas, já um objeto laranja reflete 100% de amarelo e 50% de magenta e assim por diante, portanto, a cor-pigmento é obtida subtrativamente.
  23. 23. Matiz /Saturação/Brilho Três Dimensões da Cor <ul><li>Matiz : É o estado puro da cor, sem a adição de branco ou preto </li></ul><ul><li>Saturação : Representa a pureza ou a intensidade de uma cor. </li></ul><ul><li>Brilho: É a claridade ou obscuridade da cor. </li></ul>
  24. 24. Matiz ou croma: é a cor. Matizes elementares: Vermelho, Amarelo e Azul
  25. 25. <ul><li>2ª Saturação : pureza relativa de uma cor, do matiz ao cinza. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>3ª Brilho relativo : dimensão acromática, do branco ao preto, gradações tonais ou de valor. </li></ul>
  27. 27. <ul><li>Imagem posterior : fenômeno visual fisiológico ocorrido quando o olho esteve fixado ou concentrado em alguma informação visual. </li></ul>Experimente olhar fixo durante 30 segundos para os 4 pontos pretos no desenho, posteriormente olhar para a parede e piscar várias vezes.
  28. 28. <ul><li>Contraste simultâneo: O olho, além de ver a cor complementar na imagem posterior, vê o matiz oposto ao mesmo tempo em que está observando uma certa cor. </li></ul>
  29. 29. <ul><li>A cor tem um interpretante universal e, um interpretante específico dependente dos significados atribuídos à ela. </li></ul>No budismo, as togas monásticas são laranja, indicando humildade, pois difere das cinco primárias – branco, amarelo, azul, vermelho e verde.
  30. 30. Aplicabilidade das Cores
  31. 37. Referências <ul><li>DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem visual, 2003. São Paulo:Martins Fontes, 2003 </li></ul><ul><li>Guimarães, Luciano - A Cor Como Informação – 2001 - Editora Anna Blume </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Gonçalves, Berenice - Apostila fundamentos da cor – 2005 </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Pedrosa, Israel. O universo da cor. Rio de Janeiro: Ed. SENAC Nacional, 2003  </li></ul><ul><li>FARINA, Modesto. PEREZ, Clotilde. BASTOS, Dorinho. Psicodinâmica </li></ul><ul><li>das Cores em Comunicação. Ed. Edgard Blusher, 2006 </li></ul><ul><li>FRASER, Tom. BANKS, Adam. O Guia Completo da Cor. Ed. Senac São Paulo, 2007 </li></ul>
  32. 38. <ul><li>Alunos: Eduardo Santos, Evelyn Henkel, Gabriel Soares Gado, Jadna Saibert, Ricardo Castro </li></ul><ul><li>Disciplina: Composição </li></ul><ul><li>Professor: Carlos Alberto da Silva </li></ul><ul><li>A Relevância das Cores no Design </li></ul>

×