A história do e mail

9,420 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
9,420
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
19
Actions
Shares
0
Downloads
126
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A história do e mail

  1. 1. A história do e-mail<br />Adriane Oliveira de Lima<br />Lívia Campos Alves e Lima<br />
  2. 2. Como tudo começou...<br />O e-mail como conhecemos hoje, foi inventado por Ray Tomlinson, um programador dos Estados Unidos. <br />Em 1971, o programador usou a ARPANET (a rede de computadores que deu origem à Internet como conhecemos hoje) para fazer envio e leitura de mensagens simples.<br />
  3. 3. Tomlinson criou o aplicativo SNDMSG, um software extremamente simples, com somente 200 linhas de código, mas que permitia a troca de mensagens entre usuários conectados no mesmo PC.<br />
  4. 4. Para adaptar o SNDMSG, Tomlinson usou um protocolo de transferência de arquivos chamado CYPNET, trazendo a possibilidade de troca de mensagens entre os que estivessem conectados à ARPANET trocasse mensagens, mesmo que não usasse o mesmo PC.<br />Resolveu adotar a “@” para identificar quem e de onde vinham as mensagens. <br />
  5. 5. Os primeiros propósitos para o e-mail<br />No início o email teve a função de trocar mensagens simples entre usuários da ARPANET, como se fosse o nosso SMS de hoje em dia. <br />A possibilidade de mandar mensagens maiores foi aumentando cada vez mais. E assim, o email começou a ser mais visto como, de fato, um correio eletrônico<br />
  6. 6. Mais tarde, o email foi visto também como uma oportunidade comercial.<br />Já em 1978, Gary Thuerk enviou para cerca de 600 pessoas da ARPANET uma mensagem tentando vender o Decsystem-20, um computador novíssimo da época. <br />
  7. 7. Enviar documentos e fotos tornou-se mais prático, bastando juntar tudo em um arquivo e anexá-lo em uma mensagem.<br />Exemplo: quem é que nunca enviou um trabalho seu de escola ou faculdade para o próprio email devido à praticidade.<br />
  8. 8. O principal propósito do email era permitir que as pessoas se comunicassem à longa distância. <br />Problemas: SPAMS, correntes, slides com “bichinhos fofinhos” e mensagens mal intencionadas (com vírus e softwares maliciosos).<br />
  9. 9. Fins didáticos<br />Segundo Marcushi (2004), os gêneros textuais são os textos materializados encontrados em nosso cotidiano. Esses apresentam características sócio-comunicativas definidas por seu estilo, função, composição, conteúdo e canal. <br />Assim, ao lado da crônica , do conto, vamos também identificar a carta pessoal, a conversa telefônica, o email, e tantos outros exemplares de gêneros que circulam em nossa sociedade.<br />
  10. 10. Trabalhos com e-mail<br />O e-mail tem uma aparência muito semelhante ao bilhete ou carta pessoal sendo possível trabalhar alguns aspectos textuais, vocativo, corpo do texto, despedida;<br />O e-mail como compartilhamento de textos ou informações;<br />
  11. 11. O e-mail utilizado para entrega de trabalhos;<br />O e-mail utilizado como dados de pesquisa;<br />E vocês, caros colegas, utilizam muito desse recurso? <br />
  12. 12. Referências bibliográficas<br />http://www.webartigos.com/articles/20685/1/O-Email-como-Genero-Textual-na-Sala-de-Aula/pagina1.html#ixzz1QoaUP9Px<br />http://www.josedomingos.com.br/2010/01/a-historia-do-email/<br />

×