SAP RETAIL
Visão Geral
Plano de Aderencia: Drogaria Onofre
Criando valor para o
Varejista
Introdução ao SAP Retail
O SAP Retail é uma poderosa
ferramenta de gestão
empresarial, oferencendo ao
varejista, as mais m...
Profundo entendimento da
demanda de seus clientes Agilidade da Cadeia de
Suprimento
Garantir uma Experiência
de Compra Úni...
Soluções Específicas por Segmento
SAP NetWeaver
SAP
BusinessObjects
Intelligence Platform
Business Performance
Optimizatio...
© SAP 2007 / Page 6
SAP for Retail – Principais Processos de
Negócio
Plataforma NetWeaver
Ger.
Categorias
Ger.
Preços
Ger....
© SAP 2007 / Page 7
Gerenciamento Categorias/Mercadorias
 Pl. de Mercadorias e Sortimentos
 Planejamento Top Down
 Plan...
© SAP 2007 / Page 8
Gerenciamento de Compras e Fornecedores
Plataforma NetWeaver
Ger.
Categorias
Ger.
Preços
Ger.
Lojas e ...
© SAP 2007 / Page 9
Gerenciamento de Preços
 Gerenciamento Custos
 Otimização de Pedidos
 Controle de Contratos
 Contr...
© SAP 2007 / Page 10
Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos
Planej. Cadeia de Suprimentos
 Previsão da Demanda
 Reabast...
© SAP 2007 / Page 11
Gerenciamento de Lojas & Canais de Vendas
Ger.de Relacionamento Clientes(CRM)
 Gerenciamento de Cam...
© SAP 2007 / Page 12
Gerenciamento e Suporte Empresarial -
Financeiro
 Contabilidade Financeira
 CO, CP, CR e Ativo Fixo...
© SAP 2007 / Page 13
Gerenciamento e Suporte Empresarial
Suporte a Operações
Plataforma NetWeaver
Ger.
Categorias
Ger.
Pre...
© SAP 2007 / Page 14
Plataforma Netweaver
Plataforma NetWeaver
Ger.
Categorias
Ger.
Preços
Ger.
Lojas e Canais de
Vendas
G...
GLOBAL SUPPORT CENTER (GSC)
DEVELOPMENT SUPPORT
GSC Irlanda / Índia / Malásia
suporta
 Países europeus de fala inglesa
 ...
Parametrização
User-Exits e Screen-Exits
Desenvolvimento e Composição de Processos
1
SAP Business Suite 7
2
3
SAP é extrem...
© SAP 2009 / Page 17
SAP NetWeaver
SAP NetWeaver
Composition Environment
FLEXBILIDADE
Composição de Processos de Negócios
...
3 serviços, orquestrados diferentemente, permitiram a
criação de 5 modelos de negócios distintos
Pedir Comer Pagar
Restaur...
© SAP AG 2009. All rights reserved. / Page 19
Interface Usuário
Enterprise services
Funcionalidade
Upgrades Tradicionais
...
Usabilidade
Análises em Tempo Real
Fornecedor ClientesPlanejamento Gestão de Mercadoria Suprimentos Distribuição Vendas
Gestão Empresarial & Suporte / Tecnol...
Conceito Básico
Contabilidade FinanceiraFI
FI-GL: Contabilidade Geral
FI-AP: Contas a Pagar
FI-AR: Contas a Receber
FI-AA:...
Conceito Básico
HR
R/3 Core
( ERP )
Vendas e DistribuiçãoSD
FI
LO
Execução LogísticaLE
LE-WM: Administração de Depósito
LE...
Conceito Básico
WorkflowWF
LO
R/3 Core
( ERP )
FI
HR
Product Data ManagementPDM
PDM-DMS: Administração de documentos
Cross...
Gestão Comercial &
Logística
SAP Varejo
1. Introdução ao SAP Retail
2. Hierarquias e Classificações
3. Dados Mestre – Artigos, Fornecedores e Centros
4. Sortiment...
Detalhamento de alguns processos
2. Centros
3.
Hierarquias e
Classificações
4.
Sortimento
e Layouts
5.
Clientes e
Forneced...
Detalhamento de alguns processos
Dados Mestre
2. Centros
3.
Hierarquias e
Classificações
4.
Sortimento
e Layout
5.
Cliente...
Estruturas Organizacionais
Empresa
EM00
Plano de Contas
PC00
Área Contab.Custos
EM00
Centro
CE00
Filial
FI00
Depósito
0001...
Dados Mestres
Centros
Centro de Distribuição
 Disponibilidade de artigos para lojas ou outros CDs
Loja
 Layout padrão da...
Hierarquias e Sistema de Classificação
Hierarquia de
Categorias de Artigos
Moda
Mulher Homem
Bolsas Calçados
Mocasins
Sand...
Informática
Periféricos
Impressoras e
Multi-Funcionais
Scanners
Jato de Tinta
Fotográficas
HP
HP
Epson
HP Scanjet G4050
Co...
Nível de Sortimento
Tipo de Loja / Tipo de Cliente
Cidades
Pequenas
Standard
Shopping
Premium
Sortimento-Luxo
Sortimento-E...
Atributos para agrupamento de lojas
 Nível de preço (alto, médio, baixo)
 Nível de capacidade
 Zona climática (frio, mo...
Categoria
Refrigerantes
Artigos
Categoria
Doces
Versão 0001-
válido de 01.01.2009
até 30.9.2010
Versão 0002-
válido de 01....
Dados de alocação do
produto e posição no
planograma
Sortimento
Artigos
Movimentos
Fluxo contínuo de informações entre SAP...
Dados Mestre: Fornecedores e Clientes
Dados Mestres
Centralização dos dados
FornecedoresEstrutura Organizacional ClientesProdutos
SAP
Um único cadastro para tod...
 Manutenção de informaçõs gerais
 Descrição – detalhada, resumida (PDV), etc.
 Unidades de medida – compra, estocagem, ...
Grupo de mercadoria-
artigo genérico
Fornece dados de referência para
Criação de
Artigo Novo
Artigo de
referência explícit...
Artigos (Material)
Os tipos relevantes de artigos para Varejo são:
Pré-embalagem de Sapatos
=
Pré-embalagem
Quantidade aco...
Artigo Individual Artigos Estruturados
Artigo Genérico
Conjunto de
Venda
Grupo de artigos com
preço especial de
venda
Qtd....
Dados Mestres
Impostos
SAP Merchandising and
Assortment Planning
Dificuldades Consequências
Falta de integração entre
o plano estratégico, lojas,
mercadorias e plano de
sortimentos
 Plan...
© SAP 2008 / Page 82
 Reduzir demarcações
 Aumentar a satisfação do cliente com o sortimento
correto atendendo assim sua...
Básicos
 Grandes Lotes
 Ciclo de vida longo
 Baixa participação de novos produtos
 Normalmente são repostos em curto
e...
Fashion / Coleção
 Alta participação de novos produtos
 Ciclo de vida curto
 Normalmente não são repostos
rapidamente
...
© SAP 2008 / Page 85
Plano de Capacidades Básicos
Plano Estratégico
Plano MercadoriasPlano Lojas
Otimização
Espaços
Compra...
© SAP 2008 / Page 86
Gestão por Categorias
Plano Estratégico
Plano MercadoriasPlano Lojas
Otimização
Espaços
Compras
Plano...
Plano Estratégico
Plano
Mercadorias
 Plano Vendas
 Plano OTB
 Plano Estoques
Plano de Lojas
 Plano Vendas
 Plano Marg...
Execução
Precificação
Redução Preços
Verificação OTB
Plano Operacional
de Sortimentos
Pedidos de Compras
Alocações
Cadastr...
Em algumas lojas
um artigo é vendido
mais rápido do que
em outras.
Temos lojas âncoras,
Outlets e shoppings.
Diferentes ní...
© SAP 2008 / Page 92
Definição do
Grupo de Lojas
Quente, $30M Vendas,
Demográfico Perfil C
Concorrência Moderada
Outros Cl...
X
Detalhamento de alguns processos
Compras
2. Requisição
Interna /
Transferencias
3.
Cotação e
Negociação
4.
Contratos,
Acor...
Previsão da Demanda
Valor básico
Valor básico
Valor de tendência
Valor básico
Índice sazonal
Modelo constante
Modelo de te...
Previsão da Demanda
Planejamento de Necessidades
Tipo RP
Planejamento de
necessidades
Valores de
consumo
10/2000 987
11/2000 1000
12/2000 1251...
Planejamento de Necessidades
Planejamento de Necessidades
SAP Forecast
& Replenishment
Overstocks / out of stocks
Como você se comporta quando não encontra seu produto favorito na loja?
Comprar
Tamanho
Diferente
Regressar
Depois
Não Com...
Como você reage se detecta freqüentes quebras de estoque de seu produto
preferido?
30%
70%
Não comprar /
mudar a outra loj...
O inventário esconde problemas e previne melhoras contínuas
Pedidos
incorretosFornecedores
Não confiáveis
Demanda
Volátil
...
 Reduzir excessos de estoques
nos centros de distribuição e lojas
 Reduzir o número de ocorrências de rupturas de estoqu...
Supplier
Vendor
Central DC
DC
Retailer Stores
Único
produto/local micro forecasts
Automatizado,
gestão por exceções
Foreca...
… é uma aplicação específica para o varejo que suporta de forma centralizada
e avançada previsão e reabastecimento para os...
Forecast & Replenishment
Otimização das Quantidades
Forecasting
Calculo de Necessidades
Gestão de Pedidos
Gestão de Exceçõ...
0
50
100
150
200
250
2000001
2000003
2000005
2000007
2000009
2000011
2000013
2000015
2000017
2000019
2000021
2000023
20000...
0
50
100
150
200
250
2000001
2000003
2000005
2000007
2000009
2000011
2000013
2000015
2000017
2000019
2000021
2000023
20000...
Valentine
Valentine
Valentine
BeforeEaster
BeforeEaster
Easter
Easter
AfterEaster
AfterEaster
IndependenceDay
Independence...
Valentine
Valentine
Valentine
BeforeEaster
BeforeEaster
Easter
Easter
AfterEaster
AfterEaster
IndependenceDay
Independence...
Valentine
Valentine
Valentine
BeforeEaster
BeforeEaster
Easter
Easter
AfterEaster
AfterEaster
IndependenceDay
Independence...
Valentine
Valentine
Valentine
BeforeEaster
BeforeEaster
Easter
Easter
AfterEaster
AfterEaster
IndependenceDay
Independence...
 Reduction of out-of-stocks
 40% to 80% reduction in the number of stock out occurrences
in distribution centers and sto...
Detalhamento de alguns processos
Compras
2. Requisição
Interna /
Transferencias
3.
Cotação e
Negociação
4.
Contratos,
Acor...
Automática
 Para artigos de revenda e uso/consumo
 Ponto de reposição de estoques
 Projetos
 Manutenção
Manual
 Basea...
Requisição Cotação Pedido Contrato Medição Serviços
relevanteCentro de Custo
Montante do documento relevante
relevant
4711...
Contrato Comercial - Cabeçalho
Contrato Comercial – Detalhe por item
Contrato Comercial – Cockpit Gerencial
Controle de Verbas Especiais - Liquidação
Posterior de Bonus. Base Negociação Comercial
Controle de Verbas Especiais - Liquidação
Posterior de Bonus. Base Negociação Comercial
Controle de Verbas Especiais - Liquidação
Posterior de Bonus. Base Negociação Comercial
Pedido Compras: Determinação da Fonte de
Suprimento
Quotização
??
60%60% 40%40%
2 Lista de Opções
de Fornec.
Lista
Suprime...
Pedido de Compras
Compras para Investimento: Proposta
 Compra para investimento é um método de determinar propostas
de compra que leva em c...
Compras para investimento: Visão Geral
Quantidade do
PO em aberto Estoque
disponível
Parâmetros ROI
Previsão
Análises de
c...
Compras para investimento
Agrupamento Otimizado de Pedidos
Agrupamento otimizado de pedidos é um processo utilizado
para agrupar os pedidos de compr...
Agrupamento Otimizado de Pedidos: Visão
Geral
Requisição de compras
Outros
proc. de
pedidos
Agrupamento otimizado de
pedid...
Funções em Avaliação de Fornecedores
Auditoria de Qualidade
Fornecedor C
Fornecedor Regular
para
Artigo 1 ?
Fornec. A Forn...
Subcritério Automático: Visão Geral
Critério Principal
Preço
Qualidade
Fornecimento
Serviços
Subcritério
Nível de preços
H...
Análises para Avaliação de Fornecedores
Avaliação para o Artigo 1Avaliação de Fornecedores Geral
84 75 92 88 81Fornecedor ...
Compra de Indiretos
 Interface intuitiva e de fácil uso /
navegação
 Foco na colaboração (interna e com
fornecedores)
 Plataforma aberta, q...
Planejamento e Análise
das Despesas
Processamento das
Requisições
Negociações
Processamento dos Pedidos
e Contratos
Recebi...
Processo de Compras
Gestão
Estretégica
Requisição Negociação Pedido Contrato
Recebimento
Produtos /
Serviços
Pagamento
Pla...
Planejamento e Controle Operacional de
Sortimentos (OAPC)
 Determinação do mix de produtos para diferentes clusters
 Ver...
Planejamento Estratégico de Sortimentos - Processo
Dados mestres Alocações Compras
ERP
MAP
Plano de Mercadorias Capacidade...
© SAP 2007 / Page 147
Planejamento e Controle Operacional de Sortimentos -
Processos
Dados Mestres Alocação Gestão de Comp...
© SAP 2007 / Page 148
Planejamento e Controle Operacional de Sortimentos -
funcionalidades
BI
planejamento estratégico de ...
Embarques
Planejamento
da Distribuição
Planejamento
da carga de
trabalho
Definição
de Portões
Recebimento
da Mercadoria
Pr...
 Integração total com sistema de gestão comercial e financeiro
 Ferramentas de planejamento e monitoração
 Informação o...
Recebimento
 Decidir, no momento da compra da mercadoria, como será o controle seguido no CD:
 Mercadoria embalada (forn...
LojaLoja
PedidodaLoja
PUSH
Pedido Coletivo
EntreganoCD
Saída para Loja
Logística
Planejamento da Distribuição
Informação sobre:
 Necessidade de
mão de obra
 Necessidade da
capacidade de
transporte
Carga de Trabalho
Estimado em:
 ...
123456
123456
123456 123456
123456 123456
Logística
Definição de portões
 Atualização imediata dos pedidos
 Atualização dos níveis de estoque
 Preparação da verificação de faturas
 Registro o...
Atribuiçã
o
Revisão de Faturas
Fornecedor
Centro de Distribuição
Entrada de
mercadorias
 Número do pedido
 Quantidade d...
Pré-Validação do Recebimento Fiscal
Completa solução de check-in no recebimento de notas fiscais
Alocações
 sazonais, produtos não continuos
 Método “Push”
 Itens com mesmo estilo, cor, etc
 planejamento ao nível de...
Alocação – Planeja distribuição de
mercadorias alocando mercadorias
específicas para locais específicos na
quantidade apro...
Distribuição de Mercadorias
Fase de Planejamento
Pedido Loja
Pedido de Venda
Pedido de Compra
Coletivo com o Fornecedor
Pu...
Regra Alocação: Ligação com a Tabela de
Alocação
RIS
Plan- oder
Statistikdaten
Tab. Aloc 23
Artigo T-Shirt
Grupo Lojas Nor...
 Sem armazenamento da mercadoria (ECR)
 Cross-Dock:
– Distribuição da mercadoria já definida
 Flow-through:
– Definição...
Distribuição de Mercadorias – Fase de Execução
Cross-Docking
As mercadorias são recebidas
pré-empacotadas para
cada destin...
Distribuição de Mercadorias – Tipos de Distribuição
Fluxo de Distribuição por Artigo:
A quantidade completa de um artigo é...
Estoque Loja
(trânsito)
Estoque CD
Logística
Embarques – saída do CD
Estoque Loja
(Disponível)
Estoque Loja
(Trânsito)
Logística
Embarques – entrada na loja
Logística
Outros processos no CD – Estorno / Devoluções
SAP Extended Warehouse
Management
 Dados Mestres são integrados entre o ERP e o EWM
 GS 1 compliance (e.g. EAN/UPC, GTIN, GLOC)
 Otimização de Recebiment...
Recomendação:
SCM-EWM
PorqueSCM-EWM?
 Integração total com o ERP. A comunicação é nativa. Basta
parametrizar a conexão de...
Redução de Custos
Alta Produtividade
Satisfação do Cliente
Segurança
EWM-SCM – Poder e Amplitude
Disponibiliza:
Consequênc...
Detalhamento de alguns processos
Gestão de Inventário
6
Análises e
comparações
de variações
1.
Recebimento
Físico dos
Prod...
Estoques – Visão em Dados Contábeis
Estoques
Estoques – Visão Geral de Movimentações
Custo Médio Móvel
Inventário Anual
Inventário Contínuo
Ciclo de Contagem
Criação do
Documento
de Inventário
Ativação da
contagem –
bloqueio ...
Detalhamento de alguns processos
Gestão de Vendas
2. Preços
de Venda e
Pesquisa
de Preços
3. Promoçoes e
Rebaixamento
Plan...
Gerenciamento de Preços
Fundamento do cálculo de preços
 Definição/Simulação do cálculo de preço, incluindo impostos
 Esquema de preços para: ar...
Preço de Compra
Preço de Venda
Validade
Margem
01.11.2007 - 25.11.2007
15.11.2007 - 16.11.2007
26.11.2007 - 06.01.2008
07....
Precificação
Preços regulares
Precificação
Preços regulares – Cálculo para artigo genérico
Variante 1
R$ 5.999,00
Variante 2
R$ 5.999,00
Variante 3
R$ 5...
Entrar preços dos concorrentes no
SAP Varejo
Criar/modificar o cálculo dos preços
Calcular os preços de venda com
base nos...
•
•
80% 50%
•
30%
Preço de Venda
100%•
Tempo
Precificação
Demarcação
Planejamento de demarcação
 Seleção de artigos e loj...
Precificação
Demarcação
2. Atribuição de
perfil demarcação
Um perfil de demarcação
pode ser ligado a um artigo
por diferentes transações
6. Envio ...
Pré-Temporada: Planejamento demarcação (Simulação)
Execução no Sistema de Gestão de Mercadorias
 Quando a Mercadorias ser...
“Análise de Slow Sellers”
 Período: 4 períodos
 % de vendas reais: 45%
 Proposta de demarcação : 20%
Período
Meta de
ve...
© SAP 2007 / Page 190
Perfil Markdown
Exemplo
Actual sales ratio
Markdown strategy
(percentages to be
suggested, maintaine...
Possíveis níveis para a atribuição dos perfis de
demarcação por canal de distribuição, bandeira, etc:
 SKU
 Artigo Genér...
© SAP 2007 / Page 192
Seleção de diferentes níveis de análises:
Canal de Distribuição
Lista de Preços
Sortimentos
Locais (...
© SAP 2007 / Page 193
Propostas de Markdown
Exemplo
O artigo recebe para cada cor um resultado
diferente, cada cor tem um ...
© SAP 2007 / Page 194
Controle de Budget
O budget dísponivel para o nivel
definido (ex. categoria ou nível da
hierarquia d...
SAP Price Optimization
Sortimentos Amplos e Variados
 Fornecedores introduzindo novos sabores, tamanhos e produtos
 Número cada vez maior de SK...
© SAP 2008 / Page 197
Preço com foco na
Concorrência
Processo atual de Preços
Preço com foco no
Cliente
Soluções de Demand...
© SAP 2008 / Page 198
Pelos PRODUTOS que você
vende…Percepção de
quanto o seu
cliente irá
PAGAR…
Em cada LOCAL de
vendas…
...
Entendimento da Demanda do
cliente
 para cada produto e cada
local.
Ajustar estratégias &
entendendo o relacionamento
ent...
preço
promoção
sazonalidade
disponibilidade
eventos
canibalização
afinidade
lançamentos
descontinação
…e pode ent...
© SAP 2008 / Page 201
SAP Demand Management
A Curva de Oportunidades
Benefits Summary
Benefits Summary
 Capacidade comprovada para gerar maiores vendas e
lucros por meio de gestão de preços e tecnologia de
otimização
 A mai...
Gerenciamento de Promoções
Execução
Planejamento Artigo
Quantidade
Planejada
Lojas /
Clusters
Catálogo
Produto
Condições
Planej. Preço
Precificação
P...
Precificação
Preços promocionais
Lista de SortimentoDados PDVCálculo de Preço
Quadro
Alocação
Ativação
Preço
Comunic.
às Lojas
Catalogação
Meios
Aux.
Venda...
Período de Compra
Validade nas Lojas da Região 2
Validade nas Lojas da Região 1
Período de Venda : Região 1
Promoções
Perí...
Controle de Promoções
Calendário
SAP Promotion
Optimization
Seleção de Produtos e Mídia
 Quais são os “melhores” itens? Qual é o melhor meio de comunicação?
Encartes? Dentro da Loja...
Forecast
Objetivo
 Combinar planejamento de promoções,
previsão e execução para incrementar a
efetividade e rentabilidade...
Planejar, criar e executar promoções que satisfaçam aos
consumidores e cumpram as metas financeiros da categoria
 Montage...
Fornecedor
Semanas
Compradores
Gestor de
Categoria
Início 12 8 6 5 4 3 2
Liberação
Reuniões para
Definição dos
tablóides
A...
Página gráfica,
incluindo os blocos
de páginas para
alocação de produtos
Controle de versões
para produtos e
preços
Caract...
Spokane, WA 99218 Union City, CA 94587Scottsdale, AZ 85250
LOGO Here LOGO Here LOGO Here
Cupom e bônus de compra
Definição
Cupons são concedidos em panfletos ou jornais quando
Apresentados numa condição especial de POS para
certos prod...
Especificação - Uso
Relação entre grupos de artigos dinâmicos e...
... sujeiro a pré-requisitos ...
... baseado em uma cer...
Condições
Condições são:
preços fixos
descontos em forma de produtos
descontos fixos
descontos em porcentagem
Condições po...
Especificação
Tipos de Cupons
Gerado pela Fábrica
Gerado pelo Varejista
Identificação
Código de barras
no POS
Cenário PDV
Loja SAP ERP Retail
PDV Upload
PDV Download
Dados Mestre
de Cupom
Promoção
Infosystem
FI
Catálogo de
Produtos
...
Ordens de Cliente
Vendas Assistidas
Completa solução para processo de Vendas Assistidas
Vendas Assistidas
Completa solução para processo de Vendas Assistidas
Ordens de Clientes: Alternativas
Uma Ordem de Cliente é um pedido do cliente á sua
empresa para a entrega de mercadorias o...
Opções na Criação da Ordem 1/2
Cross Selling
uma vez que o cliente solicita um
artigo outros artigos relacionados
são suge...
Opções de verificação existentes na Criação da
Ordem 2/2
A verificação de limite de crédito analisa se o cliente já supero...
Controle de Comissões
Completa solução para processo de Comissionamento
Lista de Casamento
Solução para gestão e execução de Listas de Casamento
Monitoramento de Rupturas de Gôndula
Alertas automáticos para produtos em falta na prateleira
Cadastre os produtos
mais im...
Devoluções de Clientes
Fluxo de Devoluções
Financeiro: Logística:
 Entrada de Dev de Cliente
Nota de Crédito ou
 Re-entrega livre de débito
 ...
SAP POS DM
 Transferência de dados de diferentes PDV’s
 Falta de desempenho na carga de dados
 Integridade e acuidade dos dados vi...
Supply Chain
Management
Forecasting &
Replenishment
Category
Management &
Planning
Store
Operations
Customer
Relationship
...
Legados
SAPBW
Interface de processamento
de entradas do PDV
SAP
Análise dados de venda do PDV
Controle
Loja
Análise
Promoç...
POS Workbench Data Selection
POS Workbench
Com dados real – uma transação
POS Workbench
Com dados real – vendas e pagamentos
Mensal
Semanal
Diário
Por Hora
Por Ticket
Visão Cliente
Visão Loja
Visão Produto
Análises Clientes
 Frequências
 Melhore...
SAP Loss Prevention
Analyses
Procurando fraudes nas informações
vindas do PDV
O que é um Relatório de Exceções do PDV?
Nós identificamos o comportamento de clientes e funcionários quando uma
transação...
Loss Prevention Analytics
Exception Template Overview
© SAP 2007 / Page 255
Exception Templates
 Basic
 Discount
 Item...
Loss Prevention Analytics
Reports Overview
© SAP 2007 / Page 256
Reports
 Department Sales Report
 Transaction Summary ...
Loss Prevention Analytics
Values
© SAP 2007 / Page 257
 Find the unusual transactions in your data heap
 High number of ...
Loss Prevention Analytics
Overview
© SAP 2007 / Page 258
 System
 Available with Suite 7i2010e (06-14-2010) NW7.02 SP04
...
SAP Workforce Mgmt
Aumento de Margem:
O valor da mão-de-obra representa um percentual
significativo dos custos totais de operação. Através de...
For Retail
Previsão da demanda de negócio,
com base em volumes históricos e
tendências de vendas.
Otimização da força de t...
Business Forecasting Workload Modeling Schedule Optimization
iTime Clock Time Administration Analytics
SAP Workforce Manag...
Dados Funcionários
Habilidades,
salários, regras
de alocação,
disponibilidade
Previsão da Demanda
Otimização
das Escalas
A...
 Aumento da satisfação dos clientes, através da
otimização de alocação de recursos nas lojas
 Otimização do tempo dos ge...
Potential Annual
Workforce Management
Benefits
Improved Schedule
Effectiveness
20%
5%
Reduced Payroll Costs
5%
1%
Reduced ...
PDV - Caixa: Interfaces
SAP Retail
ALE/EDI
Lojas/PDV
Conversão
Comunicação
PDV-Conversor
IDocIDoc
Dados Mestre de Artigos
...
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Proposta aderencia   drogaria onofre
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Proposta aderencia drogaria onofre

2,310 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Proposta aderencia drogaria onofre

  1. 1. SAP RETAIL Visão Geral Plano de Aderencia: Drogaria Onofre Criando valor para o Varejista
  2. 2. Introdução ao SAP Retail O SAP Retail é uma poderosa ferramenta de gestão empresarial, oferencendo ao varejista, as mais modernas tecnologias e as melhores práticas mundiais de gestão, auxiliando no controle, visão e tomada de decisão para o contínuo ganho de competitividade, crescimento corporativo e satisfação de clientes e acionistas.
  3. 3. Profundo entendimento da demanda de seus clientes Agilidade da Cadeia de Suprimento Garantir uma Experiência de Compra Única Antecipar as necessidades do cliente Retaguarda e OperaçõesPlataforma tecnológica Soluções SAP para o Varejo Viabilizando uma ótima experiência de compra ao consumidor
  4. 4. Soluções Específicas por Segmento SAP NetWeaver SAP BusinessObjects Intelligence Platform Business Performance Optimization Modular End to End Business Processes Excelência em Processos  Melhores Práticas de Mercado  Funcionalidades específicas para indústrias Redução de Custos  Processos nativamente integrados  Novas funcionalidades através dos enhancement packages  Ganho de escala (ex. centro de serviço compartilhado) Capturar Oportunidades  Permitindo maior flexibilidade O Portfolio SAP Habilita Agilidade Estratégica Insight, Eficiência e Flexibilidade fecham o gap da estratégia para a execução
  5. 5. © SAP 2007 / Page 6 SAP for Retail – Principais Processos de Negócio Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.
  6. 6. © SAP 2007 / Page 7 Gerenciamento Categorias/Mercadorias  Pl. de Mercadorias e Sortimentos  Planejamento Top Down  Planejamento Bottom Up  Reconciliação  OTB & Planejamento Recebimento  Agrupamento de Lojas  Planejamento Itens  Alocações  Pré-Recebimento  Pós-Recebimento  Gerenciamento Itens  Autorizações  Racionalização SKUs  Introdução Novos Produtos Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.
  7. 7. © SAP 2007 / Page 8 Gerenciamento de Compras e Fornecedores Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.  Ger.Relac.Fornecedores SRM  Análises de Gastos Compras Estratégicas  Gerenciamento Compras p/Catálogos  Gerenciamento Contratos  Gerenciamento Marcas Próprias  VMI Vendor Mgmt Inventory  Gerenciamento de Leilões/Cotações  Compras Self Service  Compras Indiretas  Portal do Fornecedor Compras  Gerenciamento Compras  Integração Financeira  Contratos, bonificações, etc  Avaliação Fornecedores (Scorecard)
  8. 8. © SAP 2007 / Page 9 Gerenciamento de Preços  Gerenciamento Custos  Otimização de Pedidos  Controle de Contratos  Controle de Rebates, Descontos  Otimização de Preços  Otimização Preço Base  Otimização de Promoções  Otimização de Markdowns  Previsão da Demanda  Gerenciamento de Preços  Controle de Preços  Gerenciamento de Promoções  Gerenciamento de Liquidações Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.
  9. 9. © SAP 2007 / Page 10 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Planej. Cadeia de Suprimentos  Previsão da Demanda  Reabastecimento & Alocações Execução Cadeia de Suprimentos  Gestão de Depósitos (WM)  Planejamento de Transportes  Devoluções ao Fornecedor  Monitor Cadeia Suprimentos  Gerenciamento de Estoques  Importações  Auditoria e Rastreabilidade Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.
  10. 10. © SAP 2007 / Page 11 Gerenciamento de Lojas & Canais de Vendas Ger.de Relacionamento Clientes(CRM)  Gerenciamento de Campanhas & Mktg  Vendas (catalogos & e-commerce)  Centro de Interação com o Cliente (CIC)  Quiosques Gerenciamento de Fidelização Promoções Operações de Lojas  Gerenciamento de Produtos e Estoques  Gerencimento de Preços  Compras Diretas via Lojas  POS Data Management  Prevenção de Perdas  Auditoria de Vendas  Autorização de Devoluções Workforce Management  Programação de Pessoal  Controle de Presença & Tempos PDV  Cliente/Servidor  Empresa  Mobilidade  Prevenção de Perdas Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.
  11. 11. © SAP 2007 / Page 12 Gerenciamento e Suporte Empresarial - Financeiro  Contabilidade Financeira  CO, CP, CR e Ativo Fixo  Estoques, Taxas & Provisões  Contabilidade Gerencial  Contabilização de Custos e Preços  Rentabilidade  Planejamento de Preços e Despesas  Ger.Cadeia de Suprimentos Financeiros  Crédito, Cobrança e Acordos  Gerenciamento de Caixa e Liquidez  Tesouraria e Gerenciamento de Riscos  Governança Coorporativa  Sistemas de Informação para Auditoria  Gerenciamento de Controles Internos  SOX Compliance  Gerenciamento de Imóveis “Real Estate”  Aquisições e Vendas  Gerenciamento de Aluguéis  Controles e Relatórios  Gerenciamento Empresarial Estratégico  Cockpit  Balanced Scorecard  Consolidações de Negócio  Simulação e Planejamento de Negócios Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.
  12. 12. © SAP 2007 / Page 13 Gerenciamento e Suporte Empresarial Suporte a Operações Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.  Ger.Ciclo de Vida dos Dados  Gestão de Documentos  Gestão Estrutura de Produtos  Gestão Preços  Gestão Especificações (EHS)  Gerenciamento Projetos  Planejamento Projetos  Gestão de Tempos e Recursos  Execução Projetos  Contabilização Projetos  Protótipos e Lançamentos  Portal Acompanhamento Projetos  Gestão Ativos  Phase - In and Phase - Out (equipamentos)  Execução Planejamento Manutenção
  13. 13. © SAP 2007 / Page 14 Plataforma Netweaver Plataforma NetWeaver Ger. Categorias Ger. Preços Ger. Lojas e Canais de Vendas Ger. Compras & Fornec. Gerenciamento e Suporte Empresarial Ger. Cadeia Supr.  Netweaver  Master Data Management (MDM)  Enterprise Portal  Ferramenta de Integração para sistemas SAP e Não SAP– XI - Exchange Infrastructure  Infraestutura Móvel  Business Warehouse  Analytics  RFID  Ger. Processos de Negócios (Workflow)  EDI  Formulários Adobe  Integração SAP Microsoft (Duet)
  14. 14. GLOBAL SUPPORT CENTER (GSC) DEVELOPMENT SUPPORT GSC Irlanda / Índia / Malásia suporta  Países europeus de fala inglesa  América do Norte  Oriente Médio e África  Índia  Sudoeste da Ásia  Europa Oriental GSC Brasil / Espanha suporta  América Latina  América do Norte  Europa Mediterrânea  Israel  Turquia GSC Áustria suporta  Alemanha, Suíça e Áustria  Hungria  República Tcheca GSC China suporta  Grande China  Coréia  Austrália  Nova Zelândia  Japão Canadá Irlanda Índia França China MalásiaBrasil Espanha Índia Alemanha SAP Headquarters Alemanha EUA Rep.Tcheca Áustria Bulgária Main locations for message solving Suporte Global 24 x 7: Ao seu dispor “Follows the Sun”
  15. 15. Parametrização User-Exits e Screen-Exits Desenvolvimento e Composição de Processos 1 SAP Business Suite 7 2 3 SAP é extremamente Flexível Código fonte aberto e de propriedade do cliente!!
  16. 16. © SAP 2009 / Page 17 SAP NetWeaver SAP NetWeaver Composition Environment FLEXBILIDADE Composição de Processos de Negócios  Componha novos processos de negócios  Estenda os processo de negócios core  Reutilize os serviços Plataforma Tecnológica Flexível  Todas aplicações baseadas no SAP NetWeaver  Aplicações não-SAP integradas com SAP NetWeaver  Plataforma de desenvolvimento com SAP Netweaver  Inovação entregue via Enhancement PackagesEFICIÊNCIA Non-SAP SOA-enabled SAP Business Suite Repositório de Enterprise Service  2.800+ enterprise services disponíveis  Organização do conteúdo por áreas de negócios Enhancement Packages SAP é extremamente Flexível Criação e adaptação de processos em uma plataforma segura
  17. 17. 3 serviços, orquestrados diferentemente, permitiram a criação de 5 modelos de negócios distintos Pedir Comer Pagar Restaurante Tradicional Fast Food Buffet Buffet a la Carte Pedir Comer Pagar Pedir ComerPagar ComerPagar Pedir ComerPagar Pedir Comer Pagar Churrascaria Comer PagarComer Composição e Reusabilidade BPM potencializa os benefícios de SOA
  18. 18. © SAP AG 2009. All rights reserved. / Page 19 Interface Usuário Enterprise services Funcionalidade Upgrades Tradicionais  “Tudo ou nada”  Grande impacto na empresa  Necessário testes exaustivos  Business case para todo o escopo EhA EhB EhC EhD EhE EhF EhA EhB EhC EhD EhE EhF MES Integ. EBPP Sales order HCM forms Credit Report Budget Execution Enhancement Package Interface Usuário Funcionalidade Enterprise services Gestão de Vendas Enhancement Packages  “Escolha as funcionalidades que deseja”  Inovação entregue rapidamente  Testes isolados  Business case para o processo em questão Dramática redução dos custos de TI Inovação com os Enhancement Packages
  19. 19. Usabilidade Análises em Tempo Real
  20. 20. Fornecedor ClientesPlanejamento Gestão de Mercadoria Suprimentos Distribuição Vendas Gestão Empresarial & Suporte / Tecnologia da Informação Planejamento Planejamento de Mercadoria, Sortimento Gerenciamento de Item Gerenciamento de Preços no Varejo Gerenciamento de Promoção Gerenciamento de Demarcação Compras Revendas Gerenciamento Relacionamento c/Fornecedores Processo de Compra Comércio Exterior (importação/exportação) Cadeia de Suprimentos Reposição e Otimização de Estoques Controle de pedidos Multi-Canal Gerenciamento de Estoque por toda Cadeia Gerenciamento de CDs e Depósitos Gerenciamento de Transportes Rastreamento/Visibilidade Cadeia Suprimentos Loja & Multi-Canal Ponto de Venda (PDV) Operações de Loja Gerenciamento Catálogos & Comércio Eletrônico Call Center Serviço ao Cliente – Multi-Canal Fidelização do Cliente – Multi-Canal Soluções SAP para o Varejo Viabilizando uma ótima experiência de compra ao consumidor
  21. 21. Conceito Básico Contabilidade FinanceiraFI FI-GL: Contabilidade Geral FI-AP: Contas a Pagar FI-AR: Contas a Receber FI-AA: Gerenciamento de Ativo FI-BL: Contabilidade Bancária FI-TM: Gerenciamento de Viagens FI-FM: Orçamento CO-OM: Custos Indiretos CO-PC: Custo de Produto CO-CCA: Centro de Custo CO-PA: Análise de Rentabilidade Contabilidade de CustosCO EC-EIS: Executive Information System EC-BP: Planejamento de Negócio EC-CS: Consolidação EC-PCA: Centro de Lucro Controle EmpresarialEC TR-CM: Fluxo de Caixa TR-TM: Gerenciamento de Tesouraria TR-CB: Orçamento de Caixa TesourariaTR Administração de ProjetosPS Administração de InvestimentosIM FI HR LO R/3 Core ( ERP ) Composição do Financeiro
  22. 22. Conceito Básico HR R/3 Core ( ERP ) Vendas e DistribuiçãoSD FI LO Execução LogísticaLE LE-WM: Administração de Depósito LE-TM: Transporte Planejamento da ProduçãoPP PP-SOP: Plano de Vendas e Operacional PP-MP: Plano Mestre PP-PI: Produção para Indústria de Processos Administração de MateriaisMM MM-IM: Administração de Inventário MM-IV: Revisão de Faturas ServiçosCS CS-CIC: Customer Interaction Center CS-CCS: Customer Care System Administração AmbientalEHS ManutençãoPM PM-SM: Administração de Serviços QualidadeQM Logística GeralLO Composição da Logística
  23. 23. Conceito Básico WorkflowWF LO R/3 Core ( ERP ) FI HR Product Data ManagementPDM PDM-DMS: Administração de documentos Cross-ApplicationCA CA-CL: Classificação CA-BFA: Business Framework Architecture CA-GTF: Aplicações Gerais Sistemas de InformaçãoSI SIL: Sistema de Informação Logística EIS: Sistema de Informação Executiva Report Writer e Report Painter Ferramentas Gerais
  24. 24. Gestão Comercial & Logística SAP Varejo
  25. 25. 1. Introdução ao SAP Retail 2. Hierarquias e Classificações 3. Dados Mestre – Artigos, Fornecedores e Centros 4. Sortimento e Espaço 5. Processos de Compras 6. Gestão de Perecíveis 7. Controle de Estoques 8. Processos de Vendas 9. Sistemas de Informação Agenda IMPLEMENTAÇÃO ERP SAP RETAIL
  26. 26. Detalhamento de alguns processos 2. Centros 3. Hierarquias e Classificações 4. Sortimento e Layouts 5. Clientes e Fornecedores 6. Impostos 1. Estruturas Organizacionais 7. Artigos/ Material 2. Requisição Interna / Transferencias 3. Cotação e Negociação 4. Contratos, Acordos e Verbas 5. Processamento de Pedidos 6. Recebimento de Pedidos 1. Origem da Demanda Planejamento de Necessidades 7. Avaliação Fornecedores 6. Embarques 1. Planejamento da Distribuição 2 . Planejamento da carga de trabalho 3. Definição de Portões 4 . Recebimento da Mercadoria 5. Processos no CD 6 Análises e comparações de variações 1. Recebimento Físico dos Produtos 2. Revisão de Faturas (Fiscal) 3. Determinação Contábil 4. Controle de Movimentações 5. Avaliação dos Estoques 2. Preços de Venda e Pesquisa de Preços 3. Promoçoes e Rebaixamento Planejado 4. Contratos, Acordos e Verbas 5. Conectividade 6. Cupons e Ordens de Venda / Credito 1. Plano de margens e Condições 7. Expedição, Faturamento e Transporte VENDAS COMPRASCADASTROS ESTOQUESDISTRIBUIÇÃO
  27. 27. Detalhamento de alguns processos Dados Mestre 2. Centros 3. Hierarquias e Classificações 4. Sortimento e Layout 5. Clientes e Fornecedores 6. Impostos 1. Estruturas Organizacionais 7. Artigos/ Material
  28. 28. Estruturas Organizacionais Empresa EM00 Plano de Contas PC00 Área Contab.Custos EM00 Centro CE00 Filial FI00 Depósito 0001 Depósito 0002 Org. Compras OC00 Grupo Compras G00 Org. Vendas OV00 Canal Distribuição 00 Setor Atividade 00 Local Expedição LE00 Escritorio Vendas AV00 Grupo Vendedores G00 Área de Vendas MM CO SD FIFI FIMM MM MM MM SD SD SD SD SD Centro de Trabalho CT00 PP
  29. 29. Dados Mestres Centros Centro de Distribuição  Disponibilidade de artigos para lojas ou outros CDs Loja  Layout padrão da loja (Premium, Standard, Shoppings)  Dados gerais  Endereço, horários, superfície (m2, andares), categorias  Manutenção  Períodos de validade (construção, reforma, remodelagem)  Perfis de PDVs utilizados
  30. 30. Hierarquias e Sistema de Classificação Hierarquia de Categorias de Artigos Moda Mulher Homem Bolsas Calçados Mocasins Sandalias Mercadorias / artigos Niveis de Hierarquia Pralin Sidia Cernil Classificação Cor / Tamanho Marca
  31. 31. Informática Periféricos Impressoras e Multi-Funcionais Scanners Jato de Tinta Fotográficas HP HP Epson HP Scanjet G4050 Computador HP D1460 Dados Mestres Hierarquia mercadológica – “N” níveis
  32. 32. Nível de Sortimento Tipo de Loja / Tipo de Cliente Cidades Pequenas Standard Shopping Premium Sortimento-Luxo Sortimento-Especial Sortimento-Avançado Sortimento-Base Dados Mestres Definição do sortimento
  33. 33. Atributos para agrupamento de lojas  Nível de preço (alto, médio, baixo)  Nível de capacidade  Zona climática (frio, moderado, quente)  Região de fornecimento  Tipo/conceito de loja (Premium, Shopping, ..)  Região geográfica  ... Métricas para agrupamento de lojas  Vendas  Custo de Vendas  Margem bruta  Giros de Estoque  % Contribuição  ... Lojas Norte Lojas Sul Qualitativas Quantitativas E / OU Dados Mestres Definição dos clusters de lojas
  34. 34. Categoria Refrigerantes Artigos Categoria Doces Versão 0001- válido de 01.01.2009 até 30.9.2010 Versão 0002- válido de 01.10.2010 até 31.12.9999 Layout Alto para Sortimento Alto X Lojas MMM MMM Loja 1 Loja 2 MMM Loja 3 Layout variante Variante Loja 3 X Layout Médio para Sortimento Médio Versão 0001- válido de 01.01.2009 até 31.12.9999 Cluster 1 Cluster 2 Dados Mestres Conceito de Layout – Space Management
  35. 35. Dados de alocação do produto e posição no planograma Sortimento Artigos Movimentos Fluxo contínuo de informações entre SAP e sistemas de planogramas SAP for Retail Planograma Dados Mestres Integração entre SAP Retail e ferramentas de Planograma
  36. 36. Dados Mestre: Fornecedores e Clientes
  37. 37. Dados Mestres Centralização dos dados FornecedoresEstrutura Organizacional ClientesProdutos SAP Um único cadastro para todas as necessidades Quem são meus clientes? Informações corretas sobre os produtos Quais são os meus melhores fornecedores? Para processos financeiros e logísticos
  38. 38.  Manutenção de informaçõs gerais  Descrição – detalhada, resumida (PDV), etc.  Unidades de medida – compra, estocagem, venda  Volume e peso  Dados de compras  Preços  Condições  Dados logísticos  Parâmetros para previsão  Tipos de reabastecimento  Comunicação com PDV  Layout do arquivo  Controle de dados Dados Mestres Produtos – Dados centralizados que viabilizam...
  39. 39. Grupo de mercadoria- artigo genérico Fornece dados de referência para Criação de Artigo Novo Artigo de referência explícita Centro referência Artigo Dados Mestres Cadastro de artigos – agilidade
  40. 40. Artigos (Material) Os tipos relevantes de artigos para Varejo são: Pré-embalagem de Sapatos = Pré-embalagem Quantidade acordada de variantes de um artigoArtigo genérico Artigo individual Conj. Malas = Kit de vendas Grupos de artigos com preço especial de venda Meias = Exibição Artigo combinado com uma embalagem particular
  41. 41. Artigo Individual Artigos Estruturados Artigo Genérico Conjunto de Venda Grupo de artigos com preço especial de venda Qtd.de variantes de um artigo genérico. Ex: Tipo (diet, light, regular); Sabor, Marca Pré-embalagem (prepack) Display Artigos diferentes combinados em uma embalagem particular Dados Mestres Cadastro de artigos – tipos
  42. 42. Dados Mestres Impostos
  43. 43. SAP Merchandising and Assortment Planning
  44. 44. Dificuldades Consequências Falta de integração entre o plano estratégico, lojas, mercadorias e plano de sortimentos  Planos individuais conflitantes  Falta de integração por se tratarem de planos isolados  Plano de mercadorias desalinhado com as métricas do pl.estratégico  Falta de reconciliação entre planos O processo de planejamento não padronizado  Coordenação do processo de planejamento é dificultosa  Planos “Top-down” e”bottom-up” não são executados de maneira correta  Ferramentas de planejamento heterogêneas Falta de Clusterização  Dificuldades de definição de sortimento  Definição incorreta do mix de produtos, mix de cores, mix de tamanhos (ou outros atributos)  Sortimento desalinhado com as expectativas do cliente Altas demarcações resultando em “erosão” da margem  Mais de 30% das mercadorias sendo vendidas demarcadas SAP Merchandising and Assortment Planning Dificuldades do planejamento
  45. 45. © SAP 2008 / Page 82  Reduzir demarcações  Aumentar a satisfação do cliente com o sortimento correto atendendo assim suas expectativas  Aumentar o giro de estoques e vendas  Automatizar o processo de planejamento gastando menos tempo na seleção dos dados e fornecer informações qualificadas para tomadas de decisão  Integrar e padronizar o processo de planejamento  Suportar o processo de Gerenciamento de Categorias SAP Merchandising and Assortment Planning Objetivos do planejamento
  46. 46. Básicos  Grandes Lotes  Ciclo de vida longo  Baixa participação de novos produtos  Normalmente são repostos em curto espaço de tempo  Reposição baseada na demanda do cliente final – modelo Pull  Importância da otimização de espaços e gestão de categorias Características de produtos Básicos Ex: brinquedos, camisetas brancas, meias, acessórios, chinelos, etc.
  47. 47. Fashion / Coleção  Alta participação de novos produtos  Ciclo de vida curto  Normalmente não são repostos rapidamente  Modelos Push ou Push/Pull  Importância de OTB & demarcações FAST FASHION  Lotes Pequenos  Artigos serão vendidos entre 2 a 4 semanas  Após a fase de vendas, os preços dos artigos serão demarcados  Modelo totalmente Push  Artigos vendidos diretamente, sem reposição Características do segmento Fashion/Coleção
  48. 48. © SAP 2008 / Page 85 Plano de Capacidades Básicos Plano Estratégico Plano MercadoriasPlano Lojas Otimização Espaços Compras Plano Sortimentos Definição Categoria Papel Categoria Avaliação Categoria Medidas de Desempenho Estratégias Categoria Táticas Categoria Implementação Revisão Melhores Práticas Category Management Processo de acordo com ECR
  49. 49. © SAP 2008 / Page 86 Gestão por Categorias Plano Estratégico Plano MercadoriasPlano Lojas Otimização Espaços Compras Plano Sortimentos Definição Categoria Papel Categoria Avaliação Categoria Medidas de Desempenho Estratégias Categoria Táticas Categoria Implementação Revisão Melhores Práticas Category Management Processo de acordo com ECR
  50. 50. Plano Estratégico Plano Mercadorias  Plano Vendas  Plano OTB  Plano Estoques Plano de Lojas  Plano Vendas  Plano Margens  Comp- Não-comp Execução: Alocação / Reabastecimento Business Intelligence Plano p/ definição de Sortimentos Merchandising: Prod/Loc Hierarquia, Atributo, Eligibilidade SAP Merchandising and Assortment Planning Templo do planejamento
  51. 51. Execução Precificação Redução Preços Verificação OTB Plano Operacional de Sortimentos Pedidos de Compras Alocações Cadastros Sortimentos Plano Estratégico Planejamento Plano OTB Plano Markdowns Analise Artigos Baixo Giro Plano de Lojas Def. de Sortimentos por LOJA Plano Mercadorias Plano Estrateg. Sort Plano Capacidade Gestão de Slow Sellers Integração Planograma Integração OTB Planejamento Integrado Visão única do plano
  52. 52. Em algumas lojas um artigo é vendido mais rápido do que em outras. Temos lojas âncoras, Outlets e shoppings. Diferentes níveis de preços por loja Temos que ter em conta as diferentes temperaturas nos locais das nossas lojas. Em algumas lojas temos uma capacidade reduzida Temos diferentes margens em cada loja Informações sobre vendas nas lojas Planejamento de vendas em cada loja Níveis de Preços alto/médio/baixo Vendas Planejadas Tamanho Giro Inventário Vendas Clima/Região frio / moderado / quente/ resort Tipo de Loja âncora /outlet/shopping Margem Bruta Store Clustering Quais lojas temos?
  53. 53. © SAP 2008 / Page 92 Definição do Grupo de Lojas Quente, $30M Vendas, Demográfico Perfil C Concorrência Moderada Outros Clientes Atributos Frio, $20M Vendas, Demográfico Perfil A Concorrência Alta Moderado, $50M Vendas, Demográfico Perfil B Concorrência Baixa 2 Lojas Grupo A 25 Lojas Grupo B 10 Lojas Grupo C 1 Loja Grupo D Definição de Grupo de Lojas – Data Mining
  54. 54. X
  55. 55. Detalhamento de alguns processos Compras 2. Requisição Interna / Transferencias 3. Cotação e Negociação 4. Contratos, Acordos e Verbas 5. Processamento de Pedidos 6. Recebimento de Pedidos 1. Origem da Demanda Planejamento de Necessidades 7. Avaliação Fornecedores
  56. 56. Previsão da Demanda Valor básico Valor básico Valor de tendência Valor básico Índice sazonal Modelo constante Modelo de tendência Modelo sazonal Modelo de tendência sazonal Manual Modelos Parâmetros Automático Modelo de seleção Automático T: Teste para tendência S: Teste para estação A: Teste para tendência e estação Seleção de modelo manual com teste automático adicional Seleção
  57. 57. Previsão da Demanda
  58. 58. Planejamento de Necessidades Tipo RP Planejamento de necessidades Valores de consumo 10/2000 987 11/2000 1000 12/2000 1251 Requisição de compras Item 10 Item 20 Pedido Compra Item 10 Item 20 Indicador previsão ? ArticlesArtigos Previsão
  59. 59. Planejamento de Necessidades
  60. 60. Planejamento de Necessidades
  61. 61. SAP Forecast & Replenishment
  62. 62. Overstocks / out of stocks
  63. 63. Como você se comporta quando não encontra seu produto favorito na loja? Comprar Tamanho Diferente Regressar Depois Não Comprar Comprar Marca Diferente Comprar em Outra Loja 16 17 9 37 21 Intervalo de 15 categorias comestíveis / não comestíveis 12-31 11-20 4-10 21-65 8-41 Fonte: ECR Europe, Roland Berger Strategy Consultants Reação do Consumidor em % Varejista Reação do cliente a um quebra de estoque (1) Clientes insatisfeitos porque o serviço é baixo
  64. 64. Como você reage se detecta freqüentes quebras de estoque de seu produto preferido? 30% 70% Não comprar / mudar a outra loja diferente Comprar diferente tamanho/ marca Varejista Fonte: ECR Europe, Roland Berger Strategy Consultants Reação do Consumidor Reação do cliente a um quebra de estoque (2) Clientes insatisfeitos porque o serviço é baixo
  65. 65. O inventário esconde problemas e previne melhoras contínuas Pedidos incorretosFornecedores Não confiáveis Demanda Volátil Previsões Inexatas Gargalo Logistico Problemas Típicos de estoques (“rochas”) Estoque (“lago”) Navio (“Empresa”) “Redução do nível de água” (estoques) Clientes insatisfeitos geram altos custos
  66. 66.  Reduzir excessos de estoques nos centros de distribuição e lojas  Reduzir o número de ocorrências de rupturas de estoque nos centros de distribuição e lojas  Eliminar o alto nível de processamento manual fornecendo um alto nível de automação para o planejamento de reposição de mercadorias nos centros de distribuição e lojas  Aumentar a transparência dentro da cadeia de suprimentos através de análises efetivas SAP Forecast & Replenishment Principais objetivos
  67. 67. Supplier Vendor Central DC DC Retailer Stores Único produto/local micro forecasts Automatizado, gestão por exceções Forecast Unificado forecast inclue „demand influencing factor“ isto é, promoções, eventos Auto-adaptável Centralizado reposição das lojas roda em um ambiente centralizado com os pedidos e exceções sendo transferidos para as lojas SAP Forecast & Replenishment Reabastecimento de lojas e CDs
  68. 68. … é uma aplicação específica para o varejo que suporta de forma centralizada e avançada previsão e reabastecimento para os seguintes cenários : … evitando situações críticas de quebras de estoques e melhoria nos níveis de serviços nos CD’s e nas Lojas.  Reabastecimento de Lojas  Reabastecimento de CD’s  Integração Loja-CD para Rebastecimento  Sofisticados algoritimos matemáticos e altissímo grau de automação  Considera fatores causais como por ex: eventos, feriados, promoções e alterações de preços para uma melhor previsão  Comportamento do Consumidor  Rápidas melhorias em  Aumento do Giro de Estoque  Maior venda por metro quadrado (reduzindo situações de quebra de estoque)  Baixo custo logístico  Baixo custo mão de obra SAP Forecast & Replenishment
  69. 69. Forecast & Replenishment Otimização das Quantidades Forecasting Calculo de Necessidades Gestão de Pedidos Gestão de Exceções Restrição espaços Consumo Fatores Influenciadores da demanda Arredondamentos Restrições fornecedor Análise financeira Lead Times 13 Pedidos Abertos Estratégias Liberação Exceções SAP Forecast & Replenishment Principais processos
  70. 70. 0 50 100 150 200 250 2000001 2000003 2000005 2000007 2000009 2000011 2000013 2000015 2000017 2000019 2000021 2000023 2000025 2000027 2000029 2000031 2000033 2000035 2000037 2000039 2000041 2000043 2000045 2000047 2000049 2000051 2001001 2001003 2001005 2001007 2001009 2001011 2001013 2001015 2001017 2001019 2001021 2001023 2001025 2001027 2001029 2001031 2001033 2001035 2001037 2001039 2001041 2001043 2001045 2001047 2001049 2001051 2002001 2002003 2002005 2002007 2002009 2002011 Week Sales 2000 Sales 2001/02 Vendas (azul) SAP Forecast & Replenishment Previsão da demanda integrada
  71. 71. 0 50 100 150 200 250 2000001 2000003 2000005 2000007 2000009 2000011 2000013 2000015 2000017 2000019 2000021 2000023 2000025 2000027 2000029 2000031 2000033 2000035 2000037 2000039 2000041 2000043 2000045 2000047 2000049 2000051 2001001 2001003 2001005 2001007 2001009 2001011 2001013 2001015 2001017 2001019 2001021 2001023 2001025 2001027 2001029 2001031 2001033 2001035 2001037 2001039 2001041 2001043 2001045 2001047 2001049 2001051 2002001 2002003 2002005 2002007 2002009 2002011 Week Sales 2000 Sales 2001/02 Local Trend Vendas (azul) e tendência (laranja) SAP Forecast & Replenishment Previsão da demanda integrada
  72. 72. Valentine Valentine Valentine BeforeEaster BeforeEaster Easter Easter AfterEaster AfterEaster IndependenceDay IndependenceDay Halloween Halloween Thanksgiving Thanksgiving BeforeChristmas BeforeChristmas Christmas Christmas AfterChristmas AfterChristmas Superbowl Superbowl Superbowl 0 50 100 150 200 250 2000001 2000003 2000005 2000007 2000009 2000011 2000013 2000015 2000017 2000019 2000021 2000023 2000025 2000027 2000029 2000031 2000033 2000035 2000037 2000039 2000041 2000043 2000045 2000047 2000049 2000051 2001001 2001003 2001005 2001007 2001009 2001011 2001013 2001015 2001017 2001019 2001021 2001023 2001025 2001027 2001029 2001031 2001033 2001035 2001037 2001039 2001041 2001043 2001045 2001047 2001049 2001051 2002001 2002003 2002005 2002007 2002009 2002011 Week Sales 2000 Sales 2001/02 Local Trend Local Trend + Calendar Events Vendas (azul), tendência (laranja) e Calendário (turquesa) SAP Forecast & Replenishment Previsão da demanda integrada
  73. 73. Valentine Valentine Valentine BeforeEaster BeforeEaster Easter Easter AfterEaster AfterEaster IndependenceDay IndependenceDay Halloween Halloween Thanksgiving Thanksgiving BeforeChristmas BeforeChristmas Christmas Christmas AfterChristmas AfterChristmas Superbowl Superbowl Superbowl 0 50 100 150 200 250 2000001 2000003 2000005 2000007 2000009 2000011 2000013 2000015 2000017 2000019 2000021 2000023 2000025 2000027 2000029 2000031 2000033 2000035 2000037 2000039 2000041 2000043 2000045 2000047 2000049 2000051 2001001 2001003 2001005 2001007 2001009 2001011 2001013 2001015 2001017 2001019 2001021 2001023 2001025 2001027 2001029 2001031 2001033 2001035 2001037 2001039 2001041 2001043 2001045 2001047 2001049 2001051 2002001 2002003 2002005 2002007 2002009 2002011 Week Sales 2000 Sales 2001/02 Local Trend Local Trend + DIFs Local Trend + Calendar Events Vendas (azul), tendência (orange), Calendário (turquesa) e promoções (verde) SAP Forecast & Replenishment Previsão da demanda integrada
  74. 74. Valentine Valentine Valentine BeforeEaster BeforeEaster Easter Easter AfterEaster AfterEaster IndependenceDay IndependenceDay Halloween Halloween Thanksgiving Thanksgiving BeforeChristmas BeforeChristmas Christmas Christmas AfterChristmas AfterChristmas Superbowl Superbowl Superbowl 0 50 100 150 200 250 2000001 2000003 2000005 2000007 2000009 2000011 2000013 2000015 2000017 2000019 2000021 2000023 2000025 2000027 2000029 2000031 2000033 2000035 2000037 2000039 2000041 2000043 2000045 2000047 2000049 2000051 2001001 2001003 2001005 2001007 2001009 2001011 2001013 2001015 2001017 2001019 2001021 2001023 2001025 2001027 2001029 2001031 2001033 2001035 2001037 2001039 2001041 2001043 2001045 2001047 2001049 2001051 2002001 2002003 2002005 2002007 2002009 2002011 Week Sales 2000 Sales 2001/02 Local Trend Local Trend + DIFs Local Trend + DIFs + Seasonality Local Trend + Calendar Events Vendas (azul), tendência (orange), Calendário (turquesa), promoções (verde) e Sazonalidade (vermelho) SAP Forecast & Replenishment Previsão da demanda integrada
  75. 75. Valentine Valentine Valentine BeforeEaster BeforeEaster Easter Easter AfterEaster AfterEaster IndependenceDay IndependenceDay Halloween Halloween Thanksgiving Thanksgiving BeforeChristmas BeforeChristmas Christmas Christmas AfterChristmas AfterChristmas Superbowl Superbowl Superbowl 0 50 100 150 200 250 2000001 2000003 2000005 2000007 2000009 2000011 2000013 2000015 2000017 2000019 2000021 2000023 2000025 2000027 2000029 2000031 2000033 2000035 2000037 2000039 2000041 2000043 2000045 2000047 2000049 2000051 2001001 2001003 2001005 2001007 2001009 2001011 2001013 2001015 2001017 2001019 2001021 2001023 2001025 2001027 2001029 2001031 2001033 2001035 2001037 2001039 2001041 2001043 2001045 2001047 2001049 2001051 2002001 2002003 2002005 2002007 2002009 2002011 Week Sales 2000 Sales 2001/02 Target Inventory 3 Vendas (azul) e estoque objetivo (ótimo) (vermelho) SAP Forecast & Replenishment Previsão da demanda integrada
  76. 76.  Reduction of out-of-stocks  40% to 80% reduction in the number of stock out occurrences in distribution centers and stores  Reduction of inventory units  10% to 40% reduction in number of units  Reduction of labor costs (replenishment planning function)  25% to 60 % reduction in labor input due to automatic order generation and exception based workflows  Reduction of shrinkage costs (correlated with inventory reduction)  10% to 30% reduction in shrinkage costs SAP Forecast and Replenishment Expected Results
  77. 77. Detalhamento de alguns processos Compras 2. Requisição Interna / Transferencias 3. Cotação e Negociação 4. Contratos, Acordos e Verbas 5. Processamento de Pedidos 6. Recebimento de Pedidos 1. Origem da Demanda Planejamento de Necessidades 7. Avaliação Fornecedores
  78. 78. Automática  Para artigos de revenda e uso/consumo  Ponto de reposição de estoques  Projetos  Manutenção Manual  Baseado em catálogos eletrônicos  Interface simples para o usuário final (padrão Web) Determinação da fonte de suprimento  Interna (CDs)  Externa (compra: negociação, contratos, catálogos) Verificação orçamentária (OTB) Processo de Compras Transferência / Solicitação de Compras
  79. 79. Requisição Cotação Pedido Contrato Medição Serviços relevanteCentro de Custo Montante do documento relevante relevant 4711 $1000 ... Aprovadores Aprovadores alternativos Documento Aprovado   1. 2. 3. 5. Planta Estratégia de Liberação Workflow  Fluxo eletrônico de aprovação dos documentos de compra Processo de Compras Transferência / Solicitação de Compras
  80. 80. Contrato Comercial - Cabeçalho
  81. 81. Contrato Comercial – Detalhe por item
  82. 82. Contrato Comercial – Cockpit Gerencial
  83. 83. Controle de Verbas Especiais - Liquidação Posterior de Bonus. Base Negociação Comercial
  84. 84. Controle de Verbas Especiais - Liquidação Posterior de Bonus. Base Negociação Comercial
  85. 85. Controle de Verbas Especiais - Liquidação Posterior de Bonus. Base Negociação Comercial
  86. 86. Pedido Compras: Determinação da Fonte de Suprimento Quotização ?? 60%60% 40%40% 2 Lista de Opções de Fornec. Lista Suprimento Acordos de compras Info record compra. Fornecedor regular Requisição de compras. SEM fonte de suprimento Artigo PCS-04-MRP201 for VZ01 50pc ? 3 MIT Fonte de suprimento. 1 Programação fornec.- de transferência Local fornecimento • Localizar Fonte de suprimento externa somente • Localizar Fonte de suprimento Interna somente • Localizar Fonte de suprimento Interna depois externa, • Localizar Fonte de suprimento Externa depois interna, Pedido de Compra. Fornec.PCS-V201 Art. 3214 20 pc Art. 5110 15 pc Req. Compra Fornec. ?? Art. 3214 20 pcArt. 5110 15 pc ArticleArtigo 5 4 Região Suprimento ? Vendor R3001Fornec. PCS-V201
  87. 87. Pedido de Compras
  88. 88. Compras para Investimento: Proposta  Compra para investimento é um método de determinar propostas de compra que leva em consideração aumentos de preços futuros, e é atendido pela compra externa.  O objetivo da compra para investimento é a compra de artigos:  em quantidades apropriadas  cumprindo prazos  o mais barato possível  levando em consideração vários fatores de influência
  89. 89. Compras para investimento: Visão Geral Quantidade do PO em aberto Estoque disponível Parâmetros ROI Previsão Análises de compra para investimento Protokoll Log de itens encontrados Relevantes para compra Requisição de compra - Lista de trabalho Pedido de compra Condição de Preço compra Preço de compra maior que preço futuro ROI atual é menor que ROI requerido Quantidade de pedido calculado Seleção de modificação de condição Seleção de artigos relevantes (Info Record) Preço de compra simulado ROI Calculado
  90. 90. Compras para investimento
  91. 91. Agrupamento Otimizado de Pedidos Agrupamento otimizado de pedidos é um processo utilizado para agrupar os pedidos de compra e outras necessidades existentes e, ao considerar restrições de compra, reduzir os custos de aquisição. Definição
  92. 92. Agrupamento Otimizado de Pedidos: Visão Geral Requisição de compras Outros proc. de pedidos Agrupamento otimizado de pedido manual EDI para fornecedor Processo de agrupamento otimizado de pedidos automático Planejamento de necessidades Processo de compra para investimento. Pedido de promoção Simulação da lista de processo Req. Compra. ... Ordem Compra... Lieferant 326 Ordem Compra... Fornec. 326 Sem necessidades existentes Pedido de compras Req. Compra. ... Req. Compra. ...
  93. 93. Funções em Avaliação de Fornecedores Auditoria de Qualidade Fornecedor C Fornecedor Regular para Artigo 1 ? Fornec. A Fornec. B Fornec. C Avaliação de Fornecedores
  94. 94. Subcritério Automático: Visão Geral Critério Principal Preço Qualidade Fornecimento Serviços Subcritério Nível de preços Histórico de Preços Inspeção de entrega Reclamações Auditoria de qualidade Cumprimento prazo Cumprimento quantidade Cumprimento normas expedição Data de Confirmação
  95. 95. Análises para Avaliação de Fornecedores Avaliação para o Artigo 1Avaliação de Fornecedores Geral 84 75 92 88 81Fornecedor A Avaliação de Fornecedores Geral Total PreçoPreço QualQual.. LiefEntr... ServiceServiço 90 84 81 92 75 90 90 92 76 93 88 74 85 81 84 Análise por Artigo/ Grupo de Mercadorias Avaliação da Avaliação de Fornecedores Total PreçoP QualQual .. LiefEntr.. ServiceServiço 88 81 81 90 93 76 92 74 86 84 Fornecedor A Fornecedor C Comparação da Avaliação Total Preço QualQual .. LiefEntr.. ServiceServiço Fornecedor B Fornecedor A Fornecedor C Total Preço QualQual .. Entr.. ServiceServiço 88 81 93 92 86 Lista Principal
  96. 96. Compra de Indiretos
  97. 97.  Interface intuitiva e de fácil uso / navegação  Foco na colaboração (interna e com fornecedores)  Plataforma aberta, que permite integração com fornecedores (EDI, XML, Portal, etc)  Melhor governança corporativa  Suporte a todas as categorias de produtos/serviços (indiretos, serviços e produtos de revenda) na mesma plataforma  Acesso baseado em perfis ao longo de todo o processo Planejamento e Análise das Despesas Processamento das Requisições Negociações Processamento dos Pedidos e Contratos Recebimentos de Produtos e Serviços Processamento das Faturas Pagamento Demanda / Criação da Requisição Processo de Compras no SAP Visão geral
  98. 98. Planejamento e Análise das Despesas Processamento das Requisições Negociações Processamento dos Pedidos e Contratos Recebimentos de Produtos e Serviços Processamento das Faturas Pagamento Demanda / Criação da Requisição Processo de Compras no SAP Visão geral
  99. 99. Processo de Compras Gestão Estretégica Requisição Negociação Pedido Contrato Recebimento Produtos / Serviços Pagamento Planejamento & Análise de Gastos Geração do Pedido Hierarquia de Aprovação Entrada Fiscal /Física Validação Pedido Medição de Serviços Inspeção Qualidade Geração Automática Hierarquia Aprovação Pagamento SAP Criação Hierarquia Aprovação Aprovação Eletrônica Catálogos Eletrônicos FUP do Processo Consolidação Demanda Criação RFx / Leilão Colaboração via Portal Mapa Comparativo Avaliação on- line Definição Fornecedores Negociação do Contrato Geração do Contrato Oper Hierarquia de Aprovação Criação via Word Biblioteca on- line contrato Colaboração entre áreas Gestão Performance Relatórios e Alertas Spend Performance Management ERP Supplier Relationship Management Contract Lifecycle Management Processo de Compras Visão geral
  100. 100. Planejamento e Controle Operacional de Sortimentos (OAPC)  Determinação do mix de produtos para diferentes clusters  Verificação do plano de sortimentos com os objetivos determinados  Determinação das alocações para as lojas  Determinação da Compra Inicial , Váriavel  Compra para Armagenazem  Planejamento das quantidades e definição de prepack nos níveis cores e tamanhos  O resultado de todo processo de planejamento é a lista de compras com os artigos que deverão ser pedidos
  101. 101. Planejamento Estratégico de Sortimentos - Processo Dados mestres Alocações Compras ERP MAP Plano de Mercadorias Capacidade planejada Definição de Sortimentos Determinação de IF e IV no nível de sortimento Planejamento e cálculo de volumes, qtde de modelos Liberação dos dados do planejamento para o OAPC Planejamento e controle operacional de sortimentos Planejamento de „alocação de compra inicial (IF - Push)„ e„realocação de compra inicial (IV - Pull)“ nas lojas
  102. 102. © SAP 2007 / Page 147 Planejamento e Controle Operacional de Sortimentos - Processos Dados Mestres Alocação Gestão de Compras BI planejamento dos artigos que deverão ir para as lojas planejamento de artigos inexistentes (reserva) planejamento das quantidades detalhes cores e tamanhos (prepacks) planejamento detalhado dos artigos Relatórios OAPC objetivos do plano de mercadorias plano de capacidades Relatór planejamento estratégico de sortimentos ERP
  103. 103. © SAP 2007 / Page 148 Planejamento e Controle Operacional de Sortimentos - funcionalidades BI planejamento estratégico de sortimentos planejamento métricas ERP Planejamento Operacional de Sortimentos Planejamento e Controle Operacional de Sortimentos Criação de lista de compras Definição pre-packs Visão do Artigo Dados Mestres Alocação Gestão de Compras
  104. 104. Embarques Planejamento da Distribuição Planejamento da carga de trabalho Definição de Portões Recebimento da Mercadoria Processos no CD Logística Visão Geral
  105. 105.  Integração total com sistema de gestão comercial e financeiro  Ferramentas de planejamento e monitoração  Informação on-line de movimentações e estoques  Movimentação eficiente de materiais no CD  Uso de Rádio Freqüência – Terminais com interfaces gráfica e texto – Leitura de código de barras para envio e validação automática  Controle de múltiplas unidades de medida Logística Principais Características
  106. 106. Recebimento  Decidir, no momento da compra da mercadoria, como será o controle seguido no CD:  Mercadoria embalada (fornecedor já entrega de acordo com solicitado pelas lojas)  Mercadoria a embalar (manipulação no CD antes de enviar às lojas)  Mercadoria a armazenar  Proporcionar ao fornecedor toda informação necessária para preparar as entregas  Suporte a modelos Push e Pull  Preparação das operações no depósito Logística Planejamento da Distribuição
  107. 107. LojaLoja PedidodaLoja PUSH Pedido Coletivo EntreganoCD Saída para Loja Logística Planejamento da Distribuição
  108. 108. Informação sobre:  Necessidade de mão de obra  Necessidade da capacidade de transporte Carga de Trabalho Estimado em:  Quantidade  Peso  Volume  Hora de Execução Planejamento da Saída do Depósito Entrega Entrega Entrega Entrega Entrega Cálculo da carga de trabalho usando:  Categoria da carga logística  Unidade de medida  Num. Depósito / Tipo de Depósito  Processo do Depósito Logística Planejamento da carga de trabalho
  109. 109. 123456 123456 123456 123456 123456 123456 Logística Definição de portões
  110. 110.  Atualização imediata dos pedidos  Atualização dos níveis de estoque  Preparação da verificação de faturas  Registro on-line do estoque  Atualização das quantidades por loja  Tolerâncias no recebimento  Data de validade de lotes  Controle de lotes  Impressão de documentos de recebimento Logística Recebimento da mercadoria – Físico
  111. 111. Atribuiçã o Revisão de Faturas Fornecedor Centro de Distribuição Entrada de mercadorias  Número do pedido  Quantidade da entrada de mercadoria Entrada dos dados da Fatura  Empresa  Montante total  Número do pedido PC Logística Recebimento da mercadoria – Fiscal
  112. 112. Pré-Validação do Recebimento Fiscal Completa solução de check-in no recebimento de notas fiscais
  113. 113. Alocações  sazonais, produtos não continuos  Método “Push”  Itens com mesmo estilo, cor, etc  planejamento ao nível de hierarquia de produtos Reabastecimento  basicos, produtos continuos  Método “Pull”  Utiliza vendas históricas, previsão loja/sku , fatores causais  SKU / local Alocações e Reabastecimento
  114. 114. Alocação – Planeja distribuição de mercadorias alocando mercadorias específicas para locais específicos na quantidade apropriada.  Tabela de Alocação – Planejamento detalhado para distribuição de mercadoria  Regra de Alocação – percentual de produtos ou grupo de mercadorias a serem distribuidos para lojas ou grupo de lojas  Estratégia de Alocação – Referente a históricos, tendências, posição de estoques, e outros fatores para a construção e restrição da tabela de alocação  Notificações – Troca de informações entre Matriz e Lojas  Criação dos documentos subsequentes – Criação de pedidos de compras, transferências e entregas Matriz Mercadoria é adquirida e alocada Planeja MonitoraCoordena StoreLoja StoreLoja StoreE-Loja CD VendorFornec Alocação – Visão Geral
  115. 115. Distribuição de Mercadorias Fase de Planejamento Pedido Loja Pedido de Venda Pedido de Compra Coletivo com o Fornecedor Pull: Pedidos Coletivos de Quantidades Agregadas Centro Distribuição Compras Lojas Entregas Entregas Push: Alocação Centralizada da Quantidade Total do Pedido Tabela de Alocação + Pedido de Compra Notificação da Alocação Cross- Docking Flow- Through Storage
  116. 116. Regra Alocação: Ligação com a Tabela de Alocação RIS Plan- oder Statistikdaten Tab. Aloc 23 Artigo T-Shirt Grupo Lojas Norte Total Planejado Qtde 120 Pc Regra Aloc 99 Loja A 30 Pc Loja B 30 Pc Loja C 60 Pc Ligação da Regra de Alocação com a Tabela de Alocação  Função Pesquisa: Pesquisa Regra Alocação através Grupo Lojas e Cat. Mercadorias/Artigos  Geração Regra Aloc 99 Para Grupo Lojas Norte Categ.Merc.: T-Shirts Lojas Quota Loja A 1 Loja B 1 Loja C 2
  117. 117.  Sem armazenamento da mercadoria (ECR)  Cross-Dock: – Distribuição da mercadoria já definida  Flow-through: – Definição de como será distribuída a mercadoria  Armazenamento  Mercadoria em estoque, com saída quando solicitada pela loja Gestão de Estoques / Logística Processos no CD – Execução da alocação
  118. 118. Distribuição de Mercadorias – Fase de Execução Cross-Docking As mercadorias são recebidas pré-empacotadas para cada destinatário. 1 2 3 1 2 3 30 60 40 20 30 10 Fluxo de Distribuição As remessas podem ser distribuídas com base em artigos ou destinatário. 130 60 Zona de Distribuição Destinatário 1 Destinatário 3 Destinatário 2 Recebimento de Mercadorias Saída de Mercadorias 30 20 60 30 40 10 ou
  119. 119. Distribuição de Mercadorias – Tipos de Distribuição Fluxo de Distribuição por Artigo: A quantidade completa de um artigo é distribuída para todos os destinatários. Depois, o próximo artigo é processado. Fluxo de Distribuição por Destinatário: Uma remessa de entrega completa para um único destinatário é montada para todos os artigos recebidos. Depois, o próximo destinatário é processado. Cross-Docking: As mercadorias recebidas já estão pré-empacotadas para um destinatário específico. Eles apenas são movimentados através da área de distribuição.
  120. 120. Estoque Loja (trânsito) Estoque CD Logística Embarques – saída do CD
  121. 121. Estoque Loja (Disponível) Estoque Loja (Trânsito) Logística Embarques – entrada na loja
  122. 122. Logística Outros processos no CD – Estorno / Devoluções
  123. 123. SAP Extended Warehouse Management
  124. 124.  Dados Mestres são integrados entre o ERP e o EWM  GS 1 compliance (e.g. EAN/UPC, GTIN, GLOC)  Otimização de Recebimento de Mercadorias  Serviços de Valor Agregado (Etiquetagem, Cabides, Paletização, etc.)  Kit-to-Stock, Kit-to-Order (Criação de Kits), De-Kitting  Gerenciamento do Trabalho e Atividades  Planejamento e Simulação,  Mediçao do perfomance em execução e geração de relatórios  HR-Interface para salários baseados em performance (produtividade, AD)  Transporte Multi-step, Cross Docking, Distribuição Alocada (Cross Docking e Flow Through)  RFID, Radio Frequência, Voice Command nos processos do WM  Controles especiais para alimentos  Controle de Datas de Validade, Controle de Pesos e Lotes  Controles especiais para Fashion (Moda)  SKU baseado em Tamanho/Cor, PrePacks, QM integrado no recebimento da mercadoria (inspeções de qualidade) SAP Extended Warehouse Management Principais Funcionalidades com Retail
  125. 125. Recomendação: SCM-EWM PorqueSCM-EWM?  Integração total com o ERP. A comunicação é nativa. Basta parametrizar a conexão de servidores. Existem consistências nesta integração dificilmente atingíveis com o uso de um software externo. Além disso, esta integração não se limita apenas a update de dados, mas transações alavancadas em produtividade graças à integração Integração  As funcionalidades do EWM podem ser ativadas em ondas. Pode-se iniciar com um cenário simples e ir adicionando funcionalidades com o tempo.  O uso do SCM-EWM possibilita uma redução drástica de ABAPs, pois possui uma parametrização muito flexível e grande número de BADIs, podendo codificar sem alterar o programa standard, garantindo upgrades e suporte SAP ao processo Escalabilidade  O alcance das funcionalidades do EWM se equipara às necessidades mais sofisticadas da logística moderna. Solução “Best of Breed” em WMS.  A SAP foca a contínua análise de novas demandas do setor de logística, incluindo novas funcionalidades em novas versões do SCM-EWM. Foco Logístico
  126. 126. Redução de Custos Alta Produtividade Satisfação do Cliente Segurança EWM-SCM – Poder e Amplitude Disponibiliza: Consequência Otimização de estoque contínua e dinâmica Controle total dos recursos com produtividade e KPIs Dashboards, relatórios e integração com BI Integração com RFID e rastreabilidade etiqueta 2D (ANVISA) Controle “Fino” de todas as etapas do Processo Visualização de todas as atividades em um único monitor Gerenciamento de recursos e trajetos ótimos, priorização e adequação de carga Flexibilidade na parametrização, uso de BADIs Integração com Quality Engine e EHS Com as funcionalidadesdos softwares especialistas do Mercado (Best of Brend)
  127. 127. Detalhamento de alguns processos Gestão de Inventário 6 Análises e comparações de variações 1. Recebimento Físico dos Produtos 2. Revisão de Faturas 3. Determinação Contábil 4. Controle de Movimentações 5. Avaliação dos Estoques
  128. 128. Estoques – Visão em Dados Contábeis
  129. 129. Estoques
  130. 130. Estoques – Visão Geral de Movimentações Custo Médio Móvel
  131. 131. Inventário Anual Inventário Contínuo Ciclo de Contagem Criação do Documento de Inventário Ativação da contagem – bloqueio das posições Contagem do Estoque Lançamento da Contagem Análise de Diferenças de Estoque Ajuste das diferenças – liberação das posições ESTOQUES Outros processos no CD ou Lojas – Inventário
  132. 132. Detalhamento de alguns processos Gestão de Vendas 2. Preços de Venda e Pesquisa de Preços 3. Promoçoes e Rebaixamento Planejado 4. Contratos, Acordos e Verbas 5. Conectividade 6. Cupons e Ordens de Venda / Credito 1. Plano de margens e Condições 7. Expedição, Faturamento e Transporte Dados Mestre de Clientes
  133. 133. Gerenciamento de Preços
  134. 134. Fundamento do cálculo de preços  Definição/Simulação do cálculo de preço, incluindo impostos  Esquema de preços para: artigo individual, artigo genérico, conjunto (kit) de venda Nível de definição de preços  Canal de distribuição (loja física, Internet, Tele-Vendas)  Grupo de lojas  Loja  Artigo Controles  Regras de arredondamento / Preço psicológico  Segurança / Auditoria  Rastreabilidade  Histórico  Prazo de validade Precificação Preços regulares
  135. 135. Preço de Compra Preço de Venda Validade Margem 01.11.2007 - 25.11.2007 15.11.2007 - 16.11.2007 26.11.2007 - 06.01.2008 07.01.2008 - 15.04.2008 Precificação Preços regulares – Cálculo para artigo individual Bicicleta Houston Mini Boy A12
  136. 136. Precificação Preços regulares
  137. 137. Precificação Preços regulares – Cálculo para artigo genérico Variante 1 R$ 5.999,00 Variante 2 R$ 5.999,00 Variante 3 R$ 5.999,00 Preço referenciado ao artigo  Cor (cinza, branco, vermelho, azul)  Voltagem (110V, 220V) R$ 5.999,00
  138. 138. Entrar preços dos concorrentes no SAP Varejo Criar/modificar o cálculo dos preços Calcular os preços de venda com base nos preços dos concorrentes Salvar todo o cálculo dos preços Avaliar margem total Modificar os preços individuais de venda  Captura de preços - Manual - Automática  Preços de concorrentes, válidos para: - Uma categoria específica - Uma loja específica - Uma região específica - Todo país  Estratégias - Menor preço - Preço sugerido -10% - Média - Mais alto - Fórmulas livres Precificação Preços regulares – Modelo orientado a concorrentes
  139. 139. • • 80% 50% • 30% Preço de Venda 100%• Tempo Precificação Demarcação Planejamento de demarcação  Seleção de artigos e lojas  Fase de preços de venda  Preços de venda  Mark-down %  Quantidades (vendas, estoque)  Cálculo de margens Ativação do preço  Ativação do cálculo de preço  Envio de informações ao PDV Análise de vendas  Vendas planejadas X reais  Estoque remanescente  Cobertura
  140. 140. Precificação Demarcação
  141. 141. 2. Atribuição de perfil demarcação Um perfil de demarcação pode ser ligado a um artigo por diferentes transações 6. Envio de novos preços para PDV 5. Workbench de Precificação Processa a proposta de demarcação e reconcilia o orçamento de demarcação planejado. 4. Release Workbench Para liberar as propostas de diminuição de preços geradas 3. Análise de Slow Sellers A meta de vendas é comparada com vendas reais e uma redução de preços adequada é sugerida 1. Perfil de demarcação Cria regras para um perfil de demarcação Gerenciamento de itens Baixo Giro 7. Atualiza Plano de Demarcações Atualiza o Budget
  142. 142. Pré-Temporada: Planejamento demarcação (Simulação) Execução no Sistema de Gestão de Mercadorias  Quando a Mercadorias será vendida?  De quanto poderá ser o mark-down?  Que margem bruta posso esperar? $35 29,99 Na Temporada: Controle de Mercadorias de Baixo Giro  Automaticamente sugerir e atualizar preços de venda  Sistema avalia planos pré-temporada X dados reais para automaticamente propor reduções de preço baseados no perfil de demarcações Gestão de Mercadorias de Baixo Giro Minimiza demarcação e assegura o Inventário Ótimo
  143. 143. “Análise de Slow Sellers”  Período: 4 períodos  % de vendas reais: 45%  Proposta de demarcação : 20% Período Meta de vendas Taxa real de vendas 0-20% 21-40% 41-60% 61-80% 81-100% 1 6% 2 26% 3 45% 40 20 4 65% 60 40 20 5 85% 60 60 40 20 6 100% 60 60 60 40 20 7 100% 60 60 60 60 40 Gestão de Mercadorias de Baixo Giro Perfil de demarcação
  144. 144. © SAP 2007 / Page 190 Perfil Markdown Exemplo Actual sales ratio Markdown strategy (percentages to be suggested, maintained per period and actual sales ratio) Target sales ratio Perfis de Demarcação
  145. 145. Possíveis níveis para a atribuição dos perfis de demarcação por canal de distribuição, bandeira, etc:  SKU  Artigo Genérico  Cor  Tamanho  Cor / Tamanho Gestão de Mercadorias de Baixo Giro Atribuição dos perfis de demarcação Exemplo: atribuir um perfil de demarcação diferente para cada cor de um artigo genérico com uma estratégia de reação diferente Cores „High fashion“ terão uma proposta de demarcação direferente das cores „pretas“ ou „brancas“
  146. 146. © SAP 2007 / Page 192 Seleção de diferentes níveis de análises: Canal de Distribuição Lista de Preços Sortimentos Locais (Lojas) Seleção de diferentes níveis de ativação: Canal de Distribuição Lista de Preços Grupo de Lojas Locais (Lojas) Propostas Demarcação
  147. 147. © SAP 2007 / Page 193 Propostas de Markdown Exemplo O artigo recebe para cada cor um resultado diferente, cada cor tem um perfil de markdown atribuido.
  148. 148. © SAP 2007 / Page 194 Controle de Budget O budget dísponivel para o nivel definido (ex. categoria ou nível da hierarquia do artigo) é mostrado. Budgets de Markdown são definidos durante o planejamento. Budget utilizado neste processo.
  149. 149. SAP Price Optimization
  150. 150. Sortimentos Amplos e Variados  Fornecedores introduzindo novos sabores, tamanhos e produtos  Número cada vez maior de SKUs para gerenciar Competição Crescente  Novos competidores  Novas estratégias para atrair e reter os consumidores Preferências Diversificadas dos Consumidores  Tamanhos, Sabores & Marcas  Diferenças Geográficas Custos Crescentes dos Fornecedores  Pressões constantes por margem  Contratos e rebates complexos Limitações Operacionais  Processos Manuais  Custos de Força de Trabalho  Sistemas de PDV / Precificação Otimização de Preços Desafios
  151. 151. © SAP 2008 / Page 197 Preço com foco na Concorrência Processo atual de Preços Preço com foco no Cliente Soluções de Demanda do Cliente ClientesConcorrência Otimização de Preços Mudança na filosofia de preços
  152. 152. © SAP 2008 / Page 198 Pelos PRODUTOS que você vende…Percepção de quanto o seu cliente irá PAGAR… Em cada LOCAL de vendas… Considerando seus CONCORRENTES … O preço o qual o varejista quer alcançar na venda vs. O preço o qual o cliente quer pagar +4% …e direcionando seus OBJETIVOS & ESTRATÉGIAS. Otimização de Preços O que é a Demanda do Cliente ?
  153. 153. Entendimento da Demanda do cliente  para cada produto e cada local. Ajustar estratégias & entendendo o relacionamento entre vendas, lucros e imagem de preço. Otimizar preços, promoções & markdowns de acordo com os objetivos. Precisão no Forecast com a demanda do cliente. SAP Demand Management O que faz?
  154. 154. preço promoção sazonalidade disponibilidade eventos canibalização afinidade lançamentos descontinação …e pode então avaliar o impacto do ‘what if’ de preços e fornecer uma previsão por SKU/local. Preço de Venda UnidadesVendidas Preço: R$ 4.99 Unidades: 20 Preço: R$ 3.99 Unidades: 50 Preço: R$ 2.99 Unidades: 100 $4.69 40 Essa curva de demanda considera: SAP Demand Management Entendendo e utilizando a demanda do cliente
  155. 155. © SAP 2008 / Page 201 SAP Demand Management A Curva de Oportunidades
  156. 156. Benefits Summary
  157. 157. Benefits Summary
  158. 158.  Capacidade comprovada para gerar maiores vendas e lucros por meio de gestão de preços e tecnologia de otimização  A maior acuracidade de forecast do segmento varejista  Tomar melhores decisões e mais rápido, comparando cenários e os impactos na organização  ROI Rápido – Ciclo de implementação médio de 6 meses e break-even em 12 meses.  Garantir execução acurada e minimizar riscos com integrações ao ERP e PDV  Maximizar investimentos em tecnologia com opções flexíveis de utilização que permitem tanto stand-alone quanto instalação integrada ao SAP SAP Demand Management
  159. 159. Gerenciamento de Promoções
  160. 160. Execução Planejamento Artigo Quantidade Planejada Lojas / Clusters Catálogo Produto Condições Planej. Preço Precificação Preços promocionais
  161. 161. Precificação Preços promocionais
  162. 162. Lista de SortimentoDados PDVCálculo de Preço Quadro Alocação Ativação Preço Comunic. às Lojas Catalogação Meios Aux. Vendas Det. Fonte Suprim. Execução Planejamento Precificação Preços promocionais
  163. 163. Período de Compra Validade nas Lojas da Região 2 Validade nas Lojas da Região 1 Período de Venda : Região 1 Promoções Período de Venda : Região 2 TempoLoja 1 Loja 2 Controle de Promoções Calendário
  164. 164. Controle de Promoções Calendário
  165. 165. SAP Promotion Optimization
  166. 166. Seleção de Produtos e Mídia  Quais são os “melhores” itens? Qual é o melhor meio de comunicação? Encartes? Dentro da Loja? Programas de Fidelização? Avaliação de Acordos com Fornecedores  A proposta do Fornecedor é um “bom negócio”? Serão atingidos os objetivos financeiros corretos? Previsão de Demanda & Reabastecimento  Existe estoque suficiente para atender a demanda? Serão necessários pedidos, e se sim, de quanto? Alinhamento com Planos de Categoria e Planos Financeiros  A promoção vai atingir minhas metas financeiras? Qual é o impacto na categoria? Marketing e Execução nas Lojas  A mídia impressa estará correta? Os preços corretos serão exibidos e executados? Medição de Performance  A promoção obteve sucesso? Planejamento de Promoções Desafios
  167. 167. Forecast Objetivo  Combinar planejamento de promoções, previsão e execução para incrementar a efetividade e rentabilidade das promoções Processos  Criar modelos de promoção e previsão de ofertas & eventos  Prever o impacto das ofertas e acordos promocionais  Gerenciar variações por produto, geografia e datas  Simular os impactos financeiros dos eventos planejados  Interface para sistemas das agências de editoração, para arte final e impressão Principais Resultados  Eventos e ofertas promocionais aprovados  Envio para execução: PDV, lojas ou impressão Planejamento de Promoções Visão Geral
  168. 168. Planejar, criar e executar promoções que satisfaçam aos consumidores e cumpram as metas financeiros da categoria  Montagem e atualização automática das páginas  Associar e exibir dados de produtos e conteúdo de promoional  Exportar informações de produto/loja/preço e oferta aos PDVs e exibidores das lojas  Produtos, lojas, grupos de lojas, canais, duração  Colaborar com a área de marketing na definição dos eventos  Capacidade de simulações (“What if” ) para definir as melhores ofertas  Comparação com os objetivos financeiros no nivel evento, produto e página.  Colaboração com fornecedores para determinar resultados mais acurados  Comparações entre todas as lojas e canais  Execução no ERP, PDV e Editoração Gráfica Definir Promoção Definir Layout Avaliação & Execução 1 2 3 Planejamento de Mercadorias  Plano Top Down Das Categorias baseado nos objetivos estratégicos  Merchandising visual  Vendas, Estoque e Fluxo de Recebimentos no nível categoria/sub- categoria por semana 2 Planejamento de Promoções Fluxo
  169. 169. Fornecedor Semanas Compradores Gestor de Categoria Início 12 8 6 5 4 3 2 Liberação Reuniões para Definição dos tablóides Agências Externa / Outras áreas empresa Compradores, Marketing, etc. Centenas de alterações Tempo excessivo do time dedicado em tarefas manuais, problemas com pedidos, nível de estoque, produtividade do CD, etc. Planejamento de Promoções Criação de tablóides
  170. 170. Página gráfica, incluindo os blocos de páginas para alocação de produtos Controle de versões para produtos e preços Características:  Planejamento de anúncios promocionais para impressão, formato eletrônico ou outro canal de comunicação  Definição de versões de produtos (nacionais ou regionais), zonas de preço e conteúdo  Criação e revisão dos layouts dos anúncios  Inclusão interativa de produtos e ofertas  Visualizações prévias antes do envio à agência de publicidade  Acompanhamento de atividades através de workflows  Controle do conteúdo digital Definição de conteúdo, de acordo com o canal Geração de arquivos no formato DTP (Quark e InDesign) GroceryPlus Criação do layout de forma interativa Planejamento de Promoções Criação de tablóides
  171. 171. Spokane, WA 99218 Union City, CA 94587Scottsdale, AZ 85250 LOGO Here LOGO Here LOGO Here
  172. 172. Cupom e bônus de compra
  173. 173. Definição Cupons são concedidos em panfletos ou jornais quando Apresentados numa condição especial de POS para certos produtos. Cupons no SAP Retail são tratados como um artigo. Bônus em compras são ofertas que permitem, preço especial, descontos ou artigos grátis, se determinadas condições prévias ou gerais forem cumpridas. Num Bônus em compras, Cupons podem ser atribuídos como pré-requisitos.
  174. 174. Especificação - Uso Relação entre grupos de artigos dinâmicos e... ... sujeiro a pré-requisitos ... ... baseado em uma certa escala ... ... resultando em certas condições determinadas ... ... requisitos gerais... Se comprar 5 artigos da promoção ... ... para compras acima de 50 BRL... Vamos lhe daremos 10% de desconto num certo artigo... ... 5 % de desconto para 3 artigos... 10 % desconto para 5 artigos...
  175. 175. Condições Condições são: preços fixos descontos em forma de produtos descontos fixos descontos em porcentagem Condições podem ser estabelecidas com base em : Artigo Simples Artigos de uma compra Agrupamento de Artigos Todos os pré-requisitos
  176. 176. Especificação Tipos de Cupons Gerado pela Fábrica Gerado pelo Varejista Identificação Código de barras no POS
  177. 177. Cenário PDV Loja SAP ERP Retail PDV Upload PDV Download Dados Mestre de Cupom Promoção Infosystem FI Catálogo de Produtos Condições Sistema de PDV Cupom
  178. 178. Ordens de Cliente
  179. 179. Vendas Assistidas Completa solução para processo de Vendas Assistidas
  180. 180. Vendas Assistidas Completa solução para processo de Vendas Assistidas
  181. 181. Ordens de Clientes: Alternativas Uma Ordem de Cliente é um pedido do cliente á sua empresa para a entrega de mercadorias ou serviços em uma determinada data. O pedido é recebido pela área de vendas, a qual é responsável pelo preenchimento da ordem. • Ordem Standard A Mercadoria será entregue e faturada ao cliente posteriormente. • Venda à Ordem A Mercadoria será entregue ao seu cliente pelo seu fornecedor, que enviará a fatura á sua empresa.
  182. 182. Opções na Criação da Ordem 1/2 Cross Selling uma vez que o cliente solicita um artigo outros artigos relacionados são sugeridos Proposta Dinâmica de Produtos: uma vez informado o código do cliente, os artigos ligados a este código de cliente são sugeridos Art. 1234 CD-Player $39,99 Art. 1234 CD-Player $39,99 Art. 1238 CD-Case $5,00 Wilma Schmidt, Código de Cliente 4711 Art. 1234 CD-Player 39,99€ Item Artigo Qtd. UM Descrição 010 4131 ? PC Cassette Rec. 020 4141 ? PC Batteries 1,5V 030 4151 ? PC Cassette.. 040 ... ? PC ... ... Art. 1234 CD-Player 39,99€
  183. 183. Opções de verificação existentes na Criação da Ordem 2/2 A verificação de limite de crédito analisa se o cliente já superou o seu limite de crédito e quais serão as conseqüências dessa verificação. (mensagem de alerta, erro, bloqueio de entrega). Esta verificação pode ser realizada a cada documento de vendas. A entrega de uma mercadoria em uma determinada data somente poderá ser confirmada, se na data de colocação da ordem de venda a mercadoria solicitada pelo cliente estiver disponível em estoque, caso contrário uma nova data de entrega será proposta pelo processo de verificação de disponibilidade.
  184. 184. Controle de Comissões Completa solução para processo de Comissionamento
  185. 185. Lista de Casamento Solução para gestão e execução de Listas de Casamento
  186. 186. Monitoramento de Rupturas de Gôndula Alertas automáticos para produtos em falta na prateleira Cadastre os produtos mais importantes e receba alertas se eles não estiverem sendo vendidos!
  187. 187. Devoluções de Clientes
  188. 188. Fluxo de Devoluções Financeiro: Logística:  Entrada de Dev de Cliente Nota de Crédito ou  Re-entrega livre de débito  Estoque  Acerto de estoque (Entrada em estoque bloqueado)  Processos Subseqüentes  Verificação de Fatura  Entrada de Dev de Cliente  Recebimento de Mercadoria  Criação da Ordem de Dev de Cliente  Criação da transferência  em estoque de livre utilização ou  Utilização em ordens de retorno  Criação de transf. para estoque de devolução  Processos Subseqüentes Devolução ao Fornecedor  Verificação de Fatura
  189. 189. SAP POS DM
  190. 190.  Transferência de dados de diferentes PDV’s  Falta de desempenho na carga de dados  Integridade e acuidade dos dados vindos do PDV  Falta de integração entre PDV e demais processos  Dificuldade de transformar dados em informações e ações  Impossibilidade de visualizar inventário em “tempo real”  Falta de visibilidade do desempenho da loja  Altos volumes (escalabilidade)  Rápido crescimento da operação x quantidade de problemas  Altos custos de manutenção (TCO) Integração com sistema PDV Desafios
  191. 191. Supply Chain Management Forecasting & Replenishment Category Management & Planning Store Operations Customer Relationship Management POS Data Management Human Resources DemandaOferta Merchandising Financials Repositório Central de dados dos PDVs para servir todas ás áreas
  192. 192. Legados SAPBW Interface de processamento de entradas do PDV SAP Análise dados de venda do PDV Controle Loja Análise Promoção Prevenção Perda Gabaritos pré-definidos Interfaces de saída Captura dos dados do PDV via interface de entrada Integração com sistema PDV Visão geral do processo
  193. 193. POS Workbench Data Selection
  194. 194. POS Workbench Com dados real – uma transação
  195. 195. POS Workbench Com dados real – vendas e pagamentos
  196. 196. Mensal Semanal Diário Por Hora Por Ticket Visão Cliente Visão Loja Visão Produto Análises Clientes  Frequências  Melhores Clientes por Região  Campanhas/Análises de Marketing  Gerenciamento Fidelidade  Análises Comportamentais  Data Mining Análises Lojas  Controle LojasAnálises Comparativas  Análises por Loja/SKU/dia, semana, trimestre,ano  Vendas, Margem por Loja/Categoria dia,semana, trim, ano  Análises Diferenças Estoque Performance Funcionário  Vendas por Funcionário  Performace de Caixas (cancel.produtos,veloc.scan, dinheiro, retiradas, trocos % etc.) Análises Cancel/Reembolsos  Funcionário Sazonalidades Produto  Cliente Prevenção de Perdas  Análises de Caixas  Trilha Auditoria  Análises de Perdas  Análises de Diferenças Estoques Análises Performance Produto  Vendas por Loja/SKU/dia, semana, trimestre, análises anuais  Vendas/Margens/Estoque por SKU  Análises de Cestas de Compras  Top sellers / poor performers  Análises Devoluções  Contribuição por depto  Vendas por m2  Análises impacto Quebras de Estoques  Análises promoções  Análises de tickets POS Data Management Informações gerenciais para diversas áreas
  197. 197. SAP Loss Prevention Analyses
  198. 198. Procurando fraudes nas informações vindas do PDV
  199. 199. O que é um Relatório de Exceções do PDV? Nós identificamos o comportamento de clientes e funcionários quando uma transação específica ou um padrão de transação é gerado, como por ex:  Intervalos sem Vendas  Alto valor em devoluções, trocos  Alto índice de tempo sem bipagem, cancelamentos de itens, cancelamentos de tickets  Cancelamentos sem vendas (anteriores ou posteriores)  Múltiplo uso do mesmo número de cartão de crédito/débito  Caixas mais improdutivos, aberturas de gavetas Entender estes comportamentos nos ajuda a encontrar e monitorar transações que não estão em conformidade com os procedimentos e políticas estabelecidas para redução de riscos. Bom Gerenciamento de Riscos = Prevenção de Perdas
  200. 200. Loss Prevention Analytics Exception Template Overview © SAP 2007 / Page 255 Exception Templates  Basic  Discount  Item Scan Rate  Late Transaction  Off-Hour  Refund After Days  Refund Matching Post Void  Before/After  Refund Without Purchase  Repeat ESP  Same Card Used  Transaction Header  Tender Information  Insufficient Information  First/Last Hour  Refund Duplicate Return  Transaction Line Item  Orphaned Transaction  Post Void with Different Cashier  SKU Matching Amount  Gap in Item Scan Rate
  201. 201. Loss Prevention Analytics Reports Overview © SAP 2007 / Page 256 Reports  Department Sales Report  Transaction Summary Reports  Item Discount Summary Report  Over Short Summary Report  Post Voids Summary Report  Refunds Summary Report  Sales Summary Report  Transaction Discount Summary Report  Transaction Snap Shot Summary Report  Open Cash Drawer Summary Report  Card Report  Cashier Lookup  Credit Card Number Lookup Report  Tender Usage Report  Excessive Customer Card Usage Report  Excessive Credit Card Usage Report Generic  Transaction viewer  Exception Report  Report Broadcaster  KM / Case management in SAP Portal
  202. 202. Loss Prevention Analytics Values © SAP 2007 / Page 257  Find the unusual transactions in your data heap  High number of voids  Lots of empties in cash  Manual entered credit card usages  …  20 different pattern templates to capture any type of exception  Fast Results by predefined Reporting  Automatic report broadcasting  Get mail / SMS if thresholds are reached  Standard reports for all defined exceptions / patterns  Expandable by complete BW toolset  Document the evidence / suspicion  Collaboration Room (all officers work together)  Create documents  Store screenshots, reports  Share information  Communicate with peers  User interface / single point of entry  Portal role with authorisation control  Single Sign On  Fast Click & drill reporting 
  203. 203. Loss Prevention Analytics Overview © SAP 2007 / Page 258  System  Available with Suite 7i2010e (06-14-2010) NW7.02 SP04  POS DM is required / extra pricing  SAP Portal or NWBC as UI  Case Management with KM Content for SAP Portal / NW  Credit Card Encryption Standard (PCI)  (LPA mapping for Transaction Extension Segments)  Outlook  Additional Templates  Integrated Case Management  TREX Search  Customer / Loyalty Card support  …
  204. 204. SAP Workforce Mgmt
  205. 205. Aumento de Margem: O valor da mão-de-obra representa um percentual significativo dos custos totais de operação. Através de um processo de otimização é possível determinar a escala de horários ideal dos funcionários. Aumento da Produtividade: Utilizar sistema que permita identificar padrões de venda, com base no histórico, possibilitando alocar a quantidade certa de pessoas, no local correto, no momento certo. Otimização do Tamanho da Força de Trabalho: Permitir o alinhamento entre o tamanho da força de trabalho com a demanda de clientes, é possível reduzir o excesso ou a falta de recursos. Aumento da Eficiência: Redução do tempo administrativo com automação da criação centralizada das escalas semanais de horário, reduzindo erros e liberando o tempo dos funcionários de lojas para se focar em atividades dirteamente orientada a vendas. O que os varejistas buscam: Uso da tecnologia para otimizar a alocação de sua força de trabalho, garantindo o cumprimento das leis trabalhistas, redução de custos e a melhoria do nível de serviço. Gerenciamento da Força de Trabalho Desafios e Oportunidades
  206. 206. For Retail Previsão da demanda de negócio, com base em volumes históricos e tendências de vendas. Otimização da força de trabalho, com base nos requerimentos da carga de trabalho. Automação da geração da escala de horários, reduzindo o esforço de atividades manuais. Análise consolidada dos dados para uma melhor tomada de decisão. Plataforma tecnológica compartilhada, reduzindo o custo total de propriedade. SAP Workforce Management
  207. 207. Business Forecasting Workload Modeling Schedule Optimization iTime Clock Time Administration Analytics SAP Workforce Management
  208. 208. Dados Funcionários Habilidades, salários, regras de alocação, disponibilidade Previsão da Demanda Otimização das Escalas Análises & Relatórios Vendas, Itens, Unidades, Transações, Tráfego Edição, ajustes e atualizações Manutenção das Escalas SAP Workforce Management Visão Geral
  209. 209.  Aumento da satisfação dos clientes, através da otimização de alocação de recursos nas lojas  Otimização do tempo dos gestores, através da centralização das atividades de alocação de pessoal  Maior habilidade para atrair, desenvolver e reter talentos  Aumento de produtividade da força de trabalho e incremento de vendas  Melhoria do nível de informações gerenciais, com maior controle dos indicadores da força de trabalho (alocação, ponto, freqüência), e capacidade de projeção para atendimento das demandas  Aplicativo que possa coexistir com a infra-estrutura de TI em uso SAP Workforce Management Benefícios Estratégicos
  210. 210. Potential Annual Workforce Management Benefits Improved Schedule Effectiveness 20% 5% Reduced Payroll Costs 5% 1% Reduced Employee Turnover Rates 30% 10% Reduced Managerial Time Spend on Administrative Activities 20% 5% Improved Profitability due to Customer Conversion Rate 2% 1% Conservative Estimate Aggressive Estimate SAP Workforce Management Potenciais benefícios
  211. 211. PDV - Caixa: Interfaces SAP Retail ALE/EDI Lojas/PDV Conversão Comunicação PDV-Conversor IDocIDoc Dados Mestre de Artigos Preços e Condições Remessas de Entrega Saída Ordens de Venda Pedidos de Transferências Recebimentos de Lojas Entrada PDV Monitor PDV-Interface

×