Doença de de parkinson

14,394 views

Published on

0 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,394
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
839
Comments
0
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Doença de de parkinson

  1. 1. Doença de Parkinson Isadora Oliveira Free Powerpoint Templates Page 1
  2. 2. A doençaA dopamina é um importante neurotransmissor nocérebro, produzido por um grupo de células nervosas,chamadas de Neurónios Pré-Sinapticos, que atuam nocérebro promovendo, entre outros efeitos, a sensaçãode prazer e a sensação de motivação.É precursora natural da adrenalina e da noradrenalinae por conseguinte tem como função a atividadeestimulante do sistema nervoso central. Free Powerpoint Templates Page 2
  3. 3. O que é sistema nervoso? Free Powerpoint Templates Page 3
  4. 4. A falta da dopamina atrapalha o sistema liga-e-desliga do cérebro• 1 - SUBSTÂNCIA NEGRA• Trata-se de uma pequena área cerebral formada por neurônios que produzem dopamina. Como esses neurônios morrem, o nível de dopamina diminui. Assim, o grupo de estruturas chamado de núcleos da base, responsável pelos comandos motores, não é inibido como deveria• 2 - NÚCLEOS DA BASE• O grupo formado por putâmen, caudado, globo pálido e núcleo subtalâmico é normalmente contido pela ação da dopamina. Sem ela, funciona tanto que chega a bloquear a ação do tálamo, o distribuidor de tarefas• 3 - TÁLAMO• Normalmente ativo quando a distribuição da dopamina está em ordem, o tálamo trava completamente e não consegue estimular de modo adequado o córtex motor, o manda-chuva dos movimentos no cérebro• 4 - CÓRTEX MOTOR• Dele saem as ordens, via medula, para os músculos. Como as mensagens chegam truncadas, nem o controle do tônus muscular nem o comando dos movimentos funcionam direito• 5 - MÚSCULO• A comunicação incorreta com o cérebro faz com que os músculos se tornem rígidos. Além disso, eles se distendem rapidamente e geram o tremor. Os movimentos deixam de parecer naturais e ficam lentos Free Powerpoint Templates Page 4
  5. 5. Explicação sobre a substância negraO sistema nervoso é formado por células (neurônios) que estão conectados entre siatravés de sinapses (espaços intercelulares) entre seus prolongamentos (dentritos eaxônios). A disposição dos neurônios assemelha-se a uma rede, onde uma região podecomunicar-se com outra através de neurotransmissores, que são substâncias oumoléculas produzidas no corpo celular e transportadas através do axônio até a sinapse.O neurotransmissor pode excitar (ativar) ou inibir o neurônio subseqüente.A substância negra mesencefálica é chamada assim porque os neurônios localizados nomesencéfalo que a constituem contêm o pigmento escuro melanina, o qual é produzidojuntamente com a dopamina. Dessa forma, em um corte do cérebro, esta região seapresentará como uma mancha escura. A substância negra está conectada através desinapses, com outro grupo de neurônios que constituem os gânglios da base.Os gânglios da base são conjuntos de corpos neuronais localizados no interior dohemisfério cerebral, cujos principais componentes são o núcleo caudado, o putâmen, oglobo pálido, o núcleo subtalâmico e a própria substância negra. O núcleo caudado, oputâmen e o globo pálido, podem ser chamados em seu conjunto como corpo estriado, eestão intimamente relacionados entre si, participando do controle da postura e domovimento. A dopamina produzida na substância negra funciona como neurotransmissorinibitório no corpo estriado. Quando um movimento é iniciado pelo córtex cerebral, osimpulsos são transmitidos para o corpo estriado e dali podem seguir dois caminhos.Quando o movimento é desejado, os neurônios do corpo estriado aumentam a atividadede neurônios talâmicos e do córtex cerebral, facilitando a execução dos movimentos. Noentanto, se o movimento for indesejado, ocorre ativação dos neurônios da substâncianegra, que inibem as células talâmicas e corticais, inibindo os movimentos. Na Doençade Parkinson, há uma diminuição das concentrações de dopamina, por isso o corpoestriado tornar-se excessivamente ativo, dificultando o controle dos movimentos pelapessoa acometida. Free Powerpoint Templates Page 5
  6. 6. Free Powerpoint Templates Page 6
  7. 7. Os sintomas muito além dos tremores“O parkinsonismo corresponde a uma série de alteraçõesdecorrente de disfunções nos ganglios basais, relacionadosao controle motor, repercutiu por meio de sinais e sintomascomo tremor de repouso, rigidez, bradicinencia, alteraçõesposturas e freezing (bloqueio motor) (Marsden, 1994; Bang,1996, 2000).’’ Free Powerpoint Templates Page 7
  8. 8. Três fases principaisLeve: o paciente apresenta sintomas leves econtinua independente para suas atividadeshabituais.Moderada: ele mantém sua independência,mas passa a necessitar de ajuda ou apresentalimitações para atividades específicas.Avançada: o paciente começa a ter severaslimitações para realizar atividades do seu dia adia.Esta última fase acontece geralmente após 10 a15 anos de evolução da doença. É quandopodem aparecer sintomas cognitivos epsiquiátricos relacionados ao Parkinson. Page 8 Free Powerpoint Templates
  9. 9. Sintomas Motores e Não motoresSintomas Motores Não Motores• Tremores Demencia• Bradicinesia Alteração do sono• Rigidez Depressão• Instabilidade Postural. Ansiedade Memória fraca Alucinações Perda do Olfato Constipação intestinal Dificuldade para urinar Impotencia sexual Raciocinio lentificado Apatia Psicose Free Powerpoint Templates Page 9
  10. 10. Tremorescerca de 70% Free Powerpoint Templates Page 10
  11. 11. RigidezFree Powerpoint Templates Page 11
  12. 12. Bradicinesialentidão do movimento; e alteraçãopostural A bradicinesia não é somente motora, mas também mental, ou seja, há uma lentidão para pensar, dar umaPowerpoint Templates Free resposta verbal. Page 12
  13. 13. • “Nem sempre o paciente apresenta esses quatro sinais”, diz o neurologista Henrique Ballalai Ferraz, especialista em Distúrbios de Movimento da Universidade Federal de São Paulo. “A ocorrência de pelo menos dois deles e a ausência de causa definida podem ser suficientes para fazer o diagnóstico.” Free Powerpoint Templates Page 13
  14. 14. Outros sintomas comuns do mal de Parkinson Free Powerpoint Templates Page 14
  15. 15. “Não adianta tratar a parte motora e se esquecer dos outros sintomas.Muitos dos quais, inclusive, aparecem antes mesmo dos tremores ou dodiagnóstico da doença, como a disfunção intestinal”, afirma o médico. “Nos últimos anos, vemos que um bom tratamento precisa fazer uma abordagem que contemple todos esses aspectos. Muitas vezes, o famoso tremor, que embora seja fisicamente mais evidente, é o que menos atrapalha a qualidade de vida desses indivíduos”, explica o neurologista do Einstein, Dr. Marcelo Calderaro. Free Powerpoint Templates Page 15
  16. 16. ParkinsonismoEnfermidades - Seqüelas de encefaliteSintomas - Tremor reduzido, mais rigidez e movimentos involuntários com acabeça e com os olhosEnfermidades - Seqüelas de vários pequenos derramesSintomas - As pernas são mais afetadas, pouco tremor, fraqueza muscular eaté demênciaEnfermidades - Medicamentos antidepressivos, antipsicóticos e antináuseasSintomas - Sintomas nos dois lados do corpo, que somem depois de amedicação ser suspensaEnfermidades - Atrofia de múltiplos sistemas (doença)Sintomas - Queda da pressão arterial ao erguer-se, baixa resposta aosmedicamentos anti-ParkinsonEnfermidades - Paralisia supranuclear progressiva (doença)Sintomas - Rigidez na região do pescoço e do tronco e dificuldade emrealizar movimentos ocularesEnfermidades - Traumatismo cranianoSintomas - Sintomas não progressivos e baixa resposta à medicação anti-Parkinson Free Powerpoint Templates Page 16
  17. 17. Tratamentos• Não há cura conhecida para o mal de Parkinson. O objetivo do tratamento é controlar os sintomas Atualmente não há cura para a doença. As terapias existentes combatem os sintomas e também a evolução do quadro: * medicamentos para suprir parcialmente a perda do neurotransmissor DOPAMINA * fisioterapia conserva a atividade muscular e a flexibilidade das articulações. * terapia ocupacional facilita as atividades da vida diária, como pegar objetos, andar e sentar. *fonoaudiologia ajuda a conservar uma fala compreensível e bem modulada TRATAMENTOS CIRÚRGICOS TRATAMENTOS fonoaudiologico Tratamento fisioterapeutico TRAtalento psicológico TRATAMENTO NUTRICIONAL Free Powerpoint Templates Page 17
  18. 18. • Existem também duas modalidades de cirurgia como opção para os pacientes que já não respondem bem aos medicamentos. Uma delas é a cirurgia ablativa, que visa destruir áreas específicas do cérebro alteradas pela doença. A outra chama-se estimulação cerebral profunda e consiste na implantação de um marca-passo para corrigir estímulos incorretos enviados de uma região cerebral para outra. Essas cirurgias não são curativas, mas aliviam sintomas fora do controle. Free Powerpoint Templates Page 18
  19. 19. TRATAMENTOS CIRÚRGICOS• Cirurgias também são muito utilizadas nos tratamentos médicos convencionais. As cirurgias consistem em lesões no núcleo pálido interno (Palidotomia) ou do tálamo ventro-lateral (Talamotomia), que estão envolvidos no mecanismo da rigidez e tremor. Porém, a lentidão de movimentos responde melhor aos medicamentos. Essas lesões podem diminuir a rigidez e abolir o tremor. Todavia, nenhuma delas representa a cura da doença. Na medicina tradicional, o médico dirá se um paciente pode ou não se beneficiar do tratamento Free Powerpoint Templates Page 19
  20. 20. Free Powerpoint Templates Page 20
  21. 21. Tratamento fisioterapico O treinamento de marcha é um dos principais métodos usados para prevenção de quedas, treinando passos maiores e reduzindo a frequência e a intensidade dos congelamentos provocados pela DP, pois se o idoso tiver maior estabilidade quando for caminhar, a probabilidade de cair será bem menor principalmente se a marcha for feita com segurança. Além disso, pode-se realizar treinamentos em esteira comFree Powerpoint Templates suportes de peso, treinamento de equilíbrio e Page 21 terapia muscular.
  22. 22. Tratamento por aculpulturaUtilizamos agulhamento sistêmico(agulhas no local) lesado, para orelaxamento muscular, e propiciar assim omovimento voluntario, uso de acupunturaauricular (orelha), podemos utilizartambém eletroestimulação por correntemodulada, assim como uso do Laser (usode luz direcionada no local da lesão). Osresultados são bastante significativos. Free Powerpoint Templates Page 22
  23. 23. Tratamento fonoaudiologico• Segundo neurologista Dr:José Renato Guimarães Grisolia, "A fonoaudiologia pode melhorar a deglutição". http://leandrafono.blogspot.com.br/2012/09 /parkinson-e-fonoaudiologia.html Free Powerpoint Templates Page 23
  24. 24. Terapia genética tem sucesso para tratar ParkinsonTerapia genética pode vir a ser opção para tratar rigidez muscular, tremores e lentidão demovimentos, sintomas da doença de Parkinson.Pesquisadores de sete centros dos Estados Unidos mostraram que a transferência de umaenzima chamada GAD (descarboxilase glutâmica), implantada diretamente no cérebro dodoente, recupera parte de seus movimentos.Esse foi o primeiro estudo bem-sucedido sobre transferência genética em Parkinson. Osresultados foram divulgados ontem na edição virtual do periódico médico "LancetNeurology".A doença de Parkinson provoca a degeneração dos neurônios na área da substância negrado cérebro, diminuindo a produção de dopamina e comprometendo o circuito nervosoenvolvido na coordenação motora.No trabalho, os pesquisadores de instituições como a Universidade de Stanford eMassachusetts General Hospital usaram um vírus como vetor da enzima GAD, responsávelpor produzir o neurotransmisor Gaba (ácido gama-aminobutírico), encontrado em pouca quantidade em quem sofre de doença de Parkinson.Ao todo, 45 pessoas que tinham a doença havia mais de cinco anos foram divididas emdois grupos.No primeiro grupo, a enzima foi injetada no cérebro. O neurotransmissor Gaba ajudou aregular o excesso de glutamato, causado pela diminuição da dopamina.Os pacientes do outro grupo, em vez de material genético, passaram por cirurgia em quesó receberam solução salínica inócua no cérebro.Seis meses depois do experimento, houve recuperação de 23% dos movimentos nospacientes tratado com a terapia genética. Free Powerpoint TemplatesNo grupo-controle, a melhora foi de 12%. A hipótese dos autores é a de que o efeito Page 24placebo causou isso.
  25. 25. Terapia genética tem sucesso para tratar Parkinson Free Powerpoint Templates Page 25
  26. 26. Qual é a diferença entre ter tremores e sofrer da Doença de Parkinson? Alguns sintomas do tremor essencial são: Tremores involuntários de breve duração Voz trêmula Espasmos Tremores que pioram durante períodos de grande estresse emocional Os tremores são o único sintoma Problemas de equilíbrio (raras vezes) Estes são alguns sintomas do mal de Parkinson: Rigidez muscular Tremores Bradicinesia (lentitude progressiva dos movimentos e perda gradual da atividade espontânea) Mudanças na forma e postura ao caminhar Free Powerpoint Templates e na escrita Mudanças na fala Page 26
  27. 27. Viva bem com Parkinson Free Powerpoint Templates Page 27
  28. 28. Mudanças no estilo de vidaNenhuma dieta especial ou alimentos naturais foram comprovados pararetardar a progressão da doença, mas existem algumas recomendações Proteína. Os níveis elevados de proteínas pode afetar a quantidade de levodopa que pode chegar ao cérebro e ,portanto, reduzir a eficácia do medicamento. Evitar proteína completamente não é a solução, uma vez que pode resultar em uma desnutrição. Alguns estudos têm mostrado os benefícios de uma dieta com menor quantidade de proteína e o consumo da mesma em horários mais distanciados do uso da levodopa. O que acontece é que, de um modo geral, as pessoas costumam consumir excesso de proteína (muita carne, presuntos, hambúrgueres e outras preparações). Frutas e vegetais e fibras. Comer grãos integrais, frutas frescas e vegetais é a melhor abordagem para qualquer vida saudável. Uma dieta rica em frutas e vegetais pode ajudar a proteger a função das células nervosas. Muitos destes alimentos são também frequentemente ricos em fibras, o que é particularmente importante para ajudar a prevenir a constipação. Free Powerpoint Templates Page 28
  29. 29. » Ervas e Suplementos Geralmente, os fabricantes de remédios à base de plantas e suplementos alimentares não precisa de aprovação do FDA para vender seus produtos. Tal como uma droga, ervas e suplementos podem afectar a química do corpo e, portanto, tem o potencial de produzir efeitos secundários que podem ser prejudiciais. Tem havido um grande número de casos de efeitos colaterais graves e até fatais de produtos fitoterápicos. Sempre verifique com seu médico antes de usar qualquer remédio à base de plantas ou suplementos alimentares. Free Powerpoint Templates Page 29
  30. 30. Parkinson e Estresse• o estresse contribui para a morte prematura de liberação de dopamina os neurônios na substância negra do cérebro. Isso contribui para o aparecimento da doença de Parkinson• A descrição é feita pelo médico Cícero Galli Coimbra, professor de Neurologia Experimental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que desde 2003 coordena um estudo sobre a doença. Free Powerpoint Templates Page 30

×