Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mesopotamia

4,947 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to like this

Mesopotamia

  1. 8. O SURGIMENTO DOS PRIMEIROS NÚCLEOS URBANOS NA REGIÃO FOI ACOMPANHADO DO DESENVOLVIMENTO DE UM COMPLEXO SISTEMA HIDRÁULICO QUE FAVORECIA A UTILIZAÇÃO DOS PÂNTANOS, EVITAVA INUNDAÇÕES E GARANTIA O ARMAZENAMENTO DE ÁGUA PARA AS ESTAÇÕES MAIS SECAS.
  2. 24. AS CIVILIZAÇÕES MESOPOTÂMICAS SUMÉRIOS (ca. 3000-2550 aC) <ul><li>Cidades-estado independentes (Ur, Uruk, Nippur, Lagash) </li></ul><ul><li>patesi: centralização do poder político, militar e religioso; </li></ul><ul><li>classes dominantes: sacerdotes e burocracia administrativa; </li></ul><ul><li>desenvolvimento da escrita cuneiforme e invenção da roda. </li></ul>AMORITAS (ca. 2000-1750 aC) <ul><li>Hamurabi , rei da Babilônia : conquista da Mesopotâmia e formação do Primeiro Império Babilônico ; </li></ul><ul><li>criação do mais antigo sistema de leis escritas: Código de Hamurabi ; </li></ul><ul><li>declínio: morte de Hamurabi, fragmentação e invasões estrangeiras. </li></ul>ACÁDIOS (ca. 2550 aC) <ul><li>conquista e unificação das cidades sumerianas; </li></ul><ul><li>Sargão I : Império Acádio-sumeriano; </li></ul><ul><li>absorção e síntese da cultura suméria; </li></ul><ul><li>curta duração: revoltas e invasões estrangeiras. </li></ul>ASSÍRIOS (ca. 1300-612 aC) <ul><li>conflitos e invasões: espírito guerreiro ; </li></ul><ul><li>Império Assírio: conquista da Mesopotâmia e expansão territorial ; </li></ul><ul><li>Estado militarista: violência, tributos e escravização dos povos conquistados; </li></ul><ul><li>fim do Império: aliança entre medos e caldeus. </li></ul>CALDEUS (ca. 612-539 aC) <ul><li>Segundo Império Babilônico ; </li></ul><ul><li>Babilônia: centro político, comercial e cultural; </li></ul><ul><li>Nabucodonosor : expansão territorial e grandes construções; </li></ul><ul><li>conquista de Jerusalém e escravização dos hebreus (cativeiro da Babilônia) ; </li></ul><ul><li>fim do império: invasão e domínio dos persas. </li></ul>
  3. 25. A RELIGIÃO AS CIÊNCIAS AS ARTES PLÁSTICAS A LITERATURA <ul><li>desenvolvimento da escrita cuneiforme, considerada por muitos como a mais antiga do mundo; </li></ul><ul><li>sistema ideográfico (pictográfico): sinais feitos em forma de cunha sobre tabuletas de argila, representando idéias, ações e objetos. </li></ul>O DIREITO A ESCRITA <ul><li>narrativas variadas de mitos: cosmogonia, heróis, deuses e lendas. </li></ul><ul><li>Epopéia de Gilgamesh: versão mitológica da criação e do dilúvio, e provável fonte de inspiração da narrativa bíblica deste evento protagonizado por Noé no Antigo Testamento. </li></ul><ul><li>arquitetura: introdução do uso do arco na construção de palácios, templos e cidades; </li></ul><ul><li>zigurates : grandes templos que serviam também como observatório astronômico, biblioteca e hospital; </li></ul><ul><li>pintura (paredes) e escultura (estátuas e relevos): decoração dos templos, palácios e túmulos, com sentido predominantemente político e religioso. </li></ul><ul><li>“ invenção” da ciência jurídica: desenvolvimento de sistemas de leis escritas; </li></ul><ul><li>Código de Hamurabi : marco pioneiro da história do Direito, era baseado no princípio de Talião (“olho por olho, dente por dente”) e abrangia todas as esferas da vida social. </li></ul><ul><li>Astronomia: estudo de fenômenos celestes, noções sobre o movimento de estrelas e planetas, previsão de eclipses e criação de um calendário lunar que dividia o ano em doze meses e a semana em sete dias. </li></ul><ul><li>Matemática: desenvolvimento da álgebra, domínio das quatro operações, criação das raízes quadrada e cúbica e divisão do círculo em 360 graus. </li></ul><ul><li>Medicina: ainda que impregnada pela magia, já empregava medicamentos à base de plantas e tratamentos cirúrgicos. </li></ul><ul><li>influência sobre todas as esferas da vida social: o soberano era o sumo-sacerdote e os templos recolhiam os impostos; </li></ul><ul><li>politeísmo: os deuses podiam ter forma humana (antropomorfismo) ou serem associados a fenômenos naturais e astronômicos (ar, água, céu, estrelas); </li></ul><ul><li>crença na influência das forças cósmicas sobre a existência humana: desenvolvimento da astronomia e da astrologia; </li></ul><ul><li>amplo uso da magia e da adivinhação, criação do horóscopo e dos signos do zodíaco; </li></ul><ul><li>caráter prático: cultos, ritos e sacrifícios visando vantagens e recompensas terrenas. </li></ul>

×