Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Império Bizantino

436 views

Published on

Império Bizantino

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Império Bizantino

  1. 1. MAPA ANTIGOMAPA ANTIGO
  2. 2. MAPA ATUALMAPA ATUAL
  3. 3. ORIGENSORIGENS CRIADO POR TEODÓSIO EM 395. A PARTIR DA DIVISÃO DO IMPÉRIO ROMANO EM 2, O DO OCIDENTE E O DO ORIENTE (IMPÉRIO BIZANTINO). A CAPITAL, CONSTANTINOPLACONSTANTINOPLA (HOJE ISTAMBUL). IMPÉRIO ROMANO DO OCIDENTE - CAPITAL EM ROMAROMA , É EXTINTO EM 476, O DOMÍNIO BIZANTINO ESTENDE-SE POR VÁRIOS SÉCULOS, COM OS BALCÃS, ÁSIA MENOR, SÍRIA, PALESTINA, NORTE DA MESOPOTÂMIA E NORDESTE DA ÁFRICA. TERMINA APENAS EM 1453, COM A TOMADA DE CONSTANTINOPLA PELOS TURCOS.
  4. 4. DIVISÃO ORIENTE X OCIDENTEDIVISÃO ORIENTE X OCIDENTE
  5. 5. CONSTANTINOPLACONSTANTINOPLA ARCO CONSTANTINO PALÁCIO IMPERADORES VOCÊ SABIA QUE EM CONSTANTINOPLA FOI CRIADO O CARGO DE GUIA TURÍSTICO? A CIDADE ERA TÃO RICA QUE SÓ ERA MOSTRADA AOS VISITANTES A PARTE POBRE DA CAPITAL, PARA NÃO DESPERTAR A COBIÇA DE POVOS INVASORES.
  6. 6. IGREJA DE SANTA SOFIAIGREJA DE SANTA SOFIA LOCALIZA-SE EM FRENTE A MESQUITA AZUL, BAIRRO SULTAN AHMET. A IGREJA FOI CONSTRUÍDA NA ENTÃO CONSTANTINOPLA, POR VOLTA DE 360 PELO IMPERADOR CONSTANTINO E FOI DESTRUIDA DUAS VEZES POR INCENDIOS. RECONSTRUIDA POR VOLTA DE 530 DC PELO IMPERADOR JUSTINIANO. O LAYOUT E DECORAÇÃO SÃO TÍPICOS DE UMA IGREJA DA ERA BIZANTINA.NA TOMADA DE CONSTANTINOPLA PELOS TURCOS EM 1453, SANTA SOFIA FOI TRANSFORMADA EM UMA MESQUITA E FORAM ADICIONADAS A ELA QUATRO MINARETES (TORRES ALTAS). SANTA SOFIA PASSOU POR MUITAS REFORMAS E TAMBÉM SOFREU DANOS POR CAUSA DE VÁRIOS TERREMOTOS. HOJE ELA NÃO É NEM UMA IGREJA NEM UMA MESQUITA E SIM UM MUSEU. NA VISITA SE TEM UMA SENSAÇÃO BEM CLARA DA MESCLA DE RELIGIÕES EM SUAS DECORAÇÕES E AFRESCOS.
  7. 7. EXERCEU UMA AUTORIDADE DESPÓTICA, CONTROLANDO TANTO A VIDA POLÍTICA COMO RELIGIOSA NO IMPÉRIO, SEU PODER COM CARÁTER QUASE SAGRADO. A PREOCUPAÇÃO COM A QUESTÃO RELIGIOSA MARCOU O REINADO DE JUSTINIANO, QUE PASSOU A EXERCER FORTE INFLUÊNCIA SOBRE A IGREJA, INSTITUINDO O “CESAROPAPISMO” E COMBATEU TODAS AS MANIFESTAÇÕES, CONSIDERADAS COMO HERESIAS, QUE PUDESSEM DIVIDIR A IGREJA E AFETAR SEU PODER. GOVERNO DE JUSTINIANOGOVERNO DE JUSTINIANO
  8. 8. FAZ A REVISÃO E CODIFICAÇÃO DO DIREITO ROMANO NO CORPUS JURIS CIVILIS OU CÓDIGO JUSTINIANO. CASA-SE COM TEODORA, EX-ATRIZ E FILHA DE UM TRATADOR DE URSOS, QUE TEM PAPEL IMPORTANTE EM SEU GOVERNO. GOVERNO DE JUSTINIANOGOVERNO DE JUSTINIANO
  9. 9. JUSTINIANO EMPREENDEU UMA POLÍTICA EXPANSIONISTA CUJO OBJETIVO ERA RECUPERAR O ANTIGO IMPÉRIO DO OCIDENTE E REALIZOU IMPORTANTES CONQUISTAS NO NORTE DA ÁFRICA, DERROTANDO OS VÂNDALOS E POSTERIORMENTE OS OSTROGODOS NA PENÍNSULA ITÁLICA E POR ÚLTIMO PARTE DA ESPANHA APÓS DERROTAR OS VISIGODOS. GOVERNO DE JUSTINIANOGOVERNO DE JUSTINIANO
  10. 10. CISMA DOCISMA DO ORIENTEORIENTE RESULTADO DA DEBILITAÇÃO DO IMPÉRIO BIZANTINO E DO FORTALECIMENTO DO PAPADO ROMANO APÓS SUA ALIANÇA COM OS FRANCOS. O ABANDONO DA OBEDIÊNCIA DA IGREJA BIZANTINA A ROMA, EM 867, COINCIDE COM UMA NOVA TENTATIVA DE EXPANSÃO DE BIZÂNCIO, QUE REFORÇA O ABSOLUTISMO IMPERIAL, CONSOLIDA A INFLUÊNCIA GREGA E INTENSIFICA A DIFUSÃO DO MONARQUISMO E DO MISTICISMO, EM CONTRAPOSIÇÃO ÀS REFORMAS DO PAPA LEÃO IX. A IGREJA ORIENTAL ROMPE COM A OCIDENTAL, PASSANDO A DENOMINAR-SE IGREJA ORTODOXA, EM 1054.
  11. 11. QUEDA DE CONSTANTINOPLAQUEDA DE CONSTANTINOPLA Por causa das guerras externas e civis e das Cruzadas, Bizâncio continua se enfraquecendo. Em 1203 Constantinopla é tomada pela Cruzada e sofre o maior saque de relíquias e objetos de arte que a história da Idade Média registra. O Império Bizantino é repartido entre os príncipes feudais, originando os diversos Estados monárquicos. Sob assédio constante dos turcos desde 1422, Constantinopla cai em 1453 e marca o fim do Império Romano do Oriente.
  12. 12. ARTESARTES A aceitação do cristianismo a partir do reinado de Constantino e sua oficilização por Teodósio procuraram fazer com que a religião tivesse um importante papel como difusor didático da fé ao mesmo tempo que serviria para demonstrar a grandeza do Imperador que mantinha seu caráter sagrado e governava em nome de Deus. A tentativa de preservar o caráter universal do Império fez com que o cristianismo no oriente destacasse aspectos de outras religiões, isso explica o desenvolvimento de rituais, cânticos e basílicas. O apogeu da cultura bizantina ocorreu durante o reinado de Justiniano ( 526-565 d.C. ), considerada como a Idade de Ouro do império.
  13. 13. ARTESARTES CANTO BIZANTINO: A liturgia musical bizantina sobreviveu ao Império; ela é, hoje, a da Igreja grega (gregos, servos, albaneses, búlgaros, romenos) e da Igreja russa (que adotou no fim do século X a liturgia musical búlgara, distinguindo-se mais tarde por um estilo especificamente russo, que evolui de forma diferente). Outros ritos do Oriente conservaram em sua música litúrgica o testemunho de seus vínculos bizantinos, mas evoluíram sob a influência da música árabe e das tradições autóctones: são os ritos maronita, sírio, armênio e copta.
  14. 14. ARTESARTES ARQUITETURA: O grande destaque da arquitetura foi a construção de Igrejas, facilmente compreendido dado o caráter teocrático do Império Bizantino. A necessidade de construir Igrejas espaçosas e monumentais, determinou a utilização de cúpulas sustentadas por colunas, onde haviam os capitéis, trabalhados e decorados com revestimento de ouro, destacando-se a influência grega. A Igreja de Santa Sofia é o mais grandioso exemplo dessa arquitetura, onde trabalharam mais de dez mil homens durante quase seis anos. Por fora o templo era muito simples, porém internamente apresentava grande suntuosidade, utilizando-se de mosaicos com formas geométricas, de cenas do Evangelho.
  15. 15. IGREJA DE SANTA SOFIAIGREJA DE SANTA SOFIA
  16. 16. ARTESARTES PINTURA E ESCULTURA: não teve grande desenvolv., pois assim como a escultura sofreram forte obstáculo devido ao movimento iconoclasta . Encontramos três elementos distintos: os ícones, pinturas em painéis portáteis, com a imagem da Virgem Maria, de cristo ou de santos; as miniaturas, pinturas usadas nas ilustrações dos livros, portanto vinculadas com a temática da obra; e os afrescos, técnica de pintura mural onde a tinta era aplicada no revestimento das paredes, ainda úmidos, garantindo sua fixação. Destaca-se na escultura o trabalho com o marfim, os dípticos, obra em baixo relevo, formada por dois pequenos painéis que se fecham, ou trípticos, obras semelhantes às anteriores, porém com uma parte central e duas partes laterais que se fecham.
  17. 17. ICONOCLASTIAICONOCLASTIA OS VENERADORES DE IMAGENS AS CONSIDERAM SÍMBOLO E MEDIAÇÃO DO DIVINO. APOIADOS PELO PAPA GREGÓRIO III, OPÕEM-SE VIOLENTAMENTE À ICONOCLASTIA, OU PROIBIÇÃO DE IMAGENS NAS IGREJAS (SALVO A DE CRISTO), DECRETADA EM 726 PELO IMPERADOR LEÃO III. EM 730 É DECRETADA A PENA DE MORTE PARA QUEM VENERASSE IMAGENS.

×