Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula sobre wallon

8,295 views

Published on

  • Be the first to comment

Aula sobre wallon

  1. 1. Henri Wallon - O educador integral
  2. 2. • Militante apaixonado, o médico, psicólogo e filósofo francês mostrouque as crianças têm também corpo eemoções (e não apenas cabeça) na sala de aula
  3. 3. • Falar que a escola deve proporcionar formação integral (intelectual, afetiva e social) às crianças é comum hoje em dia.• No início do século passado, porém, essa idéia foi uma verdadeira revolução noensino. Uma revolução comandada por um médico, psicólogo e filósofo francês chamado Henri Wallon
  4. 4. • Sua teoria pedagógica, que diz que o desenvolvimento intelectual envolve muito mais do que um simples cérebro, abalou as convicções numa época em que memória e erudição eram o máximo em termos de construção do conhecimento.
  5. 5. • Wallon foi o primeiro a levar não só o corpo da criança mas também suas emoções para dentro da sala de aula. Fundamentou suas idéias em quatro elementos básicos que se comunicam o tempo todo: a afetividade, o movimento, a inteligência e a formação do eu como pessoa.
  6. 6. • Militante apaixonado (tanto na política como na educação), diziaque reprovar é sinônimo de expulsar, negar, excluir. Ou seja, "a própria negação do ensino".
  7. 7. • As emoções, para Wallon, têm papel preponderante no desenvolvimento da pessoa. É por meio delas que o aluno exterioriza seus desejos e suas vontades. Em geral são manifestações que expressam um universo importante e perceptível, mas pouco estimulado pelos modelos tradicionais de ensino.
  8. 8. Afetividade• As transformações fisiológicas em uma criança (ou, nas palavras de Wallon, em seu sistema neurovegetativo) revelam traços importantes de caráter e personalidade. "A emoção é altamente orgânica, altera a respiração, os batimentos cardíacos e até o tônus muscular, tem momentos de tensão e distensão que ajudam o ser humano a se conhecer“.
  9. 9. • A raiva, a alegria, o medo, a tristeza e os sentimentos mais profundos ganham função relevante na relação da criança com o meio. "A emoção causa impacto no outro e tende a se propagar no meio social", Ela diz que a afetividade é um dos principais elementos do desenvolvimento humano.
  10. 10. Wallon na escola:humanizar a inteligência • Diferente dos métodos tradicionais (que priorizam a inteligência e o desempenho em sala de aula), a proposta walloniana põe o desenvolvimento intelectual dentro de uma cultura mais humanizada. A abordagem é sempre a de considerar a pessoa como um todo.
  11. 11. • Elementos como afetividade, emoções, movimento e espaço físico se encontram num mesmo plano. As atividadespedagógicas e os objetos, assim, devem sertrabalhados de formas variadas. Numa sala de leitura, por exemplo, a criança pode ficar sentada, deitada ou fazendo coreografias da história contada pelo professor. Os temas e as disciplinas não se restringem a trabalhar o conteúdo, mas a ajudar a descobrir o eu no outro.
  12. 12. • Essa relação dialética ajuda adesenvolver a criança em sintonia com o meio.
  13. 13. Movimento • Segundo a teoria de Wallon, as emoções dependem fundamentalmente da organizaçãodos espaços para se manifestarem. A motricidade, portanto, tem caráterpedagógico tanto pela qualidade dogesto e do movimento quanto por sua representação.
  14. 14. • Por que, então, a disposição do espaço não pode ser diferente? Não é o caso de quebrar a rigidez e a imobilidade adaptando a sala de aula para que as crianças possam se movimentar mais? Mais que isso, que tipo de material é disponibilizado para os alunos numa atividade lúdica ou pedagógica? Conforme as idéias de Wallon, a escola infelizmente insiste em imobilizar a criança numa carteira, limitando justamente a fluidez das emoções e do pensamento, tão necessária para o desenvolvimento completo da pessoa.
  15. 15. • Estudos realizados por Wallon com crianças entre 6 e 9 anos mostram que o desenvolvimento da inteligência depende essencialmente de como cada uma faz as diferenciações com a realidade exterior. Primeiro porque, ao mesmo tempo, suas idéias são lineares e se misturam – ocasionando um conflito permanente entre dois mundos, o interior, povoado de sonhos e fantasias, e o real, cheio de símbolos, códigos e valores sociais e culturais.
  16. 16. • Nesse conflito entre situaçõesantagônicas ganha sempre a criança. É na solução dos confrontos que a inteligência evolui. Wallon diz que o sincretismo (mistura de idéias num mesmo plano), bastante comumnessa fase, é fator determinante para o desenvolvimento intelectual. Daí se estabelece um ciclo constante de boas e novas descobertas.
  17. 17. O eu e o outro • A construção do eu na teoria de Wallon depende essencialmente do outro. Seja para ser referência, seja para ser negado. Principalmente a partir do instante em que a criança começa a viver a chamada crise de oposição, em que a negação do outro funciona como uma espécie de instrumento de descoberta de si própria.
  18. 18. • "Manipulação (agredir ou se jogar no chão para alcançar o objetivo), sedução (fazer chantagem emocional com pais e professores) e imitação do outro são características comuns nessa fase“.. "Até mesmo a dor, o ódio e o sofrimento são elementos estimuladores da construção do eu“. Isso justifica o espírito crítico da teoria walloniana aos modelos convencionais de educação.
  19. 19. Para pensar •A teoria de Henri Wallon ainda é um desafiopara muitos pais, escolas e professores. Sua obra faz uma resistência contumaz aos métodos pedagógicos tradicionais. Numa época de crises, guerras, separações e individualismos como a nossa, não seria melhor começar a pôr em prática nas escolas idéias mais humanistas, que valorizem desde cedo a importância das emoções?
  20. 20. • A psicologia genética de Wallon traz um campo vasto de implicações educacionais . A opção por estudar o desenvolvimento da pessoa completa e a de basear este estudo numa perspectiva dialética , faz com que sua teoria , abrangente e dinâmica , sirva a múltiplas leituras por parte de quem procura , nela , subsídios para a reflexão pedagógica tratando de temas como emoção, movimento , formação da personalidade , linguagem , pensamento e tantos outros .
  21. 21. • Além das implicações educacionais decorrentes das leituras que se faça de sua psicogênese, Wallon tratou de explicitar , ele próprio , interessantesconsiderações acerca da educação.
  22. 22. • Das idéias pedagógicas explicitadas por Wallon destaca-se a que se refere à necessidade de superação da dicotomia entre indivíduo e sociedade, subjacente à maior parte dos sistemas de ensino. • Segundo Wallon estes costumam oscilar contraditoriamente entre um e outro pólo da autonomia .• O movimento da Escola Nova , ao buscar romper com a opressão do indivíduo pela sociedade , acabou por desprezar as dimensões sociais da educação , preconizando o individualismo .
  23. 23. • Para perspectiva Walloniana é na interação e no contato com o outro que se forma o indivíduo. Wallon considera , portanto , que a educação deve , obrigatoriamente , integrar , à sua prática e aos seus objetivos , essas duas dimensões , a social e a individual . Contrapondo-se ao autoritarismo do ensino tradicional , os escolanovistas defenderam a condução do ensino pelo interesse da criança .
  24. 24. • Valorizando a atividade da criança em sua espontaneidade , acabavam por anular a necessidade do ensino sistematizado e da intervenção do professor . A escola nova ignorava as dimensões sociais da educação , e preconizava o individualismo. Numa luta permanente continuamos nos debatendo contra o autoritarismo das concepções tradicionais ainda predominante no cenário educacional .
  25. 25. • Wallon considera que a priorização da discussão metodológica em detrimento da reflexão sobre as dimensões sociais da educação foi outro fator responsável pelo individualismo implicado na proposta da Escola Nova . • A educação tem sempre um papel político .
  26. 26. • Projeto Langewin wallon• Elaborado por pessoas comprometidas com a reconstrução da sociedade , abalada física e moralmente pela guerra. O projeto destaca a responsabilidade da educação neste processo . Organiza todos os âmbitos do sistema de ensino (administrativo , curricular , metodológico ) em torno do princípio de justiça social e os apoia sobre o conhecimento científico do ser humano em desenvolvimento , sobre a psicogênese.
  27. 27. • Para a descoberta dos gostos e preferências individuais previa um trabalho de orientação vocacional , a ser realizado pelo psicólogo escolar . Ao lado dos procedimentos psicopedagógicos , o projeto previa procedimento de naturezafinanceira – Além da gratuidade do ensino , incluíam a implantação de um regime de remuneração ao estudante – para assegurar a todos os indivíduos o plenodesenvolvimento de suas potencialidades .
  28. 28. • Muito embora a discussão sobre a valorização social das profissões fuja do âmbito estrito de atuação da escola, seu controle , deveria estar presente na reflexão educacional , como exigência da fundamental integração que deve existir entre escola e sociedade .

×