Sedentarismo

1,534 views

Published on

Apresentação sobre Sedentarismo

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Sedentarismo

  1. 1. SEDENTARISMO Adriano Guimarães Jesus 2014 EDUCAÇÃO FISICA
  2. 2. DEFINIÇÃO • Sedentarismo é definido como a falta, ausência e/ou diminuição de atividades físicas ou esportivas. • Considerada como a doença do século. • está associada ao comportamento cotidiano decorrente dos confortos da vida moderna.
  3. 3. Consequências para a saúde • A ausência de atividades físicas pode provocar um processo de regressão funcional. • Perda de flexibilidade articular além de comprometer o funcionamento de vários órgãos posteriormente distinguindo-se um fenômeno associado à hipotrofia de fibras musculares.
  4. 4. • Além de ser a principal causa do aumento da ocorrência de várias doenças, como Hipertensão arterial, diabetes, obesidade, aumento do colesterol e infarto do miocárdio. A vida sedentária pode também ser causa direta ou indiretamente de morte súbita. • Para sair da classificação do sedentarismo (OMS), o ser humano precisa gastar 2.200 calorias por semana.
  5. 5. COMO ABANDONAR O SEDENTARISMO • Para atingir o mínimo de 2200 Kcal em atividade físicas semanais, existem várias propostas que podem ser adotadas de acordo com as possibilidades ou conveniências de cada um. • Praticar atividades esportivas como andar, correr, pedalar, nadar, fazer ginástica, exercícios com pesos ou jogar bola é uma proposta válida para evitar o sedentarismo e importante para melhorar a qualidade de vida.
  6. 6. • Porem exercer as atividades físicas necessárias à vida cotidiana de maneira consciente também é fundamental. • Recomenda-se a realização de exercícios físicos de intensidade moderada durante 40 a 60 minutos de 3 a 5 vezes por semana.
  7. 7. • O simples ato de subir 2 ou 3 andares de escada ao chegar em casa ou no trabalho, dispensar o interfone e o controle remoto, estacionar o automóvel intencionalmente num local mais distante, dispensar a escada rolante no shopping, são algumas alternativas que podem compor esta mudança de hábitos. • A liberação plena para a prática de exercícios físicos, principalmente as atividades competitivas e de maior intensidade, deve partir do médico.
  8. 8. • Como também a indicação do exercício adequado para cada pessoa deve partir do educador físico devidamente habilitado. • A principal recomendação é seguir o bom senso e praticar exercícios como um hábito de vida e não como quem toma um remédio amargo.
  9. 9. Referências • http://emedix.uol.com.br/doe/mes001_1f_se dentarismo.php#texto1 • http://pt.wikipedia.org/wiki/Sedentarismo • http://www.infoescola.com/saude/sedentaris mo/

×