Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Games no mix de Marketing

1,972 views

Published on

Apresentação feita na X Semana de Comunicação da UNASP. A ideia era contextualizar o uso de games como ferramenta de branding e comunicação.

Published in: Technology
  • Be the first to comment

Games no mix de Marketing

  1. 1. PLAYFUL EXPERIENCES games no mix de marketing @diasleo | @taxilabs 06 de outubro de 2010 | x semana de comunicação unasp
  2. 2. video link | taxi labs reel 2010 clique para abrir
  3. 3. ninguém acorda de manhã dizendo: “puxa, como eu gostaria de interagir com o marca x hoje!”
  4. 4. uma marca precisa ‣ atrair ‣ engajar ‣ divertir a não ser que venda armamentos... ;-)
  5. 5. é preciso oferecer algo em troca do tempo das pessoas
  6. 6. relevância
  7. 7. It’s the story, stupid!
  8. 8. histórias que se propagam, são as que emocionam, entretem e fascinam
  9. 9. sem coerência com a história qualquer solução soa falsa ...e é falsa
  10. 10. como saber qual é a história a contar? bem, esse é o trabalho de vocês!
  11. 11. parte 1 a gente veio falar de games
  12. 12. games são formas altamente interativas de se contar histórias aproveite-se disso
  13. 13. video link | making of fiat punto t-racer clique para abrir
  14. 14. história
  15. 15. senet também visto em lost ;-)
  16. 16. o jogo real de ur
  17. 17. game = regras + desafio + interação
  18. 18. por que jogamos? pq é divertido, dãããã distrai sentido de recompensa algo em que melhoramos com o tempo competir, ganhar de alguém ou algo
  19. 19. além de ser uma excelente ferramenta de branding, comunicação e relacionamento pronto, falei!
  20. 20. é da natureza humana jogar
  21. 21. e não só da humana, animais também adoram jogar.
  22. 22. parte 2 jogos eletrônicos
  23. 23. arcade simulador *burnout *gran turismo
  24. 24. plataformas
  25. 25. categorias
  26. 26. time trial
  27. 27. plataforma
  28. 28. 1ª pessoa
  29. 29. 3ª pessoa
  30. 30. rpg (role playing games)
  31. 31. estratégia
  32. 32. luta
  33. 33. puzzle
  34. 34. adventure
  35. 35. esportes
  36. 36. tabuleiro
  37. 37. mini-games
  38. 38. manutenção
  39. 39. jogadores ‣ single player ‣ multiplayer online / offline ‣ multiplayer por turnos ou em tempo real ‣ massive multiplayer online
  40. 40. público ‣ sérios (treinamento, simuladores, militares) ‣ casual ‣ hard core ‣ social games ‣ arg (alternate reality games) ‣ gambling (casino, poker) ‣ advergames (+ads in games)
  41. 41. as combinações possíveis são infinitas
  42. 42. hoje, quem quer jogar tem acesso fácil e gratuíto a games
  43. 43. games online, embarcados no celular, embarcados no computador, nas TVs digitais, nas redes sociais...
  44. 44. a qualidade do que há disponível está cada vez melhor
  45. 45. como se destacar? ‣ diversão relevante ‣ razões para “share” com amigos ‣ razões para voltar ‣ ser fiel a história que a marca conta ‣ respeitar o usuário, seu tempo e inteligência
  46. 46. mas não use a estratégia “campo dos sonhos” “construa e eles virão...”
  47. 47. é importante que o game faça parte de um plano de comunicação
  48. 48. se investir só em comunicação, não terá o que comunicar. só em produção e dependerá 100% de viralização.
  49. 49. como fazer? pequenos insights de quem está nesta estrada há algum tempo
  50. 50. viajar de avião não te torna um piloto assistir filmes não te torna um cineasta ler anúncios não te torna um publicitário
  51. 51. então por que jogar tornaria alguem um game designer?
  52. 52. trabalhe com alguem que entenda do assunto
  53. 53. chame a empresa parceira para discussão enquanto ainda há o que discutir.
  54. 54. você entende do cliente, eles entendem de games
  55. 55. lembre-se como é frustrante receber um briefing ruim.
  56. 56. não foque na tecnologia
  57. 57. esqueça-se de prêmios por alguns instantes
  58. 58. escute o que os parceiros tem a dizer
  59. 59. dê tempo para que possam fazer a parte deles
  60. 60. cases como os que você viu em cannes envolvem muito trabalho, tempo e “energia” sim, estou falando de budget!
  61. 61. dê espaço para o talento da equipe parceira
  62. 62. não use gta como referência quando sua verba só paga um pac-man
  63. 63. seja generoso, divida os resultados com o parceiro isso voltará em dobro prá você nos trabalhos futuros
  64. 64. não abandone um filho
  65. 65. meça, analise e ajuste. repita
  66. 66. preço, prazo ou qualidade escolha 2
  67. 67. não, realidade aumentada não é sinônimo de inovação
  68. 68. video link | making of lg transformers ii clique para abrir
  69. 69. www.taxilabs.com.br
  70. 70. video link | para finalizar clique para abrir
  71. 71. PLAYFUL EXPERIENCES obrigado!! leonardo dias leonardo@taxilabs.com.br

×