Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia

Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Loading in …3
×

Check these out next

1 of 24 Ad

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia

Download to read offline

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia | Campinas - SP, 14-16 de agosto, 2019
Diana Aguiar Vieira foi oradora convidada no III Seminário Internacional Teoria Social Cognitiva em Debate realizado na Universidade São Francisco em Campinas – SP, Brasil. No dia 14 de agosto participou na mesa redonda intitulada “Autoeficácia” com Roberto Tadeu Iaochite (Universidade Estadual Paulista, Brasil) e Laura Ritchie (University of Chichester, Reino Unido).

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia | Campinas - SP, 14-16 de agosto, 2019
Diana Aguiar Vieira foi oradora convidada no III Seminário Internacional Teoria Social Cognitiva em Debate realizado na Universidade São Francisco em Campinas – SP, Brasil. No dia 14 de agosto participou na mesa redonda intitulada “Autoeficácia” com Roberto Tadeu Iaochite (Universidade Estadual Paulista, Brasil) e Laura Ritchie (University of Chichester, Reino Unido).

Advertisement
Advertisement

More Related Content

Slideshows for you (20)

Similar to Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia (20)

Advertisement

More from Diana Aguiar Vieira (13)

Recently uploaded (20)

Advertisement

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia

  1. 1. Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia III Seminário Internacional Teoria Social Cognitiva em Debate Universidade São Francisco, unidade Swift Campinas – SP, Brasil, 14-16 Agosto 2019 Diana Aguiar Vieira ISCAP, Politécnico do Porto, Portugal
  2. 2. Slides ficarão disponíveis em www.beyou-bemore.com
  3. 3. 18.500 Estudantes 2.000 Trabalhadores Ensino Superior Público 100.000 Alumni 2. WHO ARE WE? ISEP ISCAP ESE ESMAE ESS ESTG ESHT ESMAD 8 Escolas
  4. 4. Academic success Job- search Transitions & Challenges Vieira (2019) HE or Work 1. Before HE 2. During HE 3. After HE Work satisfaction Adaptation to work
  5. 5. Década de 50 do século XX - 1ºs trabalhos Século XXI - ainda trabalha! Teoria da aprendizagem social (Bandura, 1962; 1977a) Teoria da autoeficácia (Bandura, 1977b) Teoria Social Cognitiva (Bandura, 1986) Albert Bandura (1952- )
  6. 6. Autoeficácia • Específica de cada domínio comportamental • Confiança face à utilização futura de uma competência • Não é um traço psicológico estável • Pode ser intencionalmente fortalecida pelos outros e pelo próprio Fontes Autoeficácia Consequências Teoria Social Cognitiva (Bandura, 1986, 1997)
  7. 7. AE Estados físicos e emocionais Experiências de sucesso observadas Persuasão verbal (apoio social) Experiências de sucesso vividas SE sources/Fontes de autoeficácia (Bandura, 1986, 1997)
  8. 8. AE Qualidade do desempenho Persistência face aos obstáculos Escolhas e esforço Bem-estar emocional SE consequences/Consequências da autoeficácia
  9. 9. 1. Career goals and admition to HE 34% 18% % População entre 25-34 anos com Ensino Superior (Education at a Glance 2018, OECD)
  10. 10. Request from the Portuguese Government (2018) Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Portugal Aim/Propósito do Estudo Propose actions to enhance the number of students entering HE/Propor sugestões que visem estimular o prosseguimento de estudos de nível Ensino Superior Research question/questão de partida What influences students career goals? /O que determina que os jovens optem por prosseguir, ou não, os seus estudos após o 12º ano? 1. Career goals and admition to HE
  11. 11. Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano (Bronfenbrenner, 2001/2005) estudante Cronossistema (tempo individual e sociohistórico) Microssistema (contextos imediatos) escola famíliavizinhança amigos Mesossistema (relações entre sistemas) Exossistema (contextos indiretos) Sistema político Sistema educativo Sistema económico Macrossistema (valores, normas culturais) Macrocontexto Cultural 1. Career goals and admition to HE
  12. 12. Teoria Social Cognitiva do Desenvolvimento da Carreira (Bandura, 1986; 1997; Lent, Brown & Hackett, 1994/2001) Variáveis Motivacionais Autoeficácia Expetativas de resultado Objetivos/ Escolhas Interesses Desempenho evidenciado Experiências de exploração vocacional MODELOS (Lent et al., 1994/2001) Formação dos interesses vocacionais (educacionais e profissionais) Escolhas vocacionais (educacionais e profissionais) Persistência e desempenho em atividades educacionais e profissionais 1. Career goals and admition to HE
  13. 13. 1. Career goals and admition to HE – Sample & Instruments Estudantes (n=631) 125 Estudantes do 10º ao 12º ano (Focus Group) 506 Estudantes 1º ano/1ª vez Ensino Superior em 2016/2017 (questionnaire – open question)
  14. 14. 1. Career goals and admition to HE – Instruments & procedures
  15. 15. 1. Career goals and admition to HE – RQ & results RQ1a – Which factors facilitate the goal “enter to HE”? 3 6 10 18 30 34 0 5 10 15 20 25 30 35 Strong career goals Higher education knowledge Positive expectations from HE attendance Academic interests Positive expectations from HE diploma Self-efficacy Sources (modelling + social support) Facilitadores do prosseguimento de estudos de nível superior (n=126 secondary students) Distribuição percentual do total das citações sobre facilitadores (%)
  16. 16. 1. Career goals and admition to HE – RQ & results RQ1b – Which factors inibits the goal “enter to HE”? 4 7 8 8 9 10 12 20 22 0 5 10 15 20 25 Lack of social support Willingness for finantial autonomy Lack of career guidance Negative expectations from HE attendance Courses location Lack of knowledge about HE Negative expectations from HE diploma Ecomonic barriers Low academic self-efficacy Inibidores do prosseguimento de estudos de nível superior (n=126 secondary students) Distribuição percentual do total das citações sobre inibidores (%)
  17. 17. 5 12 12 16 19 35 0 5 10 15 20 25 30 35 40 Course geografical closseness Career guidance Positive Expectations from HE Diploma Having higher education goals Academic interests Self-efficacy Sources (modelling + social support + previous academic succsses) Determinantes das escolhas vocacionais do 9º para o 10º ano (n=126 secondary students) Distribuição percentual do total das citações sobre determinantes das escolhas (%) 1. Career goals and admition to HE – RQ & results RQ2 – Which factors influence the choice for vocational or regular secondary school?
  18. 18. 2. HE entrance & attendance - challenges Sample 506 1srt year HE students (open question) “Academic work too demanding” “Teachers more detached from students (compared to secundary school” “ Meeting new and very different people; emotional challenges (deal with new emotions); time management” “Being away from home for the first time; leaving alone in a new city” SAMPLE: 506 estudantes 1º ano, 1ª vez no Ensino Superior em 2016/2017 Fonte: Determinantes e Significados do Ingresso no Ensino Superior na Perspetiva dos Jovens (Vieira, 2018)
  19. 19. Modelo do desempenho (Lent, Brown & Hackett, 1994) Objetivos de desempenho/ sub-objetivos Autoeficácia Aptidões/ experiências anteriores Expetativas de resultado Nível de desempenho conseguido 2. HE entrance & attendance
  20. 20. Influências Individuais e Contextuais (género, escolaridade dos pais) InfluênciasIndividuaiseContextuais InfluênciasIndividuaiseContextuais Influências Individuais e Contextuais Experiências de Aprendizagem (vivências académicas) Expetativa de Resultados (face ao estudo) Objetivos (académicos) 1 2 3 5 4 8 Autoeficácia (na formação de nível superior) Desempenho Académico Apoio Social (apoio social percebido) 6 7 Modelo Social Cognitivo do desempenho académico (Vieira, 2017)
  21. 21. Autoeficácia na Formação Superior ~ 1 ano Índice de reprovações (IR) nas disciplinas 1º ano [varia entre 0 e 1, sendo 1 o pior resultado] Média notas no 1º ano [transf. notas Z + 5 para ter uma medida positiva comparativamente equivalente entre os diferentes cursos] Continuidade no curso Fase 1 Nov. 2009 Fase 2 Out. 2010 ß=.16* Autoeficácia e desempenho académico 178 estudantes do 1º ano 1ª vez ESEIG 2. HE entrance & attendance
  22. 22. Actions to enhance entrance to higher education + HE academic succses Entender as tarefas e os desafios colocados ao estudante Promover a exploração vocacional (de si próprio e do mercado de trabalho) Enhance positive expectations about HE Diploma (TV)
  23. 23. Actions to enhance entrance to higher education + HE academic succses Fortalecer a autoeficácia face a esses desafios ou tarefas, com atividades que atuem nas fontes de AE Ser fonte de apoio social e ajudar à mobilização de outras fontes (eg Teachers training on SCT)
  24. 24. Obrigada pela atenção! Diana Aguiar Vieira dianavieira@iscap.ipp.pt Politécnico do Porto

×