SlideShare a Scribd company logo

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia | Campinas - SP, 14-16 de agosto, 2019 Diana Aguiar Vieira foi oradora convidada no III Seminário Internacional Teoria Social Cognitiva em Debate realizado na Universidade São Francisco em Campinas – SP, Brasil. No dia 14 de agosto participou na mesa redonda intitulada “Autoeficácia” com Roberto Tadeu Iaochite (Universidade Estadual Paulista, Brasil) e Laura Ritchie (University of Chichester, Reino Unido).

1 of 24
Download to read offline
Sucesso no Ensino Superior:
O papel primordial da autoeficácia
III Seminário Internacional Teoria Social Cognitiva em Debate
Universidade São Francisco, unidade Swift
Campinas – SP, Brasil, 14-16 Agosto 2019
Diana Aguiar Vieira
ISCAP, Politécnico do Porto, Portugal
Slides ficarão disponíveis em
www.beyou-bemore.com
18.500 Estudantes
2.000 Trabalhadores
Ensino Superior Público
100.000 Alumni
2. WHO ARE WE?
ISEP
ISCAP
ESE
ESMAE
ESS
ESTG
ESHT
ESMAD
8 Escolas
Academic
success
Job-
search
Transitions & Challenges
Vieira (2019)
HE
or
Work
1. Before HE 2. During HE 3. After HE
Work
satisfaction
Adaptation
to work
Década de 50 do século XX - 1ºs trabalhos
Século XXI - ainda trabalha!
Teoria da aprendizagem social (Bandura,
1962; 1977a)
Teoria da autoeficácia (Bandura, 1977b)
Teoria Social Cognitiva (Bandura, 1986)
Albert Bandura (1952- )
Autoeficácia
• Específica de cada domínio comportamental
• Confiança face à utilização futura de uma competência
• Não é um traço psicológico estável
• Pode ser intencionalmente fortalecida pelos outros e pelo
próprio
Fontes Autoeficácia Consequências
Teoria Social Cognitiva (Bandura, 1986, 1997)
Ad

Recommended

Escala de autoeficácia na formação superior
Escala de autoeficácia na formação superiorEscala de autoeficácia na formação superior
Escala de autoeficácia na formação superiorDiana Aguiar Vieira
 
Autoeficácia na transição para o trabalho e práticas psicoeducativas de sucesso
Autoeficácia na transição para o trabalho e práticas psicoeducativas de sucesso Autoeficácia na transição para o trabalho e práticas psicoeducativas de sucesso
Autoeficácia na transição para o trabalho e práticas psicoeducativas de sucesso Diana Aguiar Vieira
 
Slides diana aguiar vieira_fev2022
Slides diana aguiar vieira_fev2022Slides diana aguiar vieira_fev2022
Slides diana aguiar vieira_fev2022Diana Aguiar Vieira
 
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...
Determinantes e significados do ingresso dos jovens no Ensino Superior: Vozes...Diana Aguiar Vieira
 
Transição Pós Escolar - Perspetivar um Modelo de Serviços
Transição Pós Escolar - Perspetivar um Modelo de ServiçosTransição Pós Escolar - Perspetivar um Modelo de Serviços
Transição Pós Escolar - Perspetivar um Modelo de ServiçosJoaquim Colôa
 
Plano trabalho do pc encontro#2 28e29 04 versao 2 combinado
Plano trabalho do pc encontro#2  28e29 04 versao 2 combinadoPlano trabalho do pc encontro#2  28e29 04 versao 2 combinado
Plano trabalho do pc encontro#2 28e29 04 versao 2 combinadoAndreia Carla Lobo
 

More Related Content

What's hot

Sistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distânciaSistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distânciaculturaafro
 
PERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLA
PERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLAPERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLA
PERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLAJoaquim Colôa
 
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptxOBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptxDANIELEAGNERBEDIN
 
DA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELA
DA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELADA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELA
DA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELAJoaquim Colôa
 
A comunicação dos resultados da avaliação escolar
A comunicação dos resultados da avaliação escolarA comunicação dos resultados da avaliação escolar
A comunicação dos resultados da avaliação escolarGilson Trajano
 
A escola diante dos indicadores
A escola diante dos indicadoresA escola diante dos indicadores
A escola diante dos indicadoresEditora Moderna
 
Questões para estudo...
Questões para estudo...Questões para estudo...
Questões para estudo...Ítalo Dantas
 
PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?
PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?
PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?Joaquim Colôa
 
Abp Aprendizagem Baseada em Projetos resumo
Abp Aprendizagem Baseada em Projetos resumoAbp Aprendizagem Baseada em Projetos resumo
Abp Aprendizagem Baseada em Projetos resumoDaniel Boppré
 
Avaliando o desempenho de docentes online final
Avaliando o desempenho de docentes online   finalAvaliando o desempenho de docentes online   final
Avaliando o desempenho de docentes online finalFabio Fernandes
 
Planejamento andreia epa_2013_i_encontro
Planejamento andreia epa_2013_i_encontroPlanejamento andreia epa_2013_i_encontro
Planejamento andreia epa_2013_i_encontroAndreia Carla Lobo
 
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.joao jose saraiva da fonseca
 
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados Fundação Victor Civita
 
Recuperação da aprendizagem.
Recuperação da aprendizagem.Recuperação da aprendizagem.
Recuperação da aprendizagem.Affonso César
 
A Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino Superior
A Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino SuperiorA Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino Superior
A Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino SuperiorRui Lopes
 
Avaliação da aprendizagem na EAD
Avaliação da aprendizagem na EADAvaliação da aprendizagem na EAD
Avaliação da aprendizagem na EADNorton Guimarães
 

What's hot (20)

Sistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distânciaSistemas de avaliação na educação presencial e a distância
Sistemas de avaliação na educação presencial e a distância
 
PERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLA
PERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLAPERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLA
PERTURBAÇÕES DO ESPECTRO DO AUTISMO: A AÇÃO NA ESCOLA
 
Oficina 2
Oficina 2Oficina 2
Oficina 2
 
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptxOBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
 
Caderno avaliacao
Caderno avaliacaoCaderno avaliacao
Caderno avaliacao
 
DA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELA
DA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELADA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELA
DA MEDIDA EDUCATIVA ADEQUAÇÕES CURRICULARES E PARA ALÉM DELA
 
A comunicação dos resultados da avaliação escolar
A comunicação dos resultados da avaliação escolarA comunicação dos resultados da avaliação escolar
A comunicação dos resultados da avaliação escolar
 
S2 6
S2 6S2 6
S2 6
 
A escola diante dos indicadores
A escola diante dos indicadoresA escola diante dos indicadores
A escola diante dos indicadores
 
Questões para estudo...
Questões para estudo...Questões para estudo...
Questões para estudo...
 
Defesa de tese do mestrado
Defesa de tese do mestradoDefesa de tese do mestrado
Defesa de tese do mestrado
 
PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?
PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?
PODE A AVALIAÇÃO PARA AS APRENDIZAGENS SER INCLUSIVA?
 
Abp Aprendizagem Baseada em Projetos resumo
Abp Aprendizagem Baseada em Projetos resumoAbp Aprendizagem Baseada em Projetos resumo
Abp Aprendizagem Baseada em Projetos resumo
 
Avaliando o desempenho de docentes online final
Avaliando o desempenho de docentes online   finalAvaliando o desempenho de docentes online   final
Avaliando o desempenho de docentes online final
 
Planejamento andreia epa_2013_i_encontro
Planejamento andreia epa_2013_i_encontroPlanejamento andreia epa_2013_i_encontro
Planejamento andreia epa_2013_i_encontro
 
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
A Avaliação da Aprendizagem em Educação à Distância.
 
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
Pesquisa sobre Avaliações Externas - Resultados
 
Recuperação da aprendizagem.
Recuperação da aprendizagem.Recuperação da aprendizagem.
Recuperação da aprendizagem.
 
A Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino Superior
A Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino SuperiorA Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino Superior
A Gamificação e a IBL na Aprendizagem dos Alunos do Ensino Superior
 
Avaliação da aprendizagem na EAD
Avaliação da aprendizagem na EADAvaliação da aprendizagem na EAD
Avaliação da aprendizagem na EAD
 

Similar to Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia

Pessoas com demanda que não buscam Orientação Profissional
Pessoas com demanda que não buscam Orientação ProfissionalPessoas com demanda que não buscam Orientação Profissional
Pessoas com demanda que não buscam Orientação ProfissionalSilvia Fleming
 
Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010
Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010
Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010Alexa Ramírez
 
Apresentação ASE.pptx
Apresentação ASE.pptxApresentação ASE.pptx
Apresentação ASE.pptxssuser9d7216
 
Dea iii-versão draft
Dea iii-versão draftDea iii-versão draft
Dea iii-versão draftisabelbeato
 
Projecto de pesquisa
Projecto de pesquisaProjecto de pesquisa
Projecto de pesquisaBruno Gurué
 
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação FísicaConceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação FísicaAlliance Fitness
 
Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais - Ensino de ciências com ...
Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais  - Ensino de ciências com ...Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais  - Ensino de ciências com ...
Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais - Ensino de ciências com ...Atila Iamarino
 
Plano de ensino como elaborar
Plano de ensino como elaborarPlano de ensino como elaborar
Plano de ensino como elaborarafavaliacao
 
Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_Brasil
 Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_Brasil Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_Brasil
Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_BrasilDiana Aguiar Vieira
 
Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...
Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...
Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...Wilsa Ramos
 
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...ProfessorPrincipiante
 
2019 07.25.plan avaliacao_napne
2019 07.25.plan avaliacao_napne2019 07.25.plan avaliacao_napne
2019 07.25.plan avaliacao_napneMary Andrioli
 
O fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores online
O fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores onlineO fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores online
O fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores onlineWilsa Ramos
 
Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...
Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...
Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...Nelson Santos
 

Similar to Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia (20)

Pessoas com demanda que não buscam Orientação Profissional
Pessoas com demanda que não buscam Orientação ProfissionalPessoas com demanda que não buscam Orientação Profissional
Pessoas com demanda que não buscam Orientação Profissional
 
Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010
Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010
Canoas, brasil, formación de profesores, octubre 2010
 
Qualificação do mestrado
Qualificação do mestradoQualificação do mestrado
Qualificação do mestrado
 
Apresentação ASE.pptx
Apresentação ASE.pptxApresentação ASE.pptx
Apresentação ASE.pptx
 
TREINANDO PARA O FUTURO
TREINANDO PARA O FUTUROTREINANDO PARA O FUTURO
TREINANDO PARA O FUTURO
 
Dea iii-versão draft
Dea iii-versão draftDea iii-versão draft
Dea iii-versão draft
 
Projecto de pesquisa
Projecto de pesquisaProjecto de pesquisa
Projecto de pesquisa
 
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação FísicaConceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
Conceitos sobre o corpo em movimento em aulas de Educação Física
 
Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais - Ensino de ciências com ...
Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais  - Ensino de ciências com ...Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais  - Ensino de ciências com ...
Aprendizagem baseada em problemas e mídias sociais - Ensino de ciências com ...
 
Plano de ensino como elaborar
Plano de ensino como elaborarPlano de ensino como elaborar
Plano de ensino como elaborar
 
Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_Brasil
 Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_Brasil Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_Brasil
Slides teoria_social_cognitiva_carreira_sec_21_SP_Brasil
 
Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...
Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...
Fatores de evasão e persistência nas práticas educativas online em cursos sup...
 
RessignificaçãO Do Ensino MéDio
RessignificaçãO Do Ensino MéDio RessignificaçãO Do Ensino MéDio
RessignificaçãO Do Ensino MéDio
 
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
A CONSTRUÇÃO DA DOCÊNCIA: PROFESSORAS INICIANTES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DOS A...
 
Treinando para o Futuro
Treinando para o FuturoTreinando para o Futuro
Treinando para o Futuro
 
2019 07.25.plan avaliacao_napne
2019 07.25.plan avaliacao_napne2019 07.25.plan avaliacao_napne
2019 07.25.plan avaliacao_napne
 
O fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores online
O fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores onlineO fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores online
O fenômeno da evasão e da persistência nos cursos superiores online
 
Interdidática 2010
Interdidática 2010Interdidática 2010
Interdidática 2010
 
PPT Planejamento 2018
PPT  Planejamento 2018PPT  Planejamento 2018
PPT Planejamento 2018
 
Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...
Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...
Apresentação Covilhã - "A Medida Adequações Curriculares Individuais e Difere...
 

More from Diana Aguiar Vieira

Slides diana aguiar_vieira_oct2020
Slides diana aguiar_vieira_oct2020Slides diana aguiar_vieira_oct2020
Slides diana aguiar_vieira_oct2020Diana Aguiar Vieira
 
Power Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreira
Power Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreiraPower Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreira
Power Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreiraDiana Aguiar Vieira
 
Competências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSE
Competências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSECompetências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSE
Competências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSEDiana Aguiar Vieira
 
Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...
Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...
Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...Diana Aguiar Vieira
 
Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019
Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019
Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019Diana Aguiar Vieira
 
Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-Brasil
 Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-Brasil Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-Brasil
Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-BrasilDiana Aguiar Vieira
 
Slides diana_coaching_psychology_london_2018
 Slides diana_coaching_psychology_london_2018 Slides diana_coaching_psychology_london_2018
Slides diana_coaching_psychology_london_2018Diana Aguiar Vieira
 
Ensino superior e alumni: um potencial infinito de sinergias
Ensino superior e alumni: um potencial infinito de sinergiasEnsino superior e alumni: um potencial infinito de sinergias
Ensino superior e alumni: um potencial infinito de sinergiasDiana Aguiar Vieira
 
Empregabilidade, Internacionalização e Relações Alumni
Empregabilidade, Internacionalização e Relações AlumniEmpregabilidade, Internacionalização e Relações Alumni
Empregabilidade, Internacionalização e Relações AlumniDiana Aguiar Vieira
 
Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018
 Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018 Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018
Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018Diana Aguiar Vieira
 

More from Diana Aguiar Vieira (13)

___Diana_FLAD_2022_final.pdf
___Diana_FLAD_2022_final.pdf___Diana_FLAD_2022_final.pdf
___Diana_FLAD_2022_final.pdf
 
Slides diana aguiar_vieira_oct2020
Slides diana aguiar_vieira_oct2020Slides diana aguiar_vieira_oct2020
Slides diana aguiar_vieira_oct2020
 
Power Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreira
Power Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreiraPower Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreira
Power Up Unisinos 2020 -impulsione a sua carreira
 
Empregabilidade ABOP 19-6-2020
Empregabilidade ABOP 19-6-2020Empregabilidade ABOP 19-6-2020
Empregabilidade ABOP 19-6-2020
 
Competências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSE
Competências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSECompetências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSE
Competências socioemocionais e carreira - Projeto ULISSE
 
Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...
Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...
Desenvolvimento da carreira no século XXI: Contributos da Teoria Social Cogni...
 
Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019
Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019
Slides diana aguiar_vieira__23_abril2019
 
Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-Brasil
 Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-Brasil Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-Brasil
Slides co_ski21_competencias_sec21_SP-Brasil
 
Slides diana_coaching_psychology_london_2018
 Slides diana_coaching_psychology_london_2018 Slides diana_coaching_psychology_london_2018
Slides diana_coaching_psychology_london_2018
 
Preparados para trabalhar?
 Preparados para trabalhar? Preparados para trabalhar?
Preparados para trabalhar?
 
Ensino superior e alumni: um potencial infinito de sinergias
Ensino superior e alumni: um potencial infinito de sinergiasEnsino superior e alumni: um potencial infinito de sinergias
Ensino superior e alumni: um potencial infinito de sinergias
 
Empregabilidade, Internacionalização e Relações Alumni
Empregabilidade, Internacionalização e Relações AlumniEmpregabilidade, Internacionalização e Relações Alumni
Empregabilidade, Internacionalização e Relações Alumni
 
Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018
 Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018 Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018
Slides trabalho_comp_era_incerteza_8_junho2018
 

Recently uploaded

Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...manoelaarmani
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 

Recently uploaded (20)

Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 

Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia

  • 1. Sucesso no Ensino Superior: O papel primordial da autoeficácia III Seminário Internacional Teoria Social Cognitiva em Debate Universidade São Francisco, unidade Swift Campinas – SP, Brasil, 14-16 Agosto 2019 Diana Aguiar Vieira ISCAP, Politécnico do Porto, Portugal
  • 2. Slides ficarão disponíveis em www.beyou-bemore.com
  • 3. 18.500 Estudantes 2.000 Trabalhadores Ensino Superior Público 100.000 Alumni 2. WHO ARE WE? ISEP ISCAP ESE ESMAE ESS ESTG ESHT ESMAD 8 Escolas
  • 4. Academic success Job- search Transitions & Challenges Vieira (2019) HE or Work 1. Before HE 2. During HE 3. After HE Work satisfaction Adaptation to work
  • 5. Década de 50 do século XX - 1ºs trabalhos Século XXI - ainda trabalha! Teoria da aprendizagem social (Bandura, 1962; 1977a) Teoria da autoeficácia (Bandura, 1977b) Teoria Social Cognitiva (Bandura, 1986) Albert Bandura (1952- )
  • 6. Autoeficácia • Específica de cada domínio comportamental • Confiança face à utilização futura de uma competência • Não é um traço psicológico estável • Pode ser intencionalmente fortalecida pelos outros e pelo próprio Fontes Autoeficácia Consequências Teoria Social Cognitiva (Bandura, 1986, 1997)
  • 7. AE Estados físicos e emocionais Experiências de sucesso observadas Persuasão verbal (apoio social) Experiências de sucesso vividas SE sources/Fontes de autoeficácia (Bandura, 1986, 1997)
  • 8. AE Qualidade do desempenho Persistência face aos obstáculos Escolhas e esforço Bem-estar emocional SE consequences/Consequências da autoeficácia
  • 9. 1. Career goals and admition to HE 34% 18% % População entre 25-34 anos com Ensino Superior (Education at a Glance 2018, OECD)
  • 10. Request from the Portuguese Government (2018) Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - Portugal Aim/Propósito do Estudo Propose actions to enhance the number of students entering HE/Propor sugestões que visem estimular o prosseguimento de estudos de nível Ensino Superior Research question/questão de partida What influences students career goals? /O que determina que os jovens optem por prosseguir, ou não, os seus estudos após o 12º ano? 1. Career goals and admition to HE
  • 11. Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano (Bronfenbrenner, 2001/2005) estudante Cronossistema (tempo individual e sociohistórico) Microssistema (contextos imediatos) escola famíliavizinhança amigos Mesossistema (relações entre sistemas) Exossistema (contextos indiretos) Sistema político Sistema educativo Sistema económico Macrossistema (valores, normas culturais) Macrocontexto Cultural 1. Career goals and admition to HE
  • 12. Teoria Social Cognitiva do Desenvolvimento da Carreira (Bandura, 1986; 1997; Lent, Brown & Hackett, 1994/2001) Variáveis Motivacionais Autoeficácia Expetativas de resultado Objetivos/ Escolhas Interesses Desempenho evidenciado Experiências de exploração vocacional MODELOS (Lent et al., 1994/2001) Formação dos interesses vocacionais (educacionais e profissionais) Escolhas vocacionais (educacionais e profissionais) Persistência e desempenho em atividades educacionais e profissionais 1. Career goals and admition to HE
  • 13. 1. Career goals and admition to HE – Sample & Instruments Estudantes (n=631) 125 Estudantes do 10º ao 12º ano (Focus Group) 506 Estudantes 1º ano/1ª vez Ensino Superior em 2016/2017 (questionnaire – open question)
  • 14. 1. Career goals and admition to HE – Instruments & procedures
  • 15. 1. Career goals and admition to HE – RQ & results RQ1a – Which factors facilitate the goal “enter to HE”? 3 6 10 18 30 34 0 5 10 15 20 25 30 35 Strong career goals Higher education knowledge Positive expectations from HE attendance Academic interests Positive expectations from HE diploma Self-efficacy Sources (modelling + social support) Facilitadores do prosseguimento de estudos de nível superior (n=126 secondary students) Distribuição percentual do total das citações sobre facilitadores (%)
  • 16. 1. Career goals and admition to HE – RQ & results RQ1b – Which factors inibits the goal “enter to HE”? 4 7 8 8 9 10 12 20 22 0 5 10 15 20 25 Lack of social support Willingness for finantial autonomy Lack of career guidance Negative expectations from HE attendance Courses location Lack of knowledge about HE Negative expectations from HE diploma Ecomonic barriers Low academic self-efficacy Inibidores do prosseguimento de estudos de nível superior (n=126 secondary students) Distribuição percentual do total das citações sobre inibidores (%)
  • 17. 5 12 12 16 19 35 0 5 10 15 20 25 30 35 40 Course geografical closseness Career guidance Positive Expectations from HE Diploma Having higher education goals Academic interests Self-efficacy Sources (modelling + social support + previous academic succsses) Determinantes das escolhas vocacionais do 9º para o 10º ano (n=126 secondary students) Distribuição percentual do total das citações sobre determinantes das escolhas (%) 1. Career goals and admition to HE – RQ & results RQ2 – Which factors influence the choice for vocational or regular secondary school?
  • 18. 2. HE entrance & attendance - challenges Sample 506 1srt year HE students (open question) “Academic work too demanding” “Teachers more detached from students (compared to secundary school” “ Meeting new and very different people; emotional challenges (deal with new emotions); time management” “Being away from home for the first time; leaving alone in a new city” SAMPLE: 506 estudantes 1º ano, 1ª vez no Ensino Superior em 2016/2017 Fonte: Determinantes e Significados do Ingresso no Ensino Superior na Perspetiva dos Jovens (Vieira, 2018)
  • 19. Modelo do desempenho (Lent, Brown & Hackett, 1994) Objetivos de desempenho/ sub-objetivos Autoeficácia Aptidões/ experiências anteriores Expetativas de resultado Nível de desempenho conseguido 2. HE entrance & attendance
  • 20. Influências Individuais e Contextuais (género, escolaridade dos pais) InfluênciasIndividuaiseContextuais InfluênciasIndividuaiseContextuais Influências Individuais e Contextuais Experiências de Aprendizagem (vivências académicas) Expetativa de Resultados (face ao estudo) Objetivos (académicos) 1 2 3 5 4 8 Autoeficácia (na formação de nível superior) Desempenho Académico Apoio Social (apoio social percebido) 6 7 Modelo Social Cognitivo do desempenho académico (Vieira, 2017)
  • 21. Autoeficácia na Formação Superior ~ 1 ano Índice de reprovações (IR) nas disciplinas 1º ano [varia entre 0 e 1, sendo 1 o pior resultado] Média notas no 1º ano [transf. notas Z + 5 para ter uma medida positiva comparativamente equivalente entre os diferentes cursos] Continuidade no curso Fase 1 Nov. 2009 Fase 2 Out. 2010 ß=.16* Autoeficácia e desempenho académico 178 estudantes do 1º ano 1ª vez ESEIG 2. HE entrance & attendance
  • 22. Actions to enhance entrance to higher education + HE academic succses Entender as tarefas e os desafios colocados ao estudante Promover a exploração vocacional (de si próprio e do mercado de trabalho) Enhance positive expectations about HE Diploma (TV)
  • 23. Actions to enhance entrance to higher education + HE academic succses Fortalecer a autoeficácia face a esses desafios ou tarefas, com atividades que atuem nas fontes de AE Ser fonte de apoio social e ajudar à mobilização de outras fontes (eg Teachers training on SCT)
  • 24. Obrigada pela atenção! Diana Aguiar Vieira dianavieira@iscap.ipp.pt Politécnico do Porto