ANÁLISE DE ALTERNATIVAS COM
DIFERENTES TEMPOS DE VIDA
Quando as alternativas têm vidas úteis diferentes, deve-se
considera...
EXEMPLO:
Supondo uma TMA de 12% a.a., determinar qual a melhor
dentre as duas alternativas apresentadas a seguir:
“A” "B"
...
MÉTODO DA TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR)
A taxa interna de retorno (TIR) é a taxa de juros para a qual o valor
presente líq...
Exemplo do método da TIR:
Determinar a TIR do seguinte projeto:
- custo inicial = $10.000,00 - vida útil estimada = 5 anos...
O MÉTODO DA TIR E O PROBLEMA DA TAXA
DE REINVESTIMENTO DOS FLUXOS DE CAIXA
Contrariamente aos métodos do VPL e do VAUE, qu...
Exemplo:
Utilizando-se dos métodos do VPL e da TIR, determinar qual dos
dois projetos apresentados a seguir é economicamen...
Solução (Método da TIR):
Projeto A:
Pelo método da TIR, deve ser escolhido o Projeto "A".
Conclusão:
VP(TIR) = 0
50.000 = ...
VPL i = 7% i = 9%
"A" 3.363,43 1.699,61
"B" 3.936,47 1.265,65
Logo:
Para i = 7% => projeto "B"
Para i = 9% => projeto "A"
...
0
5000
10000
15000
0 8.14 10 11.6
A
B
VPL(i
)
i%
PONTO DE FISCHER (iF)
A existência do ponto de Fischer é devida ao princí...
Se:
a) i > iF : os métodos do VPL e da TIR dão a mesma ordenação.
b) i < iF : os métodos do VPL e da TIR dão ordenações di...
PREMISSAS ASSOCIADAS AOS PRINCIPAIS MÉTODOS
DE SELEÇÃO DE ALTERNATIVAS
a. TAXAS DE REINVESTIMENTO CONSIDERADAS
1. Método d...
1. Método da valor anual uniforme equivalente (VAUE)
2. Método do valor presente líquido (VPL)
3. Método da taxa interna d...
c . INTERPRETAÇÃO ECONÔMICA DO VALOR
PRESENTE LÍQUIDO (VPL)
Se o custo do dinheiro para uma empresa é de 10% ao ano, o pro...
Análise do projeto:
i VPL( i )
5% 229,48
6% 112,36
7% 0 => TIR DO PROJETO
8% -107,29
9% -210,35
10% -309,21
-400
-300
-200...
Se a empresa conseguisse dinheiro a 6% ao ano, ela poderia pedir
emprestado $4.212,36 ($4.100,00 + $112,36), investindo $4...
MÉTODO DO TEMPO DE RECUPERAÇÃO DO
CAPITAL (PAY-BACK)
O método do pay-back mede o tempo necessário para que o
somatório das...
0
1 2
20
9...
100
3
Pay-back s/atualização = 5 anos
Pay-back c/atualização (i=10%) = 7,3 anos
Exemplo 1:
Exemplo 2:
100
0
...
Pontos negativos do método do pay-back:
Pontos positivos do método do pay-back:
1. Desconsidera os fluxos de caixa posteri...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Analise de alternativas com diferentes tempos de vida

601 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
601
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Analise de alternativas com diferentes tempos de vida

  1. 1. ANÁLISE DE ALTERNATIVAS COM DIFERENTES TEMPOS DE VIDA Quando as alternativas têm vidas úteis diferentes, deve-se considerar: a. Ou um período de tempo igual ao menor múltiplo comum das vidas, b. Ou o tempo de vida do projeto com um todo, quando ele for maior do que o anterior e múltiplo das vidas. Para a comparação de alternativas pelo método do VPL, é essencial que elas tenham a mesma duração (vida útil).
  2. 2. EXEMPLO: Supondo uma TMA de 12% a.a., determinar qual a melhor dentre as duas alternativas apresentadas a seguir: “A” "B" ______________________________________________________ CUSTO INICIAL ($) 12.000,00 20.000,00 VIDA ÚTIL ESTIMADA 6 anos 12 anos VALOR RESIDUAL ($) 3.000,00 2.000,00 CUSTO ANUAL DE OPERAÇÃO ($) 1.600,00 900,00 A: VPL (12%) = - 25.700,62 B: VPL (12%) = - 25.061,57 Solução: Conclusão: Logo, deve optar-se pela alternativa "B", que é aquela que apresenta o menor desembolso equivalente no ano zero.
  3. 3. MÉTODO DA TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) A taxa interna de retorno (TIR) é a taxa de juros para a qual o valor presente líquido é igual a zero. Assim, a TIR mede a lucratividade de um investimento. Um investimento será vantajoso quando sua TIR for maior ou igual à TMA da empresa (TIR>=TMA). Exemplo do método da TIR: Determinar a TIR do seguinte projeto: - custo inicial = $10.000,00 - vida útil estimada = 5 anos - valor residual = $2.000,00 - receitas anuais = $5.000,00 - despesas anuais = $2.200,00
  4. 4. Exemplo do método da TIR: Determinar a TIR do seguinte projeto: - custo inicial = $10.000,00 - vida útil estimada = 5 anos - valor residual = $2.000,00 - receitas anuais = $5.000,00 - despesas anuais = $2.200,00 Solução: VPL (TIR) = 0 -10.000 + 2.800 . (P/A; TIR; 5) + 2000 . (P/F; TIR; 5) = 0 TIR = 16,48% ao ano
  5. 5. O MÉTODO DA TIR E O PROBLEMA DA TAXA DE REINVESTIMENTO DOS FLUXOS DE CAIXA Contrariamente aos métodos do VPL e do VAUE, que reinvestem todos os fluxos de caixa à TMA, o método da TIR reinveste-os à própria TIR. Assim, em função de se basearem em premissas de reinvestimento diferentes, os métodos de avaliação de alternativas apresentados podem conduzir a decisões discrepantes entre si.
  6. 6. Exemplo: Utilizando-se dos métodos do VPL e da TIR, determinar qual dos dois projetos apresentados a seguir é economicamente mais viável. Considerar TMAs de 7 % e de 9%. 0 1 2 3 25.000 50.000 25.000 10.000 “A”: 0 1 2 3 5.000 50.000 5.000 55.000“B”:
  7. 7. Solução (Método da TIR): Projeto A: Pelo método da TIR, deve ser escolhido o Projeto "A". Conclusão: VP(TIR) = 0 50.000 = 25.000.(P/A; TIR; 2) + 10.000.(P/F;TIR;3) = 0 TIR = 11,16% VP(TIR) = 0 50.000 = 5.000.(P/A;TIR;2) + 55.000. (P/F; TIR; 3) = 0 TIR = 10,00% Projeto B:
  8. 8. VPL i = 7% i = 9% "A" 3.363,43 1.699,61 "B" 3.936,47 1.265,65 Logo: Para i = 7% => projeto "B" Para i = 9% => projeto "A" Solução (Método do VPL): 0 5000 10000 15000 0 8.14 10 11.6 A B VPL i% Análise Gráfica: Ponto de Fischer
  9. 9. 0 5000 10000 15000 0 8.14 10 11.6 A B VPL(i ) i% PONTO DE FISCHER (iF) A existência do ponto de Fischer é devida ao princípio básico do valor do dinheiro no tempo. "O ponto de Fischer corresponde à TIR do investimento incremental de um projeto relativamente ao outro" Logo, o ponto de Fischer mede a TIR do investimento incremental de "A” em relação a "B"(ou vice-versa). Ponto de Fischer: VPL (A) = VPL (B)
  10. 10. Se: a) i > iF : os métodos do VPL e da TIR dão a mesma ordenação. b) i < iF : os métodos do VPL e da TIR dão ordenações diferentes. Essa discrepância nas ordenações é conseqüência das suposições relativas à taxa com que os fundos liberados pelo projeto são reinvestidos: a. Método do VPL: reinvestimento pela TMA. b. Método da TIR: reinvestimento pela TIR. PONTO DE FISCHER Entre essas duas suposições, o reinvestimento pela TMA é mais realista PONTO DE FISCHER (iF)
  11. 11. PREMISSAS ASSOCIADAS AOS PRINCIPAIS MÉTODOS DE SELEÇÃO DE ALTERNATIVAS a. TAXAS DE REINVESTIMENTO CONSIDERADAS 1. Método do valor anual uniforme equivalente (VAUE) 2. Método do valor presente líquido (VPL) 3. Método da taxa interna de retorno (TIR) Todos os fluxos são reaplicados à TMA Todos os fluxos são reaplicados à TMA Todos os fluxos são reaplicados à TIR
  12. 12. 1. Método da valor anual uniforme equivalente (VAUE) 2. Método do valor presente líquido (VPL) 3. Método da taxa interna de retorno (TIR) Adequado a análises que envolvam atividades operacionais da empresa, e especialmente para os investimentos que são normalmente repetidos. Adequado a investimentos que envolvam o curto prazo, ou que se realizem num pequeno número de períodos. Permite uma maior transparência à análise de investimentos, facilitando a comparação com índices gerais e/ou setoriais. b. ADEQUABILIDADE DOS MÉTODOS
  13. 13. c . INTERPRETAÇÃO ECONÔMICA DO VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) Se o custo do dinheiro para uma empresa é de 10% ao ano, o projeto apresentado a seguir deve ser aceito? VPL (10%) = - 4.100 + 1.000. (P/A; 10%: 5) = -4100 +1000 . 3,79079 VPL (10%) = - 309,21 0 1 2 1000 54 4100 3 Conclusão: O projeto deve ser rejeitado. Solução:
  14. 14. Análise do projeto: i VPL( i ) 5% 229,48 6% 112,36 7% 0 => TIR DO PROJETO 8% -107,29 9% -210,35 10% -309,21 -400 -300 -200 -100 0 100 200 300 5 6 7 8 9 10 TIR i (%)
  15. 15. Se a empresa conseguisse dinheiro a 6% ao ano, ela poderia pedir emprestado $4.212,36 ($4.100,00 + $112,36), investindo $4.100,00 e lucrando $112,36 imediatamente, no ano zero. O empréstimo seria pago, então, pelas receitas geradas pelo projeto. 0 _____ _____ _____ _____ 4.212,36 1 4.212,36 252,74 1.000,00 747,26 3.465,10 2 3.465,10 207,91 1.000,00 792,09 2.673,01 3 2.673,01 160,38 1.000,00 836,62 1.833,39 4 1.833,39 110,00 1.000,00 890,00 943,39 5 943,39 56,61 1.000,00 943,39 _____ PERÍODO SALDO DEVEDOR INCIAL JUROS PRESTAÇÃO AMORT. SALDO DEVEDOR FINAL
  16. 16. MÉTODO DO TEMPO DE RECUPERAÇÃO DO CAPITAL (PAY-BACK) O método do pay-back mede o tempo necessário para que o somatório das parcelas de receita cubra os investimentos iniciais. O cálculo desse tempo pode ser feito: 1. Sem atualização dos fluxos de caixa: pay-back sem atualização. 2. Com atualização dos fluxos de caixa: pay-back com atualização.
  17. 17. 0 1 2 20 9... 100 3 Pay-back s/atualização = 5 anos Pay-back c/atualização (i=10%) = 7,3 anos Exemplo 1: Exemplo 2: 100 0 1 2 9...3 20 30 50 80 20 Pay-back s/atualização = 3,5 anos Pay-back c/atualização (i=10%) = 4 anos
  18. 18. Pontos negativos do método do pay-back: Pontos positivos do método do pay-back: 1. Desconsidera os fluxos de caixa posteriores ao período de pay-back. 2. Desconsidera o valor do dinheiro no tempo (válido apenas para o pay-back sem atualização). Minimiza o risco da empresa em situações de instabilidade econômica, de alto risco ou sujeitos a constantes e fortes modificações. De qualquer forma, o método do pay-back deve ser sempre encarado como um método complementar de análise.

×