Aep prospectivo

300 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
300
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aep prospectivo

  1. 1. Avaliação dos internamentos num sector deMedicina utilizando a versão prospectiva do Appropriateness Evaluation Protocol: Resultados dum ano de follow up Javier R. Vera, Nuno Vieira, Luisa Arez, Rui Tomé Serviço de Medicina Interna. Sector I. Hospital do Barlavento Algarvio Portimão
  2. 2. INTRODUÇÃO Appropriateness Evaluation Protocol (AEP).-Criado nos anos 80 para avaliar a sobreutilização dascamas hospitalares.-60 Critérios objectivos que classificam como adequadoou inadequado o motivo e o tempo do internamento.Adequaçao=1 criterio
  3. 3. Variantes do AEP (I)Dependendo do tipo de Dependendo daestudo: especialidade:-Prospectivo -Protocolo Médico-Concorrente -Protocolo Cirúrgico-Retrospectivo -Protocolo Pediátrico
  4. 4. Variantes do AEP (II)AEP complementado: 1. Parâmetros demográficos (idade, sexo) 2. Parâmetros clínicos (multinternamento, mortalidade, comorbilidade-Charlson) 3. Adequação AEP 4. Parâmetros de gestão: demora média, internamento no fim de semana, procedência dos doentes, tempo decorrido desde a incrição no S.U até a transferência para o sector
  5. 5. APROPRIATENESS EVALUATION PROTOCOL Utilidade A) Dados numéricos “crús”. Servem para comparar eficiência de hospitais semelhantes. B) Motivos de adequação/inadequação. Estabelecer estratégias para diminuir a inadequação
  6. 6. OBJECTIVODeterminar no Sector de Medicina I: 1. Inadequação dos internamentos 2. Motivos que justificaram a adequação/inadequação Utilizando a versão médica prospectiva complementada do AEP
  7. 7. MATERIAL E MÉTODO (I)Tipo de estudo:Estudo prospectivo aleatorizado sistemáticoCritério de inclusão:Doentes internados nas camas 9, 22, 23, 24 doServiço de Medicina I durante 2003 Critério de exclusão: Doentes transferidos de outras camas do Serviço.
  8. 8. MATERIAL E MÉTODO (II)Instrumento de avaliação:Versão médica prospectiva do AEP complementada: 1. Parâmetros demográficos (idade, sexo) 2. Parâmetros clínicos (multinternamento, mortalidade, comorbilidade-Charlson) 3. Adequação AEP 4. Parâmetros de gestão: demora média, internamento no fim de semana, procedência dos doentes, tempo decorrido desde a incrição no S.U até a transferência para o nosso Serviço
  9. 9. MATERIAL E MÉTODO (III)Análise estatística:Base de dados AccessMédias, intervalos de confiançaΧ2, T StudentPrograma SPSS for Windows
  10. 10. RESULTADOS (I)N= 175Idade média: 72,37 anos (SD 14,42)67,4% homens; 32,6% mulheresMultinternamento: 33,1%Indice de Charlson: Média 3,83. 49%>=4Mortalidade 11,4% (Média do sector 12,3%)
  11. 11. RESULTADOS (II) Adequação AEP17,7% internamentos inadequados -Exames diagnósticos ou tratamento podiam ser feitos em ambulatório -Necessitavam internamento, mas não num hospital de agudos83,3% internamentos adequados -29,2% com 2 ou mais critérios de adequação
  12. 12. RESULTADOS (III) Causa de adequação140 96,5%120100 80 60 40 20 9,72% 6,94% 0 Tc invas Med ev Ab im 3xd Alts elect Def: Hem act Brad/taqu Alts cons
  13. 13. RESULTADOS (IV) Parâmetros de gestãoDemora média: 8,44 dias (Média do sector 9,89)Internamento no fim de semana: -N= 17 (9,7%) -Demora média: 13,29 dias (vs 7,92 nos internamentos nos dias de semana) -Mortalidade= 0
  14. 14. RESULTADOS (V) Parâmetros de gestão Serviço de procedênciaConsultas Outro S 1% 5% SU 94%
  15. 15. RESULTADOS (VI) Parâmetros de gestãoTempo desde o internamento hospitalar até à transferência para Medicina I 35,00% 30,00% 25,00% 20,00% 15,00% 10,00% 5,00% 0,00% <24h 24-48h 48-72h >72h
  16. 16. CONCLUSÕES1. A inadequação dos internamentos foi de 17,7%,similar aos resultados de outros estudos.2. O critério de adequação mais frequente foi autilização de terapêutica endovenosa. A ponderaçãoda via parentérica para administração de medicaçãopoderá eventualmente orientar os doentes paraoutros níveis assistenciais.
  17. 17. CONCLUSÕES (II)3. O alargamento considerável da estadia hospitalarnos doentes que foram internados durante o fim desemana pode relacionar-se com a ausência de equipamédica na enfermaria durante esses dias.Um programa de urgência interna poderá optimizareste parâmetro, diminuindo o tempo de espera noServiço de Urgência por uma vaga no nosso Serviço

×