Desvendando Oracle Exadata X2-2

1,397 views

Published on

Apresentação sobre Oracle Exadata X2-2 para implementação. Apresentado por Rodrigo Almeida no evento GUORS em 2011.

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,397
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
26
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Apresentação dos produtos Oracle Database 10g vs Oracle Database 11g em aspectos da Segurança da Informação.
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Desvendando Oracle Exadata X2-2

    1. 1. Desvendando o Oracle Exadata X2-2 Rodrigo Almeida Oracle ACE
    2. 2. Agenda <ul><li>Sobre Oracle Exadata X2-2 </li></ul><ul><li>Tornando-se um DMA </li></ul><ul><li>Implementação do Exadata </li></ul><ul><li>Ferramentas de Trabalho </li></ul><ul><li>Performance: Hardware e Software </li></ul><ul><li>Questionamentos básicos </li></ul><ul><li>Dúvidas? </li></ul><ul><li>Contato </li></ul><Insert Picture Here>
    3. 3. <Insert Picture Here> O que é Grid Control?
    4. 4. O que é Grid Control? <ul><li>Enterprise Grid Control é uma ferramenta de gerenciamento que fornece a capacidade de gerenciamento e monitoração dos componentes Oracle e não-Oracle para sua empresa. </li></ul><ul><li>Usando o Enterprise Grid Control você pode: </li></ul><ul><li>Monitorar a saúde de todos os componentes de uma aplicação, recursos do servidor e oferecer suporte aos processos de negócio; </li></ul><ul><li>Identificar a causa raiz (RCA) de um problema e corrigir rapidamente; </li></ul><ul><li>Oferecer relatórios gerenciais baseados em SLA; </li></ul><ul><li>Integração com ferramentas de Service Desk como Siebel; </li></ul><ul><li>Automatização das tarefas do DBA; </li></ul><ul><li>Identificar riscos e complience as politicas se segurança; </li></ul><ul><li>E também disponibiliza pacotes de gerenciamento de acordo com a sua necessidade. </li></ul>
    5. 5. Gerenciamento do negócio O Enterprise Grid Control tem a capacidade de monitorar os “Business Transactions” das aplicações até o menor nível.
    6. 6. Gerenciamento da Infra-estrutura Todos os componentes da infra-estrutura podem ser monitorados e gerenciados através da console do Grid Control de forma centralizada e via web browser.
    7. 7. Integração eficiente Possui integração com os principais sistemas do mercado fornecendo controle sobre os processos de automatização, agilidade na monitoração e suporte ao negócio de maneira eficiente.
    8. 8. A confusão clássica Muitos profissionais de TI, principalmente DBA, confundem as funcionalidades dos produtos que levam o mesmo nome no início, é o caso do Oracle Enterprise Manager , Oracle Enterprise Manager DBConsole e Oracle Enterprise Manager Grid Control . Oracle Enterprise Manager Ferramenta de gerenciamento de banco de dados, desenvolvido em Java que atendeu o público dos ´”DBA’s Gráficos” até a versão 9i. Como suas principais características podemos citar: Ferramenta pesada, poucas funcionalidades e administração do banco de dados limitado. Ficou marcado pela grande quantidade de bugs que suas versões apresentavam.
    9. 9. A confusão clássica <ul><li>Oracle Enterprise Manager Database Control </li></ul><ul><li>Criado em 2004 para substituir o antigo Oracle Enterprise Manager quando lançaram a versão 10g, ao contrário do antigo OEM, o DBConsole tem interface web e sua principais características são: </li></ul><ul><li>Utilizado apenas para administrar 1 banco de dados (Target); </li></ul><ul><li>Funcionalidade de administração para RAC e Data Guard; </li></ul><ul><li>Pacotes adicionais, como: </li></ul><ul><ul><li>Configuration Management Pack </li></ul></ul><ul><ul><li>Diagnostics Pack </li></ul></ul><ul><ul><li>Tuning Pack </li></ul></ul><ul><ul><li>Change Management Pack </li></ul></ul><ul><ul><li>Provisioning and Patch Automation Pack </li></ul></ul><ul><ul><li>Data Masking Pack </li></ul></ul>
    10. 10. A confusão clássica <ul><li>Oracle Enterprise Manager Grid Control </li></ul><ul><li>Também criado na versão 10g, o OEM Grid Control também possui os mesmos recursos que OEM DB Console, porém, finalidades diversas como: </li></ul><ul><li>Administração de N banco de dados/aplicações e servidores; </li></ul><ul><li>Utilização de agentes próprios; </li></ul><ul><li>Arquitetura robusta baseado no Oracle Management Services; </li></ul><ul><li>Capacidade de monitoração de outros recursos não Oracle; </li></ul><ul><li>Mais pacotes adicionais para aplicações e negócio. </li></ul><ul><li>Não está limitado apenas ao banco de dados... </li></ul><ul><li>... O foco agora é Data Center ! </li></ul>
    11. 11. <Insert Picture Here> Arquitetura
    12. 12. Arquitetura O Grid Control é composto por três componentes importantes em sua arquitetura, tais como OMR, OMS e Agentes.
    13. 13. Arquitetura: OMR O OMR (Oracle Management Repository) é a coleção de objetos do Grid Control no banco de dados, criados sobre o usuário SYSMAN e duas tablespaces para controle e administração do DBA. Sua principal função é armazenar todas as informações disponíveis sobre os alvos monitorados, administradores e aplicações gerenciados pelo Grid Control. Para criar o OMR, deve se ter um banco de dados Oracle já instalado e pode ser instalado em Real Application Cluster (RAC) e possui cerca de 4.000 objetos sobre o usuário SYSMAN.
    14. 14. Arquitetura: OMS <ul><li>O OMS (Oracle Management Services) tem como tarefa construir a </li></ul><ul><li>Interface do usuário na web (Console), gerenciar todos os agentes instalados em seus respectivos alvos e gravar os dados no OMR por JDBC. </li></ul><ul><li>Internamente, o OMS é constituído por dois componentes: </li></ul><ul><li>WebLogic Server que é responsável em realizar as atividades de um web server e através das requisições HTTP fornecendo os dados em interfaces HTML. </li></ul><ul><li>Grid Control Application tem a responsabilidade de produzir a interface do usuário (Console) a partir dos dados que recupera do OMR por JDBC e as requisições HTTP do WebLogic. </li></ul>
    15. 15. Arquitetura: OMS Abaixo segue um exemplo da arquitetura do OMS.
    16. 16. Arquitetura: OMA O OMA (Oracle Management Agent) tem a responsabilidade de habilitar alvos em um determinado host e fornecer informações de monitoração e administração ao OMS (Oracle Management Service). Um único agente pode monitorar diversos alvos em um servidor, como banco de dados, listener, servidor de aplicação, rede, aplicação de terceiros e informações de hardware. O objetivo do agente é realizar o upload das informações coletadas ao OMS que posteriormente são armazenados no OMR.
    17. 17. Arquitetura: Plug-ins do OMA No OMA podem existir diversos plug-ins diferentes para atender a sua necessidade, tais como:
    18. 18. Arquitetura: Console É o resultado final do trabalho do OMA, OMS e OMR que irá apresentar os dados ao administrador do Grid Control através do Web Browser.
    19. 19. Arquitetura: MAA para Grid Control <ul><li>O Grid Control tem a capacidade de trabalhar sobre a arquitetura de MAA (Maximum Availability Architecture) onde é utilizado servidores clusterizados sobre o banco de dados e WebLogic Server para manter HÁ (Alta Disponibilidade) e DR (Disaster Recovery) dos serviços do Grid Control. </li></ul><ul><li>Objetivos </li></ul><ul><li>Garantir SLA 99.9%; </li></ul><ul><li>Zero downtime. </li></ul>
    20. 20. <Insert Picture Here> Recursos
    21. 21. Recursos <ul><li>O OEM Grid Control oferece diversos recursos de administração e monitoração ao seu ambiente de TI, entre esses recursos vamos destacar: </li></ul><ul><li>Monitoração por Grupos (Groups); </li></ul><ul><li>Monitoração por Sistemas (Systems); </li></ul><ul><li>Monitoração por Serviço (Service); </li></ul><ul><li>Regras de Nível de Serviço (SLR); </li></ul><ul><li>Analise de causa raiz (Root Cause Analysis – RCA); </li></ul><ul><li>Beacons; </li></ul><ul><li>Blackouts. </li></ul>
    22. 22. Recursos: Groups Os grupos (Groups) são utilizados para administrar e monitorar muitos alvos em uma única unidade lógica, realizando operações administrativas de forma coletiva, economizando tempo ao administrador. Por exemplo, com os grupos é possível criar um grupo de alvos somente com bancos de dados e a partir deste grupo executar uma operação administrativa (Script SQL) para bloquear usuários que estão sem acesso a mais de 90 dias.
    23. 23. Recursos: Systems Os sistemas (Systems) são um conjunto de componentes que estão sendo monitorados, como por exemplo banco de dados, listener, rede, aplicação ou serviço da área de negócio (BPEL). Como a construção de um sistema dentro do Grid Control, é possível monitorar e administrar todos os componentes que compõe por exemplo um sistema de ERP, onde podemos monitorar desde os seus discos, rede, firewall e web services agrupados em um único conjunto dentro do Grid Control. Os sistemas conseguem fornecer um nível de controle complexo e topologia do ambiente.
    24. 24. Recursos: Service Os serviços (Services) são definidos como uma entidade que fornece uma função útil aos usuários, ou seja, serviços de e-mail, internet banking ou serviço de CRM. Deste modo, um serviço pode ser administrado e monitorado pelo Grid Control para oferecer o menor impacto possível ao negócio baseado em SLR definidos. A utilização desse recurso ajuda em muito a encontrar facilmente problemas de disponibilidade e performance.
    25. 25. Recursos: SLR <ul><li>As regras de nível de serviço (Service Level Rules - SLR) é criado sobre um serviço no Grid Control e tem como principal objetivo garantir a qualidade, disponibilidade e performance do serviço. </li></ul><ul><li>O SLR é baseado nos seguintes critérios: </li></ul><ul><li>Dias e horários comerciais; </li></ul><ul><li>Disponibilidade; </li></ul><ul><li>Performance; </li></ul><ul><li>Nível de expectativa do serviço. </li></ul><ul><li>Este recurso é ideal para empresas que trabalham sobre o framework ITIL ou COBIT para mensurar a qualidade de seus serviços aos clientes. </li></ul>
    26. 26. Recursos: RCA <ul><li>O recurso Analise de causa raiz (Root Cause Analysis – RCA) tem como objetivo fornecer informações valiosas aos administradores e gerentes, como: </li></ul><ul><li>Fornecer a capacidade de analise sobre as falhas de serviço; </li></ul><ul><li>Listar as possíveis causas da falha do serviço; </li></ul><ul><li>Avaliar a disponibilidade de sub-serviços ou componentes lógicos que fazem parte do serviço; </li></ul><ul><li>Habilitar administradores a achar os problemas rapidamente; </li></ul><ul><li>Diminuir o impacto do ambiente. </li></ul>
    27. 27. Recursos: Beacons Os Beacons são recursos do Grid Control que são instalados em áreas geográficas diferentes para realizar o controle de tarefas sobre um determinado grupo, sistema ou serviço.
    28. 28. Recursos: Blackout O Blackout é um recurso do Grid Control que suspende a coleta de métricas dos agentes em uma janela determinada sobre um host. Ideal para empresas que trabalham com gerência de mudança, onde o blackout pode suspender as coletas de seus agentes para não impactar em relatórios de SLR dos serviços e disponibilidade de seus agentes. Além de possuir um serviço de mensageria, como envio de e-mail, sms, pager e geração de relatórios na web sobre as atividades de blackout aos responsáveis pela mudança.
    29. 29. <Insert Picture Here> DBA e Grid Control
    30. 30. DBA e Grid Control <ul><li>O DBA que trabalha com o Grid Control 11g possui diversas facilidades em suas tarefas do dia-a-dia e um controle melhor sobre o seu ambiente, assim sendo, algumas características importantes do Grid Control para o DBA são: </li></ul><ul><li>Administração sobre RAC e Data Guard; </li></ul><ul><li>Data Masking; </li></ul><ul><li>Compliance de segurança; </li></ul><ul><li>Life-Cycle Automation; </li></ul><ul><li>Provisioning and Patching; </li></ul><ul><li>Software Library; </li></ul><ul><li>Integração com My Oracle Support (MOS) – antigo Metalink; </li></ul>
    31. 31. RAC e Data Guard RAC – Real Application Cluster No OEM Grid Control 11g agora podemos encontrar recursos como Instance Caging, Compression Advisor, Global RAC Diagnostic e uma extensão para administração do RAC em Exadata. Data Guard Além de permitir a criação de um Data Guard pelo console do Grid Control, o Grid Control 11g agora é possível realizar tuning para bases Standby.
    32. 32. Data Masking Um dos recursos preferidos entre os DBA’s é a utilização do pacote Data Masking para realizar a cópia de bases de produção para ambientes de homologação e/ou desenvolvimento. Como o uso do Data Masking é possível mascarar dados sensíveis, como salário, número do CPF, CNPJ e etc em ambientes de homologação e desenvolvimento. E todas essas atividades podem ser realizadas usando o Grid Control.
    33. 33. Compliance de Segurança <ul><li>Com o Grid Control é possível o DBA monitorar todas as violações e avisos sobre as regras de auditoria ou segurança impostas no banco de dados usando os recursos padrões do banco de dados (AUDIT_TRAIL) ou produtos como: </li></ul><ul><li>Oracle Database Vault; </li></ul><ul><li>Oracle Database Firewall; </li></ul><ul><li>Oracle Label Security; </li></ul><ul><li>Oracle Audit Vault; </li></ul><ul><li>Também é possível criar politícas de segurança para os bancos de dados a partir do console do Grid Control e aplicar para os grupos ou sistemas criados sobre os bancos de dados alvos. </li></ul>
    34. 34. Life-Cycle Automation O Life-Cycle Automation é um recurso que faz toda a orquestração de todos os processos de um determinado ambiente de banco de dados, aplicação ou servidor.
    35. 35. Provisioning and Patching <ul><li>Recurso essencial para o DBA realizar o provisionamento e aplicação de patchs para o sistema operacional Linux e Oracle RAC 11gR2. </li></ul><ul><li>Permite realizar o controle sobre: </li></ul><ul><li>Componentes; </li></ul><ul><li>Diretivas; </li></ul><ul><li>E Software Library; </li></ul>
    36. 36. Software Library O software Library é uma localização compartilhada do OMS entre os bancos de dados, aplicações e servidores que fornece a capacidade de realizar uma central dos binários, imagem de componentes, imagem do sistema operacional e patchs. Faz todo o controle das versões e nível de maturidade de acordo do com o Life-Cycle Management, evita redundância dos binários para instalações dos produtos e organização no dia-a-dia do administrador.
    37. 37. Integração com MOS O software Library é uma localização compartilhada do OMS entre os bancos de dados, aplicações e servidores que fornece a capacidade de realizar uma central dos binários, imagem de componentes, imagem do sistema operacional e patchs.
    38. 38. <Insert Picture Here> Dúvidas?
    39. 39. <Insert Picture Here> Contato
    40. 40. Oracle Copyright © 2007, Oracle and / or its affiliates. All rights reserved.

    ×