Fundamentos serviço social rompendo com a alienação - 1 º semestre

7,503 views

Published on

1 Comment
9 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
7,503
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
144
Comments
1
Likes
9
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fundamentos serviço social rompendo com a alienação - 1 º semestre

  1. 1. Fundamentos Serviço Social1º SemestreBy Dani Rubim – estudanteServiço Social Unicsul
  2. 2. Fundamentos Serviço SocialLivro: Serviço Social,identidade e alienaçãoAutora: Maria Lucia MartinelliEditora Cortez
  3. 3. Fundamentos Serviço SocialIntrodução ao Livro•Formação Serviço Social como profissão•Acontecimentos que induziram à pratica social•Como o processo de industrial desenvolveu a questão social.•Assuntos Principais
  4. 4. Fundamentos Serviço SocialIntrodução ao Livro•Porque surgiu:•Foi criada para atender as questões sociais de determinada epoca ediminuir a lacunas sociais entre as classes.•A História – Serviço Social•A história do Serviço Social é rica em detalhes
  5. 5. Fundamentos Serviço SocialRompendo com a alienação•Capitulo 3 – livro Martinelli“É preciso traçar um caminho próprio para atingirE exprimir a consciência de classe.”Ianni, 1968
  6. 6. Fundamentos Serviço Socialafetaram o mundo inteiro só sendo estabilizada nosec. XX, sendo em seguida atropelado por problemaspolíticos e sociais.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro MartinelliA GRANDE DEPRESÃO I GUERRA MUNDIAL REVOLUÇÃO DE 1917
  7. 7. Fundamentos Serviço SocialA questão social ampliada fez com que a mascara do capitalismocaísse sendo necessária a intervenção do Estado.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  8. 8. Fundamentos Serviço Social•O domínio de cena não era mais do capital.•Iniciou-se uma nova forma de repressão aos sindicatoso que fortaleceu a classe operaria.•Entre 1930 e 1940 até mesmo o direito de associação voltou aser contestado.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  9. 9. Fundamentos Serviço SocialA essa altura o numero de assistentessociais crescera e sua pratica já ganhavaforo profissional propriamente dito.Trabalhar na estrutura e relações sociais nopós-guerra era a missão reservada aosassistentes sociais.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  10. 10. Fundamentos Serviço SocialAs primeiras praticas sociais foramassistencialistas ou seja voltadas para acaridade através da doutrina da igrejacatólica.Mas existem evidencias na Antiguidade àesta pratica já em desenvolvimento.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  11. 11. Fundamentos Serviço SocialNo Egito, na Grécia, na Itália, na Índia, enfim, nos mais diferentes pontos domundo antigo a assistência era tarefa reservada à confraria ao qual o surgimentoremete à 3000 anos antes de Cristo.Filósofos comoAristóteles, Platão, Sêneca e Cícerotambém discutiram o tema da assistência, posicionando a necessidade de seracionalizar a prestação de serviço na área da assistência.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  12. 12. Fundamentos Serviço SocialAo lado da ajuda material existia a ajuda espiritualOs próprios apóstolos tinham e suas missões a realização da assistênciaespecialmente aos mais humildes.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  13. 13. Fundamentos Serviço SocialO grande organização da doutrina cristã na assistência foiSanto Tomas de Aquino (1224-1274)Situando a caridade como um dos pilares da fé.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  14. 14. Fundamentos Serviço SocialDesde a era medieval até as eras mais recentes a assistência era vista comoforma de controle da pobreza.A própria Igreja Católica à medida que caminhava começava a se distanciar dospobres e aliar-se à burguesia, levando a Igreja à lutas por terras e poder.A espiritualidade religiosa foi substituída por uma preocupação mercenária.Abriu-se as portas para a REFORMA RELIGIOSAque dividiu a Igreja em dois campos:CATOLICISMO e PROTETANTISMOA Igreja católica começava a perder suas rédeas e países como Itália e Espanhajá esboçavam reações contra, mas nada significativo aconteceu neste campo.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  15. 15. Fundamentos Serviço SocialA necessidade de se racionalizar a Assistência veio a publico ao final da primeirametade do sec. XIX.Os Assistentes Sociais contribuíram com a alienação, sendo envolvidos pelaideologia da época.A Sociedade de Organização da Caridade (SOC) tornou-se uma de suas maioresinstituições (XIX e XX)Os Assistentes acabavam atendendo mais os burgueses do que o proletariado.A profissão caminhava na marcha contraria aos anseios e lutas da classetrabalhadora.Fundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro Martinelli
  16. 16. Fundamentos Serviço SocialServiço Social no BrasilFundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro MartinelliSurgiu as primeiras décadas de 30, como iniciativa dos setores burguesesfortemente respaldado pela Igreja Católica.Em meados dos anos 40 o Serviço Social no Brasil já sofria uma influencia norte-americana que já se sobresaia à européia.O Serviço Social começa a ser legitimizada, remunerada, assalariada inclinandoao profissionalismo.Em São Paulo foi criada em 1932 o Centro de Estudos e Ação Social (CEAS)importante para a qualificação para a assistencia.
  17. 17. Fundamentos Serviço SocialInfluência - Mary RichmondFundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro MartinelliMary começa a trabalhar para a Sociedade de Organização da Caridade de Beltimore.Em 1897, declarou em Toronto, a necessidade de se criar uma escola profissional de ServiçoSocial. No ano seguinte sua ideia foi realizada em Nova York.O método de trabalho que Mary utilizava era questionar o individuo, construindo categorias depersonalidade, de meio social. Em seu método de trabalho ela utilizava três partesEstudo, Diagnostico e Tratamento.Ela apresenta um tratamento direto com o cliente e o tratamento indireto com o meio social,principalmente a família. Questionando os indivíduos, construindo categorias:personalidade e meio social.Ela não questiona de onde emergem as relações sociais, apesar de não aceitar que a assistênciaseja feita nos moldes da caridade.A obra de Mary é voltada no surgimento de um contexto de funcionalismo, definindo caso socialindividual, como um “Tratamento prolongado e intensivo que devolve a personalidade,reajustando consciente e individualmente o homem a seu meio social”.
  18. 18. Fundamentos Serviço SocialServiço SocialFundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro MartinelliO Serviço Social esta ligado intimamente à evolução do capitalismo.Tem a marca da opressão, da alienação e da exploração.Ligado intimamente às questões sociais.E tem como fundamento a busca pelos direitos dos menos favorecidos
  19. 19. Fundamentos Serviço SocialServiço SocialFundamentos Serviço Social•Capitulo 3 – livro MartinelliMesmo sendo uma profissão criada para facilitar o entendimento entre as classesatender aos oprimidos que não dispõem de nada alem de sua força de trabalhoem uma visão e vigilância burguesa, não deve ser considerado errado trabalhar afavor do capitalismo (mesmo porque cada época existiam seus padrões que para quem vivia erasimplesmente o certo) deve sim, atualmente usar estratégias para atender aos “doissenhores”Ter conhecimento das legislações em vigor intermediando e auxiliando aos doislados da moeda social
  20. 20. Fundamentos Serviço SocialRompendo com a alienação•Capitulo 3 – livro Martinelli“É preciso traçar um caminho próprio para atingirE exprimir a consciência de classe.”Ianni, 1968

×