Unidade iv.2 gestão de pedidos

3,070 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,070
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
134
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Unidade iv.2 gestão de pedidos

  1. 1. Fundação Comunitária de Ensino Superior de ItabiraFaculdade Itabirana de Desenvolvimento das Ciências e Tecnologias Gestão de Pedidos Professor: Daniel Moura
  2. 2. Introdução Nessa era de competição, em tempos de customização em massa, diferentes aspectos da logística contribuem para o atendimento das expectativas do cliente; Quando os produtos parecem iguais, são numerosas as empresas que conseguem obter um aumento de faturamento e uma ampliação da própria quota de mercado graças aos serviços logísticos e diferenciais tecnológicos.
  3. 3. COMPETITIVIDADE MERCADO A B C Serviço- Serviços ao -Aumento no faturamentologísticos cliente -Ampliação mercadológica- DiferenciaisTecnológicos
  4. 4.  Processamento de pedidos; Tecnologia da informação – Sistemas de informações logísticas;
  5. 5.  O serviço ao cliente deve ser considerado como uma arma potente para adquirir a supremacia sobre os concorrentes, além de ser visto como um ingrediente fundamental na estratégia de marketing.
  6. 6.  Sterling e Lambert (1989): – 2000 clientes de indústrias de mobílias e artefatos plásticos; – Principais fatores de fidelidade:  acurácia no preenchimento de pedidos;  pequena variabilidade do ciclo de pedidos (consistência);  acurácia do fabricante em prever datas de embarque estimadas;  informação fornecida quando o pedido é colocado  posição de estoque;
  7. 7.  informação fornecida quando o pedido é colocado; data de entrega projetada; duração do tempo de entrega prometido; habilidade para expedir pedidos de emergência rapidamente; habilidade do fabricante de cumprir a data de entrega prometida.
  8. 8.  avisoantecipado de atraso de embarque; ação sobre reclamações.Innise Lalonde (1994);National Council of Physical Distribution Management (1995);Bowerson (1996).
  9. 9. Processamento de Pedidos e Sistemasde InformaçãoO custo de obter informação acurada e a tempo através da cadeia de suprimentos tem diminuído substancialmente, enquanto o custo de mão-de-obra e materiais tem aumentado. Assim, a substituição de recursos por informações pode reduzir custos logísticos e ainda melhorar a gestão do processamento da cadeia de suprimentos (BALLOU, 2001).
  10. 10. Tempo do Ciclo do pedidoO lead-time de pedido pode ser definido como o lapso de tempo entre o momento em que a requisição de um serviço, o pedido do cliente ou o pedido de compra é colocado e o momento em que o produto é recebido pelo cliente (BALLOU, 2001).
  11. 11. Etapas do processamento de pedidos
  12. 12. Preparação do pedido Coleta das informações necessárias sobre os produtos e serviços pretendidos e a requisição formal dos produtos a serem adquiridos; Benefício da tecnologia: sites, Intercâmbio eletrônicos de dados (EDI); código de barras.
  13. 13. Transmissão do pedido Transferência dos documentos do pedido do seu ponto de origem para aquele que pode ser manuseado; Pode ser feita de duas maneiras: manual (mais econômica) ou eletrônica (mais velocidade, acurácia e confiança); Confiabilidade: Internet x EDI.
  14. 14. Entrada dos pedidos Exatidão das informações do pedido (Descrição, quantidade e preço do item); Disponibilidade dos itens (Recusar o pedido quando necessário); Preparar documentação (Um bom trabalho na primeira etapa, a de preparação,reduz sensivelmente a possibilidade de retrabalho nessa fase de entrada); Crédito do cliente (Como a liberação de crédito pode ser feita pelo setor financeiro, vendas ou qualquer outro definido pelo modelo de gestão da empresa, fica clara a necessidade de integração entre as áreas funcionais);
  15. 15.  Transcrição das informações (transmitir as informações do pedido para outros sistemas, quando necessário); Faturamento.
  16. 16.  Apesar de separadas conceitualmente, as atividades de preparação, transmissão e entrada de pedidos se confundem na prática, principalmente com toda a integração tecnológica disponível no mercado.
  17. 17. Atendimento dos pedidos Adquirir os itens mediante retirada de estoque, produção ou compra; Embalar os itens para embarque; Programar o embarque das entregas e; Preparar a documentação para o embarque. Processar em paralelo com as atividades da entrada de pedidos.
  18. 18.  Estabelecimento de prioridades: FIFO, LIFO, pedido de menor tempo de processamento, pedidos com menor prazo de entrega, etc.
  19. 19.  Relatório da situação do pedido: acompanhar e localizar o pedido ao longo de todo o seu ciclo e comunicar o cliente a localização exata do pedido no ciclo e a previsão para a entrega.
  20. 20.  Comércio varejista: – os clientes informam o distribuidor, via EDI, qual a quantidade desejada de cada produto e para onde devem ser enviados; – o distribuidor informa aos fornecedores a quantidade de cada produto que deve ser embarcada, via EDI; – o distribuidor informa ao provedor de serviços logísticos onde coletar o produto e a quantidade a ser coletada, também via EDI;
  21. 21. – o distribuidor informa, por EDI, ao provedor logístico onde e quando a quantidade de cada produto será entregue;– os fornecedores preparam o produto para embarque;– o provedor logístico coleta, classifica e separa o produto conforme as especificações do distribuidor; e– o provedor logístico entrega os produtos para os clientes.
  22. 22.  “O sistema de informação logística influencia à habilidade da empresa em reagir rapidamente às mudanças, à identificação de problemas e ainda à sua capacidade de impor obstáculos que protejam seus mercados contra concorrentes, não necessariamente garantindo vantagem competitiva, mas evitando, na verdade, uma desvantagem competitiva”
  23. 23.  Todas essas ações se tornam mais viáveis se a Tecnologia da Informação (TI) estiver contribuindo para a integração empresarial, suportando as operações de maneira adequada e sendo utilizada como um instrumento do negócio, de forma a contribuir preponderantemente para alavancar maiores e melhores indicadores globais.
  24. 24. O processamento de pedidos constitui-se como peça fundamental e decisiva para um bom planejamento das atividades logísticas. Com relação a cada uma das etapas do referido processo, deve-se levar em consideração o uso adequado da tecnologia de informação para que possa permitir o desencadeamento racional e ótimo de toda cadeia de suprimentos.

×