Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Perdas de entes queridos 02112011

PERDA DE ENTES QUERIDOS - MENSAGEM ESPÍRITA

  • Login to see the comments

Perdas de entes queridos 02112011

  1. 1. PERDA DE ENTESQUERIDOSFRATERNIDADE ESPÍRITA IRMÃO GLACUS Por: Daniela Azevedo Betim Out/11
  2. 2. A perda de entes queridos nos abala profundamente. Mesmo compreendendo a grandiosidade da vida espiritual e aeternidade da alma, somos compelidosao choro, à tristeza e muitas vezes nos entregamos ao sentimento de incompreensão, como se aquilo fosse um “castigo”, uma sina.
  3. 3. Mas “perder” é também evoluir.Separar-se de alguém que necessariamente precisa ausentar-se para alçar outros vôos é também evolução. Precisamos compreender isto como um desapego.
  4. 4. E, mesmo que a dor da separação e a tristeza nos visitem, Busquemos compreender que a “morte” não é um ponto final na existência humana.Somos seres eternos,dotados de bondade, pois filhos de Deus.
  5. 5. Somos faíscasbrilhantes desta divindade, a estagiar neste planeta. Não somoseternos, pois em matéria. Mas temos a alma que nos
  6. 6. Ainda que hajauma separação aparente entreos homens e omundo espiritual e que isto noscause, algumasvezes, a dúvida quanto acontinuidade da vida...
  7. 7. Entendamos que não existimos somente paraesta, que é uma transitoriedade em nossa eterna luz.
  8. 8. Compreendamos, que o desenlace carnal é oencerramento de uma etapa e não o fim de uma vida...
  9. 9. E, para aquele que parte, é também um momento de temporáriaperturbação. Onde se fica por um tempo, tateando entre o essenciale o efêmero, entre o espiritual e o material... sem saber exatamente para onde seguir...
  10. 10. Por isto, é importante que os familiares eamigos se recolham em prece no momento do desenlace, enviando vibrações energéticas que auxiliem o irmão desencarnado aencontrar, na dimensãodos espíritos, o amparo de que necessita.
  11. 11. Os ensinamentos que a doutrina espírita nos traz e a certeza da continuidade davida após aquilo que chamamos morte, confortam-nos nesse momento, onde a dor e a tristeza embalam nosso ser.
  12. 12. Busquemos na fé o consolo e o equilíbrio para ajudar o amigo que parte, emitindo ondas positivas e de paz,
  13. 13. Confiemos na bondade de Deus que nosdesigna bons e abnegados companheiros para o auxílio, em toda a jornada que trilhamos nesta vida, e entreguemos a ele, nossos mais íntimos segredos.Deixemos que ELE nos fortaleça para que sigamos nossa missão. Oremos e vibremos uníssonos na intenção verdadeira de auxiliar.
  14. 14. O amor por aquele que fecha os olhos para a vida material não se extingue com sua partida.Mas deve se modificar, aos poucos. Lembrando que a tristeza não deve darlugar à revolta e que asorações devem buscarpara ele a recuperação e o equilíbrio através do amor fraterno quelhe direcionará ao mais
  15. 15. Tenhamos fé e, também neste momento, apliquemos o mandamento do querido mestre Jesus, amando ao espírito desencarnado com todas as fibras de noss´alma e dedicando-lheverdadeiros influxos
  16. 16. Sigamos, pois, a jornada que nos cabe. Deixandoguardada em nossa mente e em nosso espírito os bons momentos que vivemos ao lado do irmão querido. Usemos a força destaslembranças para ajudarmo- nos no enfrentamento de tão difícil momento etenhamos fé pois, como diz o poeta: - “qualquer dia, amigo, eu volto a te encontrar...”.
  17. 17. Que a paz de Jesusesteja em vossos lares e em vossos corações.
  18. 18. Que Deus abençoe aquele que sofre pela perda de seu ente querido e que aconfiança na vida eterna o conforte na esperança e certeza do reencontro.... Dani Azevedo Autoria do texto e narração: Daniela Simone de Azevedo Imagens: disponíveis na internet Músicas: Relaxamento_-_Meditação_Tibetana e Canção da América – Elis Regina

×