Guia Politicamente INCORRETO de Auto Ajuda

1,656 views

Published on

Um livro bem humorado sobre auto confiança e sobre acreditar no impossível.
Depois dele você nao vai querer saber de nenhum outro livro de auto ajuda.

Published in: Education
4 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
1,656
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
123
Comments
4
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Guia Politicamente INCORRETO de Auto Ajuda

  1. 1. Guia A Upoliticamente T DeINCORRETO ODaiane Gigliatti
  2. 2. Capítulo 1 - Sobre o livro Você provavelmente deve estar se perguntando o porquêde um livro de auto-ajuda gratuito na internet. E o porquê des-se estranho nome ou quem seria tão besta a ponto de criá-lo.Então nesse capítulo irá entender o motivo dele existir. Tudo começou quando eu estava quebrada, sozinha, semperspectiva de vida e sem saber o que iria acontecer dali parafrente. Então o que fiz? Como todo mundo automaticamentepensei em ler um livro de auto-ajuda, mas felizmente essa idéiaterrível passou logo e resolvi fazer algo de verdade por mim.Logo depois pensei em fazer um filme, mas eu estava quebradaentão sem chance. Montar uma empresa e ganhar milhões, forade cogitação. Então só me restava acreditar em mim mesma ecomeçar a fazer algo para mudar minha situação. Então um dia assistindo a um episódio do seriado “HOUSE”tive a idéia de escrever um Best seller de auto-ajuda(a parte doBest Seller foi pensar além). Eu sei o que você deve estar pensan-do: “Que merda é essa? Um livro inspirado em um seriado? Não deveser boa coisa”. Mas penso o seguinte, se a Daniela Albuquerquepode escolher a profissão baseado na embalagem deToddynho, então eu posso fazer um livro baseado no que apren-di em “HOUSE”. Já que a moda é escrever livros desse tipo pensei em es-crever um e ficar milionária como todo mundo, mas logo vi quenão ia rolar, ninguém vai querer publicar um livro como esse.Além do mais, a única coisa que esses livros ajudam é aumentarIIIIIIIIIIIIIIIIII
  3. 3. a conta bancária dos autores e editoras, portanto resolviescrever um livro que qualquer um que tenha um computadorou dois reais para ir numa Lan House possa ter acesso. Então é isso, resolvi fazer um livro de auto-ajuda paraque você entenda que não precisa de livros de auto-ajuda,um paradoxo não é? Mas se ler você não irá se arrepender,ou talvez se arrependa, e ai será tarde pois já terá lido o li-vro, e não poderá voltar atrás. E ai já terá aprendido sua pri-meira lição... Na vida, nem sempre é possível voltar atrás. Agora antes que você resolva parar de ler, vamos para opróximo capítulo. E para a sua alegria, garanto que esse livronão é cheio de palavras estranhas e complicadas, que você temque passar mais tempo olhando no dicionário ou no Googlepara saber o que significam, do que com a própria leitura do li-vro. A leitura é agradável e numa linguagem que você entende,além de conter vários erros de coerência e coesão, uma vez quenão passou pela correção de nenhum professor de português(a única correção foi a do Word), o que faz de você um rebelde.Então continue a rebeldia e vá ao próximo capítulo. Capitulo 2 – ⁂ ⁜  † ♣ ♥♫ ♪ ☻☺ ☼  ﴾ Como estava sem criatividade para o nome do capítulo,resolvi colocar umas imagens para ocupar o espaço, já quetodo mundo sabe que uma imagem vale mais que mil pa-lavras. Esse capítulo só esta aqui para te dizer uma coisa, daforma mais sutil possível: IIIIIIIIIIIIIIIIII
  4. 4. Pára de ler livro de auto-ajuda porra!!! Você é altamente capaz de fazer qualquer coisa, de mu-dar sua vida, de tomar boas decisões e não precisa de um livropara fazer isso por você. Você é auto-suficiente e não permitaque ninguém te diga o contrário. Assim como revistas de bele-za tem o intuito de fazer você se sentir mais feia (o), os livros deauto-ajuda fazem você se sentir mais triste e incapaz, te tor-nando um dependente deles. Assim como as mulheres ou homens das revistas, vocênão é feio (a), só não teve o mesmo tratamento de photoshop,pense se a Geisy Arruda teve jeito, você também tem(Comotoda regra tem sua exceção, Dilma você é a exceção dessa).O mesmo acontece com os caras que escrevem esses maldi-tos livros, se eles podem você também pode. E não precisade ninguém te falando como deve ou não agir, a vida é sua,tome suas decisões, erre, acerte, vença, perca, mas faça o quevocê quiser. Perceba que eu disse o que você deve fazer, entãoestá em suas mãos fazer ou não, mas tenha a certeza o quequer que aconteça foi decisão sua, é a sua vida e não minha. Emesmo que você tome a decisão errada, ela é a melhor decisãoque você poderia tomar, pois é sua. Ninguém tem uma fórmula secreta de como é a vida oucomo ela deve ser vivida, e é por isso que ela é tão mágica,querer compreendê-la ou tentar criar regras de como vivê-la,faz com que sua magia se perca. Assim como disse o poeteiro(aquele cara que faz poemas) a vida é a maior dádiva que vocêIIIIIIIIIIIIIIIIII
  5. 5. já teve, e algo do qual você jamais sairá vivo. Então não a leve tão a sério a ponto de fazer que ela perca a espontaneidade, mas não a trate como algo dispensável a ponto de torná-la fútil, se souber fazer isso me ensine. Mas no filtro solar acredite! Viver é como o Super Mário(Não, não é aquele do armário), e como no jogo de vídeo game, tem momen- tos fáceis e outro muito difíceis, mas assim como no jogo, na vida coisas legais acontecem, você tem atalhos, amigosleais e dependendo do número de cogumelos é capaz decertas coisas muito loucas. Portanto toda essa enrolação nos parágrafos anteriores,foi para te dizer que você deve acreditar mais em si mesmo.Se não estiver disposto (a) a fazer isso, pare de ler o livro, elenão é para pessoas fracas. Ou você pode continuar lendo sequiser, eu não tenho como te impedir de fazer nada, eu nãomando em você. Capitulo 3 – E o Bambu? Esse capítulo irá tratar de uma coisa séria – apesar dotítulo: o medo de arriscar. Quem não se lembra do célebreepisódio, em que uma menininha vai ao programa do SílvioSantos e conta uma piada? Esse é um momento antológico nahistória da televisão brasileira. Ela pergunta ao apresentador qual a diferença entre umbambu, um poste e uma mulher e após responder, ainda fica IIIIIIIIIIIIIIIIII
  6. 6. a dúvida de qual a função do bambu nessa história. SílvioSantos com toda coragem pergunta: E o bambu? A respostaa sua pergunta é simples e objetiva:ENFIA NO TEU CÚ. Ele ficou sem palavras, e nós morremosde rir até hoje. Mas mais do que nos fazer rachar o bico de rir dessemomento, é possível aprender muito com esse vídeo. Aprimeira coisa é: nunca pergunte sobre um bambu a umacriança, ela pode te mandar enfiar no seu cú na frente detodo mundo. A segunda é: não tenha medo de arriscar, você podetomar no cú ou pode se dar bem, mas você só vai saber aocerto se o fizer. Sílvio Santos poderia ter ficado calado, mas ele jamaisiria saber o que acontece com bambus, às vezes nosso medode parecer ridículos aos olhos dos outros, faz com que nosproibamos de aprender coisas novas ou de nos arriscar. Opior sentimento que alguém pode ter é o medo, é por ele eatravés dele que as piores coisas do mundo acontecem. Omedo de avançar faz as pessoas regredirem, o medo de amartorna mais fácil odiar, o medo do ataque do inimigo te fazatacar primeiro, o medo do julgamento dos outros nos tornaoutras pessoas, o medo de cagar te impede de tomar activia,o medo de arriscar te impede de aprender e viver.IIIIIIIIIIIIIIIIII
  7. 7. O chefe Gusteau em Ratatouille disse:“As coisas até podem dar errado, masvocês não devem deixar ninguém de nirseus limites a partir de sua origem, oúnico limite é sua alma”. IIIIIIIIIIIIIIIIII
  8. 8. Portanto não tenha medo de ser ridículo, de parecer tolose isso faz de você você mesmo. Aqueles que te amam conti-nuarão te amando independente do quão ridículo você seja,Einstein já foi considerado quase louco, hoje é um dos maisrespeitados cientistas do mundo (e mesmo após sua mortecontinua fudendo os estudantes até hoje, com seus estudossobre física), Peter Parker sofria bullying e hoje é o homem--aranha, J.K. Rowling foi rejeitada em 12 editoras e hoje torturatodo mundo com as histórias de Harry Potter, Júlio César erapobre, e no entanto construiu um império e matou milharesde pessoas (a parte de matar, torturar e dormir com todas asmulheres do império não é legal crianças). O medo de ser você mesmo te torna igual às pessoasque você mais odeia, e as idéias que você achava ridículas esem fundamento darão glória e sucesso a pessoas que foramsuficientemente ridículas para acreditar. Einstein disse: “Se umaideia não parece absurda a princípio não tem chances de dar cer-to” Acredite mais em si mesmo, e acredite no filtro solar. . Capítulo 4 – Às vezes dores no coração são apenas gases Quem nunca sentiu aquela dor terrível perto do peito eteve certeza absoluta de que a morte estava perto, e iria acon-tecer devido a um ataque do coração. Pois é, toda essa certezase dissipou com o cheiro terrível do pum que você soltou, ecomo num passe de mágica a dor não estava mais lá, e vocêIIIIIIIIIIIIIIIIII
  9. 9. não iria mais morrer (pelo menos não de gases ou naquelemomento). Algumas coisas na vida também são assim, às vezes agente acaba dando tanta importância para um problema que,acaba por esquecer que a solução é tão simples quanto soltarum pum. A partir do momento que deixamos os problemasnos controlarem, perdemos a visão da solução. É normal se sentir perdido às vezes, ninguém sabe ocaminho correto sempre, o problema é quanto você se acos-tuma a estar perdido. A não ser que você seja uma bala no Riode Janeiro, não tem o direito de se acostumar a ficar perdido,porque quando você se perde você se priva. Assim como o Leonardo, você pode não saber aonde vai,o que você não pode é parar no meio do caminho, pois ai nãochegará a lugar nenhum. E se tiverem pedras no meio dessecaminho, recolha-as para usar mais tarde no seu estilingue. Problemas e dificuldades em nossas vidas são desespe-radores, mas mesmo que você se descabele, fique desespera-do, pense que vai morrer eles ainda continuarão no mesmolocal, e só tendem a aumentar. Portanto, você pode não sabero que fazer e até ter uma crise de pânico, contanto que vocêse recupere e procure soluções para o que está acontecendo. E não adianta você esperar que alguém o faça para você,são seus problemas e só você pode dar um jeito neles. Eins-tein uma vez disse a respeito da sua teoria da relatividade: IIIIIIIIIIIIIIIIII
  10. 10. “Se a minha teoria sobre a relatividade estiver correta a Alemanha dirá que sou um cidadão da Alemanha e a França dirá que sou um cidadão do mundo. Mas se eu fracassar a França dirá que sou um cidadão alemão e a Alemanha dirá que sou um judeu.” O que isso tem a ver com esse capítulo? Não sei, masachei legal colocar aqui. A questão é, que com algumas pouquíssimas exceçõesninguém vai se ferrar para te ajudar em nada. E mesmo quealguém tente, se você não quiser ajuda ninguém poderá fazernada por você. Porque você é a única pessoa que pode fazeralguma coisa para te tirar da situação em que você se encontra. A derrota é viciante, porque de certa forma ela é maistolerável que o sucesso. Para vencer é preciso sofrer, lutar, semachucar, se inquietar com o rumo das coisas, para a derrotabasta desistir de tudo isso. No mundo existem mais desistentesque derrotados. Assim disse F. Nietzsche “O caminho é mais duro perto dotopo”. Se ficou complexo demais para você, lembre-se dos jo-guinhos de vídeo game ou celular, quanto mais perto de zeraro jogo e se tornar o campeão, mais difícil ficam os obstáculose mais forte se tornam os monstros. Mas se você se esforçar etiver sangue o suficiente poderá se tornar um vencedor. E maisque isso, percebe que não existe caminho mais fácil, e que parachegar ao final vitorioso tem que enfrentar tudo com corageme criatividade. Só assim você terá um local ao sol, e quandotiver seu lugar ao sol USE FILTRO SOLAR.IIIIIIIIIIIIIIIIII
  11. 11. Capitulo 5 – Cantadas de pedreiro“Oh morena, você tem doce de leite na barriga? Porque você é um sonho.”“Com uma bunda dessas pode ir cagar lá em casa a hora que quiser.”“Você é o ovo da minha marmita.”“Gata, você é a figurinha que falta no meu álbum. Cola em mim que agente se completa.”“Toma 50 centavos! Ela: Porque? Sou um conquistador barato!!!”“Gatinha, se beleza fosse bosta tu tava toda cagada.”“Você gosta de chocolate? Sim! Prazer, Chocolate!”“Vamos sair para tomar alguma coisa juntos? Talvez um banho?!”“Você gosta de estrelas? Gosta? Eu conheço um motel que tem cinco!””Você gosta de vitamina? Então bate uma pra mim”“Moça posso te perguntar só três coisas? Qual é seu nome? Quer ficarcomigo? Por que não?” Se você chegou até aqui, provavelmente deve estar espe-rando mais uma lição de moral, se fudeu, não tem nenhuma. Esse capítulo tem o intuito, único e exclusivamente, de tefazer sorrir. De nada adianta um livro cheio de lições de moral,histórias bonitinhas se você continua triste, mau-humorado ousem sorrir. Sorrir faz bem a saúde, é comprovado cientificamenteque sorrir libera endorfina que faz bem ao corpo, pois é o neu-rotransmissor relacionado às sensações de prazer e bem-estar, IIIIIIIIIIIIIIIIII
  12. 12. acredita-se que sorrir melhora o desconforto causado pela dor,mas acima de tudo afasta os maus pensamentos. Perceba que a maioria das pessoas bem sucedidas sãotambém bem humoradas, talvez elas sejam bem humoradasporque são bem sucedidas, talvez seja o contrário. A verdadeé que a vida é dura e as dificuldades são muitas. Mas quandovocê tem bom humor para enfrentá-las, elas parecem menorese mais fáceis. Sorria mais, chorar ou ficar com cara de cu, não vai teadiantar em nada, pelo contrário vai sempre parecer que vocêestá com vontade de cagar e tem que segurar. Se você pararpara pensar, irá ver que tudo conspira para que você chore,até mesmo a natureza fez as cebolas, mas não existe nenhumafruta, hortaliça, verdura etc. que te faça sorrir, porque isso temque partir de dentro de você e não de algo de fora. Capitulo 6 – Até um pé na bunda te faz andar para frente Como diz o “velho deitado” em terra de alcoólatra, álcool gel é patê. Ao contrário do que você espera, esse capítulo não temmuito fundamento, chega uma hora que a criatividade acaba.Mas o objetivo dele é te fazer aproveitar as oportunidades.Porque toda grande idéia nasce de um problema. Henry Fordnão teria inventado o automóvel se não estivesse com a bundadoendo de tanto andar à cavalo. Mark Zuckemberg não teriaIIIIIIIIIIIIIIIIII
  13. 13. criado o facebook se não quisesse saber da vida dos outros, os militares não teriam in- ventado a internet, se não quisessem destruir a URSS sem que nenhuma informação vazasse. A questão aqui é que se olharmos bem ire- mos perceber que existe uma oportunidade em tudo e cabe a nós fazer que ela dê resultados ou não. Você pode olhar um copo com água pela metade e pensar que o copo está meio cheio ou meio vazio, e se estiver bêbado pode achar que existem dois copos, mas de qualquer forma ascoisas serão como você quiser ver(com exceção de Ray Char-les, Geraldo Magela, etc). Na vida também é assim, você podeachar seus problemas insolúveis ou facilmente solucionáveisou você pode optar por ficar bêbado e esquecer tudo, masseja como for, será uma decisão sua e você terá que lidar comela sozinho. Aleijadinho esculpiu os doze discípulos quando estavamais doente e perto da morte, Beethoven compôs suas melho-res canções quando estava surdo, Van Gogh pintou sua obraprima pouco antes de se matar por depressão, Chaplin criou“O Garoto” logo após a morte de seu filho, e eu criei esse livroquando estava sem dinheiro (e provavelmente ainda estou).Você pode se afundar nos seus problemas ou fazer deles umaalavanca, só você pode escolher. Você não é obrigado a enfrentar seus problemas, masserá obrigado a conviver com a conseqüência disso peloresto da vida. O Sr. Madruga apanhava todos os dias da Dona IIIIIIIIIIIIIIIIII
  14. 14. Florinda, mas nem por isso ele mudou de casa, ele aprendeu alidar com o seu problema, e algumas vezes conseguiu ser maisforte que ele. Acredite mais em você e mais em sua capacidade, e nãoespere que as pessoas te falem isso, pois elas estão ocupadasesperando que você diga isso a elas. Tome as rédeas da situa-ção, faça acontecer. Use filtro solar. Capitulo 7 – Se fosse fácil não se chamaria vida e sim Pirigueti Ao ler essa frase outro dia no facebook, me vi obrigada arefletir sobre a mesma. E sua metáfora é algo muito importan-te se pararmos para pensar. Viver é algo muito difícil, o ato denascer já é um desafio, e no caso de parto normal o tamanhoda sua cabeça irá determinar o tamanho da estranheza do seunome. A velhice nos torna nostálgicos, e temos o costume dequerer voltar no tempo e relembrar a época em que só nospreocupávamos com qual Power Ranger queríamos ser. A vidasempre parecerá mais fácil na juventude, sempre teremos sau-dade dos tempos que não viveremos mais, porque fantasiamosque era um tempo melhor. Se você pensar assim a vida será amesma bosta o tempo todo. Porque sempre viveremos no pas-sado ou no futuro, com saudade de coisas que não tivemos.IIIIIIIIIIIIIIIIII
  15. 15. A vida não vai deixar de ser dura se você quiser, aocontrário de outras coisas que deixarão mesmo que você nãoqueira. Um dos milagres da vida é não podermos controlá-lanem moldá-la à nossa vontade. Muitas coisas não saem comoesperávamos, no entanto nem por isso deixam de sair da me-lhor forma possível. O casal Cury não quis descobrir a radia-ção, e no entanto o fez e entrou para a história, Isaac Newtonnão queria formular a teoria da gravidade através de umamaçã, no entanto o fez e inspirou Steve Jobs que fez muitomais. Vitinho Sou Foda não gostou do resultado do seu vídeo,e no entanto virou a febre da internet. Talvez se pararmos de pensar no quanto a vida é difícil, epensarmos mais em como ela é bela, ela de fato fique mais belaà medida que olharmos melhor. Você pode ficar esperando emvão que ela se torne mais fácil ou pode começar a se concen-trar nas coisas boas que você ganha ao longo do caminho. Damos mais valor as coisas ruins porque indiscutivel-mente elas são mais presentes que as coisas boas, mas se nomundo só existissem coisas boas não daríamos o valor devi-do, pois se tornaria algo corriqueiro, e a raridade faz o valor.As coisas ruins que nos acontecem servem para que aprovei-temos melhor as boas quando acontecerem, e como elas sãomais difíceis temos que nos esforçar mais, e conseqüente-mente a vitória se torna mais saborosa. É como quando vocêpega alguém feiinho (a) e depois pega alguém muito bonito(a), você percebe o quanto evoluiu. Ou como quando vocêtrabalhava como operador de telemarketing e consegue umemprego melhor, e percebe que é capaz de coisas melhores. IIIIIIIIIIIIIIIIII
  16. 16. Capitulo 8 – Eu sabia essa com maçãs Esse é o ultimo capitulo do livro, afinal ninguém mereceum livro de 200 páginas te falando como conduzir sua vida, eeu não teria saco para escrever tanto. Mas se você teve sacopara chegar até aqui, irá perceber uma coisa. Tudo o que falei aqui eram coisas que você já sabia, entãoporque você precisa que outras pessoas te falem? Eu disse asmesmas coisas que os outros livros, que você teria que pa-gar ( faço questão de enfatizar que continuo pobre, pois nãoirei vender esse livro, e não tenho um tostão), fala as mesmascoisas que você sempre soube, mas insistia em desacreditar.Tenho certeza de que você sabia a resposta do seu problema,só que sabia com maçãs não é mesmo? Se você está pensando assim, então terei alcançado meuobjetivo, fazer você enxergar o quanto é capaz, entender queassim como em Star Wars a força está com você, você é capazde qualquer coisa desde que acredite. E ninguém, absoluta-mente ninguém, tem o direito de dizer o contrário. Walt Disney disse: “Se você pode sonhar, pode fazer” Por .favor, não vá pular de um prédio só porque você sonhou quepodia voar. Einstein disse também: “Algo só é impossível até quealguém duvide e prove o contrário” Portanto, você é a sua única .limitação e quando você decidir que nada irá te limitar, terá acerteza de que é capaz de qualquer coisa. Até alguns anos atrás era impossível algo mais pesadoque o ar voar, Santos Dumont duvidou e provou o contrário. AIIIIIIIIIIIIIIIIII
  17. 17. terra era considerada o centro do sistema solar Galileu duvi-dou e provou o contrário. O fato é que todas essas pessoasacreditaram mais em si mesmas do que no julgamentos dosoutros. E não esperaram que lhes dissessem para ir em frente,elas simplesmente continuaram caminhando rumo ao des-conhecido. O limite das pessoas é o limite dos seus sonhos.Portanto não se limite, seja tudo o que você pode ser quevocê será grande independente do seu tamanho. Espero que você torne uma certeza esses pensamentosque você já possuía, e então você irá perceber que você sem-pre foi capaz, mas se negava a acreditar. E se você já acreditavaparabéns, leu esse livro à toa. Você pode achar que esse é umlivro cheio de bobagens e sou obrigada a concordar. Afinal elenão tem outra fonte senão minha vida falida e minhas experi-ências que me ferraram, você pode até não acreditar no filtrosolar, mas em mim acredite. Fim IIIIIIIIIIIIIIIIII
  18. 18. Agradecimentos:Agradeço primeiramente a Manuel que sempre acreditou nasbesteiras que sempre quis fazer.Agradeço também ao governo por não incentivar o uso da cami-sinha há 21 anos, e meu pai por nem pensar nessa possibilidade,caso contrário eu não estaria aqui hoje.Obrigada mãe por não me afogar na privada ao me ver pela pri-meira vez, e não ter me mandado para adoção.Quero agradecer a todas as empresas que me colocaram no olhoda rua, se não fosse isso hoje eu não teria tempo de pensar tantabesteira e não escreveria esse livro.Queria agradecer também ao tio que abriu um boteco na fren-te da faculdade, afinal por isso hoje sou o que sou: pobre, sememprego e artista.Agradeço também as editoras que vedem os livros de auto-aju-da tão caro, dessa forma não gasto meu dinheiro do sorvete emlivros e acabei escrevendo o meu próprio.Quero agradecer ao Pedro Bial pela dica do filtro solar. ValeuPedrão.Queria agradecer as emissoras de TV a cabo por reprisarem mi-lhares de vezes as mesmas coisas, por isso consegui ver o episó-dio de House que me inspirou.Quero agradecer ao pessoal dos restaurantes que sempre mederam desconto no almoço.A minha irmã por me deixar cair quando ainda era bebê, issoajudou a me tornar o que sou hoje. Ao meu irmão por me fazerIIIIIIIIIIIIIIIIII
  19. 19. enfrentar os meus medos me deixando trancada pra fora de casano escuro.Aos autores que escreveram livros tão chatos, a ponto de eu nãoquerer ler e não me tornar uma alienada.Ao Google por nos ajudar com suas buscas levando você atéesse livro que não te acrescentou em nada.A Wikipédia por sempre responder de prontidão a todas as dúvi-das que eu tenho.Aos pedreiros que sempre levantaram minha auto-estima.Obrigada também a todas as pessoas que me suportaram todosesses anos, tios, primos, amigos da facul, de infância, do TCC, doboteco, da sarjeta, da fila do seguro desemprego, dos trampos,da internet.A voz do Avast antivírus por sempre conversar comigo quandome sentia sozinha.Mas quero agradecer do fundo do coração a todos vocês queao todo somam 3 pessoas (contando comigo e minha mãe) queleram meu livro.Significa muito para mim.E se esse livro em algum momento arrancou um esboço sequerde sorriso em você, então cumpri meu dever. E se ele em algummomento foi útil, ganhei o dia. Espero que você tenha tiradoalgo de bom, e que tenha entendido o sentido dele.Se quiser ler mais besteiras assim como o Chapolin só tenho algoa dizer: Sigam-me os bons (e os ruins se quiserem) @daianejunia. IIIIIIIIIIIIIIIIII

×