Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Arquitetura Escolar: Futuro e tendências

1,263 views

Published on

O ambiente educacional caminha para uma nova realidade, onde os diversos atores e organismos verão suas diferenças respeitas e valorizadas.

A Arquitetura Escolar acompanha essa evolução, buscando soluções inovadoras para o desafiador palco do ensino-aprendizagem.

Published in: Engineering
  • Be the first to comment

Arquitetura Escolar: Futuro e tendências

  1. 1. conteúdo
  2. 2. Arquitetura Escolar: Futuro e tendências 1. Introdução 2. Ambiente plural 3. Tecnologia + Educação 4. Experiências Humanizadas Conteúdo pertencente à DABUS ARQUITETURA Alameda Tietê, 185, Jardins – SP | (11) 3062-6060
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO Ambientes sóbrios e estéreis, carteiras dispostas ortogonalmente, mesa do professor à frente da sala e layouts inflexíveis. Esse conjunto faz parte de um modelo austero e pouco motivador que tende a desaparecer do espaço escolar, que hoje busca uma integração harmônica com as novas tecnologias, linguagens e soluções arquitetônicas baseadas na pluralidade.
  4. 4. 2. AMBIENTE PLURAL Na escola do futuro as diferenças e a pluralidade dos organismos serão mais respeitadas e valorizadas. Ao invés de mesas, cadeiras e carteiras padronizadas, o mobiliário possuirá configurações ajustáveis que promoverão condições mais confortáveis às particularidades físicas e intelectuais de cada indivíduo. As salas contarão com tecnologias e recursos mais avançados que ajudarão tornar a dinâmica pedagógica muito mais rica. Os materiais e conceitos adotados obedecerão cada vez mais aos princípios de sustentabilidade e responsabilidade social.
  5. 5. 3. TECNOLOGIA + EDUCAÇÃO Além de bibliotecas modernizadas, salas de vídeo, áreas de jogos e laboratórios de informática mais bem equipados, a Arquitetura Escolar tende a implementar também ambientes preparados para o ensino à distância, utilizando toda potencialidade tecnológica para democratizar a educação, assim como para torná-la mais versátil como pede a “Era do Conhecimento”.
  6. 6. 4. EXPERIÊNCIAS HUMANIZADAS Ao contrário do que alguns podem sugerir, os recursos tecnológicos não farão da escola um mecanismo robótico, impessoal e distante. Pelo contrário, as transformações deverão conjugar os dois mundos, o “real” e o virtual, ressaltando, porém, ainda mais a importância das experiências humanas diretas.
  7. 7. Conteúdo completo: http://ow.ly/BNCEn IMAGENS: Tela 3: Rob + Stephanie Tela 5: Home Design Improvement Tela 6: Bretford
  8. 8. Obrigado!

×