Aprovisionamento

227 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Aprovisionamento

  1. 1. Aprovisionamento Dependendo de vários fatores as organizações adotam uma determinada estrutura organizacional, que se traduz na existência, de forma mais ou menos autónoma, de um conjunto de áreas funcionais que abarcam todas as vertentes da sua atividade. As áreas funcionais ou funções mais comuns são: a função aprovisionamento; a função produção, que trata de todos os aspetos relacionados com a transformação dos inputs em outputs através da incorporação dos fatores produtivos (trabalho, materiais e equipamentos); a função comercial, que tem a seu cargo a gestão dos aspetos relacionados com as vendas, os canais de distribuição, a política de promoções, etc.; a função pessoal, que trata dos aspetos associados aos trabalhadores ao serviço da organização, como sejam o recrutamento, a formação, as remunerações, as condições de trabalho, etc.; a função financeira, que tem como objetivo a gestão eficiente dos aspetos financeiros, nomeadamente no que concerne à obtenção e aplicação de fundos na atividade. O principal objetivo da função aprovisionamento é garantir, atra vés de um alargado conjunto de ações, quetodos os utilizadores dentro da empresa (incluídos nas restantes áreas funcionais) di sponhampermanentemente de todos os bens e serviços de que necessitam em condições adequadas no querespeita a quantida de, qualidade, custo, timing e segurança. As condições adequad as são precisamenteaquelas que maximizam a eficiência global da organização.
  2. 2. Armazém Um armazém é um espaço físico em que se depositam matérias-primas, produtos semiacabados ou acabados à espera de ser transferidos ao seguinte ciclo da cadeia de distribuição. Age também como regulador do fluxo de mercadorias entre a disponibilidade (oferta) e a necessidade (procura) de fabricantes, comerciantes e consumidores. Nestas instalações, procede-se à recepção da mercadoria, à sua arrumação, conservação, realização da função picking e expedição. Muitas vezes, a paragem é aproveitada para se lhe incorporar valor. Isto pode fazer-se por via de personalização do produto, acabamentos finais, embalamento e rotulagem, entre outras operações.
  3. 3. Stocks Gestão de stocks ou Administração de estoques é uma área da administração das empresas, pois o desempenho nesta área tem reflexos imediatos nos resultados comerciais e financeiros da empresa. O indicador económico stock out, mede quantas vezes ou quantos dias um dado produto em stock, atinge o saldo zero. O objectivo da gestão de stocks envolve a determinação de três decisões principais: -Quanto encomendar, -Quando encomendar; -Quantidade de stock de segurança que se deve manter para que cada artigo assegure um nível de serviço satisfatório para o cliente. Todas as organizações, seja qual for o sector de actividade em que operem, partilham a seguinte dificuldade: como efectuar a manutenção e controle do stock.

×