Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Plano De ...

829 views

Published on

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Plano De ...

  1. 1. Plano de Contingência para a Gripe A (H1N1) Centro Social Paroquial dos Pousos
  2. 2. Plano Contingência C.S.P.Pousos Objectivo: Garantir a actividade da Instituição. Contexto: Evitar o rápido contágio e a propagação do vírus. PREVENÇÃO CONTENÇÃO
  3. 3. Cada organização deve envolver todos os parceiros: Utilizadores CORRESPONSABILIZAÇÃO
  4. 4. A MISSÃO: Princípios Orientadores do Plano de Contingência Designar um Coordenador; Prever o Impacto do Absentismo; Identificar Actividades Essenciais e Prioritárias; Definir recursos Humanos Mínimos; Assegurando Substituições sempre que necessário (colaboração de pais, voluntários, estudantes, outros)
  5. 5. Princípios Orientadores do Plano de Contingência (Cont.) Divulgar as medidas recomendadas pelo Min. Saúde; Reforçar planos de higiene; Desinfecção diária Retirar alguns brinquedos Identificar parceiros externos; Manter actualizados os contactos de colaboradores e clientes; Envolver todos os trabalhadores; Divulgar o plano de contingência por E-mail, através de panfletos e verbalmente.
  6. 6. Medidas Preventivas Colaboração corresponsabilização dos Encarregados de Educação e de todos os colaboradores; Evitar contactos físicos (beijos, abraços, etc); Manter um perímetro mínimo de 1 metro, quando se estabelece contacto verbal com terceiros;
  7. 7. Plano de Contingência Pressupõe: Envolver toda a organização; Capacidade de Resiliência; Boa articulação com todos os parceiros;
  8. 8. Plano de Contingência Acções de Prevenção Lavagem / Desinfecção das mãos: À Entrada: Dispensador com gel desinfectante a ser utilizado por TODAS as pessoas que entram na Instituição; O portão de entrada e a porta principal estarão abertos entre as 07:45 e as 10:00 e entre as 16:30 e as 18:30. Todos devem entrar pela porta principal, sem excepção. WC dos utilizadores: Sabonete, água; Soluções alcoólicas / gel desinfectante; Balde com tampa;
  9. 9. Acções de Prevenção (Cont.) Reforço da lavagem diária das mãos das crianças do Pré- escolar: à entrada na Instituição; a meio da manhã (10:30); antes do almoço (12:00); depois do almoço (13:00); antes do lanche (16:00); depois do lanche (16:30); à saída. NOTA: As crianças de Creche terão os mesmos cuidados, embora com horários diferenciados, tendo em conta a rotina de Creche.
  10. 10. Acções de Prevenção (Cont.) Todos os funcionários (Creche, Jardim, Centro Convívio e Serviço Apoio Domiciliário) devem lavar e desinfectar as mãos com o máximo de regularidade: à entrada e à saída da instituição, antes e depois de cada refeição, entre higienes e apoios na alimentação. A cozinha ficará interdita a todos os funcionários das outras áreas, fornecedores e visitantes.
  11. 11. Acções de Prevenção (Cont.) Lavagem e desinfecção: dos espaços e brinquedos de grandes dimensões (com lixívia, soluções alcoólicas, ou outros produtos desinfectantes); dos brinquedos de pequenas dimensões (na máquina de lavar, 2 vezes por dia); os brinquedos de difícil lavagem serão retirados das salas.
  12. 12. Acções de Prevenção (Cont.) de telefones e comandos de TV após cada utilização (com toalhitas desinfectantes); de maçanetas/puxadores de portas, torneiras, lavatórios e sanitas (com produtos desinfectantes), várias vezes por dia; arejamento frequente dos espaços fechados (salas e gabinetes); utilização de luvas (sempre que se justifique); utilização de máscaras (apenas nos doentes);
  13. 13. Acções de Prevenção (Cont.) Quarentena: obrigatoriedade de 3 dias de quarentena (período de encubação) de funcionários e clientes após saídas para o estrangeiro; crianças, familiares e funcionários que manifestem febre ou sintomas gripais deverão permanecer em casa até confirmação do diagnóstico; o regresso de crianças ou funcionárias à Instituição após terem a doença só se efectuará mediante indicação dos Serviços de Saúde.
  14. 14. Acções de Prevenção (Cont.) Informação e sensibilização: divulgação de informações e medidas de prevenção recomendadas pelo Min. Da Saúde (através da afixação das mesmas e de encaminhamento via E-mail); promoção de acções de sensibilização externas para as crianças, acerca da lavagem das mãos, como evitar contacto com olhos, nariz e boca, etc.; Pedimos a colaboração de voluntários.
  15. 15. Acções de Contenção Sempre que identificados sinais de alerta: a criança será conduzida a uma sala de isolamento (criada para o efeito) juntamente com a funcionária com quem esteve em contacto; ser-lhes-ão colocadas máscaras, luvas e protecção de pés; serão contactados de imediato os Encarregados de Educação; será efectuada uma chamada explicativa da situação para o 808 24 24 24 (linha saúde 24);
  16. 16. Acções de Contenção (cont.) todas as pessoas que estiveram em contacto com a criança serão retiradas da Instituição; os espaços serão desinfectados; os médicos das entidades competentes avaliarão a situação; caso se confirme a doença, a criança / funcionária será afastada da instituição, regressando, apenas, após avaliação médica.
  17. 17. Casos Extremos: Se o contágio se propagar a toda a Instituição: A situação será remetida para o delegado de Saúde; Encerramento da Instituição.
  18. 18. Fontes: Ministério da Saúde – Departamento de Saúde Pública: Plano de Contingência Nacional do Sector da Saude para a Pandemia de Gripe; Orientações para a concepção do Plano de Contingência; Prevenção da Gripe A – Recomendações para Instituições; Gripe A (H1N1)v – Planos de Contingência para Creches, Jardins-de-Infância, Escolas e outros Estabelecimentos de Ensino. • Disponível em: www.dgs.pt

×