Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Oportunidades e desafios na educação online: o papel de professor e alunos no ensino semiprencial de Inglês Instrumental

249 views

Published on

Comunicação oral apresentada no III Congresso Internacional da Abrapui. Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis), 2012.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Oportunidades e desafios na educação online: o papel de professor e alunos no ensino semiprencial de Inglês Instrumental

  1. 1. Oportunidades e desafios da educação online: o papel de professor e alunos no ensino semipresencial de Inglês Instrumental Cíntia Regina Lacerda Rabello Universidade Federal do Rio de Janeiro
  2. 2. O Trabalho • EAD, semipresencial, online • O papel da tecnologia, professor e alunos • A experiência • Os resultados • Os desafios • As possibilidades/oportunidades
  3. 3. EAD, ensino semipresencial e on-line • EAD (passado, presente e futuro) • Ensino semipresencial • Educação on-line • O papel da tecnologia
  4. 4. http://www.youtube.com/watch?v=IJY-NIhdw_4
  5. 5. “Não se trata de usar computadores para ensinar da mesma maneira que temos feito nos últimos 100 anos. Nós estamos apenas usando uma nova tecnologia com um método antigo. Tecnologia não é tudo. Pedagogia é mais importante.” Michael G. Moore – Pennstate University
  6. 6. Novos papéis • Professor • Aluno • Tecnologia
  7. 7. Fonte: 21st century/Web 2.0 tools
  8. 8. A experiência • O contexto • Os sujeitos • O ambiente • As ferramentas • A percepção da professora • A percepção dos Alunos
  9. 9. O contexto
  10. 10. Os sujeitos • 29 alunos de graduação  27 concluíram • Inglês Instrumental • Diferentes níveis de proficiência linguística • Diferentes motivações • Currículo tradicional: 1 aula por semana  sexta-feira das 18:30 às 21:50 • Educação semipresencial e complementação das aulas presenciais
  11. 11. O ambiente • Moodle • Organização por semanas • Repositório de materiais das aulas presenciais • Atividades propostas para aprendizagem e colaboração online
  12. 12. As ferramentas Moodle • Link para arquivo (Word, PPT, exercícios Ingrede) • Link para sites (You Tube, Brasil Escola, etc) • Fórum de Discussão Simples • Tarefas • Glossário
  13. 13. Os dados • Percepção da professora/tutora – Observação da participação dos alunos no ambiente on-line • Percepção dos alunos – Questionário de avaliação (meio do curso): 18 – Fórum final: Avaliação do curso: 16 – Auto-avaliação
  14. 14. A experiência Percepção da professora • Aceitação/Interesse • Participação • Erros e acertos
  15. 15. A experiência Percepção dos alunos • Aprovação da experiência • Flexibilidade • Dificuldades • Pontos fortes e fracos • Atividades preferidas
  16. 16. O Fórum Final
  17. 17. Impressões dos alunos
  18. 18. Impressões dos alunos
  19. 19. Flexibilidade “Muito interessante, a aula não fica muito massante, semana tem aula presencial e na outra não. Dá para descansar um pouco.” (sic) “É bom. “Poupa” a gente de vir pra faculdade algumas sextas. A gente pode estudar com auxílio de internet e ouvindo música, dá gosto de estudar.”
  20. 20. Dificuldades “Tenho que organisar meu tempo para fazê-lo corretamente.” (sic) “Usar computador pra estudar é cansativo, no entanto é prático.” (sic) “Poderia ter menos trabalho.” (grifos meus)
  21. 21. Outras percepções: Pontos fortes e fracos “O ponto forte é que estimula o processo de estudo individualizado, onde o próprio aluno consegue diagnosticar suas dificuldades. Já o ponto fraco aparece quando não há uma participação geral dos alunos em atividades que exigem uma dependência de respostas, como a última realizada no moodle.” (grifos meus)
  22. 22. Os resultados “Pontos fortes = Interatividade, horário flexível. Fracos = A presença do professor é importante.” “Bons – interatividade, poder fazer as tarefas em casa, mais confortavelmente. Ruins – dificuldade de acessar a rede.”
  23. 23. Atividades preferidas “Gosto de fazer esses exercícios que temos textos e as caixas pra gente escrever a resposta. Acho muito mais dinâmico.” “O Fórum de discussões, que tornou as atividades muito mais dinâmicas.”
  24. 24. Atividades que não gostaram muito “Fórum. Fiquei meio sem saber o que dizer.” “Os fóruns, são muito abstratos.” “Dos exercícios online, pois requerem respostas específicas.”
  25. 25. EAD X presencial “Curiosa experiência, e até bom, força-nos a atenção. Mas sou tradicional no tocante à presença “real” e contato em sala. (...) Prefiro presencial. Há aspectos importantes na educação (creio) que existem apenas na interação simultânea e presencial.”
  26. 26. Auto-avaliação “ Eu me dou 7,5. Tive um aproveitamento da matéria muito grande pra fora da matéria. Tenho aplicado muitas dicas debatidas em sala em textos em inglês que leio e me tem sido muitíssimo proveitoso. Mas fiz muitos trabalhos on-line fora de prazo certo e não compareci a todas as aulas presenciais. Os 2,5 retirados são pelas faltas e atrasos” (sic)
  27. 27. Auto-avaliação “Então surgiram a professora Cíntia e as aulas on-line. Pena que eu fiquei sem comunicação nessa mesma época. E, um dia, tive uma surpresa on-line: quando estava acessando a o site Letras2.0 para fazer todos os exercícios (pois voltei a ser uma incluída digital), a professora tinha deixado uma recado, um “ puxãozinho” de orelha...” (sic)
  28. 28. Os desafios • Administração do tempo (professor e aluno) • Estímulo à participação/interação no Fórum • “Controle” • Estímulo à autonomia • Dosagem de atividades
  29. 29. As possibilidades/oportunidades • Maior interação entre os alunos • Maior interação professor-aluno • Maior compartilhamento de experiências/informações • Construção colaborativa do conhecimento • Estímulo à autonomia
  30. 30. Obrigada! cintia_rabello@hotmail.com

×