Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Tapete da Criação

27 views

Published on

4º caso prático do módulo 3 de HCA

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Tapete da Criação

  1. 1. Guião de Trabalho 5 HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES 10º ano – Curso Artes Visuais Profª Cristina Barcoso Lourenço MÓDULO 3 A CULTURA DO MOSTEIRO CASO PRÁTICO 4 - Tapís de la creació ou Tapete de Girona (c. 1096-1101), Museu da Catedral de Girona. FICHA Título: Tapete da criação Autor: desconhecido Data: c. 1096-1101 Técnica: bordado em lã Dimensão: 3,65X4,67 m Estilo: românico Tema: religião – criação do mundo Localização: Tesouro da Catedral de Girona, Espanha DADOS HISTÓRICOS É um importante bordado românico. Desconhece-se onde foi feito e qual a sua função inicial, embora se estime que possa ter coberto a parede de uma abside ou de um baldaquino. É possível que tenha sido encomendado depois da consagração da Catedral de Girona em 1037. Pensa-se que teria 12 metros de altura Em 1952 foi restaurado, especialmente a faixa esquerda, e em 1961 foi colocado no museu da Catedral de Girona, onde ainda permanece. TEMA Estão representadas cenas da criação da Terra e do Homem, como surge narrado no Génesis (livro da criação – Penta- teuco, Antigo Testamento). É um dos poucos bordados de temática religiosa que se conservam do românico. A obra mostra um complexo programa de iconografia que tem como enfoque principal a imagem de Cristo, retratado jovem, e que surge no círculo central. Os outros elementos principais são: o ciclo da criação, incluídos no círculo maior; a história da Cruz, que ocupa o fragmento horizontal da zona inferior, o Calendário com os meses, e os quatro ventos. DESCRIÇÃO FORMAL E PLÁSTICA O Tapete da Criação é um fragmento de um bordado feito com fios de lã sobre uma base de linho. As lãs foram tingidas com tintas naturais. A composição é estruturada a partir de dois círculos concêntricos, ins- critos num retângulo. O maior dos círculos é dividido em oito setores de tamanhos irregulares, separados por linhas brancas e finas que convergem no pequeno círculo. O círculo é o símbolo do universo e do infinito. Assim, o Tapete está organizado visualmente com um sistema de círculos concêntricos, quadrados e triângulos. Todas as formas ge- ométricas estão proporcionadas e todas rodeiam e dependem do cír- culo central e interior, onde está representado o Cristo Pantocrator e Cosmocrator. A relação formal entre estes elementos simboliza a har- monia total entre o Criador e tudo o que o rodeia, ou seja, a sua Cria- ção. Esta estrutura mostra o reflexo da mentalidade cristã-medieval que crê num Deus único a quem tudo está subordinado. As bordas laterais e superior do tapete fecham a composição por meio de uma série de compartimentos quadrados e alinhados. As personagens são tratadas com intencionalidade. As figuras são to- talmente planas, delimitadas por linhas grossas, que as fazem diferenciar-se de um fundo monocromático e sem pro- fundidade, sobre os quais alguns pequenos detalhes paisagísticos se destacam. Na tapeçaria encontra-se assim a repre- sentação bidimensional das cenas. Cromaticamente, há uma predominância do vermelho, branco, azul, cinza, verde e amarelo puro, sem misturas tonais. A obra reflete estilisticamente as artes figurativas românicas: figuras desproporcionadas e algo hieráticas; nu não procu- ra a realidade anatómica ou a idealização da beleza corporal mas o programa iconográfico cristão de representação da Tapete de Girona, Vídeo: Filmoteca Espanhola Tapete de Girona, Thinglink: Descrição Eva criada a partir de costela de Adão
  2. 2. mensagem; rostos são inexpressivos; objetos representam-se sem volume; não há gradação de cores, usando-se linhas grossas e escuras para os contornos das figuras. No centro da roda surge o Criador do universo, personificado na figura românica de Cristo Pantocrator. No círculo em seu torno está a expressão latina: Dixitque Deus fiat lux et facta est lux (E Deus disse: "Haja luz e aluz se fez") (Génesis 1,3). Legenda: 1. Um círculo escuro, representando a terra "sem forma e vazia" (Génesis 1,2) assinala a criação do Universo. 2. A escuridão cobrindo a face das profundezas (Génesis 1,2), representada por um anjo sobre o espaço escuro. 3. O Espírito de Deus pairando sobre o abismo, representado como uma pomba que paira sobre o espaço das águas (Génesis 1,2). Alude à Criação do céu e da terra e do espírito de Deus que desliza pelas águas. 4. "E Deus diz 'Que haja luz'" (Génesis 1,3), aqui retratado como um anjo que traz luz ao mundo - a palavra lati- na Lux (luz) está acima do anjo. Trata-se da criação da luz. 5. Deus divide a luz da escuridão, chamando à luz Dia e a escuridão, Noite (Génesis 1,4-5). O sol é retratado à es- querda como um homem usando uma coroa de luz, e a lua é representada por uma mulher. Trata-se da separa- ção da terra e do mar, a criação da vegetação, do sol e da lua, dos astros. 6. A criação e a solidão de Adão que procura entre os animais um que seja igual a si. 7. Criação dos animais, pássaros e peixes do mundo (Génesis 2,19-20). 8. Finalmente, quando chegamos ao final da roda, vê-se Eva a ser tirada da costela de Adão (Génesis 2,21-22). As imagens, da borda externa, começando no seu canto superior esquerdo (da esquerda para a direita), represen- tam Geon, ou terra, seguido de Caim, Verão, Outono, Annus ou Ano, Inverno, Primavera e Abel. No lado esquerdo, começando logo abaixo de Geon, estão os meses: Iunius (junho), Maius (maio), Aprilis (abril) e Marcius (março). No canto inferior esquerdo está Dies Solis, o Sol, representando o primeiro dia da semana, domingo. Do lado direito os outros meses, mas apenas Iulius (julho), Augustus (agosto) ainda estão lá. No canto inferior direito está Dies Lunae, a Lua, representando o segundo dia da semana, segunda-feira. Olhando para a borda interna ao redor da roda estão os quatro ventos. A linha inferior provavelmente continha uma narrativa da Paixão de Cristo. 3 4 5 6 7 8 1 2
  3. 3. Desenho da distribuição dos temas Proposta iconográfica de Federico Revilla In https://bit.ly/2SVYA98, consultado a 09/03/2019 ATIVIDADES Lê, observa e visualiza as animações multimédia (thinglink e vídeo). Responde às questões. 1. Identifica o tema do Tapete da Criação. 2. Indica as possibilidades da função do Tapete da Criação. 3. Descreve iconograficamente o Tapete da Criação. 4. Explica como o Tapete da Criação estava ao serviço do programa pedagógico cristão. 5. Justifica estilisticamente o Tapete da Criação como uma obra de linguagem românica. Se quiseres saber mais procura informação sobre um outro Tapete célebre, com uma narrativa e linguagem soberbas e de temática diferente: a TAPEÇARIA DE BAYEUX, com 70 metros de comprimento por meio metro de altura. Bibliografia https://ca.wikipedia.org/wiki/Tap%C3%ADs_de_la_Creaci%C3%B3 https://umbrasileironaespanha.wordpress.com/tag/catedral-de-girona/ https://www.ecclesia.org.br/biblioteca/iconografia/arte-crista-tapecaria-da-criacao.html chrome-extension://oemmndcbldboiebfnladdacbdfmadadm/http://gacetahispanica.com/wp- content/uploads/2013/12/6-Avile%CC%81s.pdf http://algargosarte.blogspot.com/2014/09/el-tapiz-de-la-creacion-de-la-catedral.html Modelo de Cristo: jovem, imberbe, hierático, cosmocrator, apolíneo. Cristo aparece como arquiteto criador. O livro tem o texto SCS DS (santus Deus) Animação da Tapeçaria de Bayeux

×