Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A aia

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

A aia

  1. 1. Era uma vez um rei, que partiu para longe para a guerra, deixando a rainha e o filho. O rei faleceu na batalha deixando uma grande tristeza no reino, e o seu filho inseguro, sem imaginar que tinha um rival mais perto do que ele poderia imaginar. Era o irmão bastardo do rei, que era um homem cruel e agressivo que só pensava em adquirir o poder do reino. Ao lado do principezinho, dormia um menino, que era o filho da aia. Esta escrava, amamentava o principezinho e o seu escravozinho. Partilhavam o mesmo quarto, mas em berços diferentes: o berço do principezinho era magnífico e feito de marfim, e o do escravozinho era pobre e feito de verga.
  2. 2. A aia, como tinha nascido no palácio era fiel à rainha e preocupava-se com o que podia acontecer ao reino, no futuro. Numa noite, o palácio foi invadido pelo tio bastardo com o seu exército. A aia, sem pensar, trocou os bebés de berço para salvar a vida do principezinho. Como o irmão bastardo do rei não se apercebeu da troca dos berços, acabaram por levar e matar o escravozinho.
  3. 3. A rainha ao saber o que se tinha passado, ficou desesperada e correu para o quarto do filho a pensar que ele tinha morrido. Após ter chegado ao quarto, a aia explicou a troca dos berços dos bebés, e a rainha ficou aliviada mas ao mesmo tempo triste pela morte do escravozinho. Devido ao ato da aia, a rainha decidiu recompensa-la, levando-a à câmara dos tesouros e deixando-a escolher o que quisesse. A aia decidiu escolher um punhal para cravar no seu coração, porque queria juntar-se ao filho para dar-lhe de mamar, e porque já tinha cumprido o seu dever.
  4. 4. A Aia Eça de Queirós Europa Americano Conto
  5. 5. Passaram dias Época Medieval Palácio Nobreza
  6. 6. Quando a aia trocou os berços dos bebés, para salvar o principezinho. Como o irmão bastardo do rei matou o filho da aia, o principezinho acabou por sobreviver e a rainha maravilhada, recompensou levando-a à câmara dos tesouros. A aia como recompensa escolheu um punhal, e cravou-o no coração, porque foi a única maneira que aia arranjou para voltar a dar de mamar ao seu filho.
  7. 7. É uma ação fechada, porque a protagonista (a aia) morre. Sendo assim, não se pode continuar a história. Esta história tem uma organização encandeamento, porque é contada de forma linear. O narrador não é participativo, porque não participa na história como personagem.
  8. 8. A aia, a rainha, o principezinho, o escravozinho, o rei, o irmão bastardo do rei, o povo. A aia. A rainha, o principezinho, o escravozinho, o rei, o irmão bastardo do rei. O povo.
  9. 9. A aia era bela, robusta e de olhos brilhantes. A aia era dedicada, corajosa, leal, decidida, perspicaz. Gostámos deste conto da Aia, porque através desse conto percebemos que o dinheiro não é tudo na nossa vida, e que apesar das diferenças das classes sociais a rainha tratava e considerava o escravozinho também como se fosse seu filho.

×