Cuidados no Posicionamento Cirúrgico

30,751 views

Published on

1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
30,751
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
187
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cuidados no Posicionamento Cirúrgico

  1. 1. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIAFACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDEDEPARTAMENTO DE ENFERMAGEMENFERMAGEM MÉDICO-CIRÚRGICA 2 E ESTÁGIOPROFESSORES: ENF DR MARIA CRISTINA SOARES RODRIGUES ENF M.SC ANA LÚCIA DA SILVA ENF M.SC CAMILA ALVES CORRÊA NEIVAACADÊMICA: DANUSA FERNANDES RESUMO CUIDADOS NO POSICIONAMENTO CIRÚRGICOO presente trabalho tem o enfoque na atribuição do enfermeiro nos cuidados no posicionamentodo paciente cirúrgico. Um posicionamento inadequado pode levar a lesões e a outroscomprometimentos na saúde do paciente, portanto, aí está a importância do estudo das posiçõesdo paciente utilizando os princípios básicos de alinhamento do corpo e proporcionando mínimodesconforto.O posicionamento do paciente na mesa cirúrgica irá depender do procedimento a ser realizado,como também, de suas condições físicas. Para proporcionar conforto ao paciente cirúrgico, existemposições usuais já definidas, e elas respeitam as condições que todas as posições cirúrgicas deverãorespeitar: Deverá expor somente a área cirúrgica, de modo que permita uma boa visibilidade e movimentação do cirurgião e da equipe; Deverá oferecer o mínimo de desconforto possível ao paciente; Deverá seguir os princípios do alinhamento corporal; Deverá permitir a desobstrução do suprimento vascular; Não deverá ter interferência na respiração; Deverá proteger os nervos, músculos, pele contra pressão indevida; Deverá ser observada a precaução quanto à segurança do paciente em relação ao peso, à idade, à altura e à deformidade física, respeitando seus limites anatômicos e fisiológicos.A posição decúbito dorsal: O paciente fica com um dos braços ao lado da mesa, com a palma damão voltada para baixo e o outro sobre um suporte (tala de braço) para infusão intravenosa demedicamentos, sangue, líquidos que forem necessários.A posição decúbito ventral, ou pronação: O paciente permanece deitado de abdome para baixo,com braços estendidos para frente apoiados em talas. A cabeça do paciente é colocada de lado.A posição Trendelemburg: A cabeça e corpo do paciente ficam rebaixados. É necessário um suporteacolchoado nos ombros, e certificar-se que o suporte não pressiona o plexo braquial.A posição de litotomia: O paciente fica em decúbito dorsal com as pernas e coxas flexionadas emângulo reto e com os pés apoiados em estribos.A posição lateral ou de Sims: O paciente fica deitado sobre o lado não-operado, com um travesseirode ar de 12,5 a 15 cm de espessura sob a região lombar ou sobre uma mesa com uma elevação derim ou lombar. A mesa cirúrgica dobrada permite ampliar o espaço entre as costelas inferiores e apelve. A perna superior do paciente permanece estendida e a inferior flexionada nas articulaçõesdo joelho e quadril, e deve-se colocar um travesseiro entre as pernas.
  2. 2. A posição rose : O paciente permanece em posição dorsal, com cabeça pendida (com abaixamentocompleto da cabeceira da mesa) apoiada ao joelho do cirurgião, para evitar estiramento deligamentos e músculos cervicais.A posição semi-rose: O paciente fica em posição dorsal, com cabeceira abaixada 10º. Utiliza-secoxim roliço para proteger os ombros.A posição sentada ou semi-Fowler: O paciente fica sentado com as pernas esticadas e a cabeceiralevantada cerca de 45º.Outras cirurgias, como torácica e toracoabdominais, de pescoço, cranianas e cerebrais podemadmitir outras posições que o cirurgião e o anestesista podem decidir, assim como, podem utilizaraparelhos especiais e suplementares.O pós-operatório também exige cuidados para evitar desconforto. Para sair da posição cirúrgica, oenfermeiro deverá manipular lentamente o corpo do paciente. Caso o paciente mantenha-se emdecúbito dorsal, é recomendado manter uma cânula de guedel na boca dele para manter apermeabilidade das vias aéreas, evitando aspiração de secreções em pacientes que se encontrareminconscientes.O cuidado com o posicionamento cirúrgico é um dos cuidados importantes para oferecer conforto esegurança ao indivíduo, e é de responsabilidade da equipe de enfermagem. A prevenção de lesõesou de qualquer dano à saúde do paciente é um lema que todo profissional deverá seguir em suasintervenções, tanto no centro cirúrgico como em outros procedimentos.ReferênciaBRUNNER, Lillian Sholtis; SUDDARTH, Doris Smith; SMELTZER, Suzanne C. OConnell. Brunner &Suddarth: tratado de enfermagem médico-cirúrgica. 11. ed. Rio de janeiro: Guanabara Koogan,2002. 2 v.POTTER, Patricia Ann.; PERRY, Anne Griffin.; FIGUEIREDO, José Eduardo Ferreira de (Trad).Fundamentos de enfermagem. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, c2004. 1509 p.

×