Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A Importância da Segurança Privada e dos Gestores de Segurança para o Sucesso das Empresas

117 views

Published on

Adm. Tatiana Diniz - Diretora de Relações Institucionais da ABSEG - Associação Brasileira dos Profissionais de Segurança

Realização: Grupo de Excelência em Segurança - GESEG

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

A Importância da Segurança Privada e dos Gestores de Segurança para o Sucesso das Empresas

  1. 1. Tatiana Diniz, CPP, ASE, Sócia Diretora da empresa Cadiz Segurança e Vigilância Ltda. Graduada em Direito, com registro na OAB. MBA em Gestão Estratégica de Segurança Empresarial pela Universidade Anhembi Morumbi; MBS (Master Business Security ) pela FECAP – Fundação Escola de Comércio Alvares Penteado. Detentora do título Certified Protection Professional (CPP), tendo sido a primeira mulher da América do Sul a obter tal certificação; e detentora do título de Administradora de Segurança Empresarial (ASE). Presidente da Associação Brasileira de Profissionais de Segurança – ABSEG, nos anos de 2007 a 2011 e de 2016 a 2018. Atual diretora de Relações Institucionais da ABSEG Vice-presidente da American Society for Industrail Security – ASIS International. Coordenadora do Grupo de Excelência em Segurança do Conselho Regional de Administração de São Paulo – GESEG/CRASP.
  2. 2. A IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA PRIVADA PARA O FUTURO DAS EMPRESAS
  3. 3. QUEBRA DE PARADIGMA
  4. 4. A Segurança Privada não está ligada às taxas de violência, mas sim ao incremento do lucro. Gerenciar Riscos e diminuir perdas é a forma de se manter lucrativo e vivo no mercado. É uma área para a empresa.
  5. 5. UMA GRANDE EMPRESA DE TECNOLOGIA PASSOU A DEIXAR DE PERDER R$ 500.000,00 diretos, apenas permitindo que o departamento de segurança empresarial passasse a gerir o descarte de lixo
  6. 6. Primeiras Empresas de Segurança no Mundo 1852 – Wells Fargo – escolta – USA 1855 – Pinkerton – segurança pessoal – USA 1859 – Brink’s – Transporte de Cargas / Valores – USA Brasil – primeira legislação – 1969
  7. 7. A SEGURANÇA VAI MUITO ALÉM DA VIGILÂNCIA
  8. 8. A SEGURANÇA VAI MUITO ALÉM DA VIGILÂNCIA CBO 5173-30 Vigilante Descrição Sumária Vigiam dependências e áreas públicas e privadas com a finalidade de prevenir, controlar e combater delitos como porte ilícito de armas e munições e outras irregularidades; zelam pela segurança das pessoas, do patrimônio e pelo cumprimento das leis e regulamentos; recepcionam e controlam a movimentação de pessoas em áreas de acesso livre e restrito; fiscalizam pessoas, cargas e patrimônio; escoltam pessoas e mercadorias. Controlam objetos e cargas; vigiam parques e reservas florestais, combatendo inclusive focos de incêndio; vigiam presos. Comunicam-se via rádio ou telefone e prestam informações ao público e aos órgãos competentes.
  9. 9. A SEGURANÇA VAI MUITA ALÉM DA VIGILÂNCIA Estatuto da Segurança Privada – 4238/12 - 135/10 • Vigilância patrimonial; • Segurança de eventos em espaços comunais; • Segurança nos Transportes coletivos terrestres, aquáticos e marítimos; • Segurança perimetral nas muralhas e guaritas de estabelecimentos prisionais; • Segurança em unidades de conservação; • Monitoramento de sistemas eletrônicos de segurança e rastreamento de numerário, bens e valores; • Execução de transporte de numerário, bens e valores; • Execução de escolta de numerário, bens ou valores; • Execução de segurança pessoal; • Formação, aperfeiçoamento e atualização dos profissionais de segurança privada; • Gerenciamento de riscos em operações de transporte de numerário, bens ou valores; • Controle de acesso em portos e aeroportos; • Outros serviços que se enquadrem nos preceitos desta lei.
  10. 10. A SEGURANÇA VAI MUITO ALÉM DA VIGILÂNCIA • Proteção de Vidas • Proteção do Patrimônio • Proteção da Imagem • Proteção de dados • Gerenciamento de Risco • Prevenção de Perdas • Investigação • RH/DP • Financeiro • Segurança na logística • Segurança do produto • Compliance • Treinamento • Consultoria
  11. 11. A SEGURANÇA VAI MUITA ALÉM DA VIGILÂNCIA CBO 2526-05 Gestor em segurança Descrição Sumária Gerenciam as atividades de segurança em geral. Elaboram planos e políticas de segurança. Realizam análises de riscos, adotam medidas preventivas e corretivas para proteger vidas, o patrimônio e restaurar as atividades normais de empresas. Administram equipes, coordenam serviços de inteligência empresarial e prestam consultoria e assessoria
  12. 12. A SEGURANÇA VAI MUITO ALÉM DA VIGILÂNCIA Gestor de Segurança Privada Profissão nova Primeiro curso de Gestão de Segurança no Brasil- 1999 - Univ. Anhembi Morumbi/SP Primeiro curso de MBA na área - 2000 - FGV/RJ Primeiro curso de MBA em Gestão de Segurança em São Paulo - 2002 FECAP Primeiro curso de Gestão de Segurança EAD – 2007 - Univ. Anhembi Morumbi/S
  13. 13. A SEGURANÇA VAI MUITO ALÉM DA VIGILÂNCIA Gestor de Segurança Privada Gestor de Segurança Privada – profissional especializado, de nível superior, responsável pela: a) Análise de riscos e definição e integração dos recursos físicos, humanos, técnicos e organizacionais a serem utilizados na mitigação de riscos; b) Elaboração dos projetos para implementação das estratégias de proteção; c) Realização de auditorias de segurança em organizações públicas e privadas; d) Execução do serviço a que se refere o inciso XI do caput do artigo 5°, na forma do regulamento.
  14. 14. A SEGURANÇA NÃO PODE SER VISTA COMO COMMODITIES
  15. 15. A SEGURANÇA VAI MUITO ALÉM DA VIGILÂNCIA • Proteção de Vidas • Proteção do Patrimônio • Proteção da Imagem – CASE BANCOS • Proteção de dados • Gerenciamento de Risco • Gerenciamento de crise • Prevenção de Perdas • Investigação • RH/DP • Financeiro • Segurança na logística • Segurança do produto – desde o projeto • Compliance – auxiliar na confecção das regras e estar inserida nelas • Treinamento • Consultoria Indústria Escolas e Universidades Eventos Estádios de Futebol Hospitais Shopping Centers Casas Noturnas Condomínios Obras Novos riscos Novas oportunidades
  16. 16. Marcados ilícitos relacionados a alimentos e bebidas, automotivos, brinquedos, eletrônicos, higiene, medicamentos, químicos e tabaco  Movimentaram mais de 15.000.000.000 de reais  País perdeu mais de 146.000.000.000 só com os crimes de pirataria, falsificação e roubo de cargas (Forum Nacional Contra a Pirataria) 2,5 bilhões em renda e mais de 90.000 empregos deixaram de ser gerados http://midianews.com.br/policia/policia-civihttp://www.sinproquim.org.br/noticia/402
  17. 17. Pesquisa ABRAPPE / de Perdas no Varejo Brasileiro / Resultados 2018 O índice de perda médio identificado na pesquisa foi de 1,29% sobre o faturamento líquido. Considerando o faturamento total do varejo em 2017 1,52 trilhões conforme estudo divulgado pelo IBGE, a perda projetada para todo o varejo foi de 19,58 bilhões.
  18. 18. Profissional de Segurança Privada – VISÃO HOLÍSTICA DA EMPRESA
  19. 19. EMPRESA CLIENTES FORNECEDORES TERCEIROS FORÇAS PÚBLICAS
  20. 20. 0 1 2 3 4 5 6 7 BAIXA MÉDIA ALTA NÍVEL DE COMPLEXIDADE BAIXA MÉDIA ALTA
  21. 21. O custo da segurança é mensurável RFP - Request For Proposal SLA - Service Level Agreement SLM - Service Level Management KPI - Key Performance Indicator
  22. 22. A Segurança precisa estar alinhada Missão Visão Valores Políticas Da empresa Ética Sustentabilidade
  23. 23. OBRIGADA Tatiana Diniz, CPP, ASE 11-5562-4495 11-999174169 www.cadiz.com.br www.abseg.org.br www.sesvesp.com.br

×