Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Depressão na 3ª idade

4,367 views

Published on

Depressão na 3ª idade

Published in: Education

Depressão na 3ª idade

  1. 1. DEPRESSÃO NA 3ª IDADE
  2. 2. A terceira idade é um novo momento na vida do ser humano. Novas atividades, desafios, mudanças drásticas no cotidiano, algumas limitações, se impõem ao idoso que não está acostumado aos novos ajustes desta fase e acaba por enfrentar problemas de convívio e de saúde.
  3. 3. A depressão é a principal doença da 3ª idade, e pode ser confundida com 1ª série de doenças, assim como tratada de maneira inadequada. A apatia, o desânimo e a perda de interesse são rápida e sistematicamente atribuídas à idade, à aposentadoria e, consideradas normais quando, ainda, são motivos de sutis ironias.
  4. 4. A DEPRESSÃO É UMA DOENÇA QUE PRECISA SER AVALIADA POR UM MÉDICO.
  5. 5. A depressão pode apresentar os seguintes sintomas: - Tristeza profunda: - Desânimo; - Diminuição importante de interesses e atividades anteriores; - Alterações do apetite; - Alterações no sono; - Dores e mal-estar físico; - Irritabilidade; - Agitação ou agressividade; - Dificuldade de concentração e de memória; - Queda da imunidade, diminuindo a resistência física às doenças.
  6. 6. A depressão pode causar um forte impacto na relação familiar e afetar a qualidade de vida. A depressão severa na pessoa idosa apresentar um estado confusional semelhante a que ocorre na demência.
  7. 7. Fatores que facilitam a depressão: - Doenças físicas e cerebrais; - Doenças crônicas que levam à incapacidade física; - Medicação inadequada ou uso prolongado de tranqüilizantes; - Perdas financeiras; - Diminuição do contato com familiares; - Perdas de pessoas queridas; - Aposentadoria.
  8. 8. O tratamento da depressão: As depressões moderadas ou graves podem ou não necessitar de medicação. Cabe ao médico avaliar o tratamento. Os antidepressivos adequados melhoram o humor, os sintomas físicos e a qualidade de vida dos idosos e de suas famílias; mas podem, também, provocar efeitos secundários como alteração da pressão arterial e problemas cardíacos.
  9. 9. Cada pessoa tem uma indicação específica. Para tratar a depressão no idoso pode-se usar formas de: • Psicoterapia individual ou em grupo – ajuda o idoso a lidar com conflitos: • Atividade física – ajuda a manter o bem- estar físico e mental, melhora o apetite e o sono; • Terapia ocupacional – colabora com a socialização e motiva o desenvolvimento de novos potenciais; • Participar de grupos da mesma idade – eleva a auto-estima de qualquer pessoa em qualquer idade.
  10. 10. PARA O TRATAMENTO EFICAZ É IMPORTANTE A PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NO TRATAMENTO
  11. 11. O maior desafio para o idoso que chega a 3ª idade é saber lidar com as mudanças nos seus hábitos e na sua rotina. Aceitar o envelhecimento com naturalidade é o caminho, buscando conviver bem com as limitações decorrentes da idade, tais como, movimentos lentos, problemas de memória, diminuição da força muscular, etc.; e, valorizando aquilo que faz parte exclusiva dos idosos: A LARGA EXPERIÊNCIA DE TODA UMA VIDA QUE JAMAIS PODERIA SER DEIXADA DE LADO.

×