Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 09 cathedra

22,480 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
22,480
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
1,196
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 09 cathedra

  1. 1. Provas Selecionadas – Aula 09 CONTABILIDADE GERAL CATHEDRA COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS PROF. MORAES JR.
  2. 2. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 CONTABILIDADE EM EXERCÍCIOS Provas Selecionadas Prezados Alunos, Ao final de cada aula, disponibilizo as questões que serão comentadas durante a aula. Caso você julgue conveniente, poderá testar seu conhecimento previa- mente antes de ver os gabaritos e as resoluções comentadas. Você pode simu- lar uma situação real de prova: para calcular o tempo de duração das provas, considere um tempo de 3 minutos por questão. Desta forma, utilizando esta metodologia, seu aprendizado será muito mais eficaz. Prova 9. FUNDAC/PB – Contador - 2008 - CESPE Índice de questões por assunto: 167. Balanço Patrimonial 168. Análise das Demonstrações Contábeis 169. Demonstração do Fluxo de Caixa 170. Análise das Demonstrações Contábeis 171. Demonstração do Fluxo de Caixa 172. Leasing 173. Contabilidade de Custos 174. Contabilidade de Custos 175. Contabilidade de Custos 176. Compensação de Tributos 177. Método de Equivalência Patrimonial 178. Operações com Mercadorias 179. Operações com Mercadorias Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 2
  3. 3. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Questões Comentadas e Resolvidas Balancete de verificação para as questões de 167 a 171 no conta Valor (R$) 1 Aluguel antecipado 3.110 2 Banco 5.549 3 Capital social 96.149 4 Caixa 690 5 Computadores e impressoras 14.850 6 Contas a pagar 14.700 7 Contas a receber 3.258 8 Custo da mercadoria vendida 45.800 9 Deduções da receita 20.000 10 Depreciação acumulada 91.200 11 Despesa de aluguel 9.835 12 Despesa de depreciação 4.197 13 Despesa de energia 5.480 14 Despesa de material 3.549 15 Despesa de salários 53.201 16 Despesa de seguros 6.689 17 Despesa de telefone 3.350 18 Despesa financeira 2.986 19 Despesas com taxas 9.980 20 Energia a pagar 998 21 Estoques de mercadorias para revenda 2.581 22 Fornecedores 4.120 23 Impostos a pagar 1.149 24 Impostos a recuperar 2.850 25 Impostos sobre a receita 12.580 26 Investimentos em ações 3.358 27 Investimentos em coligadas 5.580 28 Investimentos em controladas 12.580 29 Máquinas e equipamentos 65.800 30 Material de consumo 3.321 31 Prédios 6.650 32 Prejuízos acumulados antes do resultado do período 3.498 33 Provisão para créditos de liquidação duvidosa 1.140 34 Provisão para desvalorização de estoques 987 35 Receita antecipada 3.214 36 Receita de vendas 125.800 37 Receita financeira 7.495 38 Reservas 2.210 39 Salários a pagar 12.100 40 Salários antecipados 2.900 41 Seguros antecipados 2.900 Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 3
  4. 4. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 42 Telefone a pagar 650 43 Terrenos 12.480 44 Títulos a pagar de longo prazo 12.850 45 Valores a receber em longo prazo 12.580 46 Veículos 32.580 167. O balanço patrimonial de uma empresa apresenta os seus recursos eco- nômicos e as origens desses recursos. Considerando as informações apresen- tadas no balancete de verificação, é correto afirmar que o valor total do ativo é (A) inferior a R$ 95.963. (B) superior a R$ 96.120 e inferior a R$ 100.790. (C) superior a R$ 101.100 e inferior a R$ 106.980. (D) superior a R$ 191.400. Resolução I – Balancete de Verificação no conta Valor (R$) Característica 1 Aluguel antecipado 3.110 Ativo Circulante 2 Banco 5.549 Ativo Circulante 3 Capital social 96.149 Patrimônio Líquido 4 Caixa 690 Ativo Circulante 5 Computadores e impressoras 14.850 ANC – Imobilizado 6 Contas a pagar 14.700 Passivo Circulante 7 Contas a receber 3.258 Ativo Circulante 8 Custo da mercadoria vendida 45.800 Despesa 9 Deduções da receita 20.000 Despesa 10 Depreciação acumulada 91.200 ANC – Imobilizado - Retifica- dora 11 Despesa de aluguel 9.835 Despesa 12 Despesa de depreciação 4.197 Despesa 13 Despesa de energia 5.480 Despesa 14 Despesa de material 3.549 Despesa 15 Despesa de salários 53.201 Despesa 16 Despesa de seguros 6.689 Despesa 17 Despesa de telefone 3.350 Despesa 18 Despesa financeira 2.986 Despesa 19 Despesas com taxas 9.980 Despesa 20 Energia a pagar 998 Passivo Circulante 21 Estoques de mercadorias para 2.581 Ativo Circulante revenda 22 Fornecedores 4.120 Passivo Circulante 23 Impostos a pagar 1.149 Passivo Circulante 24 Impostos a recuperar 2.850 Ativo Circulante 25 Impostos sobre a receita 12.580 Despesa 26 Investimentos em ações 3.358 Ativo Circulante Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 4
  5. 5. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 27 Investimentos em coligadas 5.580 ANC – Investimentos 28 Investimentos em controladas 12.580 ANC - Investimentos 29 Máquinas e equipamentos 65.800 ANC – Imobilizado 30 Material de consumo 3.321 Ativo Circulante 31 Prédios 6.650 ANC – Imobilizado 32 Prejuízos acumulados antes 3.498 Patrimônio Líquido – Retifi- do resultado do período cadora 33 Provisão para créditos de li- 1.140 Ativo Circulante – Retificado- quidação duvidosa ra 34 Provisão para desvalorização 987 Ativo Circulante – Retificado- de estoques ra 35 Receita antecipada 3.214 Passivo Circulante 36 Receita de vendas 125.800 Receita 37 Receita financeira 7.495 Receita 38 Reservas 2.210 Patrimônio Líquido 39 Salários a pagar 12.100 Passivo Circulante 40 Salários antecipados 2.900 Ativo Circulante 41 Seguros antecipados 2.900 Ativo Circulante 42 Telefone a pagar 650 Passivo Circulante 43 Terrenos 12.480 ANC – Investimentos 44 Títulos a pagar de longo pra- 12.850 PNC – Longo Prazo zo 45 Valores a receber em longo 12.580 ANC – Realizável a Longo prazo 46 Veículos 32.580 ANC - Imobilizado II – Valor total do Ativo: no conta Valor (R$) Característica 1 Aluguel antecipado 3.110 Ativo Circulante 2 Banco 5.549 Ativo Circulante 4 Caixa 690 Ativo Circulante 5 Computadores e impressoras 14.850 ANC – Imobilizado 7 Contas a receber 3.258 Ativo Circulante 10 Depreciação acumulada (91.200) ANC – Imobilizado - Retifica- dora 21 Estoques de mercadorias para 2.581 Ativo Circulante revenda 24 Impostos a recuperar 2.850 Ativo Circulante 26 Investimentos em ações 3.358 Ativo Circulante 27 Investimentos em coligadas 5.580 ANC – Investimentos 28 Investimentos em controladas 12.580 ANC - Investimentos 29 Máquinas e equipamentos 65.800 ANC – Imobilizado 30 Material de consumo 3.321 Ativo Circulante 31 Prédios 6.650 ANC – Imobilizado 33 Provisão para créditos de li- (1.140) Ativo Circulante – Retificado- quidação duvidosa ra 34 Provisão para desvalorização (987) Ativo Circulante – Retificado- Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 5
  6. 6. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 de estoques ra 40 Salários antecipados 2.900 Ativo Circulante 41 Seguros antecipados 2.900 Ativo Circulante 43 Terrenos 12.480 ANC – Investimentos 45 Valores a receber em longo 12.580 ANC – Realizável a Longo prazo 46 Veículos 32.580 ANC - Imobilizado Total do Ativo 100.390 GABARITO: B 168. A análise econômico-financeira permite a avaliação de empresas e a comparação entre empresas de um mesmo setor da economia. Com relação ao balancete de verificação apresentado, é correto afirmar que o índice de liquidez geral é (A) inferior a 0,30. (B) superior a 0,31 e inferior a 0,50. (C) superior a 0,51 e inferior a 0,70. (D) superior a 0,71. _________ Resolução Índice de Liquidez Geral O índice de Liquidez Geral mostra o quanto a empresa possui em dinheiro, bens e direitos realizáveis a curto e longo prazo, para fazer face as su- as dívidas totais. LG = (AC + ANC “RLP”)/(PC + PNC “LP”) Onde, AC = Ativo Circulante; ANC “RLP” = Ativo Não Circulante - Realizável a Longo Prazo; PC = Passivo Circulante; PNC “LP” = Passivo Não Circulante - Longo Prazo. no conta Valor (R$) Característica 1 Aluguel antecipado 3.110 Ativo Circulante 2 Banco 5.549 Ativo Circulante 4 Caixa 690 Ativo Circulante 7 Contas a receber 3.258 Ativo Circulante 21 Estoques de mercadorias para 2.581 Ativo Circulante revenda 24 Impostos a recuperar 2.850 Ativo Circulante 26 Investimentos em ações 3.358 Ativo Circulante 30 Material de consumo 3.321 Ativo Circulante 33 Provisão para créditos de li- (1.140) Ativo Circulante – Retificado- Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 6
  7. 7. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 quidação duvidosa ra 34 Provisão para desvalorização (987) Ativo Circulante – Retificado- de estoques ra 40 Salários antecipados 2.900 Ativo Circulante 41 Seguros antecipados 2.900 Ativo Circulante 45 Valores a receber em longo 12.580 ANC – Realizável a Longo prazo AC + ANC “RLP” 40.970 no conta Valor (R$) Característica 6 Contas a pagar 14.700 Passivo Circulante 20 Energia a pagar 998 Passivo Circulante 22 Fornecedores 4.120 Passivo Circulante 23 Impostos a pagar 1.149 Passivo Circulante 35 Receita antecipada 3.214 Passivo Circulante 39 Salários a pagar 12.100 Passivo Circulante 42 Telefone a pagar 650 Passivo Circulante 44 Títulos a pagar de longo pra- 12.850 PNC – Longo Prazo zo PC + PNC “LP” 49.781 LG = 40.970/49.781 = 0,8230 = 82,30% GABARITO: D _ 169. Considere que o saldo anterior da conta de salários a pagar corresponda a R$ 5.081 e o saldo anterior de salários antecipados, a R$ 2.900. Desse mo- do, de acordo com o balancete de verificação apresentado, assinale a opção correspondente ao valor de salários pagos no período em análise. (A) R$ 7.019 (B) R$ 41.101 (C) R$ 46.182 (D) R$ 53.201 Resolução Salários a Pagar – Saldo Inicial 5.081 (+) Despesas com Salários 53.201 (+) Salários Antecipados – Saldo Final 2.900 (-)Salários Antecipados – Saldo Inicial (2.900) (-) Salários a Pagar – Saldo Final (12.100) Pagamento de Salários no Período 46.182 GABARITO: C Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 7
  8. 8. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 170. Ainda com referência ao balancete de verificação em apreço, é correto afirmar que o índice de endividamento da empresa é (A) inferior a 20%. (B) superior a 21% e inferior a 30%. (C) superior a 31% e inferior a 50%. (D) superior a 51%. Resolução Índice de Endividamento Representa o percentual de recursos de terceiros que financiam o ativo. IE = (PC + PNC “LP”)/(AC + ANC) = Capital de Terceiros/Ativo Total IE = 1/Margem de Garantia ou Índice de Solvência Total do Ativo 100.390 PC + PNC “LP” 49.781 IE = 49.781/100.390 = 0,4959 = 49,59% GABARITO: C 171. Considere que o saldo anterior da conta de seguros a pagar correspondia a R$ 2.520 e o saldo anterior da conta de seguros antecipados, a R$ 2.200. Nesse caso, com base no balancete de verificação apresentado, infere-se que o valor de seguros pagos no período em análise é igual a (A) R$ 2.520. (B) R$ 6.689. (C) R$ 9.209. (D) R$ 9.909. Resolução Seguros a Pagar – Saldo Inicial 2.520 (+) Despesas com Seguros 6.689 (+) Seguros Antecipados – Saldo Final 2.900 (-)Seguros Antecipados – Saldo Inicial (2.200) (-) Seguros a Pagar – Saldo Final (0) Pagamento de Salários no Período 9.909 GABARITO: D __________ Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 8
  9. 9. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 172. As operações de leasing são comuns em empresas que necessitam de diversos tipos de ativos para a manutenção de suas atividades operacionais. Acerca desse assunto, é correto afirmar que, no leasing (A) financeiro, o arrendador corre o risco de não recuperar 100% do valor de- sembolsado ao final do contrato. (B) financeiro, o prazo de arrendamento é compatível com o prazo de vida útil do bem e o valor residual garantido (VRG) é condição da operação. Desse mo- do, é interessante para o arrendatário adquirir o bem ao final do contrato. (C) operacional, o contrato não admite a devolução do bem; o arrendatário deverá adquiri-lo ao final do contrato pelo VRG. (D) operacional, o prazo de contratação deve ser superior a 75% do prazo de vida econômica útil do bem. Resolução A classificação de um arrendamento mercantil (ou leasing) como ar- rendamento mercantil (ou leasing) financeiro ou arrendamento mer- cantil (ou leasing) operacional depende da essência da transação e não da forma do contrato. Exemplos de situações que individualmente ou em conjunto levariam normalmente a que um arrendamento mer- cantil fosse classificado como arrendamento mercantil financeiro são: - o arrendamento mercantil transfere a propriedade do ativo para o arrendatário no fim do prazo do arrendamento mercantil; - o arrendatário tem a opção de comprar o ativo por um preço que se espera seja suficientemente mais baixo do que o valor jus- to à data em que a opção se torne exercível de forma que, no iní- cio do arrendamento mercantil, seja razoavelmente certo que a opção será exercida; - o prazo do arrendamento mercantil refere-se à maior parte da vida econômica do ativo mesmo que a propriedade não seja transferida; - no início do arrendamento mercantil, o valor presente dos pa- gamentos mínimos do arrendamento mercantil totaliza pelo me- nos substancialmente todo o valor justo do ativo arrendado; e - os ativos arrendados são de natureza especializada de tal forma que apenas o arrendatário pode usá-los sem grandes modifica- ções. No arrendamento mercantil financeiro, o prazo de arrendamento é compatível com o prazo de vida útil do bem e o valor residual garanti- do (VRG) é condição da operação. Desse modo, é interessante para o arrendatário adquirir o bem ao final do contrato. GABARITO: B Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 9
  10. 10. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Texto para as questões de 173 a 175 item Valor (R$) Mão-de-obra (por unidade produzida) 5,00 Matéria-prima (por unidade produzida) 7,35 Custos indiretos de fabricação 20.000,00 Despesas fixas do período 32.000,00 Preço de venda (por unidade) 25,00 Produção máxima da empresa no período 40 unidades 173. O conceito de margem de contribuição é amplamente utilizado pelas in- dústrias. Com relação à tabela acima, é correto afirmar que, em unidades, a quantidade de produção mínima necessária para atingir o ponto de equilíbrio contábil apurado é (A) inferior a 2.500. (B) superior a 2.501 e inferior a 4.000. (C) superior a 4.001 e inferior a 5.500. (D) superior a 5.501. __________ Resolução Ponto de Equilíbrio Contábil Corresponde à quantidade que equilibra a receita total com a soma dos custos e despesas relativos aos produtos vendidos. Preço de Venda x Quantidade = Custos + Despesas =>  25 x Q = 5 x Q + 7,35 x Q + 20.000 + 32.000 =>  (25 – 12,35) x Q = 52.000 =>  Q = 4.110,62 unidades GABARITO: C 174. A quantidade exata de unidades a ser produzida para retornar uma mar- gem operacional de lucro de 40% é (A) inferior a 17.500. (B) superior a 17.501 e inferior a 19.000. (C) superior a 19.001 e inferior a 21.000. (D) superior a 21.001. Resolução Margem Operacional de Lucro = 40% Preço de Vendas x Quantidade – (Custos + Despesas) = 40% x Preço de Venda x Quantidade  25 x Q – 5 x Q – 7,35 x Q – 20.000 – 32.000 = 0,4 x 25 x Q=>  (25 – 5 - 7,35 – 0,4 x 25) x Q = 52.000 => Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 10
  11. 11. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08  2,65 x Q = 52.000 => Q = 19.622,64 unidades GABARITO: C 175. Considerando uma variação desfavorável de 20% nos custos da mão-de- obra, o ponto de equilíbrio contábil será atingido com a produção de determi- nada quantidade de unidades. É correto afirmar que essa quantidade é (A) inferior a 2.500. (B) superior a 2.501 e inferior a 3.000. (C) superior a 3.001 e inferior a 4.000. (D) superior a 4.001. Resolução Variação desfavorável de 20% nos custos da mão-de-obra: Mão-de-Obra (Custo por unidade) = 5 + 20% x 5 = 6 Ponto de Equilíbrio Contábil Preço de Venda x Quantidade = Custos + Despesas =>  25 x Q = 6 x Q + 7,35 x Q + 20.000 + 32.000 =>  (25 – 13,35) x Q = 52.000 =>  Q = 4.463,52 unidades GABARITO: D 176. Considere a situação de uma empresa que possuía saldo de impostos an- tecipados no valor de R$ 9.000 e, no período em análise, os impostos corres- pondiam a R$ 32.600. Nesse caso, considerando a apropriação do saldo rema- nescente de tributos, após a utilização do crédito tributário, assinale a opção correspondente à demonstração correta, em reais, dessa operação no livro diá- rio. (A) D impostos a recolher . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C impostos a recuperar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 C disponível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.600 (B) D impostos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C impostos a pagar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.600 C impostos antecipados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 (C) D impostos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C disponível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.600 C impostos a recuperar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 (D) D impostos a recuperar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 D impostos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C impostos a recolher . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41.60 __________ Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 11
  12. 12. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Resolução Impostos Antecipados (Ativo Circulante) = 9.000 Impostos a Pagar = 32.600 – 9.000 = 23.600 Lançamentos: Impostos (Despesa) a Impostos Antecipados (Ativo Circulante) 9.000 Impostos (Despesa) a Impostos a Pagar (Passivo Circulante) 23.600 Consolidação: D impostos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C impostos a pagar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.600 C impostos antecipados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 GABARITO: B 177. Uma empresa efetuou investimentos em várias sociedades e obteve re- sultado positivo. Em algumas sociedades, a avaliação dos investimentos ocor- reu pelo método de custo enquanto, em outras, ocorreu pelo método de equi- valência patrimonial. A controlada GVP proporcionou resultado positivo de R$ 20.000 e a companhia investidora detém 60% de suas ações. A controlada não distribuiu dividendos. Nesse caso, assinale a opção correspondente ao correto registro do valor obtido pela investidora, em reais, considerando que este in- vestimento é relevante. (A) D disponível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C receita de equivalência patrimonial . . . . . . . . . . 12.000 (B) D dividendos a receber . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C equivalência patrimonial . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 (C) D ações da companhia GVP . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C receita de dividendos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 (D) D ações da companhia GVP . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C equivalência Patrimonial . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 12
  13. 13. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Resolução A) Antes das alterações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08: Méto- do de Equivalência Patrimonial. - Investimento relevantes em sociedades coligadas sobre cuja a administração tenha influência, ou de que participe com 20% (vinte por cento) ou mais do capital social; e - Em sociedades controladas. B) Após as alterações da Lei no 11.638/07 e antes da MP no 449/08: Método de Equivalência Patrimonial. - Investimento em sociedades coligadas sobre cuja a adminis- tração tenha influência, ou de que participe com 20% (vinte por cento) ou mais do capital votante; - Em sociedades controladas; - Em outras sociedades que façam parte de um mesmo grupo ou estejam sobre controle comum. C) Após as alterações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08: Método de Equivalência Patrimonial. - Investimento em sociedades coligadas; - Investimento em sociedades controladas; - Em outras sociedades que façam parte de um mesmo grupo ou estejam sobre controle comum. Vamos à resolução da questão: Lucro na Investida = 20.000 Ganho de Equivalência Patrimonial na Investidora = 60% x 20.000 = 12.000 Lançamento: D ações da companhia GVP . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C equivalência Patrimonial . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 GABARITO: D Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 13
  14. 14. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 178. data operação quantidade valor unitário (R$) 1.º/3/2008 estoque inicial 3 4,00 1.º/3/2008 compra 8 5,00 1.º/3/2008 venda 10 9,00 2/3/2008 compra 15 6,00 5/3/2008 venda 12 12,00 7/3/2008 compra 5 6,50 9/3/2008 compra 1 7,00 12/3/2008 venda 4 14,00 A partir das informações apresentadas na ficha de controle de estoques apre- sentada acima, assinale a opção correspondente ao valor do saldo final de mercadorias para revenda, considerando a utilização do inventário permanente e o UEPS. (A) R$ 33,50 (B) R$ 35,00 (C) R$ 39,50 (D) R$ 142,00 Resolução Método UEPS Data Entrada Saída Saldo Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Unitário Total Unitário Total Unitário Total EI 3 4,00 12,00 01/03 8 5,00 40,00 3 4,00 12,00 8 5,00 40,00 01/03 8 5,00 40,00 1 4,00 4,00 2 4,00 8,00 02/03 15 6,00 90,00 1 4,00 4,00 15 6,00 90,00 05/03 12 6,00 72,00 1 4,00 4,00 3 6,00 18,00 07/03 5 6,50 32,50 1 4,00 4,00 3 6,00 18,00 5 6,50 32,50 09/03 1 7,00 7,00 1 4,00 4,00 3 6,00 18,00 5 6,50 32,50 1 7,00 7,00 12/03 1 7,00 7,00 1 4,00 4,00 3 6,50 19,50 3 6,00 18,00 2 6,50 13,00 Soma 26 146,50 1 4,00 4,00 3 6,00 18,00 2 6,50 13,00 CMV (UEPS) = 146,50 EF (UEPS) = 4 + 18 + 13 = 35,00 GABARITO: B Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 14
  15. 15. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 179. data operação quantidade valor unitário (R$) 1/3/2008 estoque inicial 8 5,00 1/3/2008 compra 5 6,85 2/3/2008 compra 3 7,00 5/3/2008 venda 12 13,00 7/3/2008 compra 5 6,50 9/3/2008 compra 1 7,00 12/3/2008 venda 4 15,00 Utilizando-se das informações contidas na ficha de controle de estoques apre- sentada acima, assinale a opção correspondente ao resultado bruto da venda de mercadorias, considerando a utilização do inventário permanente e o PEPS. (A) R$ 95,25 (B) R$ 121,25 (C) R$ 137,10 (D) R$ 120,75 Resolução Método PEPS Data Entrada Saída Saldo Quant. Valor Quant. Valor Quant. Valor Unitário Total Unitário Total Unitário Total EI 8 5,00 40,00 8 5,00 40,00 01/03 5 6,85 34,25 8 5,00 40,00 5 6,85 34,25 02/03 3 7,00 21,00 8 5,00 40,00 5 6,85 34,25 3 7,00 21,00 05/03 8 5,00 40,00 1 6,85 6,85 4 6,85 27,40 3 7,00 21,00 07/03 5 6,50 32,50 1 6,85 6,85 3 7,00 21,00 5 6,50 32,50 09/03 1 7,00 7,00 1 6,85 6,85 3 7,00 21,00 5 6,50 32,50 1 7,00 7,00 12/03 1 6,85 6,85 5 6,50 32,50 3 7,00 21,00 1 7,00 7,00 Soma 95,25 5 6,50 32,50 1 7,00 7,00 CMV (PEPS) = 95,25 EF (PEPS) = 32,50 + 7,00 = 39,50 Receita Bruta de Vendas = 12 unid. x R$ 13,00 + 4 unid. x R$ 15,00 = R$ 216 Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 15
  16. 16. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Receita Bruta de Vendas 216,00 (-) CMV (95,25) Resultado Bruto (Lucro Bruto) 120,75 GABARITO: D Bons estudos a todos e até a próxima aula, Moraes Junior Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 16
  17. 17. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Prova 9. FUNDAC/PB – Contador - 2008 - CESPE Lista de Questões Comentadas Nesta Aula Balancete de verificação para as questões de 167 a 171 no conta Valor (R$) 1 Aluguel antecipado 3.110 2 Banco 5.549 3 Capital social 96.149 4 Caixa 690 5 Computadores e impressoras 14.850 6 Contas a pagar 14.700 7 Contas a receber 3.258 8 Custo da mercadoria vendida 45.800 9 Deduções da receita 20.000 10 Depreciação acumulada 91.200 11 Despesa de aluguel 9.835 12 Despesa de depreciação 4.197 13 Despesa de energia 5.480 14 Despesa de material 3.549 15 Despesa de salários 53.201 16 Despesa de seguros 6.689 17 Despesa de telefone 3.350 18 Despesa financeira 2.986 19 Despesas com taxas 9.980 20 Energia a pagar 998 21 Estoques de mercadorias para revenda 2.581 22 Fornecedores 4.120 23 Impostos a pagar 1.149 24 Impostos a recuperar 2.850 25 Impostos sobre a receita 12.580 26 Investimentos em ações 3.358 27 Investimentos em coligadas 5.580 28 Investimentos em controladas 12.580 29 Máquinas e equipamentos 65.800 30 Material de consumo 3.321 31 Prédios 6.650 32 Prejuízos acumulados antes do resultado do período 3.498 33 Provisão para créditos de liquidação duvidosa 1.140 34 Provisão para desvalorização de estoques 987 35 Receita antecipada 3.214 36 Receita de vendas 125.800 37 Receita financeira 7.495 38 Reservas 2.210 39 Salários a pagar 12.100 Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 17
  18. 18. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 40 Salários antecipados 2.900 41 Seguros antecipados 2.900 42 Telefone a pagar 650 43 Terrenos 12.480 44 Títulos a pagar de longo prazo 12.850 45 Valores a receber em longo prazo 12.580 46 Veículos 32.580 167. O balanço patrimonial de uma empresa apresenta os seus recursos eco- nômicos e as origens desses recursos. Considerando as informações apresen- tadas no balancete de verificação, é correto afirmar que o valor total do ativo é (A) inferior a R$ 95.963. (B) superior a R$ 96.120 e inferior a R$ 100.790. (C) superior a R$ 101.100 e inferior a R$ 106.980. (D) superior a R$ 191.400. _________ 168. A análise econômico-financeira permite a avaliação de empresas e a comparação entre empresas de um mesmo setor da economia. Com relação ao balancete de verificação apresentado, é correto afirmar que o índice de liquidez geral é (A) inferior a 0,30. (B) superior a 0,31 e inferior a 0,50. (C) superior a 0,51 e inferior a 0,70. (D) superior a 0,71. __________ 169. Considere que o saldo anterior da conta de salários a pagar corresponda a R$ 5.081 e o saldo anterior de salários antecipados, a R$ 2.900. Desse mo- do, de acordo com o balancete de verificação apresentado, assinale a opção correspondente ao valor de salários pagos no período em análise. (A) R$ 7.019 (B) R$ 41.101 (C) R$ 46.182 (D) R$ 53.201 170. Ainda com referência ao balancete de verificação em apreço, é correto afirmar que o índice de endividamento da empresa é (A) inferior a 20%. (B) superior a 21% e inferior a 30%. (C) superior a 31% e inferior a 50%. (D) superior a 51%. _________ Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 18
  19. 19. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 171. Considere que o saldo anterior da conta de seguros a pagar correspondia a R$ 2.520 e o saldo anterior da conta de seguros antecipados, a R$ 2.200. Nesse caso, com base no balancete de verificação apresentado, infere-se que o valor de seguros pagos no período em análise é igual a (A) R$ 2.520. (B) R$ 6.689. (C) R$ 9.209. (D) R$ 9.909. __________ 172. As operações de leasing são comuns em empresas que necessitam de diversos tipos de ativos para a manutenção de suas atividades operacionais. Acerca desse assunto, é correto afirmar que, no leasing (A) financeiro, o arrendador corre o risco de não recuperar 100% do valor de- sembolsado ao final do contrato. (B) financeiro, o prazo de arrendamento é compatível com o prazo de vida útil do bem e o valor residual garantido (VRG) é condição da operação. Desse mo- do, é interessante para o arrendatário adquirir o bem ao final do contrato. (C) operacional, o contrato não admite a devolução do bem; o arrendatário deverá adquiri-lo ao final do contrato pelo VRG. (D) operacional, o prazo de contratação deve ser superior a 75% do prazo de vida econômica útil do bem. Texto para as questões de 173 a 175 item Valor (R$) Mão-de-obra (por unidade produzida) 5,00 Matéria-prima (por unidade produzida) 7,35 Custos indiretos de fabricação 20.000,00 Despesas fixas do período 32.000,00 Preço de venda (por unidade) 25,00 Produção máxima da empresa no período 40 unidades 173. O conceito de margem de contribuição é amplamente utilizado pelas in- dústrias. Com relação à tabela acima, é correto afirmar que, em unidades, a quantidade de produção mínima necessária para atingir o ponto de equilíbrio contábil apurado é (A) inferior a 2.500. (B) superior a 2.501 e inferior a 4.000. (C) superior a 4.001 e inferior a 5.500. (D) superior a 5.501. __________ Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 19
  20. 20. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 174. A quantidade exata de unidades a ser produzida para retornar uma margem operacional de lucro de 40% é (A) inferior a 17.500. (B) superior a 17.501 e inferior a 19.000. (C) superior a 19.001 e inferior a 21.000. (D) superior a 21.001. 175. Considerando uma variação desfavorável de 20% nos custos da mão-de- obra, o ponto de equilíbrio contábil será atingido com a produção de determi- nada quantidade de unidades. É correto afirmar que essa quantidade é (A) inferior a 2.500. (B) superior a 2.501 e inferior a 3.000. (C) superior a 3.001 e inferior a 4.000. (D) superior a 4.001. 176. Considere a situação de uma empresa que possuía saldo de impostos an- tecipados no valor de R$ 9.000 e, no período em análise, os impostos corres- pondiam a R$ 32.600. Nesse caso, considerando a apropriação do saldo rema- nescente de tributos, após a utilização do crédito tributário, assinale a opção correspondente à demonstração correta, em reais, dessa operação no livro diá- rio. (A) D impostos a recolher . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C impostos a recuperar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 C disponível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.600 (B) D impostos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C impostos a pagar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.600 C impostos antecipados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 (C) D impostos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C disponível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.600 C impostos a recuperar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 (D) D impostos a recuperar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9.000 D impostos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32.600 C impostos a recolher . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41.60 __________ Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 20
  21. 21. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 177. Uma empresa efetuou investimentos em várias sociedades e obteve re- sultado positivo. Em algumas sociedades, a avaliação dos investimentos ocor- reu pelo método de custo enquanto, em outras, ocorreu pelo método de equi- valência patrimonial. A controlada GVP proporcionou resultado positivo de R$ 20.000 e a companhia investidora detém 60% de suas ações. A controlada não distribuiu dividendos. Nesse caso, assinale a opção correspondente ao correto registro do valor obtido pela investidora, em reais, considerando que este in- vestimento é relevante. (A) D disponível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C receita de equivalência patrimonial . . . . . . . . . . 12.000 (B) D dividendos a receber . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C equivalência patrimonial . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 (C) D ações da companhia GVP . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C receita de dividendos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 (D) D ações da companhia GVP . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 C equivalência Patrimonial . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12.000 . 178. data operação quantidade valor unitário (R$) 1.º/3/2008 estoque inicial 3 4,00 1.º/3/2008 compra 8 5,00 1.º/3/2008 venda 10 9,00 2/3/2008 compra 15 6,00 5/3/2008 venda 12 12,00 7/3/2008 compra 5 6,50 9/3/2008 compra 1 7,00 12/3/2008 venda 4 14,00 A partir das informações apresentadas na ficha de controle de estoques apre- sentada acima, assinale a opção correspondente ao valor do saldo final de mercadorias para revenda, considerando a utilização do inventário permanente e o UEPS. (A) R$ 33,50 (B) R$ 35,00 (C) R$ 39,50 (D) R$ 142,00 __________ Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 21
  22. 22. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 179. data operação quantidade valor unitário (R$) 1/3/2008 estoque inicial 8 5,00 1/3/2008 compra 5 6,85 2/3/2008 compra 3 7,00 5/3/2008 venda 12 13,00 7/3/2008 compra 5 6,50 9/3/2008 compra 1 7,00 12/3/2008 venda 4 15,00 Utilizando-se das informações contidas na ficha de controle de estoques apre- sentada acima, assinale a opção correspondente ao resultado bruto da venda de mercadorias, considerando a utilização do inventário permanente e o PEPS. (A) R$ 95,25 (B) R$ 121,25 (C) R$ 137,10 (D) R$ 120,75 Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 22
  23. 23. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 GABARITO – AULA 09: 167. B 168. D 169. C 170. C 171. D 172. B 173. C 174. C 175. D 176. B 177. D 178. B 179. D Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 23
  24. 24. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Bibliografia Lei das Sociedades Anônimas com as alterações trazidas pela Lei n o 11.638/07 e pela MP no 449/08. FERREIRA, Ricardo J. Contabilidade Avançada e Intermediária. Rio de Janeiro. Editora Ferreira. FERREIRA, Ricardo J. Contabilidade Básica. 3 a Edição. Rio de Janeiro. Editora Ferreira. 2004. FIPECAFI, Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações (aplicável as demais sociedades). 6a Edição. São Paulo. Editora Atlas. 2003. LUIZ FERRARI, Ed. Contabilidade Geral – Série Provas e Concursos. 5a Edição. 3a Tiragem. Elsevier Editora. 2005. MOURA RIBEIRO, Osni. Contabilidade Geral Fácil – Para cursos de contabilida- de e concursos em geral. 4a Edição. 4a Tiragem (2005). São Paulo. Editora Sa- raiva. 2002. SILVA, Antônio César Valério da. Contabilidade Avançada: Teoria e 300 ques- tões. 2a Edição. Rio de Janeiro. Elsevier Editora. 2005. VICECONTI, Paulo Eduardo Vilchez & NEVES, Silvério das. Contabilidade Avan- çada e Análise das Demonstrações Financeiras. 12a Edição. São Paulo. Editora Frase. 2003. Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 24

×