LIPORServiço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto                                       Cristina Ferr...
Apresentação    • 8 Municípios    • Área – 648 km2    • População – 1 milhão habitantes                            • Produ...
Visão LIPOR “Ser cada vez mais uma Organização de referência, através da valorização de recursos, da responsabilidade soci...
Estratégia deprevenção de resíduos orgânicos                                  4
Horta da Formiga   Surge em 2002   Objetivo:         Sensibilizar para a prevenção de resíduos orgânicos e a           im...
Alquimia da Matéria Orgânica    Surge em 2004 – “Horta na Escola”    Objetivo:          Sensibilizar para a prevenção de ...
Terra à Terra    Surge em 2007 – Projeto piloto    Objetivo:          Divulgar e sensibilizar para a prevenção de resíduo...
Jardim ao Natural    Surge em 2010    Objetivo:          Alargar a área de agricultura de modo biológico dos 8           ...
Miniwaste – Projeto Life    Projeto Life 2010-2012    Objetivo:          Desenvolver, implementar e avaliar um plano inov...
Horta à Porta                10
Horta à Porta    Surge em 2004    Objetivo:          Sensibilizar para a prevenção de resíduos orgânicos          Divulg...
Horta à Porta    Implementação:          Disponibilizar talhões de terreno (25m2) a particulares           interessados e...
Horta à Porta    Metodologia:         Inscrições         Acordo de utilização          e Regulamento                    ...
Horta à Porta    Para além dos objectivos principais:          Promoção da qualidade de vida das populações          Pre...
Horta à Porta    Horta de Subsistência do Castêlo da Maia    Obrigatório residir no Município da Maia e preencher pelo men...
Horta à Porta    Horta Social de Rates          Obrigatório residir em habitação do           Bairro Social de Rates     ...
Horta à Porta    Horta Social dos Albergues Noturnos do Porto          Utentes e funcionários dos Albergues          17 ...
Horta à Porta                                                                                                             ...
Horta à Porta          Horta de Crestins                              19
Horta à Porta        Horta da Quinta da Gruta                                   20
Horta à Porta          Horta de Vairão                            21
Horta à Porta        Horta das Condomínias                                22
Horta à Porta        Horta do Castêlo da Maia                                   23
Horta à Porta          Horta de Espinho                             24
Horta à Porta          Horta da Lada                          25
Horta à PortaPráticas de sustentabilidadeModo de produção biológico caseiro e utilização de compostoorgânico, melhorando a...
Horta à PortaNo futuro…Segundo o Plano Estratégico da Lipor 2007-2016, o projetoHorta à Porta deve alcançar as 25 hortas c...
Horta à Porta    European Enterprise Awards    Fevereiro de 2011    Categoria Iniciativa Empresarial Responsável e Inclusi...
Para Saber Mais…www.hortadaformiga.com                  www.semente.com.pt                         www.lipor.ptwww.eunaofa...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Cristina Ferreira - LIPOR

2,008 views

Published on

As coberturas e fachadas mediterrânicas, vivas e produtivas promovem o bem estar e a qualidade de vida das populações e contribuem decisivamente para o aumento da resiliência das cidades. Por esta razão é essencial não apenas o conhecimento das soluções existentes que melhor se adaptam ao nosso clima, como ainda o desenvolvimento das competências técnicas essenciais para a boa implementação daquelas soluções. O enfoque deste Workshop está na demonstração da integração da dimensão verde nas cidades e das oportunidades de intervenção conducentes à melhoria do desempenho energético dos edifícios, à redução do “efeito ilha de calor”, à boa gestão das águas pluviais, à reciclagem de águas cinzentas, à melhoria da qualidade do ar, ao aumento da biodiversidade e à segurança alimentar das populações urbanas, sempre assentando nas melhores e mais adequadas tecnologias disponíveis.

Green roofs and façades are becoming increasingly recognised for their contribution to urban wellbeing. This contribution is becoming increasingly measurable, and is providing considerable economical and environmental benefits to individuals, communities and the urban environment. Cities all over the world are increasing their quota of green spaces and surfaces, finding it improves many of the urban performance indicators they have failed on in the recent past: their air quality ratings and their storm water management improve, their heat island effect decreases, social integration improves and health is more effectively restored... The Workshop provides an opportunity to share good practices in the built environment and aims to provide sufficient evidence for decision makers to gain courage and go for solutions that integrate this green, living dimension.

The Workshop’s target audience are all decision makers who influence the quality of the built environment.

O Workshop é dirigido a todos os decisores que influenciam a qualidade de construção do meio edificado.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,008
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
21
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cristina Ferreira - LIPOR

  1. 1. LIPORServiço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto Cristina Ferreira | DVO | cristina.ferreira@lipor.pt 25 de Outubro de 2012
  2. 2. Apresentação • 8 Municípios • Área – 648 km2 • População – 1 milhão habitantes • Produção RU (2011) – 494.867 ton • Capitação – 1,38 kg/hab/dia • Pegada Carbónica: 2011 – 363.262 ton CO2eq 2
  3. 3. Visão LIPOR “Ser cada vez mais uma Organização de referência, através da valorização de recursos, da responsabilidade social e da eco-eficiência do desempenho.” 3
  4. 4. Estratégia deprevenção de resíduos orgânicos 4
  5. 5. Horta da Formiga Surge em 2002 Objetivo:  Sensibilizar para a prevenção de resíduos orgânicos e a importância da agricultura biológica  Promover o contacto com a natureza, alimentação saudável e a qualidade de vida  Promover a sustentabilidade ambiental e a biodiversidade  Levar à mudança de comportamentos Estratégia de atuação:  Cursos de compostagem caseira, jardinagem biológica e culinária sustentável  Visitas, campos de férias, festas temáticas  Produtos da horta 16000 participações 5
  6. 6. Alquimia da Matéria Orgânica Surge em 2004 – “Horta na Escola” Objetivo:  Sensibilizar para a prevenção de resíduos orgânicos  Divulgar a importância da compostagem  Promover a cidadania e qualidade de vida nas escolas  Educar através da Escola Estratégia de atuação:  Implementação da compostagem nos espaços envolventes da escola, para alunos, funcionários e professores 50 escolas inscritas no ano letivo 2011/2012 6
  7. 7. Terra à Terra Surge em 2007 – Projeto piloto Objetivo:  Divulgar e sensibilizar para a prevenção de resíduos orgânicos nas habitações, prédios, instituições e empresas com jardim nos 8 Municípios Lipor  Promover a compostagem caseira e comunitária Estratégia de atuação:  Implementar a compostagem  Formação e monitorização contínua  Apoio através de visitas, website, telefone ou grupo online 6522 compostores 74 locais com compostagem comunitária 7
  8. 8. Jardim ao Natural Surge em 2010 Objetivo:  Alargar a área de agricultura de modo biológico dos 8 Municípios Associados  Sensibilizar para a manutenção de jardins de forma sustentável  Cidadão e Instituições  Registo em SIG Estratégia de atuação:  Compromisso voluntário  Dicas de fácil aplicação (www.hortadaformiga.com)  Cidadão e entidades 882 compromissos assinados 8
  9. 9. Miniwaste – Projeto Life Projeto Life 2010-2012 Objetivo:  Desenvolver, implementar e avaliar um plano inovador e sustentável para reduzir a fracção orgânica dos RSU nos Estados-Membro 5 Parceiros:  Rennes Metropole  Lipor  Cemagref  Brno  ACR+ 9
  10. 10. Horta à Porta 10
  11. 11. Horta à Porta Surge em 2004 Objetivo:  Sensibilizar para a prevenção de resíduos orgânicos  Divulgar a importância da agricultura biológica, boas práticas agrícolas, contacto com a natureza e alimentação saudável Estratégia de atuação:  Criação de hortas biológicas urbanas (talhões de 25m2), dando utilidade a espaços verdes úteis  Potenciar sinergias e promover a cooperação entre parceiros  Dar resposta às necessidades da população local, promovendo a responsabilidade social e subsistência (diferentes valências de atuação)  Apoio e formação aos “agricultores” 27 hortas, 664 talhões, 21 parcerias 11
  12. 12. Horta à Porta Implementação:  Disponibilizar talhões de terreno (25m2) a particulares interessados em praticar compostagem e agricultura de modo biológico  Formação gratuita de 15h  Produtos para consumo próprio  Água e abrigo para alfaias  Compostor comunitário Parceiros: 12
  13. 13. Horta à Porta Metodologia:  Inscrições  Acordo de utilização e Regulamento 13
  14. 14. Horta à Porta Para além dos objectivos principais:  Promoção da qualidade de vida das populações  Prevenção na produção de resíduos  Promoção das boas práticas agrícolas Surgem também questões de:  responsabilidade social  subsistência das famílias Torna-se assim necessário complementar o orçamento familiar em famílias carenciadas, dando origem ao conceito de… HORTA DE SUBSISTÊNCIA E HORTA SOCIAL 14
  15. 15. Horta à Porta Horta de Subsistência do Castêlo da Maia Obrigatório residir no Município da Maia e preencher pelo menos 1 dos seguintes requisitos:  rendimento familiar inferior a 20.000€  ter 3 ou mais filhos ao encargo  estar desempregado Dados Técnicos  41 talhões  100 m2 cada  Pontos de água  2 abrigos de alfaias comuns  Possibilidade de venda dos produtos  Disponibilização de banca no mercado local 15
  16. 16. Horta à Porta Horta Social de Rates  Obrigatório residir em habitação do Bairro Social de Rates  6 talhões Horta Social do Meilão  Utentes da Comunidade Terapêutica do Meilão  10 talhões  Produtos para consumo da Instituição 16
  17. 17. Horta à Porta Horta Social dos Albergues Noturnos do Porto  Utentes e funcionários dos Albergues  17 talhões  Produtos para consumo da Instituição Horta Social de Rio Mau  Moradores do Bairro Social de Rio Mau  15 talhões 17
  18. 18. Horta à Porta 2 Horta Início Município Dono do terreno Nº talhões Área de terreno (m ) 1 Aldoar Mar-05 Porto J. F. Aldoar 12 400 2 Mun. Aldoar Mar-04 Porto Mun. Porto 13 632 3 Mun.Condomínia Mar-04 Porto Mun. Porto 27 1170 4 Maia Horta Social dos Albergues Noturnos do Porto Mar-04 Maia J. F. Maia 14 438 5 Quinta da Gruta Set-07 Maia Mun. Maia 66 2640 6 Crestins  Utentes e funcionários dos Albergues Mar-04 Maia Lipor 74 8004 7 Rates Mar-04 Póvoa de Varzim J. F. S. Pedro Rates 12 350 8 Aver-o-Mar  17 talhões Set-06 Póvoa de Varzim J. F. Aver–o-Mar 35 2528 9 Fonte Antiga Nov-08 Póvoa de Varzim J. F. S. Pedro Rates 14 200010 Custóias  Produtos para consumo da Instituição Set-06 Matosinhos Mun. Matosinhos 34 140011 Leça da Palmeira Mai-07 Matosinhos Mun. Matosinhos 20 290012 Senhora da Hora Set-08 Matosinhos Mun. Matosinhos 45 300013 Susbst. Maia Nov-09 Maia Mun. Maia 41 741614 Social Rates Dez-09 Póvoa de Varzim J. F. S. Pedro Rates 6 100015 Social do Meilão Horta Social de Rio Mau Jun-10 Maia Comunidade Meilão 10 136216 Nobrinde Jul-10 Matosinhos Nobrinde 10 30017 Parque Vila  Moradores do Bairro Social de Rio Mau Abr-11 Matosinhos J.F. Custóias 58 140018 Vairão Mai-11 Vila do Conde J.F.Vairão 15 60019 Social dos Albergues  15 talhões Mai-11 Porto Albergues Noturnos do Porto IPSS 17 40020 Social de Rio Mau Mai-11 Vila do Conde Mun. Vila do Conde 15 15021 Tecmaia Out-11 Maia Tecmaia 22 55022 CICCOPN Fev-12 Maia CICCOPN 20 95023 EB2/3 Maia Fev-12 Maia EB2/3 Maia 10 37024 Aladi Jun-12 Matosinhos Aladi 32 100025 Espinho Out-12 Espinho Mun. Espinho 21 69026 Lada Out-12 Porto C.M.Porto (SPOT) 13 56527 Centro Social e Paroquial da Sé Out-12 Matosinhos Centro Social e Paroquial da Sé (SPOT) 5 295 TOTAL 664 42,910 ~4,3ha 18
  19. 19. Horta à Porta Horta de Crestins 19
  20. 20. Horta à Porta Horta da Quinta da Gruta 20
  21. 21. Horta à Porta Horta de Vairão 21
  22. 22. Horta à Porta Horta das Condomínias 22
  23. 23. Horta à Porta Horta do Castêlo da Maia 23
  24. 24. Horta à Porta Horta de Espinho 24
  25. 25. Horta à Porta Horta da Lada 25
  26. 26. Horta à PortaPráticas de sustentabilidadeModo de produção biológico caseiro e utilização de compostoorgânico, melhorando a qualidade e estrutura do soloAcesso a alimentos mais saudáveisPlantação de diversidade de culturas e promoção da biodiversidadeSensibilização para a utilização de plantas de época e variedadesregionaisEspaços de lazer dedicados à atividade humana emcontato com a naturezaQualidade de vida, exercício físico e convívioApoio ao orçamento familiar 26
  27. 27. Horta à PortaNo futuro…Segundo o Plano Estratégico da Lipor 2007-2016, o projetoHorta à Porta deve alcançar as 25 hortas comunitárias no ano de 2016! 27
  28. 28. Horta à Porta European Enterprise Awards Fevereiro de 2011 Categoria Iniciativa Empresarial Responsável e Inclusiva Prémios Novo Norte Junho de 2011 Categoria Norte Inclusivo Prémios Green Projectos Awards Setembro de 2012 Menção Honrosa Categoria Produto e Serviço 28
  29. 29. Para Saber Mais…www.hortadaformiga.com www.semente.com.pt www.lipor.ptwww.eunaofacolixo.com www.nutrimais.pt 29

×