Inovgrid. Redes Inteligentes de Distribuição01/2011 LISBOA: ENERGIAS RENOVÁVEIS                              Lisboa, 20 Ja...
EDP: Mais de 50% dos resultados operacionais gerados por actividades fora dePortugal, estando actualmente presente em 13 p...
A Europa estabeleceu objectivos ambientais ambiciosos que devem seratingidos com a electrificação da procura e descarboniz...
Actualmente, para além dos desafíos tradicionais de Qualidade de Serviço aCustos Controlados, os Operadores de Redes enfre...
O objectivo é alargar a “inteligência” e modernizar a Rede de BT                                                 Rede de D...
A implementação das redes inteligentes beneficiará os consumidores atravésde uma melhoria na eficiência e qualidade de ser...
…criando condições para que o mercado possa ofereçer melhor qualidadede serviço comercial ao consumidor final             ...
A plataforma InovGrid é aberta aos comercializadores e empresas deserviços para a disponibilização de tarifários e outros ...
5    No âmbito da InovCity serão testados vários produtos e serviços com diferentes     graus de complexidade e necessidad...
Tem sido recolhidos diversos estudos e benchmarks internacionais que5        apontam para potencial redução de consumo aci...
Nos clientes BTE em Évora (c. 340) está igualmente a ser avaliado5         impacto de disponibilizar mais informação      ...
6    Têm sido implementadas várias iniciativas junto dos stakeholders com     vista a assegurar uma boa aceitação do proje...
Durante o piloto, estão a ser testados no terreno as alavancas de valor7     críticas para o sucesso do projecto          ...
9     A EDP Distribuição está inserida e acompanha os principais fóruns internacionais      para definição de standards e ...
Conclusões1.   Projecto de modernização da rede de distribuição, nomeadamente a rede BT, para      •   continuar a melhora...
Contactos                            Obrigado               www.inovcity.pt/en                       António Aires Messias...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aires Messias - EDP Inovação

1,691 views

Published on

O enfoque deste Workshop está na demonstração das oportunidades de intervenção que resultam da actual conjuntura no âmbito da CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA E DA QUALIDADE DO AR EM EDIFÍCIOS, dando relevo à Descentralização da Produção de Recursos Renováveis à Escala do Edificado e debatendo a integração dos novos conceitos “utilizador-produtor”, “redes inteligentes e bi-direccionais” e “armazenamento descentralizado de recursos” à escala urbana.

O Workshop é dirigido a todos os decisores que influenciam a qualidade de construção do meio edificado.

A inscrição para o Workshop é gratuita sendo pre-inscrição individual e obrigatoria.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,691
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
82
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aires Messias - EDP Inovação

  1. 1. Inovgrid. Redes Inteligentes de Distribuição01/2011 LISBOA: ENERGIAS RENOVÁVEIS Lisboa, 20 Janeiro 2011
  2. 2. EDP: Mais de 50% dos resultados operacionais gerados por actividades fora dePortugal, estando actualmente presente em 13 países… #13 Países #28 Nacionalidades Eólico Subsidiária cotada: EDP Renováveis (EDP detém 77.5%) Entrada em Bolsa em Jun-08 Capacidade Instalada: 6,2GW # 3 operador eólico mundial (presente em 11 países) Brasil Subsidiária cotada : EDP Brasil (EDP detém 65%) Portugal Espanha Presente desde 1996 Privatizada em 1997 (OPV) Presente desde 2001 Capacidade Instalada Hídrica: 1,7 GW Capacidade Instalada: 9,9 GW Capacidade Instalada: 3,5 GW 2 concessões de distribuição de electricidade (ex-eólico) (ex-eólico) (dos quais 4,7GW são hídricos) # 2 na distribuição de GásNota: Dados actualizados aos 9M10 1
  3. 3. A Europa estabeleceu objectivos ambientais ambiciosos que devem seratingidos com a electrificação da procura e descarbonização da economia Metas de emissões na EU Redução de emissões como função do share de GtCO2e electricidade na procura de energia 5,6 -20% -80 a Factor -8% -95% % redução emissões emissões CO2 Zero Hoje Descarbonização • Renováveis • Nuclear Aumento da • CCS (Captura de electrificação Carbono e • Transportes (VE) Armazenamento) • Climatização 1990 2008-2012 2020e 2050e • Eficiência energética Acordos Protocolo Pacote Cimeira G8internacionais Kyoto Energia e em Itália Clima % electricidade na procura final de energia 2
  4. 4. Actualmente, para além dos desafíos tradicionais de Qualidade de Serviço aCustos Controlados, os Operadores de Redes enfrentam o desafio demodernização da Rede e promoção da participação activa dos consumidores Desafios tradicionais Melhoria da Qualidade de Serviço Pressão sobre o investimento e custos operacionais Novos desafios Modernização da Rede de Distribuição Participação activa dos consumidores* consumidores* Promoção da eficiência energética* Anexo 1 da Directiva 2009/72/EC de 13/Jul refere Obrigatoriedade de 80% de“inteligente metering systems” até 2020 para promover participação activa do consumidor 3
  5. 5. O objectivo é alargar a “inteligência” e modernizar a Rede de BT Rede de Distribuição Rede AT Rede MT Rede BTProdução Transporte Subestação Consumidor subestação Posto Transformação EB WAN LAN HAN Sistemas Distribution Transformer Energy Box (EB) Centrais(comerciais e Controller (DTC) • Metering técnicos) • Controlo e • Operações remotas • Gestão e Operação Monitorização Metering • Flexibilidade terifária • Gestão de dados • Concentrador • Interface HAN • Integração com • Microgeração e gestão • Inform. Qualidade sistemas legacy de cargas (futuro) de Serviço • ... • ... • ... 4
  6. 6. A implementação das redes inteligentes beneficiará os consumidores atravésde uma melhoria na eficiência e qualidade de serviço … • Gestão remota de equipamentos da rede Maior Eficiência Operacional • Redução dos custos de manutenção da rede Melhor Qualidade de • Capacidade para detectar situações anómalas Serviço • Atendimento mais rápido e personalizado • Melhor controlo sobre os fluxos de energia na rede, Maior Eficiência Energética minimizando perdas • Capacidade de aumentar a penetração de Mais renováveis e renováveis veículo eléctrico • Suporte a soluções para a mobilidade eléctrica 5
  7. 7. …criando condições para que o mercado possa ofereçer melhor qualidadede serviço comercial ao consumidor final Hoje Futuro Facturação • Com base em leituras • Com base no consumo real. periódicas e estimativa. Acesso à • Com base na última leitura, • Acesso ao perfil de consumo informação através da internet. através da Internet, displays, PDA. • Alterações contratuais • Alterações contratuais realizadas Serviços realizadas no local. remotamente. • Tarifa simples, bi-horária e tri- • Tarifários mais flexíveis. Tarifários horária. • A tecnologia actual limita a • Informação e avisos por Serviços oferta de serviços de valor diferentes canais incluindo redes de Valor acrescentado. sociais (Facebook, Twitter,etc.). Acrescentado • Kits de gestão energética. 6
  8. 8. A plataforma InovGrid é aberta aos comercializadores e empresas deserviços para a disponibilização de tarifários e outros serviços Empresas de serviços Comercializadores energéticos Novos tarifários Serviços e serviços de valor Serviços de rede acrescentado melhorados Rede de Distribuição de Energia Eléctrica 7
  9. 9. 5 No âmbito da InovCity serão testados vários produtos e serviços com diferentes graus de complexidade e necessidade de envolvimento do cliente Feedback indirecto Feedback Directo (fornecido após o consumo) (fornecido em tempo real) Software gestão Aviso 1 Aviso 2 Tarifários Displays consumos • Envio de avisos • Envio de • Tri-horária simulada- possibilidade obter • Software de Dependendo /mensagens avisos já uma simulação da tarifa tri-horária. gestão de do segmento: personalizadas incluídos no consumos no • Monitor de com Aviso 1 e de • Escalões de consumo - Definir escalões PC do cliente consumos informação diagrama de de consumo com preço crescente da • O software mais sobre nível de cargas energia por forma a incentivar os trata simplificado – consumo e horário, clientes a evitar os escalões mais informação de Wattson, potência juntamente elevados. consumo, de Onzo. tomada e com forma a • Monitor de comparação relatório • Objectivo de kWh - Definir 1 pacote de fornecer um consumos com o resumo com kWh (por potência contratada) por relatório com avançado histórico do informação forma a incentivar os clientes a não informação útil com maior cliente. mais ultrapassar o consumo indicado. e de fácil leitura poder de relevante e interpretação. interacção e para o análise(Philips cliente. , C-Side). • Disponibilidade de informação • Custo/complexidade de implementação 8
  10. 10. Tem sido recolhidos diversos estudos e benchmarks internacionais que5 apontam para potencial redução de consumo acima dos 6% • Estudos de longa duração (> 6 meses) Comparativo de estudos Internacionais - tendem a apresentar resultados mais valores de redução médios obtidos conservadores; 12,9% • Há um número significativo de estudos que foram realizados na era do choque petrolífero. Estes estudos apresentam 8,6% 9% % redução resultados superiores, devido aos elevados preços de energia atingidos; 6% • Nos estudos de maior duração (> 6 Small meses) e maior dimensão ( >100) Size obtiveram-se poupanças na ordem dos 6%; • Para os estudos observados, verifica-se Energy Crisis Climate Change uma tendência de redução superior Era quando são disponibilizados serviços avançados de feedback e interacção. Fonte: Neenan, B. (2009). Residential Electricity Use Feedback: A Research Synthesis and Economic Framework. EPRI, Palo Alto, CA. A Description of Current Regulatory Practices for the Promotion of Energy Efficiency. ICER, 2010. Ehrhardt-Martinez, Karen and Donnelly, Kat A. and Laitner, John A. (2010). Advanced Metering Initiatives and Residential Feedback Programs: A Meta-Review for Househlod Electricity-Saving Opportunities. ACEEE, Washington Understanding Consumer Preferences in Energy Efficiency. Accenture, 2010Embora EDP D tenha óptica mais conservadora, estudos internacionais apontam para perspectivas de redução de consumo entre 6% e 9% 9
  11. 11. Nos clientes BTE em Évora (c. 340) está igualmente a ser avaliado5 impacto de disponibilizar mais informação • Envio de relatório de consumos • Acesso online 20101102-.pptx Direcção de Planeamento e Controlo de Gestão 10
  12. 12. 6 Têm sido implementadas várias iniciativas junto dos stakeholders com vista a assegurar uma boa aceitação do projecto no terreno Fornecedores, Escolas, Autarquia, Universidades e outras Instituições: Dinamização do dia do profissional Instalar EB+LCD com visualização de energia em Évora de consumos no átrio da • Garantir a adesão dos principais fornecedores da Universidade EDP e de profissionais de energia (gestores de • Instalámos rEB e LCD com visualização de energia, instaladores de microgeração, etc.) consumos em tempo real Organizar conferência sobre redes Instalar EB+LCD com visualização inteligentes em Évora de consumos em tempo real no • Pretende-se promover Évora através de uma átrio da Câmara Municipal e conferência internacional sobre cidades Tribunal inteligentes. • Instalámos EB e LCD com visualização de consumos em tempo real Participar em Assembleias • Projecto “O Ambiente é de Municipais e Assembleias de Junta de Freguesia Todos” + informação InovCity. • Nesse sentido, pretendemos disponibilizarmo- nos para apresentar o projecto junto na • Componente adicional sobre InovCity Assembleia Municipal e de JF. • Várias entidades públicas, do Governo, CEMIG, EU e do sector em geral têm visitado o projecto em Évora 11
  13. 13. Durante o piloto, estão a ser testados no terreno as alavancas de valor7 críticas para o sucesso do projecto NÃO EXAUSTIVO Alavancas de KPIs Objectivo valor Eficiência no Medição do impacto do projecto junto dos consumidores no • Redução do consumo consumo que respeita à eficiência do consumo, apetência para serviços • Transferência consumo de valor acrescentado e sensibilidade a variações de tarifários. Eficiência energética Medição da variação das perdas técnicas, incluindo o impacto • Redução de perdas técnicas Perdas técnicas da redução do consumo, transferência de consumo, aumento da penetração de microprodução, balanceamento de fases ou compensação da energia reactiva. Perdas comerciais • Redução de perdas comerciais Medição da variação das perdas comerciais, incluindo a • Total de Energia recuperada detecção no momento da instalação de possíveis fraude, assim como a análise de padrões de consumo e alarmes da EB. • Taxa de detecção de fraude Eficiência Medição da redução de custos de operações técnicas, Redução de custos de O&MEficiência de nomeadamente custos de operação e manutenção dos postos • operações técnicas operações de transformação BT. • Redução de custos leitura e Eficiência Medição da redução de custos de operações comerciais, custos de operações locais operações incluindo custos de leitura e operações locais. • Redução do tempo das comerciais operações • Redução do TIE MT, SAIDI e Medição da qualidade do fornecimento de energia, incluindo a Qualidade de redução do tempo de interrupção equivalente (TIE) e a SAIFI BT Qualidade serviço técnica melhoria na qualidade da onda. • Qualidade fornecimento de serviço Medição do nível de satisfação dos consumidores, Qualidade de nomeadamente a variação na quantidade de reclamações. • Satisfação global com EDP serviço comercial Medição do impacto do projecto na penetração de • Aumento integração de Renováveis e microprodução e da integração do veículo eléctrico ou outras tecnologias emergentes (como sistemas de armazenamento de Renováveis e do VEs,Temas futuros tecnologia energia, captura de CO2, etc emergente 12
  14. 14. 9 A EDP Distribuição está inserida e acompanha os principais fóruns internacionais para definição de standards e harmonização de funcionalidades Iniciativa/organização DescriçãoEURELECTRIC Associação do Sector que representa os interesses da industria eléctrica a nível pan-europeuUnion of the Elecric Industry (competitividade, representação e regulação) 1. Standardização de serviços e funcionalidades de smart gridsEU Commission Task Force for 2. Recomendação regulatória para protecção, segurança e tratamento de dadosSmart Grids 3. Papéis e responsabilidades dos actores envolvidos na implementação de redes inteligentesEDSO SG, EEGI (European Electricity Grid Initiative), em cooperação com ERGEG e Comissão EuropeiaEuropean Distribution System • Metodologia de trabalho (2010-2018) e plano de implementação (2010-2012)Operators Association for Smart GridsSmart Metering Mandate (M/441) Mandato da Comissão Europeia a fim de definir standards de serviços associados a smart grids e na automação da rede HAN (CENELEC EN 50090)PRIME Projecto de Especificação de tecnologia de comunicações para rede de distribuiçãoPower Line Intelligent Metering • Desenvolvimento de uma nova solução de telecomunicações (PLC) aberta, publica e nãoEvolution proprietária. Aplicabilidade no suporte de comunicações ao “smart metering” e “smart grids” Especificação de standards para equipamentos de telecontagem inteligente multi-utility, integrandoOPEN METER todos os aspectos regulatórios funcionais, incluindo telecomunicações e formatação de dados Interligação com restantes iniciativas das instituições europeias de normalização, mandatadas pela Comissão Europeia no âmbito das “smart grids” (CEN, CENELEC e ETSI)OPEN NODEOpen Architecture for Secondary Projecto de Especificação de controlador para o posto de transformaçãoNodes of the Electricity SmartGridERGEG, Associação Europeia de ReguladoresEuropean Regulators Group for • EDP Distribuição acompanha as publicações, consultas públicas e principais iniciativas e eventosElectricity and Gas • Directrizes sobre aspectos regulatórios 13
  15. 15. Conclusões1. Projecto de modernização da rede de distribuição, nomeadamente a rede BT, para • continuar a melhorar a Qualidade de Serviço técnica e comercial, • contribuir para a participação activa dos consumidores e a eficiência energética disponibilizando mais informação e potenciando produtos e serviços no mercado, • corresponder aos desafios de integrar mais renováveis, produção distribuída e o veiculo eléctrico.2. A solução está alinhada com os standards e principais tendências europeias, a nível das funcionalidades. Tem sido envolvidos vários fornecedores com vista a assegurar diversificação de risco de fornecimento bem como competitividade do processo.3. O piloto está a correr bem, com a população local a reagir positivamente à instalação das EBs e com as expectativas razoavelmente alinhadas com o potencial da solução, nomeadamente o maior conforto por reduzir as deslocações dos leitores e técnicos EDP requerendo a presença do cliente em casa, melhorar o processo de facturação e o controlo do consumo de energia. 14
  16. 16. Contactos Obrigado www.inovcity.pt/en António Aires Messias maigeral.inovgrid@edp.pt20090925-InovGrid Project 15

×