16 Vitor Francisco Ctcv 03 12 09

813 views

Published on

O enfoque deste Workshop está na demonstração das oportunidades de intervenção que resultam da actual conjuntura no âmbito do PLANO NACIONAL DE ACÇÃO PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA, dando relevo às medidas que se adaptam è reabilitação do meio edificado. O Workshop é dirigido a todos os decisores que influenciam a qualidade de construção do meio edificado.

Published in: Real Estate, Business, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
813
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

16 Vitor Francisco Ctcv 03 12 09

  1. 1. Coberturas e Revestimentos Cerâmicos Multifuncionais em Edifícios - Produção de Energia Eléctrica e Eficiência Energética Projecto Solar Tiles Workshop Plano Nacional de Acção para a Eficiência Energética Operacionalidade, Incentivos e Oportunidades Ordem dos Engenheiros - Lisboa 3 de Dezembro de 2009 Victor Francisco [victor.francisco@ctcv.pt] CTCV – Unidade de Gestão e Promoção da Inovação centro tecnológico da cerâmica e do vidro | coimbra | portugal
  2. 2. Solar Tiles - Motivação • Motivação inicial – aumento crescente da factura energética para famílias e empresas © Stock.XCHNG FREE stock photo site – necessidade de aumentar a eficiência energética da habitação e dos edifícios – potencial de aproveitamento de energias renováveis em Portugal (em particular energia solar pelo n.º de horas/ano de insolação) – potencial de desenvolvimento de produtos cerâmicos solares, multifuncionais e de valor acrescentado – necessidade de desenvolver produtos e conceitos que promovam uma integração arquitectónica 2
  3. 3. Solar Tiles – trabalho prévio • Benchmarking inicial - produtos e tecnologias – o desenvolvimento de produtos solares, térmicos e fotovoltaicos, adequados à integração arquitectónica, mantém-se como uma preocupação actual – para a indústria cerâmica nacional: • oportunidade de diferenciação pela capacidade de oferta de variantes de produto incorporando tecnologias solares • necessidade de combater a tendência de utilização decrescente de determinados produtos cerâmicos (ex.: telha portuguesa) em novos edifícios – inexistência de soluções que integrem estas tecnologias em revestimentos cerâmicos solares para fachadas imagens: IEA‐PVPS‐Task 7 – utilização crescente de produtos cerâmicos em fachadas ventiladas onde outros materiais (ex: vidro) já integram filmes fotovoltaicos 3
  4. 4. Solar Tiles – trabalho prévio • Pela sua especificidade, o projecto de desenvolvimento de cerâmica fotovoltaica possui carácter inovador a nível internacional • Potencial de desenvolvimento em dois tipos de produtos © Fundación CARTIF cerâmicos: coberturas e revestimentos, podendo ser integrados no mesmo projecto de I&DT • Os protótipos a desenvolver são parte de uma solução construtiva que promove a integração arquitectónica do ponto de vista estético e funcional • O projecto permite acrescentar valor ao produto cerâmico, tornando-o multifuncional através da incorporação de tecnologia solar 4
  5. 5. Solar Tiles - enquadramento • O projecto enquadra-se dentro dos objectivos Produção nacionais para a promoção de energias renováveis de energia e eficiência energética. Promove a © Stock.XCHNG FREE stock photo site eléctrica microgeração Manchester College of Arts Building © Stock.XCHNG FREE stock photo site ©Solar Century • Não pretende substituir produtos cerâmicos © Solar Century por produtos solares – o desenvolvimento é efectuado sobre substratos cerâmicos © Stock.XCHNG FREE stock photo site Consu • Reforça a competitividade da indústria mo cerâmica - colocação de valor acrescentado nos próprio produtos. Oportunidade para os subsectores dos revestimentos e coberturas • Contribui para o aumento das capacidades de I&DT das empresas. Permite reforçar os laços de cooperação entre empresas e entidades do SCT. Cria sinergias entre sectores da indústria clássica e fotovoltaica 5
  6. 6. Solar Tiles – Estado da arte • Coberturas – inexistência de produtos cerâmicos fotovoltaicos integrados – tecnologia solar fotovoltaica utilizada (materiais cristalinos) passível de melhoria • Revestimentos – inexistência de produtos cerâmicos fotovoltaicos integrados – mercado baseado em produtos vidro‐vidro – utilização predominante de materiais cristalinos 6
  7. 7. Solar Tiles – Ficha resumo • Acrónimo: Solar Tiles • Título: Desenvolvimento de Sistemas Solares Fotovoltaicos em Coberturas e Revestimentos Cerâmicos • Projecto de I&DT de empresas em Co-Promoção, integrado nos Sistemas de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) • Projecto de 1.6M€ em execução até Mar. 2011 • N.º total de parceiros/co-promotores: 9 - 4 empresas, 4 Entidades do Sistema Científico e Tecnológico, incluindo 2 Universidades, 1 Centro Tecnológico e 1 Laboratório de Estado, e 1 Agência do Ministério da Economia • Um exemplo de inovação e cooperação entre empresas e Entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional 7
  8. 8. Solar Tiles – O Projecto • Objectivos – desenvolvimento, à escala laboratorial, de protótipos funcionais de produtos cerâmicos fotovoltaicos integrados que incorporem, de raiz e por deposição, filmes finos fotovoltaicos – desenvolvimento de protótipos caracterizados por uma elevada qualidade estética e desempenho técnico – utilização de filmes finos do tipo silício nanocristalino ou polimorfo, introduzindo inovação ao nível da tecnologia © Stock.XCHNG FREE stock photo site solar fotovoltaica • Problema de investigação – prova de conceito de deposição de filmes finos fotovoltaicos em materiais cerâmicos • Resultados – Protótipos funcionais (escala laboratorial) de produtos de cerâmica fotovoltaica – Segue-se o scale-up / industrialização da tecnologia 8
  9. 9. Esquema de célula solar de filmes finos de Silício Camada 4 Camada 3 Camada 2 Camada 1 Substrato Cerâmico 9
  10. 10. Solar Tiles – Alinhamento com Políticas públicas • Alinhamento com políticas e estratégias nacionais e regionais: – PNAEE - Plano Nacional de Acção para a Eficiência – Programa "Renováveis na Hora" – Iniciativa 20-20-20 – Cluster Habitat Sustentável – promoção da sustentabilidade na construção – Estratégia de Eficiência Colectiva (Região Centro) • Reforço da competitividade das empresas portuguesas – desenvolvimento de novos produtos cerâmicos multifuncionais de maior valor acrescentado para coberturas e fachadas 10
  11. 11. Solar Tiles – o consórcio 11
  12. 12. Solar Tiles - competências • especificação, caracterização, produção e ensaio de substratos cerâmicos • especificação, caracterização, produção e ensaio de filmes finos nanocristalinos/polimorfos • especificação, caracterização e avaliação de características funcionais, arquitectónicas e de mercado 12
  13. 13. Solar Tiles - competências • ensaio protótipos • divulgação e disseminação do projecto 13
  14. 14. Solar Tiles nos Media 14
  15. 15. Solar Tiles - Divulgação • Informação disponível brevemente em www.solar-tiles.eu 15
  16. 16. Coberturas e Revestimentos Cerâmicos Multifuncionais em Edifícios - Produção de Energia Eléctrica e Eficiência Energética Projecto Solar Tiles Workshop Plano Nacional de Acção para a Eficiência Energética Operacionalidade, Incentivos e Oportunidades Ordem dos Engenheiros - Lisboa 3 de Dezembro de 2009 Victor Francisco [victor.francisco@ctcv.pt] CTCV – Unidade de Gestão e Promoção da Inovação 16

×