Successfully reported this slideshow.
Vasectomia
Conrado Alvarenga
Divisão de Clínica Urológica
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade d...
VasectomiaVasectomia
Procedimento urológico mais realizado nos EUA
Estima-se que 500 mil / ano
1885 - Felix Guyon
• Inicia...
Vasectomia noVasectomia no
MundoMundo
Butão: país com maior numero de casais cujo
metodo de eleição vasectomia
40%
Nova Ze...
Vasectomia noVasectomia no
MundoMundo
Esterilização Voluntária = principal método ACO
142 milhões /ano Laqueadura (LT) x 42 milhões Vasectomia
Vasectomia < RISC...
Vasectomia x Laqueadura
Vasectomia x Laqueadura
VASECTOMIAS 2001-2009 Brasil
2001 7.798
2002 12.960
2003 19.103
2004 26.466
2005 25.647
2006 34.111
2007 37.245
2008 35.01...
LEGISLAÇAO SOBRE VASECTOMIA
LEI Nº 9.263, DE 12 DE JANEIRO DE 1996
Fernando Henrique Cardoso
§ 4º A esterilização cirúrgic...
Critérios de Eligibilidade (SBU)
Lei 9.263, publicado no Diário Oficial da União em agosto de 1997
sobre a regulamentação ...
Guidelines
ROYAL COLLEGE OF SURGEONS OF
ENGLAND
Guideline - Esterilização Voluntária de 2004
VASECTOMIA
Método No Scapel – com oclusã...
Recomendações (AUA)
Técnica No Scapel – menor morbidade e menor %
complicações – Modificada por Li et al 1974
Uso fonte té...
Cochrane database review 2007
2 randomized controlled trials
scalpel and no-scalpel incisions for vasectomy
Although no di...
Pré Operatório
• Termo de consentimento Assinado com 2 testemunhas
Site SBU (inclusive para não sócios)
• 200 mg de Celebr...
Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith
Ramasamy and Peter N. Schlegel
AUA / ASRM Practice Guidelines
Técnica Convencional
AUA / ASRM Practice Guidelines
Introdução
AUA / ASRM Practice Guidelines
Introdução
AUA / ASRM Practice Guidelines
Introdução
Preservação
Arterial e
2,7 cm do
epididimo
Introdução
Ressecão 0,5 a 0,8 cm
de deferente
Oclusão Térmica da
Luz – 15 W –
coagulação
Oclusão Térmica da luz
Interposição Fascial
AUA / ASRM Practice Guidelines
Introdução
Sem via de
drenagem
para
hematoma e
infecção
AUA / ASRM Practice Guidelines
No Scapel
AUA / ASRM Practice Guidelines
Introdução
Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith
Ramasamy and Peter N. Schlegel
Introdução
Punção
Abertura de
0,5 cm no
máximo
The British Andrology Society guidelines
•Avaliação Inicial = 12 sem pós Vasectomia ou 24 ejaculados !!!!
• Zero espermato...
• Espermatozóides móveis na primeira coleta no exame a
fresco sem centrifugação é fator de risco isolado para falha
e aume...
Falha do Procedimento
Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith
Ramasamy and Peter N. Schlegel
Aceitável 1/2000 (0,5%)
x
HC 1,6 - 5,1 %
Complicações e Mitos
Complicações
Precoces
1. Hematoma
• 4.6% 1–10 / ano x 1.6% 11–50/ ano ( experiência)
• Alguns – incisão aberta – sem sutur...
DELAYED PRESENTATION FOLLOWING VASECTOMY
• Vasocutaneous and vaso-urinary fistula
10 casos de fistula vaso-cutanea – prova...
Dor crônica
Resulta da congestão epididimária
Incidência 30% - melhora em 3 semanas
Só afeta qualidade de vida em 2-5%
Mai...
GranulomaaGranulomaa
• Saída do espermatozoide no coto deferencial
• 15 – 40% vasectomizados - reversão
• 2 -3 % doloroso ...
Irrigação do VasoIrrigação do Vaso
• 3 estudos – Irrigação com solução fisiológica – sem diferença
• Irrigação com SF x eu...
• Anticorpo antiespermatozóide (60 – 88%)
• Doenças imunológicas – (LES / artrite reumatóide) - aterosclerose
• Não associ...
Critérios de Não Eligibilidade (SBU)
•Doença sexualmente transmissível
•Hérnia Associada – recomenda-se tratamento da hérn...
Vasectomia em HIV +
Homens que estejam infectados com o HIV,
tenham AIDS ou estejam em terapia anti-
retroviral (ARV) pode...
Vasectomy often is ignored, despite its being one of the
safest, simplest, most highly effective, and least-expensive
cont...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para curso de graduação da USP - medicina

1,749 views

Published on

Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para curso de graduação da USP - medicina

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para curso de graduação da USP - medicina

  1. 1. Vasectomia Conrado Alvarenga Divisão de Clínica Urológica Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo 2011
  2. 2. VasectomiaVasectomia Procedimento urológico mais realizado nos EUA Estima-se que 500 mil / ano 1885 - Felix Guyon • Inicialmente como procedimento para tratamento de hiperplasia prostatica • Tratamento de dor testicular crônica • Tratamento para rejuvenescimento
  3. 3. Vasectomia noVasectomia no MundoMundo Butão: país com maior numero de casais cujo metodo de eleição vasectomia 40% Nova Zelândia 25% Canada / EUA 20% Regiões na India: 0,5 % dos casais Programas Governamentais de Estimulo
  4. 4. Vasectomia noVasectomia no MundoMundo
  5. 5. Esterilização Voluntária = principal método ACO 142 milhões /ano Laqueadura (LT) x 42 milhões Vasectomia Vasectomia < RISCOS – 20 x Vasectomia < Falha – 30 x Vasectomia < ACEITA que LT Vasectomia x Laqueadura
  6. 6. Vasectomia x Laqueadura
  7. 7. Vasectomia x Laqueadura
  8. 8. VASECTOMIAS 2001-2009 Brasil 2001 7.798 2002 12.960 2003 19.103 2004 26.466 2005 25.647 2006 34.111 2007 37.245 2008 35.015 2009 34.144 ESTABILIDADE PortaldaSaúde
  9. 9. LEGISLAÇAO SOBRE VASECTOMIA LEI Nº 9.263, DE 12 DE JANEIRO DE 1996 Fernando Henrique Cardoso § 4º A esterilização cirúrgica como método contraceptivo somente será executada através da laqueadura tubária, vasectomia ou de outro método cientificamente aceito, sendo vedada através da histerectomia e ooforectomia. Art. 11. Toda esterilização cirúrgica será objeto de notificação compulsória à direção do Sistema Único de Saúde. § 3º Não será considerada a manifestação de vontade, na forma do: § 1º, expressa durante ocorrência de alterações na capacidade de discernimento por influência de álcool, drogas, estados emocionais alterados ou incapacidade mental temporária ou permanente.
  10. 10. Critérios de Eligibilidade (SBU) Lei 9.263, publicado no Diário Oficial da União em agosto de 1997 sobre a regulamentação do planejamento familiar Homens acima de 25 anos ou, pelo menos, com dois filhos vivos ou nos casos onde a gravidez do cônjuge pode gerar risco de vida !!!!!
  11. 11. Guidelines
  12. 12. ROYAL COLLEGE OF SURGEONS OF ENGLAND Guideline - Esterilização Voluntária de 2004 VASECTOMIA Método No Scapel – com oclusão térmica da luz e interposição dos cotos Anestesia local e sem ATB profilático ( Imunossuprimidos e Próteses) menor complicações e maior sucesso quando comparado com método com incisão
  13. 13. Recomendações (AUA) Técnica No Scapel – menor morbidade e menor % complicações – Modificada por Li et al 1974 Uso fonte térmica nos cotos Interposição Fascial Evitar uso de Clipes Ressecar segmento de 0,5 a 0,8 cm de Deferente Li SQ, Goldstein M, Zhu J, Huber D. The no-scalpel vasectomy. J Urol. 1991;145:341–4. [PubMed]
  14. 14. Cochrane database review 2007 2 randomized controlled trials scalpel and no-scalpel incisions for vasectomy Although no difference in effectiveness was found between the 2 techniques, the authors noted that the no-scalpel approach resulted in less bleeding, hematoma, infection, and pain, as well as shorter operative times 6. Cook LA, Pun A, van Vliet H, Gallo MF, Lopez LM. Scalpel versus no-scalpel incision for vasectomy. Cochrane Database Syst Rev. 2007
  15. 15. Pré Operatório • Termo de consentimento Assinado com 2 testemunhas Site SBU (inclusive para não sócios) • 200 mg de Celebra na noite anterior Dor tem caráter pré-emptivo • Antibiótico profilático apenas para imunossuprimidos ou próteses Vasectomy and vasectomy reversal: An update Ranjith Ramasamy and Peter N. Schlegel
  16. 16. Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith Ramasamy and Peter N. Schlegel
  17. 17. AUA / ASRM Practice Guidelines Técnica Convencional
  18. 18. AUA / ASRM Practice Guidelines Introdução
  19. 19. AUA / ASRM Practice Guidelines Introdução
  20. 20. AUA / ASRM Practice Guidelines Introdução Preservação Arterial e 2,7 cm do epididimo
  21. 21. Introdução Ressecão 0,5 a 0,8 cm de deferente
  22. 22. Oclusão Térmica da Luz – 15 W – coagulação
  23. 23. Oclusão Térmica da luz
  24. 24. Interposição Fascial
  25. 25. AUA / ASRM Practice Guidelines Introdução Sem via de drenagem para hematoma e infecção
  26. 26. AUA / ASRM Practice Guidelines No Scapel
  27. 27. AUA / ASRM Practice Guidelines Introdução
  28. 28. Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith Ramasamy and Peter N. Schlegel
  29. 29. Introdução Punção Abertura de 0,5 cm no máximo
  30. 30. The British Andrology Society guidelines •Avaliação Inicial = 12 sem pós Vasectomia ou 24 ejaculados !!!! • Zero espermatozóides no exame fresco: Cd é centrigufar ( móveis x não móveis ) • Liberar após 2 amostras com zero no fresco ou apenas imóveis no Pellet • Alguns grupos não liberam com imóveis no Pellet – recomendam novo ESPG 8 semanas após E após a Vasectomia ???? Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith Ramasamy and Peter N. Schlegel
  31. 31. • Espermatozóides móveis na primeira coleta no exame a fresco sem centrifugação é fator de risco isolado para falha e aumenta as chances de re-vasectomia Falha do Procedimento Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith Ramasamy and Peter N. Schlegel Tempo Quantidade 12 semanas 10 milhões/ ml 14 semanas 5 milhões / ml – móveis 26 semanas 100 mil / ml - móvel 3 meses Qualquer móvel
  32. 32. Falha do Procedimento Vasectomy and vasectomy reversal: An updateRanjith Ramasamy and Peter N. Schlegel
  33. 33. Aceitável 1/2000 (0,5%) x HC 1,6 - 5,1 %
  34. 34. Complicações e Mitos
  35. 35. Complicações Precoces 1. Hematoma • 4.6% 1–10 / ano x 1.6% 11–50/ ano ( experiência) • Alguns – incisão aberta – sem sutura (ponto) - < risco • No scapel - < dissecção < hematoma - < risco 2. Infeccão • Incidência: 12–38% - média 3.4%. • Fatores de risco: hematoma/ bacteriúria assintomática • 4 casos descritos de Fournier’s gangrene • 7 casos - endocardite pós vasectomia – próteses
  36. 36. DELAYED PRESENTATION FOLLOWING VASECTOMY • Vasocutaneous and vaso-urinary fistula 10 casos de fistula vaso-cutanea – provavel granuloma proximo da pele. Vasocutaneous urinary fistula generally occurs in the presence of an underlying void- ing dysfunction, such as neurogenic bladder or bladder out- flow obstruction, leading to high pressure voiding and reflux of urine into the vas. • Vasovenous fistula Paciente e meses pós vasectomia com hematúria e hemospermia – tratado cirurgicamente com excisao • Arteriovenous fistula Paciente 10 anos pós vasectomia com massa escrotal – diagnóstico de fistula entre arteria deferencial e plexo pampiniforme
  37. 37. Dor crônica Resulta da congestão epididimária Incidência 30% - melhora em 3 semanas Só afeta qualidade de vida em 2-5% Mais comum quando ligado deferente - RR – 3.0 (IC 1.2 – 7.5) Tratamento Ressecção do granuloma, epididimectomia ou reversão
  38. 38. GranulomaaGranulomaa • Saída do espermatozoide no coto deferencial • 15 – 40% vasectomizados - reversão • 2 -3 % doloroso – 2 – 3 semanas • prognóstico da reversão vasectomia
  39. 39. Irrigação do VasoIrrigação do Vaso • 3 estudos – Irrigação com solução fisiológica – sem diferença • Irrigação com SF x euflavina
  40. 40. • Anticorpo antiespermatozóide (60 – 88%) • Doenças imunológicas – (LES / artrite reumatóide) - aterosclerose • Não associado - (10590 / 23988) – 12 anos seguimento • Reversão vasectomia ???? Efeitos Imunológicos < 3 3 - 8 9 - 14 15 (%) 0 20 40 60 100 80 Pacientes c/espermatozóide no sêmen Intervalo de obstrução (anos) 86 89 56 74 525 600 253 478 205 261 92 209 32 45 11 37 97% 76% 88% 53% 79% 44% 71% 30% 32.8% Goldacre et al., Humanit Rep, 2007 Lee et al. , J Urol, 2009
  41. 41. Critérios de Não Eligibilidade (SBU) •Doença sexualmente transmissível •Hérnia Associada – recomenda-se tratamento da hérnia no mesmo ato !!! •Hidrocele / Varicocele – mesma recomedação !!! •Criptorquidia – Vasectomia apenas no lado normal – ESPG após 3 meses
  42. 42. Vasectomia em HIV + Homens que estejam infectados com o HIV, tenham AIDS ou estejam em terapia anti- retroviral (ARV) podem fazer uma vasectomia com segurança São necessárias medidas especiais para realizar a vasectomia num homem com AIDS apoio do infectologista (CD4 etc)
  43. 43. Vasectomy often is ignored, despite its being one of the safest, simplest, most highly effective, and least-expensive contraceptive methods. Vasectomy remains the family planning method that is least known, understood, or used, a fact confirmed in Demographic and Health Survey studies conducted in 21 countries over the past 5 years. Pile et al., Urol Clin N Am, 2009

×