Conflitos Mundiais

15,835 views

Published on

Ana Claudia, Ananda Portela, Bruno Montini, Clara Ibri, Gabriela Venturelli, Renata Fabri.

Published in: Education
1 Comment
32 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
15,835
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
32
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Conflitos Mundiais

  1. 1. 2º ano BGeografia Ana Claudia nº 01 Clara Ibri nº 07 Ananda Portela nº 02 Gabriela Venturelli nº 10 Bruno Montini nº 03 Renata Fabri nº 21
  2. 2. Clique no mapa do continente desejado e descubra os conflitos sobre ele. ÁSIAAMÉRICA EUROPA ÁFRICA
  3. 3. No dia 7 de julho de 2005 ocorreu um atentado terrorista ao sistema detransporte público de Londres. Em menos de uma hora quatro bombas explodiram e atingiram três metrôs e um ônibus em plena hora do rush. Esse atentado deixou mais de 700 pessoas feridas e 50 mortas. Esses ataques tinham como função impedir a reunião do G8, o grupo dos sete países mais ricos do mundo e a Rússia. O atentado foi de autoria do grupo terrorista Al-Qaeda que, segundo eles, estavam se vingando devido ao envolvimento da Inglaterra nas invasões do Iraque e Afeganistão.
  4. 4. A guerra da Geórgia se resume ao fato de que a Ossétia do Sul queriaficar independente da Geórgia e se unir à Ossétia do Norte, que se localiza na Rússia. E a Abkházia queria sua independência da Geórgia. Tudo começou em 1989 quando a Ossétia do Sul declarou sua autonomia em relação à República Socialista Soviética Georgiana. Em 2008 a Ossétia do Sul e a Ossétia do Norte queriam se unificar pelo fato dos ossétas terem sua própria etnia, cultura e língua. A Geórgia não queria perder o território e nem mesmo a posse sobre a Ossétia do Sul, nem sobre a Abkházia, então invadiram ambos territórios e até hoje estão lá.
  5. 5. 94-96 / 99-2010 A primeira Guerra da Chechênia ocorreu no período de 1994 e 1996, seu povo, querendo aindependência política, lutou pelo seu país. A Rússia, querendo continuar com a posse da Chechênia por causa de seus recursos naturais e ponto estratégico, resistiu. Mas o exército russo não contava com apossibilidade de perder para uma milícia por isso foi derrotado. Dessa forma, ao final da Guerra, a Chechênia se tornou um país mulçumano independente. Em 1999, com o objetivo de criar um estado islâmico, a Chechênia invadiu a república russa vizinha, Daguestão, pois ali também era um estado muçulmano. Para isso a são feitos ataques terroristas contra Moscou e o próprio Daguestão. Tentando controlar os ataques a Rússia invade a Chechênia e assim começa a sua segunda guerra. Apesar da guerra estar controlada, a Chechênia ainda é a responsável por muitos ataques terroristas que ocorrem naquela região.
  6. 6. A Guerra da Croácia, teve início com uma guerra entre a Croácia e o Exército Popular Iugoslavo (JNA), que se opôs àindependência croata. Mais tarde, o conflito levou a combates entre as forças armadas da recém-independente Croácia e as forças rebeldes da minoria sérvia, que proclamaram a República Sérvia de Krajina. O lado croata estava decidido a estabelecer a soberania da República da Croácia, enquanto que os sérvios queriam permanecer como parte da Iugoslávia.A guerra foi particularmente notável pela sua brutalidade em uma sociedaderelativamente desenvolvida na Europa e nos tempos modernos.
  7. 7. Dois ataques assustaram a população da Noruega no dia 22 de julho. Horas depois de uma grande explosão atingir o quartel-general no centro dacapital do país, Oslo, um atirador vestido de policial atacou um acampamento para jovens do Partido Trabalhista em na ilha de Utoya, a 40 quilômetros da capital norueguesa. A polícia afirmou que hámotivos para acreditar que há conexão entre os dois ataques. O número de mortos no acampamento subiu para85 no sábado (23) e outras 7 pessoas morreram após a explosão da bomba em Oslo. o atentado na Noruega não foi um ato isolado praticado por algum maluco ou fanático religiosoou coisa do gênero, é apenas o início da contradiçãosobre a democracia europeia, turbinado por tempos econômicos muito difíceis de grande retração e desemprego.
  8. 8. 2002 - O ataque checheno a um teatro de Moscou é o episódio mais recente de uma guerra que se prolonga há dois séculos e que, desde 1999, tem se mostrado mais destrutiva e cruel, com mais de cem mil mortes e casos de tortura e violência..O ataque em 2002 deixou 128 reféns mortos, sendo 120 russos e oito estrangeiros. Deste total, 123 reféns morreram intoxicados com o gás injetado no teatro pelasforças especiais russas para libertar cerca de 800 reféns, que eram ameaçados comarmas e explosivos pelos separatistas chechenos. As outras cinco vítimas morreram baleadas.Na ação para libertar os reféns, as forças russas também mataram os 22 homens e 19 mulheres que integravam o comando checheno.
  9. 9. 2004 - 6 de fevereiro de 2004: Um homem-bombamata ao menos 39 pessoas e fere mais de cem em um trem subterrâneo em Moscou. 22 de junho de 2004: Rebeldes tomamcontrole de um prédio do Ministério de Interior na Inguchétia, perto da Tchetchênia. Ao menos 92 pessoas morreram, incluindo o ministro regional Abukar Kostoyev. 24 de agosto de 2004: Dois aviões de passageiros russos são explodidos quase simultaneamente, matando 90 pessoas. Um Tu- 134, que voava até Volgograd, cai no sul de Moscou. Momentos depois, um Tu-154 que ia para Sochi cai perto de Rostov-on-Don.1 a 3 de setembro de 2004: 331 reféns, metade deles crianças, morrem em uma ação caótica na Escola Número 1, em Beslan, depois de sertomada por rebeldes separatistas da Tchetchênia.
  10. 10. 2010 - Duas explosões mataram 39 pessoas nas estações Lubyanka e Park Kultury do metrô, no centro de Moscou, capital da Rússia. Segundo oServiço Federal de Segurança da Rússia (da sigla FSB, antiga KGB), asexplosões foram efetuadas por duas mulheres-bomba chechenas, que faziam parte dos rebeldes do norte do Cáucaso pelos ataques.
  11. 11. Quanto aos croatas, antes aliados dos No início de 1992, os muçulmanos Bósnios contra a Sérvia, passaram a declararam a independência da Bósnia- observar com interesse a possibilidade de, no Herzegovina, na região central do país, caso de uma vitória sérvia, dividir com ela a com capital em Sarajevo. Sempre com o Bósnia-Herzegovina. apoio da Sérvia, os bósnios formarammilícias e proclamaram imediatamente aRepública Sérvia da Bósnia. Em relação àsevidências de massacres promovidos pelos sérvios, esta decretou um embargoeconômico à Sérvia e Montenegro e já em maio de 1993 se comprometeu em proteger seis cidades bósnias sitiadas,denominadas “zonas de segurança”, entre elas Sarajevo. O Acordo de Dayton pôs fim ao conflito na Suas populações muçulmanas aceitaram Bósnia-Herzegovina. Este acordo foi firmado entregar suas armas à ONU acreditando perto de Dayton, nos EUA, e foi formalmente na proteção dos “capacetes azuis”. assinado em Paris, em 1995. Este divide a Bósnia em dois estados federativos; a Federação Croato-Muçulmana e a República Sérvia.
  12. 12. No dia 11 de Março de 2004 a rede ferroviária da cidade Madrid, na Espanhasofreu um atentado, conhecido como 11-M, por um grupo islamista que tentava reproduziras ações do grupo terrorista, Al-Qaeda. Quatro trens sofreram dez explosões quasesimultâneas, mais tarde mais duas foram explodidas pela polícia e uma terceira foidesativada. Foram 191 mortos e 1858 feridos. O principal motivo de tal ataque foi o apoiodo primeiro ministro espanhol José Maria Aznar à invasão do Iraque e o envio de tropasespanholas ao apoio aos Estados Unidos No dia 11 de Março de 2007 um monumento foi inaugurado às vítimas do atentado, na Estação Atocha. No dia 31 de Outubro de 2007, um dos autores, Jamal Zougam, respondeu pelos mortos e feridos do atentado e foi condenado a mais de 30 anos de cadeia, junto a Otman el Gnaoui, os outros participantes foram condenados à penas menores.
  13. 13. Optam pela luta armada para protestar contra a ditadura franquista e defender a autonomia para a região basca. Defende a criação de um Estadoque abrangeria a Província do País Basco, parte de Navarra e a região norte da França, chamada pelo grupo de Euskadi (pátria basca) Norte. É um grupo paramilitar católico que intenciona que a Irlanda do Norte separe-se do Reino Unido e seja reanexada à República da Irlanda. Utiliza-se de métodos tidos como terroristas, principalmente ataques à bomba e emboscadas com armas de fogo. Tem como alvos tradicionais os protestantes, políticos unionistas e representantes do governo britânico
  14. 14. Com uma população predominantemente armênia, em um território dentro doAzerbaijão, a região denominada Nagorno-Karabakh é palco de mais uma disputa na região do Cáucaso.O conflito em Nagorno-Karabakh foi de 1991a 1994. Tem início o confronto pela posse do território de Nagorno-Karabakh, entreArmênia e Azerbaijão, após a declaração de independência da região, que se encontradentro do território do Azerbaijão, na parte sudoeste do país, mas possui população predominantemente de origem armênia. Como resultado, diversos refugiados vivemhoje em condições extremamente precárias em ambos os países.
  15. 15. O atentado terrorista que mudou o mundo. Foi um atentado que fez despenhar doisaviões, nos edifícios mais altos de Nova York, com cerca de 3000 mortos. Os ataques terroristas de 11 de Setembro foram uma série de ataques suicidas,coordenados pela Al-Qaeda contra alvos civis nos Estados Unidos da América. Na manhã deste dia, quatro aviões comerciais foramsequestrados, vindo dois deles a colidir contra as torres do World Trade Center em Manhattan, Nova York. Para além da destruição das torres gémeas de 110 andares cada uma, cinco edifícios do World Trade Center ficaramdestruídos ou seriamente danificados, quatro estações do metro de Nova York e a igreja cristã ortodoxa de São Nicolau.
  16. 16. Foi um massacre em Derry, Irlanda do Norte, no qual foram mortos 14 manifestantes e 26ficaram feridos, ocorrido no dia 30 de janeiro de 1972, quando o 1 Batalhão do Regimento de Paraquedistas do exército britânico dissolveu uma manifestação pacífica a favor dos direitos civis e contra o governo da Irlanda do Norte. Os manifestantes protestavam contra ação do governo irlandes de prender pessoas acusadas de atentados terroristas. Essa manifestação teve como apoio o Exército Republicano Irlandês, IRA. Após o "Domingo Sangrento", o IRA ganhou um número enorme de jovens voluntários, dando força ainda maior a esse grupo guerrilheiro. Em memória daquele dia, foi feita a canção Sunday Bloody Sunday! em 1983, pela banda irlandesa U2. Duas investigações foram realizadas pelo Governo britânico. O Widgery Tribuna,que livrou em grande parte os soldados britânicos e as autoridades da responsabilidade, mas foi criticado por muitos como um "branqueamento" do incidente.
  17. 17. Em 1991, começou a guerra civil da Serra Leoa, sob comando Foday Sankoh, pela FRU (Frente Revolucionária Unida). Milhares depessoas foram mortas e mais de 2 milhões teve de se deslocar pelos 11 anosde conflito. A guerra civil teve fim em 2002 com a mediação da ONU e a democracia foi restaurada, e os responsáveis por este conflito foram condenados. Hoje em dia vê-se o reflexo da guerra no povo, nas ruas.
  18. 18. A Guerra do Afeganistão, tambémconhecida como invasão soviética doAfeganistão, foi um conflito armado que durou nove anos entre tropas soviéticas que davam apoio do governo marxista do Afeganistão e insurgentes mujahidis afegãos que tentavam derrubar o regime comunista no país. As primeiras tropas soviéticas queentraram no Afeganistão chegaram em 25 de dezembro de 1979. A retirada final teve início em 15 demaio de 1988 e foi finalizada em 15 de fevereiro de 1989.
  19. 19. A guerra no Sudão foi entre o governo islâmico de Cartum e o exército do sul, o Sudan Peoples Liberation Army - SPLA -, que dura mais dedezesseis anos e causou já dois milhões de mortos e que, nada conseguiu de ambas as partes além de tragédias. Os motivos dessa absurda guerra entre o norte, árabe, fundamentalista islâmico, e o sul, negro ecristão ou animista, são claros: para o governo é o controle do petróleo e das águas do Nilo, aapropriação de terra do sul, a islamização do povo negro, com a imposição da Sharia islâmica. A violação aos direitos humanos é descarada: venda de negros como escravos, especialmente jovens de ambos os sexos e mulheres, não só para o norte, mas até para os países árabes vizinhos. Do lado dos negros, é a revolta e o ódio secular contra o norte que os escravizava desde os séculos passados. Nessa guerra sem fim, o exército regular não consegue mais conter o descontentamento de seus soldados islâmicos, por causa da falta de pagamento, e fecharia os olhos diante dessas graves violações.
  20. 20. A insurreição do Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN) dividiu o México em dois lados: o governo federal e os zapatistas. Atualmente há 32 municípios autônomos zapatistas em Chiapas. O grupo é uma referência a Emiliano Zapata, general que liderou a Revolução Mexicana de 1910, admirado por defender os direitos dosfazendeiros pobres. A rebelião zapatista no estado mais pobre do México começou em 1994, com a tomada pelo EZLN de quatro cidades, mais de 600 propriedades rurais, o que totalizou cerca de um quarto do território do estado. Apesar dos duros combates iniciais contra as tropas do governo, o EZLN aposta em ações pacíficas e de impacto - como a ocupação de povoados e a organização de congressos políticos internacionais no meio da selva de Chiapas. Sua plataforma, transmitida pelo principal porta-voz, o subcomandanteMarcos, prevê a democratização do país e a ampliação da autonomia e das oportunidades para os grupos indígenas
  21. 21. No dia 24 de março de 1999, na Os kosovares são de origem albanesa eIugoslávia, iniciou-se uma guerra; de um lado muçulmana, enquanto os sérvios são cristãos estava Kosovo, uma das províncias que ortodoxos. constituiu a Iugoslávia, lutando pela sua Com o objetivo de "salvar" a população independência, e de outro, o presidente albanesa muçulmana de Kosovo de umaiugoslavo, Slobodan Milosevic, que não queria limpeza étnica, a OTAN submeteu a pobre aceitar a decisão da população de kosovar. província a constantes bombardeios. Os Kosovo é uma província que tem uma bombardeios contra a Iugoslávia, além de composição étnica e religiosa diferente da matar albaneses e sérvios inocentes, fez maioria da Iugoslávia, que é sérvia. crescer ainda mais o ódio existente entre eles, aumentando os massacres, fugas em massa e a limpeza étnica. Nada justifica a tragédia de Kosovo, e a OTAN, que é o pacto militar mais forte de planeta, deve ser responsabilizada por essa guerra ter se tornado um verdadeiro caos, por prolongar os efeitos do ódio e da violência, e por fechar este século com esse conflito sangrento.
  22. 22. A Guerra do Iraque teve início em 20março de 2003, quando os EUA - com o apoio do Reino Unido, Espanha, Itália, Polônia e Austrália - invadiram o país. A justificativa dada foi a suposta existência de armas de destruição em massa em poder do então ditador iraquiano Saddam Hussein, que não foram encontradas. A chegada das tropas à capital do Iraque foirápida e surpreendentemente tranquila, já que os rebeldes se esconderam e não resistiram. Entretanto, a trégua durou pouco tempo. Os rebeldes passaram a promover ataques contra soldados e civis, matando milhares de pessoas. No momento da explosão da guerra, os iraquianos não mostraram reação, mas atualmente, estes se mostram violentos em relação ao conflito de três anos atrás, através de sucessivos ataques terroristas.
  23. 23. O programa nuclear norte- O programa nuclear norte-coreano coreano tem suas raízes na Guerra da tem sido motivo de tensões nas relações Coreia, que opôs os norte-coreanos aos diplomáticas entre a Coreia do Norte,sul-coreanos, aliados aos americanos. Na a Coreia do Sul, envolvendo também ocasião, estes últimos deixaram a porta os Estados Unidos e o Japão. aberta à utilização da arma nuclear contra o norte. A Coreia do Norte foi signatária do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP) até 10 de janeiro de 2003, quando se retirou depois de ter sido acusada de conduzir um programa clandestino desde 1989. Em 9 de outubro de 2006, o país realizou um teste nuclear e, em 25 de maio de 2009, houve um segundo teste, mais potente e sem ambiguidade sobre sua natureza.
  24. 24. A Operação Aurora da Odisseia foi a intervençãomilitar na Líbia, empreendida por uma coalizão de váriospaíses, com base na Resolução1973 do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Esta coalizão foi inicialmente liderada pelas Forças Armadas Dos Estados Unidos. A Resolução 1973 do Conselho de Segurança das Nações Unidas prevê, além de outros aspectos, a montagem de uma zona de exclusão aérea na Líbia, e a utilização de qualquer meio de ocupação externa para proteger os civis.
  25. 25. A "Operação Chumbo Fundido" é uma grande ofensiva militar das Forças de Defesa de Israel, realizada na Faixa de Gaza, que começou em 27 de dezembro de 2008. O ataque israelense ocorreu dias após o fim de um cessar- fogo, que vigorou por seis meses, conforme havia sido acordado entre o governo de Israel e representantes do Hamas, partido majoritário no Conselho Legislativo da Palestina e que controla a Faixa de Gaza.Como Israel não suspendeu o bloqueio à Faixa de Gaza e não cessou os ataques ao território palestino, militantes do Hamas anunciaram o encerramento oficial da trégua e passaram a lançar foguetes caseiros em direção ao sul doterritório israelense. Dias depois do anúncio do fimda cessar-fogo, o próprio grupo palestino ofereceu uma proposta para renovar a trégua,condicionando-a ao fim do bloqueio israelense ao território palestino.
  26. 26. Em 1º de setembro de 2004 um grupo de terroristas islâmicos tchetchenos e árabes invadiu uma escola no interior da Rússia, submetendo um grupo de mais de mil pessoas a três dias sem água e sem comida e matou mais de 330 delas, na maioria crianças.O ataque teve início quando cerca de 30 terroristasinvadiram o ginásio da Escola Número 1 de Beslan.Durante três dias, 1.200 pessoas, a maioria crianças,além de professores e pais, foram submetidas a um regime de efetivo terror. Pessoas beberam a própria urina para suprir a falta de líquido. Todos presos no ginásio do colégio sob enormes bombas colocadas nas cestas de basquete. Após uma explosão dentro do ginásio, os civis invadiram e assim se iniciou um tiroteio em que 31 dos 32 terroristas morreram, além da maioria dos civis. Mãe chora a morte de seu filho.
  27. 27. O conflito na Caxemira se refere à disputa territorial entra a Índia e o Paquistão e entre a Índia e a China. A Índiareivindica a totalidade do antigo estado principesco o que atualmente administra 43% da região. Isto é contestado pelo Paquistão, o responsável por 37% da Caxemira, e pela China, 20%. A região pertencente a China foi conquistada na guerra de 1962 contra a Índia e uma outra parte foi cedida pelo Paquistão em 1963. A posição oficial da Índia é que a Caxemira é uma "parte integrante" da Índia, enquanto a posição oficial do Paquistão é que a Caxemira é um território disputado cujo estatuto final só pode ser determinado pelo povo da Caxemira. Mas alguns grupos caxemires acreditam que a Caxemira deve ser independente da Índia e do Paquistão. Índia e Paquistão se enfrentaram em três guerras ao longo do território da Caxemira em 1947, 1965 e 1999. A situação da área continua tensa, pois além do conflito com o Paquistão, existe atualmente um forte movimento pró-independência na Caxemira.
  28. 28. A Somália é o país mais afetado pela fome e pela seca que castigam o Chifre da África, onde mais de 13 milhões de pessoas sofrem uma situação de crise humanitária. "Quatro milhões de pessoas estão em crise de fome na Somália, das quais 750 mil correm o risco de morrer nos próximos quatro meses se não houver uma resposta adequada", apontou a Unidade de Análise de Nutrição e Segurança Alimentar da Somália (FSNAU). A ausência total de precipitações durante a temporada de chuvas de outubro a dezembro de 2010, além das poucas que caíram entre abril ajunho deste ano, gerou a pior colheita dos últimos 17 anos. "A isto se soma o fato de que a demanda por mão de obra se reduz e há um excesso de mortalidade entre os animais", bem como um aumento dos preços dos alimentos, acrescentou o organismo da ONU.
  29. 29. Outro fator que influencia na crise é a presença da milícia radical islâmicaAl Shabab, que controla a maior parte do sul da Somália e combate o GFTpara instaurar um Estado muçulmano no país, dificultando as operações das organizações de ajuda humanitária. Segundo a ONU, o estado de crise de fome é declarado em uma região quando pelo menos 20% da população sofre com uma falta extrema de alimentos, mais de 30% sofre desnutrição aguda e a taxa de mortalidade é de mais de duas pessoas ao dia para cada 10 mil habitantes.
  30. 30. A Guerra do Golfo foi um conflito armado que começou em agosto de 1990, após as tropas iraquianas terem invadido o Kuwait.Um dos motivos da invasão alegado pelo presidenteiraquiano, Saddam Hussein, foi que o Kuwait estava prejudicando o Iraque no comércio de petróleo, vendendo o produto por um preço muito baixo.Com isso, o Iraque estaria perdendo mercado consumidor e precisando baixar o preço de seu petróleo no mercado internacional. Para diminuir os prejuízos, o Iraque pediu uma indenização milionária ao governo do Kuwait. O governo do Kuwait não aceitou a reivindicação de indenização e não efetuou o pagamento. A ONU (Organização das Nações Unidas) condenou a invasão e emitiu um documentoexigindo a retirada imediata das tropas iraquianas do Kuwait. Ao mesmo tempo, os Estados Unidos deslocaram tropas e aviões para a Arábia Saudita, preparando-se para uma ação militar.O Iraque foi derrotado (o cessar fogo foi aceito em abril de 1991) e teve que retirar suas tropas do vizinho Kuwait, além de sofrer com o embargo econômico imposto pela ONU.
  31. 31. O início da Operação Liberdade Iraquiana, nome oficial da segunda guerra que os EUA travam contra o Iraque, ocorreu no dia 20 de março de 2003.Os EUA foram à guerra com o apoio do Reino Unido, mas sem o concentimento da ONU e sob protestos mundiais, com o objetivo de depor Saddam, cujo regime foi poupado na 1ª Guerra do Golfo (1991) e instalar um novo governo no Iraque.Em 22 de março de 2003, a Turquia enviou tropas para o norte do Iraque. O governo turco alegou que o objetivo é conter um fluxo de refugiados para seu território e prevenir o que chamou de “atividade terrorista” — a ação de rebeldes curdos. Na verdade, o país queria evitar que um levante dos curdos iraquianos leve à criação do Curdistão, o que poderia influenciar a população dessa etnia que vive no sudeste da Turquia. O ingresso de mais forças turcas pode desestabilizar a região, pois os líderes da minoria curda iraquiana ameaçaram reagir se isso ocorresse.

×