Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Dicas De Comida Mateira

1,041 views

Published on

Published in: Technology
  • Be the first to comment

Dicas De Comida Mateira

  1. 1. UEB – UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIÃO DO PARANÁ – 75º DISTRITO GECAT – GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS 079/PR _________________________________________________ DICAS DE COMIDA MATEIRA Por: Ch. Pedro A. S. Pavão Martins
  2. 2. UEB – UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIÃO DO PARANÁ – 75º DISTRITO GECAT – GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS 079/PR _________________________________________________ COMIDA MATEIRA Um dos aspectos mais importantes para o sucesso de uma atividade é sem dúvida, a boa alimentação. O espírito e o bom humor de um acampamento são reflexos de um bom programa e boa alimentação. Não basta desenvolvermos um bom programa de campo se a alimentação não for saudável. As refeições devem ser balanceadas e bem dosadas, acompanhando o ritmo da atividade e de acordo com o clima. Se a atividade exige maior esforço físico, a alimentação deve ser nutritiva e de fácil digestão. Se o tempo estiver quente, a alimentação deve conter saladas de frutas, sucos, cereais e carne. Para o frio, sopas, chocolate quente e alimentação mais forte, como os ensopados. Uma alimentação normal é aquela que contém a totalidade dos alimentos que, pela qualidade, quantidade, harmonia e adequabilidade, atendem as necessidades nutritivas do novo organismo durante o período de vinte e quatro horas. • QUANTIDADE: Deve ser suficiente para atender as necessidades do organismo. • QUALIDADE: Deve ser completa em sua composição, oferecendo todos os nutrientes necessários ao organismo. • HARMONIA: Não abrange somente a espécie do alimento ingerido, mas também os alimentos nutritivos nele contido (Hidrato de carbono, proteínas, gorduras, sais minerais e vitaminas). • ADEQUAÇÃO: Toda alimentação normal deverá ser adequada ao indivíduo, isto é, idade, sexo, estado de saúde, atividade que exerce, região onde mora, hábitos, clima, etc. PREPARAÇÃO DE UM CARDÁPIO Para preparar um cardápio, além de observamos as orientações anteriores expostas, devemos observar: a) Quantidade • Preparar cardápio; • Relacionar os alimentos por itens; • Calcular as quantidades que irão ser consumidos por dia; • Fazer uma outra relação com o total geral de cada item, acrescentando mais 20% do que vai ser consumido. b) Variedades • Um cardápio bem variado dá vida ao prato e come-se melhor. c) Qualidade • Condições do alimento;
  3. 3. UEB – UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIÃO DO PARANÁ – 75º DISTRITO GECAT – GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS 079/PR _________________________________________________ • Valor nutritivo; • Harmonia. d) Simplicidade • Ao elaborar o cardápio, ter sempre em mente, que o mesmo deverá ser fácil de preparar, economizando tempo e trabalho. e) Custo • Fazer o levantamento dos preços; • Calcular o custo total acrescendo 10% para eventuais necessidades locais. f) Mantimentos Perecíveis • Não comprar para armazenar: carnes, verduras, frutas, legumes e leite; • Não comprar alimentos enlatados, verificar se não estão deteriorados (lata enferrujada ou estufada); • Observar sempre a data de validade dos produtos. g) Distribuição • Os mantimentos devem ser distribuídos criteriosamente, utilizando recipientes adequados. TÉCNICAS DE APROVISIONAMENTO a) Carne Bovina • Fazer um tempero com sal, alho e vinagre. Cortar a carne, lavar e deixar escorrer a água. Colocar em uma vasilha, adicionar o tempero e mexer. Tampar a vasilha e guardar em lugar fresco e alto. • Cozer a carne em pedaços grandes. Em seguida, guardas em lugar seco e fresco. Pode ser utilizados de várias maneiras e com sabores diferentes. • Assar a carne até o ponto de rosbife. Enquanto a carne estiver assando, vá derretendo o toucinho que levou para fazer banha. Retirar a carne e colocar numa vasilha com banha. Guardar em local alto e fresco. b) Carne de Porco • Fazer um tempero com alho, sal, vinagre e limão. Colocar a carne na vasilha e regar com o tempero. Guardar em lugar fresco. • Pendurar acima do fogão, mas não muito perto, o suficiente para pegar um pequeno calor e principalmente a fumaça, assim teremos carne de porco defumada. c) Carne de Aves • As mesmas técnicas de conservação anteriores, porém, com um pouquinho de banha. d) Lingüiça • Pendure próximo ao fogão, distante do calor, apanhando fumaça.
  4. 4. UEB – UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIÃO DO PARANÁ – 75º DISTRITO GECAT – GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS 079/PR _________________________________________________ e) Peixes Frescos • Colocar em camadas em uma vasilha, colocando sal em cada uma delas, inclusive na última camada, e em seguida, fechar. • Abrir o peixe e tirar as espinhas. Colocar sal e pendurar diariamente ao sol. f) Leite • Deixar o leite ferver e coloca-lo numa vasilha limpa e em seguida tampar, deixando em local alto e fresco. Tirar a quantidade para o uso, mantendo o restante fechado. g) Verduras • Lavar e colocar em uma vasilha com um pouco de água, regando de vez em quando. h) Durabilidade • Legumes: 1 a 2 dias no máximo. • Frutas: 3 a 4 dias (se não estiverem muito maduras). • Laranja: 4 a 5 dias. NOÇÕES BÁSICAS SOBRE ALIMENTAÇÃO Os nossos alimentos são compostos de substâncias denominadas nutrientes, que são conhecidas como: proteínas, hidrato de carbono, gorduras, vitaminas e minerais. Todos os nutrientes desempenham uma função especial em nosso corpo. a) Proteínas • São responsáveis pela formação da maior parte do corpo (músculos, sangue, osso nervos, cérebro). • Os alimentos ricos em proteínas são: carnes, leite, ovos vísceras e soja. b) Hidrato de Carbono • Responsáveis pelo fortalecimento de energia para o nosso corpo. É importante ressaltar que todos os alimentos de origem vegetal contêm carboidratos. Os mais ricos são: arroz, milho, trigo, aveia, centeio, batata inglesa, batata doce, mandioca, inhame, cará, etc. Dos alimentos de origem animal, o único que contém hidrato de carbono é o leite. c) Gorduras • Fornecem energia e transportam pelo organismo as vitaminas A, D, E, K. • Como gorduras, temos a banha, manteiga óleo de soja, milho, amendoim e azeite. d) Vitaminas • Facilitam o aproveitamento dos outros nutrientes pelo organismo.
  5. 5. UEB – UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIÃO DO PARANÁ – 75º DISTRITO GECAT – GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS 079/PR _________________________________________________ • São encontradas nas hortaliças e frutas. e) Vitaminas • São encontrados em alimentos de origem animal e vegetal. • Cálcio e Fósforo: entram na composição de ossos e dentes. • Ferro: componente ativo da hemoglobina e transporta oxigênio às células do corpo. • Iodo: assegura o bom funcionamento da tireóide. • Água: é de grande importância para a vida. O organismo pode receber a água pura ou através dos alimentos. Observação: Uma alimentação normal deve ter todos estes nutrientes a fim de suprir as necessidades de um indivíduo. CONSERVAÇÃO DE ALIMENTOS a) No Chão • Cave um buraco duas vezes maior que os recipientes de comida. Forre o buraco com pedras. • Embrulhe todos os alimentos em papel encerado ou de alumínio e coloque-os em uma vasilha com tampa. • Deposite no buraco. • Coloque varas tapando o buraco e cubra com folhas, deixando um espaço aberto para entrada de ar. b) Na Água • Disponha os alimentos embrulhados em um recipiente de metal dentro d’água calçando-o com pedras pesadas. • Tape-o e coloque pedras por cima da tampa. • Coloque latas com alimentos dentro de uma caixa de madeira, ancore-a na água com estacas ou pedras. Cubra-a com galhos e folhas se não estiverem na sombra. c) Suspensos • Disponha os alimentos em pequenos sacos de pano ou plástico, amarrando-os com corda. Jogue a corda sobre um galho e amarre no tronco. • Fixe um caixote sobre uma mesa de campanha e cubra-o com um pano pesado, lona ou plástico. • Disponha os alimentos em um caixote ou cesto, enrolando-o com um pano, lona ou plástico e pendure-o em um local alto para que fique longe de insetos e animais.

×